• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Filhote de girafa saudável é sacrificado na Dinamarca

Clara

Perplecta
Usuário Premium
COPENHAGUE - Não adiantou uma petição online. O protesto de defensores de animais. Nem o pedido de transferência por parte de outro zoológico. O filhote de girafa Marius, de apenas 2 anos, foi morto neste domingo e sua autópsia foi exibida a curiosos, inclusive crianças, no Zoológico de Copenhague, na Dinamarca.

O caso provocou comoção e gerou polêmica para além das grades daquele zoológico. Afinal, a pequena girafa estava em perfeito estado de saúde, mas foi abatida com uma pistola e seu corpo despedaçado na frente de visitantes para depois ser servido de alimento para outros animais.

A direção do zoológico argumentou que eles seguiram o Programa de Reprodução Europeia, que tem o objetivo de assegurar a população saudável de girafas em zoológicos europeus. "Isto é feito com frequência para garantir que apenas girafas sem consanguinidade se reproduzam", defendeu em declaração na internet, Bengt Holst, diretor científico do zoológico. "Se os genes do animal estão bem representados numa população, outra reprodução daquele animal é desnecessária".

O argumento não foi aceito por organizações de proteção a animais, como Dyrenes Beskyttelse e Anima, as principais da Dinamarca, que iniciaram uma petição internacional, a qual chegou a acumular 27 mil assinaturas pedindo que o zoológico poupasse a vida de Marius.

Além disso, Stine Jensen, da organização "Contra o Sofrimento de Animais", afirmou que a girafa tinha sido tratada como "lixo", e o grupo "Direitos dos Animais da Suécia" também fez críticas: "A única forma de parar com isso é não visitar os zoológicos".

O Parque de Vida Selvagem Yorkshire, do Reino Unido, foi um dos que ofereceu abrigo a Marius, onde ele ficaria junto de outros machos, incluindo um do Zoológico de Copenhague. A oferta foi ignorada e depois o grupo expressou "tristeza" ao ouvir sobre sua morte. Outro parque holandês também tinha garantido que cuidaria do animal. Segundo o "Independent", a oferta chegou a 415 mil euros para manter a girafa viva.

A direção do zoológico, no entanto, manteve a sua posição e Holst afirmou que não foi aceita a sua transferência porque eles fazem parte de um programa de reprodução internacional, o qual concorda em seguir certas regras, entre elas, a de não vender os animais. Ele explicou ainda por que as opções de castração ou reintrodução na natureza foram descartadas:

"Nós deixamos os animais se reproduzirem naturalmente" e "acreditamos que eles deveriam manter este comportamento mesmo em cativeiro. A castração tem uma série de efeitos colaterais nos órgãos dos animais e, portanto, afetariam o seu bem-estar se não praticássemos a eutanásia".

Marius nasceu em cativeiro, no Zoológico de Copenhague, onde existem sete girafas reticuladas, uma espécie nativa da África. A espécie não está em extinção, mas enfrenta a ameaça da perda de habitat e da caça.

Autoridades usaram uma arma, em vez de injeção, para matar a girafa, assim a sua carne poderia ser consumida pelos predadores do zoológico. Depois da autópsia aberta a visitantes, restos de Marius foram distribuídos a leões.
Fonte

A morte do animal (e sua autópsia) foram eventos abertos ao público.
Algumas fotos podem ser vistas aqui.

Não consigo entender o motivo de não terem doado o animal para outro zoo, já que não era permitido que vendessem. :-(
 

Tilion

Administrador
Fonte

A morte do animal (e sua autópsia) foram eventos abertos ao público.
Algumas fotos podem ser vistas aqui.

Não consigo entender o motivo de não terem doado o animal para outro zoo, já que não era permitido que vendessem. :-(
"Mr. Holst said he had decided against sending Marius to another zoo because doing so would have opened the door to inbreeding and potentially removed a place for a giraffe whose genetic makeup was more valuable in terms of future offspring in captive breeding programs." (fonte)

Dessa forma, se fosse pra outro zoológico, o mais provável é que eventualmente o animal tivesse o mesmo destino.

Pode não ser algo muito agradável de se ver ou mesmo de se ficar sabendo a respeito, mas acho engraçado a indignação de tanta gente que não ficaria um segundo sequer incomodada se fosse uma vaca ou um porco no lugar — gente aliás que deve comer esses animais regularmente. A girafa acabou tendo o mesmo fim que provavelmente teria se estivesse na natureza: virar comida de leões.
 

Clara

Perplecta
Usuário Premium
"Mr. Holst said he had decided against sending Marius to another zoo because doing so would have opened the door to inbreeding and potentially removed a place for a giraffe whose genetic makeup was more valuable in terms of future offspring in captive breeding programs." (fonte)

Dessa forma, se fosse pra outro zoológico, o mais provável é que eventualmente o animal tivesse o mesmo destino.

