1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Fahrenheit 451 (Reino Unido, 1966)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 17 Ago 2015.

?

Sua nota para o filme:

  1. 10

    16,7%
  2. 9

    16,7%
  3. 8

    33,3%
  4. 7

    33,3%
  5. 6

    0 voto(s)
    0,0%
  6. 5

    0 voto(s)
    0,0%
  7. 4

    0 voto(s)
    0,0%
  8. 3

    0 voto(s)
    0,0%
  9. 2

    0 voto(s)
    0,0%
  10. 1

    0 voto(s)
    0,0%
  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Sinopse: Em um Estado totalitário em um futuro próximo, os "bombeiros" têm como função principal queimar qualquer tipo de material impresso, pois foi convencionado que literatura é um propagador da infelicidade. Mas Montag (Oskar Werner), um bombeiro, começa a questionar tal linha de raciocínio quando vê uma mulher preferir ser queimada com sua vasta biblioteca ao invés de permanecer viva.

    Direção: François Truffaut

    Elenco: Oskar Werner, Julie Christie, Cyril Cusack

    Trailer
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Curiosidades

    - O título Fahrenheit 451 é uma referência à temperatura que os livros são queimados. Convertido para Celsius, esta temperatura equivale a 233 graus.

    - Fahrenheit 451 é o único filme em inglês dirigido por François Truffaut.

    - Todos os créditos de diretor, roteiristas, elenco, produtores, música, fotografia e até mesmo o nome do filme são narrados em off, não aparecendo nada escrito na tela. Apenas surge, no final, o tradicional "The End" e o nome do estúdio que produziu Fahrenheit 451.

    - Entre os livros queimados pelos bombeiros está a revista Cahiers du Cinema, para a qual o próprio diretor François Truffaut escrevia na época.

    - Após o término da montagem de Fahrenheit 451 , o diretor François Truffaut declarou estar decepcionado com a versão original do filme, pois não gostou de alguns diálogos em inglês. Truffaut declarou ainda que preferia a versão dublada em francês do filme, cuja tradução foi inclusive supervisionada por ele.
     
    • Ótimo Ótimo x 2
  2. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Esse material vale ser assistido considerando o contexto conturbado do mundo e da Europa nos anos 60s. Pessoalmente preciso ver também um título que fala do choque de forças oficiais contra forças subversivas produzindo medo e revolta acho que era "Made in Britain".

    O pós-guerra gerou uma quantidade enorme de insegurança pública para ser contida, haja vista que em algumas áreas havia nazismo declarado por muitos anos mesmo depois do fim da guerra. Além disso foi uma época que serviu de berço para ditaduras (de diversas cores políticas) pelo planeta.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  3. Jango

    Jango Branca! Branca! Branca!

    Pra mim esse filme continua super atual.
    Já umas duas vezes e li o livro também. Ambos são muito bons.
    :squid::squid::squid:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    O cara escreve um livro sobre como a TV tá destruindo a literatura e todo mundo reconhece a obra como um legado anti-censura num momento tenso da história americana - as audiências do senado contra o comunismo, presididas por Joseph McCarthy. É aquela coisa de que a obra supera a intenção autoral.
     
    Última edição: 20 Ago 2015
    • Gostei! Gostei! x 1
  5. adrieldantas

    adrieldantas Relax and have some winey

    A primeira vez que assisti foi na faculdade de comunicação. Excelente filme, realmente inspirador.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar