1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Fichas-sujas superam 700 mil votos em São Paulo

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 4 Out 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Mais de 700 mil votos foram dados ontem a candidatos a deputado federal barrados com base na Lei da Ficha Limpa em São Paulo. Esses votos foram declarados nulos pela Justiça Eleitoral.

    Entre os considerados "ficha-suja" pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo o mais votado foi o deputado federal Paulo Maluf (PP) que foi escolhido por mais de 495 mil eleitores.

    Maluf recorreu ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) contra a decisão do TRE paulista e caso vença a disputa jurídica ele será o terceiro deputado federal mais votado no Estado.

    Nessa hipótese o deputado também elevará de modo significativo o número de votos de sua legenda e consequentemente aumentará a bancada do PP na Câmara dos Deputados. Sem considerar os votos de Maluf, o partido elegeu dois deputados, mas com os votos atribuídos a ele a legenda deverá chegar a ter cinco congressistas.

    Além de Maluf, tiveram votação expressiva os barrados pelo TRE Paulo Roberto Gomes Mansur (PP), com 64 mil votos, Francisco Rossi (PDT), com 52 mil votos, Felix Sahão Júnior (PT), 42 mil, Airton Ferreira Garcia (DEM), 35 mil e Francisco Esmeraldo Felipe Carneiro (PMN), que recebeu 25 mil votos.

    Essa frase foi repetida ao menos seis vezes pelo deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), que, em 2011, poderá voltar ao cargo pela terceira vez.

    O ex-governador garante que a Lei da Ficha Limpa não lhe tira o sono. Ele foi considerado "ficha-suja" pelo TRE de São Paulo, por uma suposta compra de frangos superfaturados. Pode recorrer a dois tribunais superiores.

    Maluf foi votar na Faculdade de Engenharia, no Jardim Europa, acompanhado de assessores, seguranças e sua mulher, dona Sylvia --maquiada e ansiosa pela "comida árabe" que o casal desfrutaria no almoço.

    Maluf disse ter votado a favor da Lei da Ficha Limpa, assim como a bancada do partido que preside, o PP.

    Na verdade, a legenda só apoiou o projeto após desfigurações que podem favorecer o candidato, como uma emenda de Francisco Dornelles (PP-RJ).

    Mas não é isso que parece preocupar Maluf. Recordista de votos em eleições passadas, ele perdeu o posto para Tiririca (PR), o deputado mais votado nestas eleições.

    Maluf fez uma avaliação dos oito anos de Lula no poder. O Lula "pessoa física" agrada.
    Já o governo Lula, segundo Maluf, "poderia ter sido melhor".

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar