1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ficção de Polpa - Volume 3 (Vários Autores)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Clara, 30 Jan 2011.

  1. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Através da
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    no Blog do Meia Palavra, fiquei sabendo dessa coleção (em três volumes) chamada "Ficção de Polpa".

    Se no Volume 1 os temas giravam entre ficção científica, fantasia ou horror (com predominância deste último) de acordo com o organizador das coletâneas, Samir Machado de Machado, no segundo volume as histórias tendem para a ficção científica e no terceiro "para manter o equilíbrio" os contos estão mais para o gênero fantástico.

    Mas, como o próprio Samir deixa claro, nesse volume não encontramos apenas histórias fantásticas, alguns são contos de terror mesmo, como "Ursinho de Sonho" (Renato Arfelli) ou "Indiferente à Tragédia" (Fernando Mantelli) que conta a história de um homem que insiste em permanecer indiferente às emoções e sentimentos, mesmo quando presencia uma história de terror/lenda urbana daquelas que todo mundo já leu ou ouviu.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Anica

    Anica Usuário

    O post de abertura do tópico ficou tão legal que pedimos para a clara para publicar lá no blog, e ela deixou. Acabou de ir ao ar, quem não leu, corre lá ler que está bem bacana :sim:
     
  3. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Desculpem o flood, :vergonha: mas:

    Que bacana, meu texto no blog! êêêêê.... :eba:

    (Agora que peguei o gosto se preparem, pois vou mandar outros textos. Me aguentem! :dente: )
     
  4. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    ai que eu vou adorar!
     
  5. Gigio

    Gigio Usuário

    Os contos sobre os quais a Clara comentou no texto também foram alguns dos que mais gostei... :sim:

    O da Clarice Kowacs é realmente ótimo. Em três páginas ela consegue uma apresentação completa de um cenário bem excêntrico. E o "Carinhas Coloridas", da Helena Gomes, e "Sonho de Consumo", do Ubiratan Peleteiro são muito criativos, bem "Além da Imaginação" mesmo, dá para imaginar perfeitamente a cara que os atores fariam em certas cenas... :lol:

    Mas o meu favorito mesmo foi "Pelos Dentes da Baleia", do Roberto de Sousa Causo. É uma história com elementos fantásticos e indígenas, que consegue, isso é o difícil, equilibrar as duas coisas. O começo principalmente, é muito legal: "A breve era das Grandes Navegações de Pindorama foi prefigurada pelo encalhe de uma baleia lactante nos sambaquis da aldeia de Tibirá..."

    Acho que de todas as coletâneas de contos fantásticos ou de FC que têm sido organizadas no Brasil, essa da Não Editora me pareceu a que reúne na média os melhores escritores.

    E uma coisa que a gente percebe pelas minibiografias no final: quanto publicitário, hein? :pipoca:
     
  6. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    O volume um é bem bacana Gigio, você já leu?
    E o volume dois parece ser mais voltado pra ficção científica, estou curiosa pra ler, se a 'Não Editora' não relança-lo logo acho que vou procurar em um sebo.

    Verdade, mas acho que tem a ver com o fato de ambos (o conto e o roteiro publicitário) terem a mesma necessidade, a de causar impacto com um número pequeno de palavras.
     
  7. Anica

    Anica Usuário

    sai agora no fim de março, junto com o volume 4
     
  8. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Legal Anica, aí eu compro os dois.

    Acho um pouco de sacanagem da minha parte comprar em sebo um livro que não é muito caro (como é esse) e de editoras pequenas; só faço isso quando eles são muito caros ou quando está esgotado mesmo.

    Além do que, nada se compara a um livro novinho. :timido:
     
  9. Gigio

    Gigio Usuário

    Li não, pulei direto para o 3. Mas quero ler sim! :sim:

    Uma outra coisa que esqueci de comentar: para toda a badalação em torno do Xerxenesky, até que o conto dele é meio fraco, não?

    Faz sentido, esse deve ser mesmo o forte deles... Mas minha impressão é de que isso vale para a literatura como um todo. Tipo, de que hoje muitas pessoas com pendor para a escrita escolhem cursar publicidade porque acham que assim o "pão" está mais garantido. Da mesma forma que antigamente iam atrás do diploma de Direito...
     
  10. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    E então você já está familiarizado com a série e sabe mais ou menos o que esperar do livro que tem em mãos. Pelo menos você pensa isso quando começa a ler Ficção de Polpa vol.3, da Não Editora. Mal passa a Introdução, já damos de cara com uma surpresa: a primeira história não é um conto, é história em quadrinhos! Com roteiro de Guilherme Smee e arte de Jader Corrêa, O Quarto Desejo abre a coletânea já mostrando qual será o tom predominante: o fantástico.

    Talvez não só fantástico, mas também maravilhoso. Retomando a discussão proposta na Introdução de Contos Fantásticos do Século XIX escrita por Italo Calvino, em todas elas temos o elemento sobrenatural, que foge da nossa realidade. Mas a sutil diferença é que no caso do conto fantástico, temos uma explicação sobre os eventos da narrativa, enquanto no maravilhoso há pura e simplesmente uma suspensão da realidade, o leitor compra aquela história como "real" e aceita os fatos sem questioná-los. É mais ou menos o que acontece já com O Quarto Desejo, no qual temos um homem que pode fazer quatro desejos para um gênio: você não questionará se é possível a existência de um gênio, apenas seguirá os desdobramentos da narrativa.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  11. Anica

    Anica Usuário

    realmente, não é o melhor dele (acho que o melhor é O Desvio, que está no primeiro volume). mas também não dá para julgar os motivos de uma "badalação" em torno de um autor só por um conto, né? aliás, eu acho que areia nos dentes justifica toda ou qualquer badalação sobre o xerxenesky, pelo menos por uns 10 anos :dente:
     

Compartilhar