1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ficção Científica

Tópico em 'RPG' iniciado por Armitage, 4 Out 2006.

  1. Armitage

    Armitage Usuário

    Esse gênero é meio underground no mercado de RPG. Mas sei que existem alguns tarados por aí (como eu :mrgreen: ).

    Tem alguem aí que curte Sci-fi?

    O que vocês mais gostam no gênero?

    Que jogos vocês conhecem ou curtem?
     
    Última edição: 4 Out 2006
  2. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Eu tenho uma apreciação moderada por Sci-Fi... curto, mas não muito.

    Não sei se tu considera Star Wars Sci-Fi (eu não considero, pra mim é fantasia), mas eu curto um monte. O d20, claro, porque o da West End não dá pra querer.

    Mas o meu preferido é o Paranóia mesmo. Acho sensacional todo o lance de conspirações, sociedades secretas e os gadgets do jogo.

    Gosto também do Cyberpunk 2.0.2.0, mestrei algumas vezes e nos divertimos muito jogando.

    O Shadowrun eu nunca joguei, mas não simpatizo muito com a mistura bizarra. Eu sei que o lance é fundamentado, etc. mas... sei lá, não simpatizo mesmo.

    O GURPS Cyberpunk eu joguei uma vez e dormi durante a sessão. Não preciso falar mais, né? heheheh

    Ah, tem um que eu nunca joguei, mas que o sistema me agradou bastante: o Star Trek antigo.
     
  3. TT1

    TT1 Dilbert

    O melhor cenario de FC que existe no mundo é nacional, o Millenia. A ambientação é maravilhosa, os desenhos são lindos, tudo feito com muito capricho, tirando o sistema de jogo que usa tabelas e é bem ruim.

    Mas eu recomendo totalmente. Vale a pena dar uma garimpada.
     
  4. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Bah, eu já pequei na mão várias vezes esse Millenia há alguns anos atrás e nunca quis comprar.

    Ah, lembrei de outro RPG Sci-Fi irado: o Höl. O jogo é todo naquele clima ultraviolento espacial dos quadrinhos do Lobo. É bem interessante. É da Black Dog, o que quer dizer muita coisa..heheh
     
  5. Auberon

    Auberon Ao sonhar numa noite de verão

    Ai está um genero de RPG que realmente não foi bem explorado! Paranoia é de fato primoroso, mas não deixo de dar uma medalha ao Millenia (em especial o cenário que dá muito pano para manga) e Shadowrun (criatividade é tudo). Gostaria de ter tido chance de dar uma olhada no Trinity e no Alternate (acho que os nomes são algo perto disto)...
     
  6. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Bah, como pude me esquecer do Trinity! O cenário é bem legal. Nunca joguei, mas pude dar uma bela olhada no livro. O sistema é algo entre o Storyteller e o Storytelling, bem legal.

    E eu mereço 48327523749328749823 chibatadas laser por ter esquecido do belíssimo e primoroso BLUE PLANET!

    Eu jamais vou perdoar um dos jogadores do meu grupo por ter trocado o livro do Blue Planet por vinis do Helloween e gibis do Spawn... :disgusti:
     
  7. Sarcasmo

    Sarcasmo Funfamento

    Po são vinis do Helloween, acho que merece ser considerado.


    Eu curto mais Star Wars mesmo e uma vez só resolvemos jogar Daemon de Gundan Wing o que foi bem legal, mas nunca demos continuídade no assunto...
     
  8. Armitage

    Armitage Usuário

    É uma pena esse gênero ser tão pouco explorado.

    Acho que a série de maior sucesso e que conseguiu se manter no mainstream é Shadowrun. O resto fica no underground do mercado. (Cyberpunk praticamente se suicidou com a 3º edição. E Paranóia é meio underground.)

    -

    Esse Milênia, como é? Dá pra resumir aí?

    -

    Pelo que ouço a respeito, parece que lá fora eles elogiam muito estes 3 jogos:

    Blue Planet, Transhuman Space, e Traveller.

    Traveller eu não conheço. Dizem que é clássico tipo Jornada nas Estrelas.

    Blue Planet é muito interessante. Tenho o livro e já li ele todo. Se passa em Poseidon, o 1º planeta habitável descoberto fora do sistema solar. É uma espécie de Waterworld. A ambietação é riquíssima, e acompanha a exploração e colonização de Poseidon. O sistema é bom e ágil (era em percentil, mudou com a 2º edição). Nunca tive oportunidade de jogar.

    Transhuman Space é o cenário mais hard sci-fi que há. Extrapola as visões atuais e as consequencias que estas terão na sociedade de forma séria. Transhumanismo, Pantropia, 4º e 5º onda (de Alvin Toffler), biotecnologia, inteligência artificial, terraformação, augmented reality, etc. Se passa no ano 2100, com a colonização do sistema solar. Já joguei algumas partidas e gostei.

    Recomendo os 2 ultimos.
     
    Última edição: 5 Out 2006
  9. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Se algum dia eu colocar as mãos num Blue Planet eu compro na hora.

    Ah, e MBF, considerando que o cara não tem um toca-discos, tu tem certeza que merece ser considerado?
     
    Última edição: 5 Out 2006
  10. Armitage

    Armitage Usuário

    Eu sou um fãnzasso de sci-fi. Curto muito mesmo. Gosto do conceito de future shock - a consequencia que novas tecnologias terão na nossa sociedade. Que consequencias tratá a terapia genética de longevidade? - qual impacto isso trará à sociedade? Como será quando pudermos viver o equivalente à 2, 3 gerações atuais (240 anos de vida) ? Quais as consequencias da nanotecnologia? Gene-engenharia? Robótica avançada? Telepresença avançada? Inteligência, Consciência e Sapiência artificial? emulação mental? Biomodificações morfológicas?

    Como será quando nos defrontarmos com um verdadeiro E.T de cabeça e olhos enormes e corpinho esquelético, e dermos conta que aquilo nada mais é do que uma alteração genética para residentes em ambientes de gravidade zero?

    Já pararam pra pensar nisso?


    -

    Por isso reforço a dica: Transhuman Space, como se não bastasse ser lindo (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    - Capa dura, todo colorido por dentro e ilustrado por Christopher Shy; )

    ainda possui um conteúdo primoroso, que tenta antecipar como será o ano 2100, com o impacto dessas tecnologias que estão no horizonte (nanotecnologia, biotecnologia, robótica, memética, etc.) sobre a nossa sociedade. Se baseia em idéias de futuristas famosos como Alvin Toffler, movimentos intelectuais super atuais (transhumanismo), e extrapolações das projeções sócio-políticas atuais (em 2100, China é uma superpotência, União Européia é uma entidade unificada ultra-modernizada e se tornou a maior potência econômica do planeta, USA declinou e amarga uma posição política medíocre, Marte foi explorado e começa a ser colonizado e terraformado, e nasce a primeira potência econômica em ambiente de gravidade zero - os Duncanitas, habitantes dos Hive Habitats nos asteróides do main belt ) . Tudo isso ed forma bem hard, bem científicamente correta - nada de saltos na velocidade da luz, lasers que diparam projéteis vermelhos (arghhh), ou espaçonaves com inexplicável gravidade. O resultado é um texto tão interessante que, mesmo se você nunca tiver a oportunidade de jogar uma partida sequer nesse cenário, a leitura por si só é explêndida!

    -

    E ninguém aí vai dar uma resumida do Milênia? Fiquei curioso. :think:
     
    Última edição: 6 Out 2006
  11. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    É, o Transhuman Space não faz exatamente o meu tipo de jogo. Eu gosto de coisas mais fantásticas mesmo... mas parece ser um jogo muito bem bolado e "redondinho". E a arte do Christopher Shy é sempre algo que valoriza e muito um livro.
     
  12. Armitage

    Armitage Usuário

    Pois é Sky, a arte do Shy dá uma atmosfera sombria, bizarra ao cenário, o que combina perfeitamente com a proposta transhumanista do mesmo.

    Mas acho que tem um probleminha: O cenário é tão hard que intimida jogadores. Eu só fui começar a jogar quando desistí de queimar neurônios pra fazer campanhas hard, e decidí fazer uma "Noite dos mortos vivos" no espaço, causada por um outbreak biológico. huahuahauhua Foi muito legal.:mrgreen:

    O negócio é viajar - espaçonaves infestadas por Aliens; IAs descontroladas à la Ghost in the Shell; Guerras entre espaçonaves em meio à campos de asteróides à la Star Wars; Andróides fugitivos à la Blade Runner!

    -

    Pô Sky, tenta conseguir uma cópia do Blue Planet. A ultima edição (2º até onde lembro) consiste em 2 livros básicos (jogador e moderador) e tu vai se amarrar porquê é do jeito que tu gosta, mais fantástico, e moderadamente hard. Acho que é um dos cenários mais fodas e excitantes que já vi de Sci-fi - imagine! a descoberta de um novo planeta habitável fora do sistema solar! :cerva:

    -

    E nada de Milênia até agora... :think:
     
  13. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Eu cheguei a dar uma lida na primeira edição do Blue Planet... putz, tinha um capítulo só sobre cetáceos... sem falar nas inúmeras possibilidades de jogo, desde exploradores até os híbridos que depois nasceram...
     
  14. Sarcasmo

    Sarcasmo Funfamento

    Não merece mesmo, pra mim isso é puro poserismo. Aí concordo plenamente com vc
     
  15. Armitage

    Armitage Usuário

    Olha que legal o artigo de Transhumanismo na wikipedia:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Outro dia tava lendo um artigo sobre o filme 2001: uma odisséia no espaço, e percebí que a interpretação que tirei era completamente equivocada. Interessante como o filme é tão subjetivo. Só depois de ler o artigo (também da wikipedia) é que pude saber do que se tratava realmente o filme. E tem tudo a ver com Transhumanismo, evolucionismo, inteligencias artificiais, etc.

    Maneiro. :D


    Aqui vai uma dica de desenho hard sci-fi bem bacana - AEON FLUX. Bem interessante como ele aborda a biotechnologia e suas implicações no ser humano e na sociedade. Passava na MTV e está disponivel em DVD.
     
  16. Armitage

    Armitage Usuário

    O que parecia impossivel aconteceu - unir hard-science com space opera.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Se você não aguenta mais space operas que nada mais são do que "cenários medievais no espaço", Orion's Arm é a solução!


    "Orion's Arm" (ou "OA" ) é um cenário que mostra como nosso mundo pode ser daqui há 10.000 anos - isso mesmo, 10k anos!

    Basicamente a idéia é Pós-humanismo. Através dessas tecnologias emergentes no horizonte (biotech, nanotech, AIs, etc. ) o ser humano atingiu um estágio transhumano, que o permitiu superar várias limitações "de design", e passou a ser considerado mais que humano, ou "h+" (mais que Homo-sapiens). Contudo, em matéria de sapiência, tal evolução não significou absolutamente nada - somente com o amadurecimento da technologia de IAs, conseguiu-se o primeiro avanço em capacidade sapiente - deu-se então a primeira Singularidade - um salto evolucionário - o ponto onde o desenvolvimento evolucionário, de um indivíduo ou cultura, acelera tão rapidamente que nada a partir dali pode sequer ser compreendido por graus evolucionarios inferioes, ou que ficaram pra trás.


