1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Faculdade

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Breno C., 25 Jan 2009.

  1. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Estou abrindo esse tópico para falaram generalidades sobre o tema faculdade. Eu por exemplo, vou começar minhas aulas dia 9 de fevereiro, vou fazer Design, mas na verdade queria fazer jornalismo...

    Quem quiser contar a sua história, ou pedir uma opinião, o tópico está aberto!
     
  2. Diego-

    Diego- Usuário

    Eu estou me formando no cursinho, ano que vem se sair a formatura a galera do meia tá convidada. :rofl:
    Estou estudando pra tentar passar em uma faculdade pública no curso de Medicina, mas tá osso o vestibular insiste em me mandar de volta pro cursinho. ¬¬
     
  3. Breno C.

    Breno C. Usuário

    eu nem tentei vestibular, to fazendo uma faculdade particular, a prova fui muito mole.
    Quando eu era menor, queria fazer medicina, mas... não quero ver carne só na mesa de operação :hahano: (brinks)
     
  4. Izze.

    Izze. What? o.O

    Tentei pra UFSC, mas não passei. Não era o que eu queria. Eu sempre quiz vir pra São Leopoldo e estudar na Unisinos. Taí, to fazendo jornalismo aqui. ^^
    E dei sorte, entrei e a faculdade é a melhor particular do RS. =D
     
  5. Breno C.

    Breno C. Usuário

    No inicio eu fiquei meio bolado, não vejo muito orgulho em fazer faculdade particular, mas depois pensei: porra, sou eu que vou pagar! Não tenho que ficar pensando nisso...

    Mas se deus quiser, quando terminar essa, vou para Sampa e faço jornalismo lá.
     
  6. Izze.

    Izze. What? o.O

    Ah, não vejo diferença entre particular e federal. Se eu fosse pra UFSC, por exemplo, eu gastaria a mesma coisa, se não mais, do que eu to gastando aqui. Só com moradia e livros (coisa que federais pedem muito). O ensino da Unisinos é tão bom quanto o de uma federal.

    E também, pra faculdade valer, tem que partir do aluno. Se matar estudando pra entrar pra uma federal e depois relaxar lá dentro não adianta nada. Existem muitos profissionais que foram pra boas faculadades que fazem um trabalho inferior aos que estudaram em faculdades mais "simples", fica aí a verdade.
     
  7. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Nisso eu concordo com a Izze, quem faz a faculdade é o aluno. Porém não adianta dizer que é mentira o fato de o nome de uma federal pesar mais no currículo do cidadão, porque isso é verdade. Tenho amigos que são muito bons no que fazem, mas sempre ficam para trás porque tem alguém que fez federal.
     
  8. Izze.

    Izze. What? o.O

    Isso é verdade também, Breno.
    Mas eu, particularmente, não estou me preocupando com isso.
    Estudo numa boa faculdade e estou trabalhando com um professor que é bem conhecido no Brasil (e até fora daqui, dizem).
    Então posso dizer que meu currículo esta bom no momento. =B
     
  9. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Po, a parada é fazer cursinhos por fora, isso ajuda muito.
    Eu tenho uns quatro cursos de edição de foto, um de fotografia e mais uns dois de artes gráficas. Ajuda a pesar no curriculo.
     
  10. Izze.

    Izze. What? o.O

    Ah, também. Eu já fiz um na curso de extensão da cobertura da feira do livro de Porto Alegre. Deu pra ter uma idéia de como é trabalhar numa redação, só faltava o editor chefe gritando nos ouvidos. xD

    E a Unisinos faz muito desses cursos. E agora que eu to num projeto de pesquisa, fica mais fácil pra mim conseguir uma monitoria, mesmo o contrato da bolsa não deixando isso. =B
    Mas o professor acoberta o caso e vai lá mais uma coisa boa pro currículo.
    Realmente, ficar só na faculdade, fazendo o que está prescrito na grade curricular, não adianta muita coisa.
     
  11. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Faculdade de Jornalismo é muito foda?
     
  12. A minha jornada por faculdades é longa.
    Tranquei Letras por duas vezes, motivos muito mais filosoficos do que $$$ ou aptidao.A grade da faculdade mudava toda hora e o enfoque do curso ficou MUITO prejudicado.

    Agora, faço Criação e Produção Gráfica Digital e faço estaágio na área como Editoração. Muito bom, me formo já ingressa no Mercado de Trabalho.E me formo em julho.
    Voltarei com Letras ano que vem, pagando ou não, mas tentarei pela ultima vez uma faculdade pública.
     
  13. Felipe_al

    Felipe_al Usuário

    Tentei Jornalismo duas vezes na UFSC e não passei nas duas por pouco, não vo fica perdendo tempo com cursinho se eu posso pagar uma particular. Me inscrevi esse ano na Estácio de Sá que fica aqui perto de casa e dizem que o curso de Jornalismo é mto bom. Preferia, claro, a pública, primeiro por não pagar e tbm pq eu sei que eles exigem mto mais dos alunos na federal, mas como não tive capacidade...
    Agora só tenho que ver se eu vo mesmo pro exército (merda!), pq se eu for acho que nem dá pra fazer faculdade junto.

    Realmente Unisinos é mto boa em POA, mas a PUC continua sendo mto boa aí tbm né Izze? (depois q eu sai do RS nunca mais fiquei por dentro dos assuntos dai)
     
  14. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Outra parada que pesou para eu entrar numa particular. Não ia ficar sofrendo feito um fudido para passar num faculdade publica se posso pagar uma, fora que não teria tempo de estudar e trabalhar ao mesmo tempo.
     
  15. 30PorCento

    30PorCento Usuário

    Cursei 3 anos de Engenharia Elétrica na Poli-USP e abandonei pra poder montar uma livraria e estudar arte. :sim:
     
  16. Daniel Cowman

    Daniel Cowman Usuário

    Minha história começa assim:

    Fiz vestibular em 2004 para Ciências Sociais e passei para UFRJ. Foi legal. De início fiquei muito feliz com o curso e as perspectivas de um futuro acadêmico. Na metade do curso comecei a questionar sobre o que estava fazendo e qual seria meu futuro na área, não era na ideia de ganhar dinheiro mas sim conquista pessoal. E comecei a questionar a validade do curso (se realmente ajudava em muita coisa e a presunção das pessoas as vezes me irritava)... Em outubro de 2007 quando isso começou, eu pensei em fazer um outro curso, pensei em pedir reingresso em Prod. Editorial, sabia que adorava livros mas não acadêmicos, meu prazer estava mesmo na literatura, mas ainda sim estava me sentindo infeliz e também tinha me inscrito para outro vestibular na Estadual do Rio para letras Port-Japonês.

    Passei para Letras e em 2008 e comecei a fazer, iria fazer mais por prazer do que por futuro pois sentia que iria cair no acadêmico do qual queria sair, e a crise começou a se agravar no meio do ano de 2008 quando senti que iria para Administrção (eu sempre gostei de organização, de empreendedorismo e de bolsa de valores, meu lado estranho). Resolvi fazer algo que deveria ter feito desde 2004: Fui fazer uma orientação vocacional.

    Comecei em outubro (outubro além do mês do meu aniversário tem sido meses de surpresas e grandes esperanças) a orientação vocacional e como disse estava ainda em dúvidas entre Prod. Edit e Administração, porém sentia que nenhum desses ainda era o lugar que queria. Ao longo das sessões e testes começou a crescer a vontade de estar próximo da arte de qualquer maneira e a arte que me chamou atenção foi a Culinária. Sempre admirei com timidez a culinária, não cozinhava muito porque tinha medo, mas fui perdendo o medo e me arriscando e os resultados tem sido satisfatórios.

    Passado os meses comecei a ficar apaixonado pela gastronomia, a idéia de ter um restaurante, criar receitas, estar com a arte e ainda por conhecer outros cantos do mundo, conhecer culturas novas, adminstrar um grupo de pessoas e de um restaurante. Tudo isso era o que eu queria desde antes (isso porque não falo das profissões que queria ser desde pequeno, mas sempre envolviam culturas) de uma forma unida. Estaria com a arte ao meu dispor.

    Bem... a tormenta passou e agora me inscrevi para o curso tecnológico de Gastronomia na UNIRIO, já não consigo pensar em mais nada para se fazer além de cozinhar, ler e escrever (aposto que quase todos aqui também gostariam de ser escritores).


    E as ciências Sociais? Estou terminando este ano, pois já estou no fim e a faculdade não é ruim, aprendi muita coisa, mas não é o que quero para minha vida.

    Desculpe por tudo isso aqui!
    Abraços,
    Danieç
     
  17. Liv

    Liv Visitante

    Sobre cursinhos, eu penso diferente. Prefiro me lascar seis meses e tentar a sorte do que me lascar por quatro anos na particular. Ano passado segui esse raciocínio e deu certo! Passei para Pedagogia na USJ (faculdade municipal), claro que não é o meu soooonho (que é a faculdade de geografia) e provavelmente eu tente uma troca por transferência externa, mas já estou feliz com o que consegui. =}
     
  18. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium


    Muito legal você contar sua história.
    Acho que todos passam por isso, ainda bem que você teve o bom senso (e a oportunidade) de recomeçar.
    E talvez você possa usar coisas que aprendeu nas Ciências Sociais neste novo curso, afinal nenhum aprendizado é "pra se jogar fora". Administração teria sido bom também, mas talvez tenha um pouco dessa matéria na grade do curso novo...
     
  19. Daniel Cowman

    Daniel Cowman Usuário


    É justamente isso...no curso de Chef, temos aula de gestão de restaurantes e hotéis, noções de controle de custo dos alimentos e coisas do tipo :)


    Ainda faço um banquete para o meia palavra.... meia comida! eheheh
     
  20. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    :rofl:
    Legal!
    Só não pode ser "meia-boca" hein?
    Pois de comida ruim já basta a minha! :blah:
     

Compartilhar