1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Fuga à Meia-Noite (Midnight Run, EUA, 1988)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 31 Ago 2014.

?

Sua nota para o filme:

  1. 10

    0 voto(s)
    0,0%
  2. 9

    0 voto(s)
    0,0%
  3. 8

    100,0%
  4. 7

    0 voto(s)
    0,0%
  5. 6

    0 voto(s)
    0,0%
  6. 5

    0 voto(s)
    0,0%
  7. 4

    0 voto(s)
    0,0%
  8. 3

    0 voto(s)
    0,0%
  9. 2

    0 voto(s)
    0,0%
  10. 1

    0 voto(s)
    0,0%
  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Sinopse: Jack Walsh (Robert De Niro) é um ex-policial que aceitou levar de Nova York a Los Angeles um contador acusado de fraude chamado Jonathan "The Duke" Mardukas (Charles Grodin). O que ele não sabia é que esse homem havia tapeado mafiosos muito poderosos e que agora ambos terão de enfrentar muitas dificuldades para salvar suas vidas.

    Direção: Martin Brest

    Elenco: Robert De Niro, Charles Grodin

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     

    Arquivos Anexados:

    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Um clássico. Da época em que o Martin Brest ainda dirigia algo bom sem se perder no orçamento - mais um daqueles diretores que precisam ter um orçamento baixo pra realizar algo espetacular.
     

Compartilhar