Pode não ser algo muito agradável de se ver ou mesmo de se ficar sabendo a respeito, mas acho engraçado a indignação de tanta gente que não ficaria um segundo sequer incomodada se fosse uma vaca ou um porco no lugar — gente aliás que deve comer esses animais regularmente. A girafa acabou tendo o mesmo fim que provavelmente teria se estivesse na natureza: virar comida de leões.
Acho que tem nada a ver esse seu comentário, que por sinal é primo daquele outro: "mas com tanta gente passando fome/tanta criança abandonada etc etc etc..." =/

Me sinto indignada pelas pessoas que passam fome numa civilização que poderia ter acabado com esse horror há décadas.

Me revolto pelas crianças que são abandonadas, sim, principalmente com os adultos que as têm num tempo em que os métodos contraceptivos estão avançados e disponíveis pra maioria delas.

E me sinto indignada pelo animais que são tratados como coisas, como objetos descartáveis, caso dos porcos, das vacas e galinhas e deste filhote de girafa.

A girafa acabou tendo o mesmo fim que provavelmente teria se estivesse na natureza: virar comida de leões.
Sendo um macho novo e saudável como era teria pelo menos uma chance de se defender e/ou fugir se estivesse na natureza.
Depois, nem todas as girafas que vivem livres viram comida de leão. o_O
 

Lobelia SB

His name was Robert Paulson
Eu entendo a questão do inbreed... isso seria péssimo..geraria uma geraçao inteira com problemas geanéticos..isso se cruzassem parentes diretos (pai com filha, mae com filho, irmaos, etc... entre primos distantes não existe isso) mas não entendo porque não castraram a pobre coitada e a doaram para qualquer amante de animais selvagens...tem de monte na europa... já que eles não poderiam vender mesmo...
aposto que eles estavam mesmo é precisando de comida para os leões e viram na girafinha uma oportunidade....
tadinha... eu adoraria ter uma girafa :grinlove:
 

Tilion

Administrador
Acho que tem nada a ver esse seu comentário, que por sinal é primo daquele outro: "mas com tanta gente passando fome/tanta criança abandonada etc etc etc..." =/
Não sei que comentário é esse a que tu te refere.

Me sinto indignada pelas pessoas que passam fome numa civilização que poderia ter acabado com esse horror há décadas.
Somos dois. Se usassem os trilhões gastos anualmente com guerras, isso seria possível num piscar de olhos. Mas vai convencer aqueles que só sabem pensar belicosamente acima de qualquer coisa.

Me revolto pelas crianças que são abandonadas, sim, principalmente om os adultos que as têm num tempo em que os métodos contraceptivos estão avançados e disponíveis pra maioria delas.
Idem aqui também. Só não dá pra tirar da equação a ignorância, voluntária ou não, das pessoas. Se ainda tem gente que acredita que "por ser a primeira vez não vai dar nada", "tira antes que tá de boa", etc., dá pra ver por que o cenário não muda.

E me sinto indignada pelo animais que são tratados como coisas, como objetos descartáveis, caso dos porcos, das vacas e galinhas e deste filhote de girafa.
Aí já entra outro aspecto de preferência pessoal (no caso de tu ser vegetariana), então não vou seguir nessa linha, mas acho que animais que são criados para consumo precisam no mínimo ser criados em condições adequadas (coisa que muitos não são, realmente), abatidos da forma certa e mais indolor possível e tudo mais. No caso da girafa concordo que o método que usaram provavelmente não é o mais adequado, mas pelo que li, uma injeção letal tornaria a carne dela imprópria para o consumo por parte dos leões, o que realmente seria um desperdício, já que aí a carne dela seria descartada.

Sendo um macho novo e saudável como era teria pelo menos uma chance de se defender e/ou fugir se estivesse na natureza.
Depois, nem todas as girafas que vivem livres viram comida de leão. o_O
Por isso eu disse "provavelmente". E tampouco os leões são os únicos predadores.
 

Thor

ἀλήθεια
Sendo um macho novo e saudável como era teria pelo menos uma chance de se defender e/ou fugir se estivesse na natureza.
É por isso que sou a favor da Torada. Lá, pelo menos o Touro tem uma chance de se defender... :rolleyes:

Aí já entra outro aspecto de preferência pessoal (no caso de tu ser vegetariana), então não vou seguir nessa linha, mas acho que animais que são criados para consumo precisam no mínimo ser criados em condições adequadas (coisa que muitos não são, realmente), abatidos da forma certa e mais indolor possível e tudo mais. No caso da girafa concordo que o método que usaram provavelmente não é o mais adequado, mas pelo que li, uma injeção letal tornaria a carne dela imprópria para o consumo por parte dos leões, o que realmente seria um desperdício, já que aí a carne dela seria descartada.
Pois é. Eu sou tão carnívoro quanto um leão.
Porque ele pode comer carne e eu não?
 

