1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Família Gaddafi é dizimada; Justiça procura Saif al Islam

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 21 Out 2011.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Depois da morte de Muammar Gaddafi e de um de seus filhos, Muatasim, a Justiça internacional segue em busca de Saif al Islam, filho que era considerado o herdeiro político do ex-ditador líbio.

    Os outros filhos de Gaddafi e mulher, Safiya, morreram ou estariam refugiados na Argélia ou Níger.

    Saiba mais sobre os filhos do ex-ditador:

    Saif al Islam
    , o ex-reformista

    Geralmente apresentado como o futuro sucessor do pai, Saif al Islam ("Espada do Islã" em árabe) é o primeiro filho de Gaddafi com a segunda mulher, Safiya Farkash.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Saif al Islam, filho que era considerado futuro sucessor do pai, continua a ser procurado pela Justiça internacional

    Nascido em 25 de junho de 1972, doutor em Filosofia pela London School of Economics e considerado durante muito tempo um "reformista", ele ficou conhecido pelo papel de mediador no caso das enfermeiras búlgaras libertadas em 2007 após oito anos de detenção. Também negociou os acordos de indenização às família das vítimas do atentado de Lockerbie.

    No entanto, ele prometeu "banhos de sangue" no início da rebelião e atualmente está sendo procurado pelo Tribunal Penal Internacional (TPI) por crimes contra a humanidade.

    Mohamed
    , o primogênito influente e discreto

    Mohamed Gaddafi, nascido em 1970, é o primogênito e único filho de Gaddafi com sua primeira mulher, Fatiha al Nuri, da qual se divorciou em 1970. Mohamed é um homem de contatos, influente e discreto. Ele presidia a agência das telecomunicações e o Comitê Olímpico Nacional. Está refugiado na Argélia desde 29 de agosto.

    Saadi Gaddafi
    , o jogador de futebol

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Saadi al Gaddafi, filho "atleta" do ex-ditador líbio que estaria refugiado no Níger desde 11 de setembro

    Nascido em 25 de maio de 1973, era o "atleta". Capitão da seleção nacional de futebol, foi contratado em 2003 pelo Peruggia (primeira divisão italiana), mas mal teve a chance de pisar no gramado. Foi suspenso por três meses por um exame antidoping positivo para a substância nandrolona.

    Presidente do conselho de administração da Libyan Arab Foreign Investment Company, dona de 7,5% das ações da Juventus de Turim, renunciou ao futebol para comandar uma unidade militar de elite.

    Ele refugiou-se no Níger em 11 de setembro.

    Hannibal
    , o habitué das delegacias

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Hannibal Gaddafi ao lado da mulher, Aline Skaff; casal estaria refugiado na Argélia desda e queda do regime

    Nascido em 1978, o militar de formação foi a origem das tensões diplomáticas com a Suíça. Foi detido ao lado da mulher, Aline, em 2008 em Genebra, acusados de violência contra empregadas domésticas, e posteriormente libertado sob fiança. Além do fim do processo judicial, Trípoli exigiu um pedido de desculpas do governo suíço. O caso foi arquivado.

    Em 2005, a Justiça francesa o condenou a quatro meses de prisão preventiva por maus-tratos à companheira grávida.

    Está refugiado na Argélia.

    Aisha Gaddafi
    , a advogada

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Filha de Gaddafi, Aisha, mulher do ex-ditador, Safiya Farkash, e Saif al Islam, em foto sem data achada na casa da família

    Nascida em 1977, é advogada. Presidiu a fundação de caridade Waatassimu. Em 2001 foi advogada do ex-ditador iraquiano Saddam Hussein. Em missão nas Filipinas, negociava com os radicais islâmicos do Abu Sayyaf a libertação de reféns ocidentais.

    Se refugiou em 29 de agosto na Argélia, onde deu à luz a uma menina.

    Muatasim
    , o militar

    Nascido em 1975, médico e militar de carreira, comandou o Conselho de Segurança Nacional e era o principal rival de Saif al-Islam. Suspeito de tentativa de golpe de Estado, voltou a receber o apoio do pai após um exílio no Egito.

    Morreu ao lado do pai em Sirte.

