1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)
  1. Dårk_Fëanor

    Dårk_Fëanor Usuário

    A magia na terra-média não é como nós estamos acostumados certo? Ela é algo inerente as raças de arda logo ninguém poderia aprender a usar magia, cada um tem suas próprias habilidades raciais com suas devidas limitações e só. Mas no Sda existe o Rei Bruxo que além de ser um grande rei era tbm um feiticeiro de grande poder, e, se não me engano, há alguns outros feiticeiros que são citados e são homens. Como não se pode aprender magia o que eles tinham de diferente para serem considerados feiticeiros? Quais eram os seus "poderes"?
     
  2. Fafa

    Fafa Visitante

    Depende do conceito de magia, os homens resolveram chamar os istari de "magos" e os hobbits falavam que os elfos faziam mágica, mas para os próprios elfos aquilo não era magia.
     
  3. Elrond Meio-Elfo

    Elrond Meio-Elfo Usuário

    Na Terra-Média, quando alguém 'aprende' a fazer magia essa magia não se chama magia mas sim necromancia. A 'magia' é algo inerente dos seres dotados com ela, faz parte da natureza deles. Os seres humanos, apesar de serem seres completamente não mágicos, podiam através da necromancia manifestar poderes que outros diriam como mágicos. Mas como isso não é um processo natural a única maneira de alcançar essas habilidades é através da adoração dos Poderes do Escuro.
     
  4. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    Na verdade nunca existiram muitos humanos "feiticeiros", pelo menos muito poucos sao mencionados. Mas de fato, existiram. Os mais conhecidos feiticeiros humanos que eu me lembro sao os numenorianos negros, ou seja, homens poderosos(com forte sangue élfico) que preferiram seguir o caminho "errado", se entregando ao Poder Negro, como o Elrond disse. Alguns nazguls inclusive eram numenorianos negros quando homens, se nao me engano 3 deles.
     
  5. Beorn (não sei se é esse o nome dele direito), aquele que tinha o poder de se tranformar em urso e aparece no HOBBIT, poderia ser considerado um feiticeiro???


    achei interessante esse comentário, não sabia a respeito, poderia entrar em maiores detalhes?
     
  6. Elrond Meio-Elfo

    Elrond Meio-Elfo Usuário

    Beorn é um personagem complicado... como ele foi criado em O Hobbit, um livro infantil, deve ser considerado com cuidado. Ele era um ser humano com certeza, mas de uma raça que tinha habilidades transmorfas. Mas feiticeiro ele não era... pelo menos eu acho.

    Acho que na Valinor tem uns textos que falam sobre a Magia na Terra-Média: "Compreendendo a Magia na Terra-Média".
     
  7. SiM! Concordo.. o beorn tinha apenas a habilidade de se transformar... ele tinha isso de sua raça.. Mas não fazia nanhum outro tipo de mágica..
    E o Tom Bombadil? Ele fazia mágica?

    Beijos
    Lu
     
  8. Tom Bombadil é outro personagem complicado e acho que vocês devem concordar, mas na minha opinião tinha um pouco de magia envolvendo ele até por ele ser tratado na estória como um personagem misterioso.
     
  9. Dårk_Fëanor

    Dårk_Fëanor Usuário

    Sim, mas o que eu gostaria de saber é o que seriam tais poderes. Eles não adquiriam "magia" já que está é algo inerente a determinados seres. Os feiticeiros, que através de necromancia, podiam manifestar poderes que poderiam ser considerados mágicos mas que poderes são esses? Eu não lembro de ter lido em nenhuma das obras do professor que li nenhuma referência explicita do que seriam esses poderes e queria entender o que eles podiam fazer com tais poderes.
     
  10. Peregrin Tûk

    Peregrin Tûk Usuário

    O Beorn por sua vez, pode ter sua caoacidade metamórfica ligada ao Radagast, esse sim um "mago"
     
  11. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    A "magia"da Terra-Média nunca foi extensivamente detalhada. Entendam que era algo sutil e natural, e não aquela pirotecnia vista nos filmes.

    Os poderes de Beorn provinham de suas ligações com os espíritos da Natureza; Radagast nada tem a ver.


    Gandalf, Saruman, Radagast e outros, eram chamados de "magos" pq eram imensamente sábios e poderosos perante os homens comuns. E eles detinham tal poder e conhecimento pq eram espíritos Maiar, uma raça superior. Para os Istari, não levem a palavra "mago" ao pé da letra!
     
  12. Mestre Manwë

    Mestre Manwë Usuário

    Eu não to conseguindo achar o texto, então vai com as minhas proprias palavras.
    A magia dos elfos, era basicamente para ajudar, facilitar, curar. Para eles, a magia era como uma pintura, alguns sabem pintar bem, outros não mas nada de tão especial como os outros povos. Os poderes subcriativos eram principalmente para diminuir o tempo entre o pensar e o fazer.

    Mas a magia do Inimigo é diferente. Ela é consentrada em assustar, impressionar, subjugar, escravizar. Ele a usava não para diminuir o espaço do pensar e do fazer, mas para impressionar, para as pessoas fazerem a sua vontade.
    E a magia dos necromantes devem ser parecida com a do Inimigo
     
  13. 655321

    655321 Usuário

    Que eu saiba necromancia significa um tipo de magia negra. Um tipo de mago q manipula as pessoas para o mal, um troço assim. Por isso o nome "Necromante", não?
     
  14. TúrinTurambar

    TúrinTurambar Usuário

    Eu não me lembro de qualquer referência à palavra necromancia nas obras, com exceção de chamarem Sauron de necromante no "O Hobbit". Todavia sei que necromancia é uma variação de nigromancia ou magia negra que tem a ver com invocação de espíritos dos mortos. Quem eu lí que praticou foi Aragorn nas sendas dos mortos e, se considerarmos os nazguls como mortos, Sauron.

    Turin
     
  15. Fafa

    Fafa Visitante

    A feitiçaria poderia ser apredida sim, Boca de Sauron aprendeu.
     
  16. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    E o Rei Bruxo de Angmar, em vida, tb.

    E lembrem-se da "magia" dos Anões, que é forjar armas "encantadas".
     
  17. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    A "magia" dos anões é um exemplo da sub-criação da obra de Tolkien.O maior prazer dos anões era o seu ofício de escavar, esculpir, trabalhar os minerais. O que para eles era simplesmente algo muito bem trabalhado, habilidosamente cuidado, os Homens chamavam de mágico, já que para eles era além do que poderiam. Os brinquedinhos da festa do Bilbo, por exemplo, aqueles que são citados no começo do SdA, eles foram feitos pelos anões de Erebor, e estão acima do talento que qualquer homem mortal.
     
  18. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Num jogo de RPG, por exemplo, um D&D da vida, estes artefatos finíssimos dos Anões poderiam ser tratados como mágicos.
     
  19. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Outro ponto a se observar no Rei Bruxo, é que ele já era muito poderoso antes mesmo de ser transformado em Nazgul. Isso implica que ele já tinha uma capacidade mágica nativa, só aprendendo e melhorando durante a sua vida.
     
  20. Tilion

    Tilion Administrador

    Sim, mas essas definições rpgísticas de magia não são relevantes na obra de Tolkien, uma vez que a magia em rpg é retrada de maneira completamente diferente do legendário tolkieniano, além de ter outra origem que não o "dom natural" (= capacidade sub-criativa) de elfos e anões.
     

Compartilhar