Clara

Perplecta
Usuário Premium
É por isso que sou a favor da Torada. Lá, pelo menos o Touro tem uma chance de se defender... :rolleyes:
E o que seria uma "torada"?
Alguém batendo com uma tora na cara de alguém?


Pois é. Eu sou tão carnívoro quanto um leão.
Porque ele pode comer carne e eu não?
Pode, claro, pode também sair por aí e caçar seu almoço, e comê-lo cru e ensanguentado.
Pode se juntar a uma fêmea e matar os filhos dela pra manter seu território.
Pode cagar no mato e depois se lamber pra limpar a própria bunda.
Pode fazer sexo com sua mãe e sua irmã e filha.

Pode tudo isso, afinal, você é carnívoro e possui instintos, como os leões.
Esquece essa besteira de "civilização" e "ser humano racional".
Isso tudo é bichice que neguinho inventou pra te controlar.
 

Pearl

Usuário
A explicação do diretor do zoológico me pareceu estranha, pareceu mais uma desculpa porque teve zoológico interessado em comprar o animal e que não obteve resposta. E tipo em termos de responsabilidade ambiental e risco de extinção e tal, é muito mais incompreensível usar a carne de uma girafa para alimentar leões que de porco/boi.
 
Última edição:

dermeister

Ent cara-de-pau
O próprio diretor comentou sobre a castração -- algo que, convenhamos, deve ter sido a primeira coisa que todos se perguntaram depois da explicação sobre os riscos genéticos --, um procedimento que parece ser tão complexo em girafas que os casos bem sucedidos são publicados nos periódicos especializados.
 

Thor

ἀλήθεια
Pode, claro, pode também sair por aí e caçar seu almoço, e comê-lo cru e ensanguentado.
Pode se juntar a uma fêmea e matar os filhos dela pra manter seu território.
Pode cagar no mato e depois se lamber pra limpar a própria bunda.
Pode fazer sexo com sua mãe e sua irmã e filha.

Pode tudo isso, afinal, você é carnívoro e possui instintos, como os leões.
Esquece essa besteira de "civilização" e "ser humano racional".
Isso tudo é bichice que neguinho inventou pra te controlar.
Você sabe que, se você mudar a primeira frase para:

"Pode, claro, pode também sair por aí e colher sua hortaliça para o almoço, e comê-la crua e suja de terra."

Todo o resto vale para um herbívoro, né?
Então ainda não sei em que ser vegetariano tem de mais civilizado do que em ser carnívoro.
 
Última edição:

Éomer

Usuário
Sendo um macho novo e saudável como era teria pelo menos uma chance de se defender e/ou fugir se estivesse na natureza.
Depois, nem todas as girafas que vivem livres viram comida de leão. o_O
Mas é muito difícil um animal criado em cativeiro sobreviver muito tempo livre não. Pelo menos eu entendi que o @Tilion estava se referindo a esse fato.

E como o próprio diretor disse estava tudo acordado há muito tempo. Era um protocolo que quem participa do programa de reprodução citado sabe que é obrigado a cumprir, pelo que vi.

E eu não sou partidário desse pensamento "ah mas com tanta criança passando fome e blá blá blá", mas digamos se víssemos pessoas lutando pelos direitos da sua espécie com tal afinco teríamos bem menos crianças passando dificuldades.

E é aquela história: girafa é um bichinho fofo, mas milhões de camondongos são sacrificados todo dia pelo bem da ciência e pouca gente reclama. Milhares de pássaros, lagartos e outros animais são desalojados do seu habitat e morrem para que uma lavoura seja plantada para que nós possamos ter comida na mesa e pelos direitos desses animais eu vejo pouca gente reclamar.
 
Última edição:

adrieldantas

Relax and have some winey
Todo mundo se preocupando com os animais, tudo bem, mas e as crianças? E todas aquelas crianças vendo um animal ser aberto na frente delas? Crianças pequenas que mal ainda viram sangue...
 
Última edição:
Não questiono o ato de ir contra este tipo de atitude com relação aos animais (apesar de que neste caso, não tem nada demais), mas penso como o @Éomer , há questões mais relevantes a nossa raça que não recebem a atenção devida (fome, por exemplo).
 

-Failivrin-

Amaterasu
Talvez elas tenham sua atenção Hebe, desde que uma das partes tenha o ganho que acredita ser o certo (vide o Nordeste do Brasil que foi durante muitos anos o oásis de políticos e suas hipocrisias)
Mas em relação a esse tópico, a relevância dele está no modo com que a girafa foi tratada, por ser de cativeiro cria-se a responsabilidade sobre um animal tirado de seu habitat, por isso a mídia criou um foco quando esta foi morta. Diferente dos camundongos citados por Éomer, que são selvagens. Vidas próprias, vidas no mínimo insignificantes a muitas pessoas.
Penso que não tenha sido cruel mostrar a morte e a alimentação dos animais, enclausurar crianças em redomas de vidros não as tornarão conscientes do plano em que vivem, muito menos traumatizadas por presenciarem a cena, só acho que a criação delas não deva ser algo utópico (algo que está se tornando corriqueiro nas últimas décadas)

É alarmante pelo fato de ser uma jovem girafa, creio que se fosse o sacrifício de uma girafa adulta, o posicionamento seria diferente.
 
Última edição:

Ranza

Macaco
O que não entendo é como que toda notícia de animal morto vira argumento vegetariano, como se animal só morresse para que homens pudessem se alimentar. E outra coisa, ser vegetariano não é sinal de ser mais civilizado, pois a agricultura e a pecuária foram uma das maiores invenções da civilização e ambos destroem equitares e mais equitares de vegetação nativa para que a civilização tenha seus produtos do dia a dia. Trocando em miúdos, não há nada mais civilizado do que manipular a natureza em favor do ser humano.
 

Éomer

Usuário
O problema é que querendo ou não nós assumimos o papel de espécie dominante e temos que assumir o ônus de tomar decisões que serão prejudiciais ou benéficas às outras espécies. É brutal, é cruel, mas um dia nós temos que encarar a realidade e crescer. Aquela história de que o lobo e o cordeiro pastarão juntos e o leão e o boi comerão na mesma manjedoura é muito bonitinha na Bíblia e deve ser adorada pelo cordeiro e pelo boi, mas é um desrespeito ao lobo e ao leão.
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Você sabe que, se você mudar a primeira frase para:

"Pode, claro, pode também sair por aí e colher sua hortaliça para o almoço, e comê-la crua e suja de terra."

Todo o resto vale para um herbívoro, né?
Então ainda não sei em que ser vegetariano tem de mais civilizado do que em ser carnívoro.
Eu quase concordo com isso, Thor. Você só parece esquecer de um detalhe, citado pelo Tilion:

mas acho que animais que são criados para consumo precisam no mínimo ser criados em condições adequadas (coisa que muitos não são, realmente), abatidos da forma certa e mais indolor possível e tudo mais
 

Thor

ἀλήθεια
Não necessariamente o modo mais indolor é a forma ecologicamente correta ou melhor para o consumo. Fisgar um peixe e jogá-lo no canto do barco até que ele morra asfixiado provavelmente não é lá a morte mais agradável. Mas é a melhor forma economicamente e ecologicamente. Retirá-lo da água com uma rede com certeza é menos indolor, mas ecologicamente é pior. Além disso, é inviável se o pescador tiver que, após pescar o peixe, realizar um mini-assassinato a cada peixe que ele pescar.

Frango. Vocês sabem como um frango ou uma galinha é abatido? Se você matar ele de repente, e ele morrer assustado, a carne fica dura e ruim para comer. O cara precisa raspar o pescoço do frango, e deixar que o sangue se esvaia pouco a pouco. Desse jeito a carne dele vai ficar macia.

E isso não é mais ou menos cruel do que devorar fungos ou folhas. São vidas da mesma forma. O problema é que, para os vegetarianos, tirar a vida de uma criatura que você possa fazer um desenho animado em que ele fale aparenta ser mais cruel. Mas é só uma questão de cadeia alimentar. É a Natureza, só isso.

É claro que não é para maltratar os animais enquanto eles são criados, né? Mas me preocupo muito mais em como bilhões de pessoas serão alimentadas do que com direitos dos animais. E carne é um ingrediente crucial para a dieta humana sim.
 

Éomer

Usuário
Frango. Vocês sabem como um frango ou uma galinha é abatido? Se você matar ele de repente, e ele morrer assustado, a carne fica dura e ruim para comer. O cara precisa raspar o pescoço do frango, e deixar que o sangue se esvaia pouco a pouco. Desse jeito a carne dele vai ficar macia.
o_O
Não é exatamente assim, antes o animal tem de ser insensibilizado para não sofrer. A não ser naquelas merdas de abate judaico ou muçulmano que exigem morte sem insensibilização. Eu acho que a forma como os animais de consumo são tratados (ou mal tratados) diz muito sobre um povo.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.470,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo