1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Fases da Sua Vida

Tópico em 'Nostalgia' iniciado por TT1, 1 Nov 2002.

  1. TT1

    TT1 Dilbert

    Eu estava lembrando ontem com a minha mãe como eu dava trabalho a ela...

    Teve uma época que eu fui muito revoltado e tal.. reclamava de tudo, esperniava, gritava... :? criava confusão de bobeira...

    Quando era pequeno fazia besteira pra caramba... corria, sumi na praia várias vezes, fugi...

    Agora sou mais consciente... trabalho, ajudo a sustentar a casa... tenho mais atitude com as coisas...

    fui corrigido a base de palmadas... e não acho que seja ruim bater nas crianças ( desde que seja um limite tolerável, né ? 8) )

    e Vcs ?? Lembram de alguma fase da vida em especial ??? :wink:

    Acham certo bater nos filhos ?
     
  2. Lord Ashram

    Lord Ashram Denny Crane

    Eu sempre fui quieto em casa, mas na escola eu era muito merdeiro... não fazia na da que prestasse e só arrumava confusão. Isso trouxe muita dor de cabeça p/ meus pais. Nunca cheguei a apnhar por isso, mas fiquei sem poder fazer muitas coisas por muito tempo e por várias vezes.

    Quanto ao lance de bater em crianças, eu concordo.. elas devem ser espancadas (quando são seus primos chatos e por vc :twisted: ), mas os pais só devem bater nos filhos por correção, nada exagerado que vá deixar traumas.
     
  3. Fox

    Fox Visitante

    Eu era muito mais egoísta quando criança. Muito mais, sem duvida. Fazia o que me dava na telha e até encarava os grandalhões da minha época pra fazer isso. :roll:

    Mas sobre dar palmadas...

    Já tive provas o suficiente do quanto isso é desnecessário. Porque só é aplicável quando a criança é conscientemente folgada. Mas folgada mesmo, porque muita gente confunde folga com falta de bom senso, coisa ainda em formação na mente das crianças.

    E tambem já vi moleque levando palmada porque sofreu um acidente. Isso é ridiculo.
    Por isso que é necessário discernimento pra agressão física. Eu sou contra em qualquer caso.
     
  4. Tauraherion

    Tauraherion The eyes of truth

    Eu sempre tive uma educação muito rígida. Nunca fui de dar trabalho, muito pelo contrário, só recebia elogios da família.
    nunca apanhei...na verdade tomava palmadas de leve quando fazia malcriação, mas não eram mais fortes do que as que alguém que cumprimenta um amigo veementemente daria.Entretanto tais palmadas me faziam chorar pq para que eu tivesse chegado ao cúmulo de merecer tal repreensão é pq meus pais estavam profundamente decepcionados comigo. Até hj agradeço a educação que me foi dada e acredito que se não tivesse sido assim meus valores não seriam os mesmos hj em dia.

    Quanto a levar palmadas por acidentes eu não os levava...mas tomava uma sonora bronca por ter sido irresponsável a ponto de sofrer um acidente.
     
  5. Fox

    Fox Visitante

    Eu falo é de criança levando sova por ter tropeçado, sem nem correr. Coisa que, se acontece com adulto, imagina com molequinho que ainda está desenvolvendo sua locomoção. Isso sim é ridiculo.

    E mesmo no caso mais normal de tropeçar por correr. É um aprendizado, ora bolas. Ficar segurando e impedindo de fazer as coisas é bem pior.

    Falo isso por experiência própria. Se eu não fosse cabeça dura como eu era, não teria experimentado de nada na infância. E acabaria muito retraído e com medo de tentar as coisas. Sei que isso acaba acontecendo assim, porque eu não era o unico do meu condomínio a ter esse tipo de criação.

    Menos mal é que éramos poucos que sofriam com isso.
     
  6. liteeliniel

    liteeliniel Usuário

    "A riqueza não deriva da simples posse de bens materiais, mas do seu sábio aproveitamento." Meu pai dizia
     
  7. Niniel Turambar

    Niniel Turambar Usuário

    Sempre fui quieta, desde pequena. Nunca dei trabalho, sempre fui responsavel, principalmente nos estudos... meus pais nunca precisavam me mandar fazer tarefa de casa ou estudar, e aprendia as lições da escola rapidamente. Só comecei a ficar insuportavel na minha pré adolescencia, e nem foi por causa da idade, não... havia acabado de me mudar de cidade (para Goiania) e tive serios problemas de adaptação... acabei descontando minha raiva e frustação nos meus familiares, principalmente na minha mãe. Nao foi uma epoca facil, pensei em muitas coisas ruins. Até hj eu sou meio rispida e as vezes pareço insensivel.

    Cara, sorte sua nao ter apanhado... sorte de todos vcs... o que eu sofri quando era pequena nao foi pouca coisa, apanhei muito do meu pai. Qualquer besteira q fizesse errado, era bater primeiro para perguntar depois, principalmente se estivesse indo mal na escola. E olha que eu era quem apanhava menos dos tres filhos, meu irmao do meio (que era uma peste...hehehe) levou tanta surra de cinto que ficou gago... precisou frequentar psicologo e fonoudiologo para voltar a falar normalmente. Fora as agressoes verbais, que hj eu vejo eram bem piores do que as surras. Meus irmaos nao se lembram daquela epoca, mas eu nunca vou esquecer...moldou muito a minha personalidade e como eu sou hj, claro que para bem pior. Nao desejo ter filhos, mas se no futuro, mudar de opiniao, farei de tudo para nao repetir os mesmo erros.
     
  8. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Puxa... eu acho q nunca tive uma fase em especial da minha vida não, sempre cresci em um ritmo meio lento, mais era devagar e sempre hehe.

    Acho q não é certo bater nos filhos. Precisa de rigidez, mais da pra contornar a situação sem bater nos coitados. Esse negocio q so palmada endireita filho eh purz lenda :wink:
     
  9. Hobbit_de_Cueca

    Hobbit_de_Cueca Usuário

    Eu concordo! Se violência levasse pra algum lugar, era só bater em todo mundo que comete algum crime. Aliás, os presidiários já apanham da polícia e dos colegas de cadeia... E só ficam piores.
     
  10. Legolas o Elfo

    Legolas o Elfo Usuário

    Eu tb! Fui educado com palmadas sim, algumas raras vezes com surra, mas sempre foi merecido. nunca apanhei por sofrer um acidente ou ir mal na escola, onde no primario e começo do ginasio eu fui bem, eu apanhava era por brigar com minhas irmas e outras coisas q qubrava ou bagunçava em casa. não acho q apanhar tenha influenciado muito no q sou hoje. influenciou, sim, mas não muito. houve outras coisas q marcaram mais. mas digo q sou contra, pq educação é vc ensinar a criança a ter respeito respeitando a criança, e não obrigando ela, com ameaças e violencia. é preciso dar o exemplo. nem todas as pessoas no mundo são fortes o bastante pra suportar uma infancia assim, e irão se tornar adultos perturbados e violentos como os pais.
     
  11. Digo_s

    Digo_s Olifantástico

    Concordo contigo Legolus!
    Nem todas as crianças estao preparadas para apanhar, muitas se traumadizam por completo, outras entendem e aprendem com as palmadas! Por isso acho qq tipo de violencia contra criança deve ser abolida!
    Ter q bater nos filhos para educa-los acho q é meio prova de incompetencia dos pais, existe varias formas de encianr uma criança, e bater nelas com certesa não é a melhor forma de educa-las!
    Eu apanhava sim, levei algumas poucas surras tb, mas nada abusivo e tal! Eu nunca reclamei da educação q meus pais me deram, pelo contrario, acho q eles fizeram um otimo trabalho, sempre aprendi oq eles queriam ensinar! Mas não pretendo educar meus filhos com violencia, por um simples motivo, mesmo sabendo q era pra aprender eu nao gostava de apanhar, entao se nao gostava nao acho q meus filhos devam ser educados dessa forma!
    qq violencia contra criança é despresivel!

    Quanto a fazer, bom, segundo meu pai, quando eu era bem criancinha mesmo, de epocas q nem consigo lembrar, ele disse q eu era muito pirracento, de quando qeuria alguam coisa eu me jogava no chão q ficava esperneando chorando! :mrgreen: Dai eu passei a apanhar e ele disse deixei de ser assim! :mrgreen:
    Nao, isso nao é incoerencia, eu não disse q apanhar nao resolve, as vezes resolve, mas nao é a melhor maneira...
     
  12. Meldannë Nimril

    Meldannë Nimril Usuário

    Eu nunca apanhei dos meus pais, bastava uma bronca e eu parava na hora!Só de pensar num grito do meu pai eu já me arrepio por completo 8O, ouvi poucos e bastaram!
    Qdo eu precisava aprender matemática era sempre meu pai que me ensinava. Nossa! Ele me dava cada grito e não podia levantar da mesa até aprender e eu fazia as contas mais banais do mundo chorando e tremendo até os pés! Nunca mais! Mas nem isso eu achei errado na educação que ele me deu, (tudo bem que eu continuo com problemas em matemática :eek:)

    Concordo com o Digo_s, bater não é o melhor método de punir uma criança ainda mais pq eu não vivi isso, então, não acredito que possa realmente funcionar. Pra mim, se vc bate numa criança vc tá só remendadno um errinho que ela fez e que volta a acontecer depois, eu acho que tem que mostrar pra criança o que ela fez de errado.
    Pode parecer ridículo mas eu sou totalmente a favor da prática do "senta no canto sozinho e pensa no que foi que vc fez"
     
  13. Curunír

    Curunír Usuário

    Tive uma infância muito maneira... era totalmente Joselito até uns dez anos, zoava geral, fazia muita m***, enchia o saco dos meus irmãos... Depois de velho fiquei até sério d+, tímido, observador, caladão... acho que mudei da água pro vinho!

    Acho que umas palmadas são necessárias, como disse o Ashram, desde que não traumatizem a criança... Meu pai foi assim comigo, e acho que o meu gosto por estudos e leituras e posterior sucesso acadêmico (sem falsa modéstia) , respeito ao próximo, obediência aos mais velhos, entre outras coisas, não seriam obtidos se meu pai não tivesse me dado umas bordoadas quando estava saindo da linha. É isso!
    Não acho ridículo, mas creio que deve rolar tbm uma orientação mais efetiva... as vzs a criança não tem a capacidade de distinguir o certo do errado :wink:
     
  14. Digo_s

    Digo_s Olifantástico

    Mas essa pratica do senta aqui e pensa no q vc fez nao pode ser só assim, primeiro tem q rolar uma bronca e deixar bem claro pra criança oq foi q ela fez de errado, dai ela tento q ficar ali parada pode fazer ela pensar realmente no q ela fez! Mas essa coisa de educação é relativa, isso pode funcionar com uns e não com outro! Por exeplo, acho q isso nao funcionaria comigo, pq eu era imaginativo de mais q conseguia me divertir sentado num canto parado olhando pra parede, ficava pedido nos pensamentos e tal!

    Entao talvez a melhor forma de um pai educar seus filhos seria ele conhecer realmente os filhos, e saber q tipo de educação eles podem!

    Mas talvez tenhamos q tevar em conta o seguinte, agente hoje ta aqui falando, e na teoria tudo é facil, acho q dos q se pronunciaram aquia té agora, ninguem tem filhos ainda né? Eu quero é se ainda pensaremos assim quando os nossos tiverem aprontando poucas e boas...
     
  15. Findëlaurëa

    Findëlaurëa Usuário

    Meus pai sao mt severos... Já apanhei umas vezes ( achu errado, as vezes umas palmadinhas td bem...) Meu pai só me ameaçava qd eu fazia coisa errada... Ele ficava irado, comia até o bigode... hehe... Hj ele só me dá umas broncas, mas qq coisinha que eu faço errado já vem bomba pra cima de mim... :?

    Educar os filhos não é facil... mas eu ainda acredito que com conversas pode-se ter uma boa educaçao...
     
  16. Eu tive umas fases muito zuadas sim.
    Eu era muito arteiro qnd era criança e na minha adolescência. Mas era assim só da porta pra fora, meus pais não ficavam sabendo de metade das coisas que eu aprontava. :twisted:

    Eu sempre tirei notas muito altas, mas sempre fui mó zoneiro. Não dá pra contar qnts vezes eu fui repreendido na escola. E isso foi só piorando com o tempo. No meu terceiro ano (acho q foi o pior), eu fui expulso de sala mais 50 vezes, tomei 9 ocorrências e 3 suspensôes. Só não fui expulso pq tinha as maiores notas do colégio. :twisted:

    Agora qnt às correções por parte dos meus pais, meu pai nunca me bateu, mas minha mãe me dava umas palmadas de vez em qnd.
    Nada que doesse, mas o impacto corretivo daquelas palmadas eram significativos. Eu realmente sabia naquelas horas que tinha feito merda! Agora eu preferia mil vezes as palmadas da minha mãe às broncas ou aos castigos do meu pai!

    Eu acho q umas palmadinhas como as que minha mãe me aplicava são perfeitamente aceitáveis na educação dos filhos. Até pq as broncas que meu pai me dava, sem encostar um dedo em mim, tinham um impacto psicológico muito maior que as palmadas da minha mãe, e eram muito mais cruéis.

