1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias Falecimento do tradutor Boris Schnaiderman

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Clara, 19 Mai 2016.

  1. Clara

    Clara Que bosta... Usuário Premium

    "Um dos maiores nomes da tradução no Brasil, Boris Schnaiderman morreu nesta quarta-feira, em São Paulo, aos 99 anos, em decorrência de uma pneumonia contraída depois de uma operação. Pioneiro na difusão da literatura e da cultura russas no país, ele foi o responsável pelas traduções diretas no Brasil de uma série de autores como Dostoiveski, Púchkin, Tolstói e Tchékhov."
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Pequena biografia no
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Boris Schnaiderman, considerado um dos maiores intelectuais e tradutores do russo em nosso país, nasceu em Úman, na Ucrânia, em 1917. Em 1925, aos oito anos de idade, veio com os pais para o Brasil, formando-se depois na Escola Nacional de Agronomia do Rio de Janeiro. Naturalizou-se brasileiro nos anos 1940, tendo se alistado para lutar na Segunda Guerra Mundial como sargento da FEB. Começou a fazer traduções de autores russos em 1944 e a colaborar na imprensa brasileira a partir de 1957, tendo publicado desde então diversos livros sobre cultura e literatura, além de versões para obras de Púchkin, Dostoiévski, Tolstói, Tchekhov, Górki, Maiakóvski e outros. Mesmo sem ter estudado formalmente Letras, foi escolhido para iniciar o curso de Língua e Literatura Russa da Universidade de São Paulo em 1960, instituição onde permaneceu até sua aposentadoria, em 1979, e pela qual recebeu o título de Professor Emérito em 2001. Ganhou em 2003 o Prêmio de Tradução da Academia Brasileira de Letras, e em 2007 foi agraciado pelo governo da Rússia com a Medalha Púchkin, em reconhecimento por sua contribuição na divulgação da cultura russa no exterior.
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 6
    • Gostei! Gostei! x 3
  2. Caio Alves

    Caio Alves Asuka Langley Soryu

  3. Spartaco

    Spartaco James West

    Realmente Boris Schnaiderman foi um dos maiores tradutores que tivemos.
     
  4. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Esse cara foi um dos meus heróis. Não dá pra traduzir (já aproveitando o trocadilho infame) o que ele significou pra vida cultural brasileira. Fique em paz.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Pra traduzir as obras desses grandes autores, tinha que ter uma imersão histórico-cultural profunda que vai muito além de apenas conhecer o idioma russo. O Boris soube fazer isso com muita dedicação e competência. Descanse em paz.
     
    • Gostei! Gostei! x 3

Compartilhar