1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Copa 2014 Fifa pediu privilégio para torcedor durante a Copa em SP. Haddad disse não

Tópico em 'Esportes' iniciado por Fúria da cidade, 21 Jan 2014.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    A prefeitura de São Paulo não vai bancar o transporte gratuito de torcedores durante a Copa do Mundo. Quem vier à capital paulista assistir aos jogos do Mundial vai pagar R$ 3 pelo metrô ou pelo ônibus, como qualquer outro paulistano.

    O recado foi dado pelo prefeito Fernando Haddad (PT) ao secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, durante reunião na manhã desta segunda-feira, 20. O transporte gratuito aos fãs não é uma exigência contratual da Fifa, mas foi um pedido da entidade.

    Na Copa das Confederações, quem mostrava o ingresso andava de graça nos ônibus de Belo Horizonte, Distrito Federal e Fortaleza em dias de jogos. Integrantes da Fifa e do COL (Comitê Organizador Local) argumentam que seria bom ter o benefício na Copa.

    Políticos ligados a Haddad, porém, avaliam que a cidade não deve arcar com esse custo, especialmente um ano após os protestos contra o aumento da tarifa. O governo do Estado e a prefeitura já investiram cerca de R$ 500 milhões em obras de mobilidade no bairro de Itaquera, onde fica o novo estádio do Corinthians, segundo o secretário estadual de Planejamento, Júlio Semeghini.

    O poder público planeja uma operação especial de trens, metrô e ônibus para os dias de jogos. Uma das propostas em estudo é fazer a Linha 11-Coral da CPTM ir direto da Luz a Itaquera perto do horário das partidas – atualmente, as composições param nas estações Brás e Tatuapé.

    Na reunião com Valcke, Haddad pediu, ainda, que as equipes envolvidas na organização do evento fechem a lista de pendências de cada esfera de governo ou órgão até sexta-feira. O prefeito quer saber o que falta ser feito, quem é responsável e quanto deve ser investido.

    Até o fim do mês, técnicos da Prefeitura devem fechar a conta sobre os gastos extras. Os governos do município e do Estado têm trabalhado para reduzir o dinheiro que irão gastar com as chamadas estruturas complementares: uma série de construções que precisam ser feitas ou equipamentos que terão que ser comprados para serem utilizados apenas durante a Copa.

    Redução de custos
    A organização da Fan Fest em São Paulo, por exemplo, será paga pela iniciativa privada e pelo COL. Para conseguir as vagas de estacionamento exigidas pela Fifa, o poder público pretende utilizar o terreno da Fatec (em frente ao estádio) e parte do estacionamento do Shopping Itaquera. O centro de voluntariado também vai usar o prédio da Fatec, que estará em férias.

    As arquibancadas temporárias, que aumentarão a capacidade da arena para a abertura da Copa, serão pagas pela Ambev e mais três parceiros privados, segundo o governo do Estado. As outras estruturas que tornarão o estádio capaz de receber o jogo de abertura, como estrutura de tecnologia, devem ser pagas pelo Corinthians, de acordo com a vice-prefeita Nádia Campeão, coordenadora do SPCopa (Comitê Especial para a Copa do Mundo).

    "Nosso objetivo é diminuir o máximo possível o gasto com essas estruturas. Cada um de nós vai cumprir o que está no contrato. Tudo o que for legado, eles [o Corinthians] já estão fazendo, o que for ficar para o estádio. O que é da Arena vai ser pago pelo Corinthians. O que é da Prefeitura é pago pela prefeitura", afirmou Nádia, após acompanhar a visita da comitiva da Fifa a Itaquera nesta segunda.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    -----------------------------------------------------------------------------------

    Dúvido que Haddad resista já que a pressão deve voltar e aumentar.

    E quanto ao "Expresso da Copa" tava na cara que iam pegar a linha Luz-Guaianases e fazer ela ficar sem escala só pra passar a impressão pra quem vem de fora que a cidade tem um trem rápido e eficiente. Mais uma enganação só pra inglês ver.
    ----------------------------------------------------------------------------------------------------
     
  2. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    A linha Luz-Guaianases não é lenta.

    Também duvido que ele mantenha a posição. Mas se manter, estaria correto.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  3. Não mesmo, em cerca de 20 minutos chega em Guaianazes, mesmo tendo cinco estações no caminho (Brás, Tatuapé, Corinthians-Itaquera, Dom Bosco e José Bonifácio), sendo que entre Tatuapé e Itaquera tem um trecho gigantesco, equivalente a seis estações de metrô da Linha 3-Vermelha. Além disso, a maior parte dos trens são dos novos, que em velocidade perdem de pouco dos metrôs. Sem contar que, como a matéria diz, não seria nem o dia todo, e sim perto do horário dos jogos, ou seja, quem pegar fora desse horário vai pegar o esquema normal.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Depende de faixa de horário coisa que é típico de qualquer linha da CPTM

    Eu já peguei ano no final do passado durante uma semana que fiz um curso em Sampa pegando apenas o trecho Tatuapé-Brás sentido Luz dessa linha por volta das 8 e meia da manhã e é incrível a lentidão, pois do nada o trem para no meio do caminho, depois volta e para de novo. Você via o metrô ali do lado com muito mais estações pra parar e lhe passando a frente. Em nenhum dos dias que peguei nessa faixa de horário ele fez esse trecho de apenas 2 estações em menos de 5 minutos.

    É claro que uma coisa é pegar num dia de semana o trem lotado em pleno horário de pico, outra fora dele ou finais de semana estando mais vazio e outra será num esquema desse montado exclusivamente pra Copa. Cada situação dará um tempo de viagem diferente.
     

Compartilhar