    Acho q as coisas devem ser muito bem dosadas, mas não é o ato de dar umas palmadinhas que vai deixar ninguém com problemas no futuro. E tb pode-se deixar seqüelas numa criança sem nunca se ter encostado a mão nela. Tudo deve ser feito com uma boa dose de bom-senso. Acho q isso é saber educar os filhos. :wink:
     
  17. Lembro que eu era bem mimado... quero dizer, só as vezes... :roll:

    Teve uma vez que eu fui numa lanchonete e pedi um hamburguer... quando ficou pronto, meu pai deu uma mordida, e eu fiquei chorando: "Eu quero outro!!". Minha mãe foi e pediu outro (tá vendo como eles me mimaram?? :mrgreen:), mas quando ficou pronto, eu disse que não queria mais o novo, e sim o primeiro. mas não mordido!! Então ficou naquele ciclo: "Eu quero o outro!". Me davam o primeiro. "Mas esse tá mordido!". Me davam então o novo. "Mas eu quero o outro!". Me davam o primeiro novamente. "Mas esse tá mordido!".

    êta, que criança irritante, hehehe... quando eu cheguei em casa, minha mãe me deu umas belas chineladas, mas bem que dessa vez eu mereci, hehehehe... Mas fora essa vez, ela raramente praticava a violência em mim. Claro que as vezes umas palmadinhas na bunda ela dava, mas acho que isso não tem nada de mais, não... O que não pode é deixar bater de cinto ou algo que machuque de verdade. Acho que a conversa é sempre mais importante e eficaz que a violência.
     
  18. yávië

    yávië Usuário

    Bem....existem crianças e crianças....e como o próprio nome do tópico..fases...
    dizer que eh incopetência dos pais eh realmente muito fácil....lógico que existem casos que eh isso sim,mas na maioria não eh esse o problema....
    criança eh um ser sem noção...não to falando zoando, eh verdade....naum tem noção do perigo,da vida ,das coisa...eh ingênua..e isso eh proporcional a idade....

    qdo uma criança eh muito pequena e faz algo perigoso como botar o dedo na tomada, brincar com faca, correr com tesoura..tipo, vc fala que não eh para fazer isso pq ela pode se machucar..mas pra criança fica um ????? no ar, pq elas geralmente naum tem uma visão de continuidade....e não tem noção do q uma lâmina pode fazer,muito menos sabem o que eh uma corrente elétrica...daí se ela continua insistindo vc tem q afastá-la do perigo,nem que seja assustando...e ás vezes isso soh acontece com umas palmadas bem aplicadas....

    isso tb com mal comportamento...ela naum tem noção do que seja uma coisa inapropriada...naum adianta explicar e vc tem que fazer ela parar...ou ateh tem,mas não claramente....e muitas vezes naum adianta esse papo de conversar pq ela botou aquilo na cabeça e pronto...assim como qdo elas insistem na temida palavrinha:não!!nossa....horrível...o q vc faz pra ela te obedecer??mesmo vc "chantageando" com castigo e tal ela continua te desobedecendo em tudo....daí naum sobra muita opção...ainda mais que hj em dia eh tudo muito corrido...e uma falta grave eh a falta de tempo.,daí...

    naum pensem que os pais gostam(tah isso eh lógico), ou fazem simplesmente pq eh "mais prático",mas as vezes eh o q se tem a fazer....e eh bem aquela, vai doer mais em mim do que em vc...
    depende tudo de como a criança se comporta....se com conversa jah resolve ótimo,mas eh difícil isso....

    é lógico que muitas vezes vem o impulso da raiva...mas aí eu acho q eh errado bater tb...tem q se controlar, dar uma voltinha..e depois ver como resolver o problema....o negócio naum eh utilisar a palmada como solução,mas como paliativo/alerta para a criança...e depois rolar uma conversa dependendo da idade...mas deve haver sempre uma exlicação..

    o que eu naum acho que rola eh agressão depois de uma certa idade....isso eh covardia, incopetencia e insensibilidade...e me refiro a agressão verbal tb....isso eh extremamente lancinante....
     
  19. Lord Ashram

    Lord Ashram Denny Crane

    Chineladas?? Eui te estrangulava se fosse comigo!! auhauhauahu

    Zoação...
    Já fiz muito disso quando era pirralho tb... mas no meu caso era por causa do molho do hamburger... :mrgreen:
     
  20. Infância... Bem, às vezes eu era um pouco arteira, mas também era um pouco quetinha... As maiores broncas dos meus pais eram em relação à minha vida escolar. Lembro que sempre eu demorava a copiar a matéria no primário... e levei muita bronca da minha mãe por causa disto. Quanto a bater nos filhos..., bem às vezes eu preferia ter levado bronca...Mas as broncas que o meu pai me dava para mim até hoje são um pouquinho traumatizantes. Acho que daí vem o meu medo de qualquer coisa que eu faça, o meu pai seja contra. Minha mãe é mais tranqüila.
     

Compartilhar