    A civilização humana passou da trans-humanidade para a pós-humanidade, se expandiu rumo às estrelas, explorando e colonizando sistemas e galáxias inteiras. No ano atual, a Terra (assim como sistema Solar) tem seu acesso restrito, e é uma espécie de terra-santa, o berço da humanidade, o centro do espaço civilizado (um lugar respeitado por todos, mais ou menos como a Antártida hoje em dia). Algumas formas de vida alienígena foram encontradas - raras e primitivas formas de vida em sua maioria, e alguns restos e pistas de civilizações muito superiores aos humanos porém, estranhamente, há muito desaparecidas (ou ao menos imperceptíveis ao grau de sapiência atual ). Ainda assim, ainda há uma imensidão vazia a ser explorada, e as fronteiras externas do espaço colonizado apresentam mistério e desconhecido.

    O Homo-sapiens está quase extinto, substituído por espécies e variantes mais evoluídas. Há várias formas de vida inteligente - transhumanos, póshumanos, splices, cyborgs, uploads, Aioids, Vecs, Ryanths, Provolves, Neogens, Xenosophonts, etc. ( umas tão bizarras que poderiam ser consideradas E.T.s pelos padrões de hoje). As sociedades mais avançadas são controladas/governadas por super-inteligencias-artificiais (deuses?) ,os Archailects, descendentes das primeiras singularidades produzidas pela humanidade. Estes seres são tão poderosos que podem criar universos miniatura como mero pensamento. Seus corpos existem como inteligências distribuídas em redes de processadores, cada um do tamanho de planetas. Suas sub-rotinas são elas próprias conscientes, fazendo destes seres "indivíduo" e "civilização" ao mesmo tempo.

    (Aqui vai um resumo da escala de sapiência,:

    S = -1............matéria inanimada (rochas, etc.)
    -1< S < 0.......subsapiência, vida (plantas, árvores, etc.)
    0 < S < 1........sapiência, sapiência genial/brilhante (homo-erectus, homo-sapiens, prodígios, "h+", etc. )
    S = 1.............Transapiência (1º singularidade)
    .
    .
    .
    S = 5.............Archailects (deus(es) ??? )


    Enquanto os seres de baixa sapiência são capazes de utilizar tecnologias como macrotech, microtech, biotech, cybertech, mesotech, nanotech, etc. os seres de alta sapiência utilizam tecnologias como picotech, femtotech, hypofemtotech, plancktech, e subplancktech, e são capazes de criar vida a partir de elementos inanimados, manipular a matéria em escala sub-atômica, e concretizar sonhos com um mero desejo. )


    Ufa! Cansei. E aí, o que acharam? :-D
     
    Última edição: 17 Out 2006
  17. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Que...bizarro.

    Me diz uma coisa... como ele uniu dois conceitos que são, digamos assim, incompatíveis? Já que a Hard-Sci tem um clima mais sisudo, mais sério, enquanto a Space-Opera é mais loose, mais "light", por assim dizer?
     
  18. Saiffyros

    Saiffyros Usuário

    Pra mim ficou bem evidente. E achei legal, apesar de curtir algo não tão longinquo e ler pouco sobre o assunto.

    Mas mudando de assunto, Armitage, tem um professor americano (eu acho) que lançou um livro sobre como evitar que as máquinas tomem controle, mas falando sério mesmo e o cara é um dos maiores conhecedores de IA do mundo. No livro ele aponta medidas e precauções que devemos ter, desde já para evitar o controle das máquinas e ele se baseia em dados reais. Já leu? Se sim diz o nome do livro e do autor pq eu não consigo achar e o que achou do livro...
     
    Última edição por um moderador: 17 Out 2006
  19. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Pois é, o pior é que muita gente leva isso como brincadeira. E IA é um assunto seríssimo, pra não dizer grave. :think:
     
  20. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Conheço pouca coisa de Sci-fi no RPG.
    Basicamente, se resume a Star Wars e Paranóia, dos quais eu gosto muito mesmo.

    Esse Orion's Arm chamou minha atenção. Já salvei o pdf que eles disponibilizam pra ler mais além.
     

Compartilhar