1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Fedra

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por imported_Kelvin, 12 Mar 2011.

  1. imported_Kelvin

    imported_Kelvin Usuário

    Acabei de ler na edição da LPM Pocket. Tradução do Millôr. Muito boa a peça. É a obra prima do Racine.

    http://www.lpm-editores.com.br/site/default.asp?Template=../livros/layout_produto.asp&CategoriaID=619066&ID=608170
     
  2. -Jorge-

    -Jorge- mississippi queen

    Poxa, li no final do ano retrasado na tradução de Jenny Klabin Segall e não lembro de quase nada... Apenas alguma coisa sobre uma vingança...

    Ler poesia/teatro na pressa dá nisso...
     
  3. imported_Kelvin

    imported_Kelvin Usuário

    É a vingança de Fedra contra seu amado Hipólito...
     
  4. -Jorge-

    -Jorge- mississippi queen

    Isso.

    Sobre o esquecimento, tem a pressa e o fato de que achei o tema uma coisa tão distante do mundo de hoje, tão aristocrático que não consegui me identificar. Será?

    Ou talvez eu tenha sido condicionado pela leituras sobre Racine que estava fazendo na época.
     
  5. imported_Kelvin

    imported_Kelvin Usuário

    Sou um pouco suspeito para falar disso pois sou amante dos clássicos gregos, talvez por isso eu tenha adorado, apesar de concordar com vc que é meio distante dos fatos de hoje... Agora, da mesma época e talvez muito mais atual (e engraçado) tem o Tartufo de Moliere :rofl: .
     
  6. Tataran

    Tataran Usuário

    Terminei de ler hoje, também na tradução de Millôr Fernandes, mas em uma edição mais antiga com a Fernanda Montenegro na capa:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O ruim dessa edição é que associei a Fedra à Fernanda Montenegro e toda vez que lia uma fala dela, ouvia a voz da atriz. XD Independente disso, é um ótimo texto, embora seja uma clara imitação do tema e do formato das clássicas tragédias gregas.
     

Compartilhar