    Saif al Arab
    , oficial

    Nascido em 1980, era o mais discreto dos filhos de Gaddafi. Simples oficial formado na Alemanha, era muito ligado ao pai.

    Segundo várias fontes, morreu em 30 de abril em um bombardeio da Otan.

    Khamis
    , braço armado do regime

    Nascido em 27 de maio de 1983, era o filho mais novo de Gaddafi. Formado na Rússia, recebeu o comando da unidade de elite das forças especiais. Teve um papel importante na repressão da revolta em Benghazi. A base militar que comandava em Trípoli foi a última a ser bombardeada pela Otan na capital, em 27 de agosto.

    As novas autoridades anunciaram sua morte em 28 de agosto. Uma emissora de televisão pró-Gaddafi confirmou a notícia em 17 de outubro.

    Muamar também tinha dois filhos adotivos. Um homem, Milad, muito discreto, e uma filha, Hannah, que teria morrido em 1986, quando tinha 15 meses, em um bombardeio americano sobre Trípoli.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Juro que li "Família Gandalf é dizimada".
     
    • LOL LOL x 2
  3. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Eu também :lol:

    Mas toda a família seria procurada pela polícia internacional? Até as filhas? Netos? e etc?

    Existe alguma legalidade em criminalizar toda a família?
     
  4. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Creio que não, mas se eles estiverem na Líbia, os rebeldes não vão pensar 2 vezes em eliminar o clã.
     
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Tudo bem que o ditador Líbio era tirano e não precisamos discutir o quanto ele não era bom pros libios.

    Mas daí algumas pessoas (os mais rebeldes) desejarem até exterminar a familia chega a ser um exagero de absurdo.
     
  6. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    E se fizerem isso, a ONU, a OTAN, os EUA, a imprensa internacional "chapa branca" não vão dar um piu reclamando. Pode apostar.
     
  7. Almáriel

    Almáriel Die Sonne

    A arte de ver "Gaddafi" e ler "Gandalf". Sempre acontce comigo também, rsrs.

    A violência contra o a família Khadafi (prefiro assim) vem de longe. A Líbia, antes do Khadafi tomar o poder, era um país que viva sob constante guerra civil e a luta entre os clãs acabava em morte. Agora querem seus filhos para que nenhum resolva tomar o lugar do pai, o que aconteceria naturalmente se não houvesse o chamado governo de transição. Criminalizar a familia Khadafi não é legal, assim como não foi legal o seu assassinato da forma em que ocorreu.

    Será mesmo que ele não era bom para o povo? É inegável que ele foi um ditador, mas acho estranho porque o que sempre ouvi falar da Líbia antes desta crise eram coisas boas, até. Exemplos: O Khadafi garantia a distribuição de água e todos os serviços públicos funcionavam bem. Ele valorizava a moeda nacional, protegia o petróleo e os líbios não pagam nenhum imposto. Em 2007, a Líbia foi o país com o maior IDH da África. Não estou dizendo que ele era santo, por favor, não me levem a mal. Só acho que algumas coisas, ocultas pela mídia, devem ser esclarecidas.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  8. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Não convém à mídia divulgar certas coisas, para ela só há mocinhos e bandidos, ninguém é parcialmente bom e mau.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu acho que é aquele "ser bom" relativo. É apenas aquela ilusória bondade que garante a ele que uma parcela da população o idolatre e aí ele estrategicamente usa isso ao seu favor pra se fortalecer ainda mais, convencer a população que ele é bom o suficiente e eleições são desnecessárias. E agindo assim ele garantiu por vários anos uma tranquila governabilidade.

    Eu vi em algumas reportagens que ele usava o dinheiro do petróleo para investir pesado em captação de água potável pra população (já que a Libia é muito desértica) não importa que se tivesse que escavar até o centro da terra.

    Porém assim como Cuba, a Libia pagou o alto preço de receber sansões comerciais pesadas dos demais países e se tornar aos poucos um país cada vez mais isolado já que a Libia necessita demais importar bens e alimentos. Chegou um ponto que isso mais cedo ou mais tarde afetaria gravemente a população e foi assim que aos poucos o castelo do ditador foi desmoronando.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  10. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Mas aí a responsabilidade é de quem põe essas sanções contra o país, pois eles sabem que as sanções irão afetar o povo, mas só por não gostarem do atual líder de um país eles não estão nem aí para o sofrimento do povo e depois tentam, posar de bons moços dizendo que invadem o país pelo povo, é muita hipocrisia
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  11. Almáriel

    Almáriel Die Sonne

    Isso ocorreu com certeza, foram estas ações que o permitiram ficar no poder. Não se enganem com as imagens de Trípoli em festa que passam na TV, a maioria da população gostava dele.

    Mas creio que quando as sanções começassem a afetar as pessoas, elas saberiam os motivos disso, assim como sabem em Cuba e no Irã. O povo sempre acaba apoiando seu líder quando ele sabe usar o sentimento de nacionalismo.

    Talvez ele e seus herdeiros ainda continuassem por muitos anos no poder sem serem tocados se os países ocidentais não tivessem interferido. Vale lembrar também que quando isso tudo começou, Khadafi propôs plebiscitos, eleições, propôs até incluir membros do conselho de transição no governo, mas a OTAN não quis saber de conversa.

    Cedo ou tarde ele iria cair, como todas as ditaduras vêm caindo no mundo árabe. Com mais diálogo e menos ambições bélicas e financeiras, muitas mortes seriam evitadas nesse processo.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  12. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O dever do líder é representar bem seu povo perante o mundo, mas quando se trata de se relacionar com os outros países nas relações diplomáticas e comerciais infelizmente existem situações que nem sempre é possivel se impor, pois existem regras, acordos, tratados internacionais e que se faz necessário respeitar e aceitar.

    Eu até entendo que nem sempre as regras do jogo são justas não toa que Fidel Castro tanto quanto o Kaddafi defendiam a nacionalização com unhas e dentes, mas no mundo globalizado de hoje é praticamente impossivel um país se fechar pro mundo como se fosse no tempo do feudalismo, ainda mais um país desértico como a Libia que tem pouquíssimas terras férteis.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  13. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Mas foi uma opção radical dele ou foi obrigado pelas circunstâncias? Não estou afirmando, estou perguntando, eu não sei de quase nada sobre a Líbia.
     
  14. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    A Libia tem um histórico de alguns anos antes do Kaddafi assumir o poder ter permitido implantar em seu território bases norte-americanas e quando se descobriu petróleo houve o receio que isso poderia ser uma forte ameaça aos interesses do país. Esse foi um dos pontos que mais motivou ele dar o golpe de estado e assumir o poder tomando como primeira medida expulsar os estrangeiros e nacionalizar todos os recursos do país.
     
    Última edição: 21 Out 2011
    • Gostei! Gostei! x 2
  15. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Para o bem ou para o mal ele pôs ordem na casa, acabou com a eterna briga entre os clãs, assim como Saddam, de um modo que não é o melhor mas conseguiu, mas sabemos o que ocorreu no Iraque, será a Líbia diferente?
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  16. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Eu gostaria mais que ele fosse preso e julgado.

    Por um lado Kadafi foi um tirano cruel contra aqueles que tinham uma posição política diferente e de certa forma pagou pelos seus erros. Fez muita maldade e depois sofreu antes de morrer.

    Por outro lado achei até uma certa covardia o que os rebeldes fizeram com ele e que foi divulgado para o mundo inteiro. Não estou defendendo o Kadafi, mas sim levando em consideração as últimas cenas dele com vida quando foi capturado. Tais imagens inflamam mais violência e desejo de vingança.

    Agora que o povo está "livre de sua tirania" o que será da Líbia com a democracia? Continuará crescendo economicamente e tendo os recursos públicos sendo investidos para o bem estar da popualação?

    É fato que a Líbia com Kadafi estava avançando em algumas questões sociais. Agora, se as condições sociais do povo começar a se degradar, de boa, era melhor continuar com ele do que a democracia da hipocrisia. OBS: não estou defendendo a ditadura, mas analisando friamente os aspectos sócio/econômicos do país, que embora esteja entre os melhores do continente está longe daquilo que seria o ideal, com Kadafi ou sem ele.
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  17. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu também queria que Kadafi tivesse sido capturado igual o Saddam. Não sei se iriam aplicar a mesma condenação que fizeram com ele, pois não conheço com profundidade o sistema da Líbia.

    Apesar da atitude errada dos rebeldes eu espero que a Líbia se espelhe no seu vizinho a Tunísia que também era governada a mais de 20 anos por um ditador, mas lá não precisou haver tanto derramamento de sangue e agora recentemente ocorreu as eleições e mesmo sendo um país onde o voto não é obrigatório houve um comparecimento da população muito expressivo com as pessoas sorrindo e felizes de voltar a participar de um processo democrático.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  18. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Eu também preferia que ele fosse preso e julgado e sua família investigada, mas na guerra as coisas não são como deveriam ser. São como são. Fora as maquinações políticas da OTAN e da ONU, que armaram mesmo foi um circo.
     
  19. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    CNT investiga suposto abRe: Família Gaddafi é dizimada; Justiça procura Saif al Islam

    Investigação foi motivada por imagens captadas por um celular logo após sua captura.

    O Conselho Nacional de Transição da Líbia (CNT) confirmou à BBC nesta quarta-feira que está investigando versões de que Muamar Khadafi, líder deposto do país, foi vítima de abuso sexual momentos antes de morrer.

    O CNT confirmou à BBC que a investigação foi motivada por imagens captadas por um telefone celular logo após sua captura, na cidade de Sirte.

    Segundo a correspondente da BBC, Katya Adler,
    O governo interino disse à BBC que já lançou uma outra investigação para determinar se Khadafi, que governou a Líbia por 42 anos, foi executado depois de sua captura.

    A primeira versão foi a de que ele teria sido atingido durante confronto com as forças do CNT.

    Nas imagens divulgadas nesta quarta-feira, no entanto, não é possível ver o sinal de bala na cabeça de Khadafi. O ex-líder caminha, sangrando, mas aparentemente sem o ferimento que lhe tirou a vida.

    Segundo representantes do CNT, os corpos de Khadafi, de seu filho Mutassim e do ministro da Defesa do antigo regime foram enterrados na terça-feira, em um local não identificado no meio do deserto líbio.

    Até segunda-feira, os corpos estavam em um contêiner refrigerado em Misrata, onde foram exibidos ao público.

    Nesta quarta-feira, o primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, se disse 'enojado' com as imagens de Khadafi divulgadas pela imprensa.

    Silêncio


    Após a morte do ex-líder líbio, partidários de Khadafi tem se mostrado discretos.

    Moradores do bairro de Abu Salim, um dos redutos dos partidários de Khadafi em Trípoli, relataram à BBC Brasil que militantes ligados às forças do CNT têm promovido saques e intimidado quem vive no local.

    Acredita-se que Khadafi contava com o apoio de cerca de 20% dos líbios.

    Organizações de direitos humanos têm feito alertas sobre violações de direitos humanos na Líbia por parte de integrantes das forças do CNT.

    Otan

    O chefe do CNT, Mustafa Abdel Jalil, disse nesta quarta-feira que quer que a Otan (aliança militar do Ocidente) continue com sua missão na Líbia até o final de 2011.

    Falando depois de uma reunião no Catar, Jalil afirmou que a aliança militar do ocidente deve permanecer no país para evitar que os partidários de Khadafi fujam.

    A Otan deve anunciar sua decisão formalmente na sexta-feira e já tinha tomado uma decisão preliminar de encerrar a operação na Líbia no dia 31 de outubro.

    A aliança vem realizando operações na Líbia desde março.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  20. Corsário de Umbar

    Corsário de Umbar Corsário de Umbar


    Principalmente a França, essa senão o maior, um dos maiores protagonistas dessa investida na Líbia.

    E com relação ao Kadafi achei um erro os rebeldes terem o matado. Os rebeldes desejaram tanto a democracia. Este seria o momento exato do poder democrático fazer valer seus valores julgando o Kadafi e o condenando ou a prisão ou pena de morte.

    Esse foi o maior vacilo dos rebeldes (agora não mais rebeldes, mas co-participantes da situação de momento).
     

Compartilhar