1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Explosions In The Sky

Tópico em 'Música' iniciado por Fly Pan Am, 28 Jul 2005.

  1. Fly Pan Am

    Fly Pan Am The Land Between Solar Systems

    Alguem gosta?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Apesar da curta discografia, o Explosions in the Sky já é considerado pela grande maioria dos fãs de post-rock como um dos grandes nomes do gênero. A banda alcançou este posto graças a dois discos excepcionais, que trilham basicamente o mesmo caminho do Mogwai (outro ícone do estilo) no que diz respeito as características básicas de sua música, mas que lhe conferiram personalidade própria e uma legião de admiradores obstinados.

    A história do Explosions começa em Midland, no Texas, onde Michael James, Mark Smith e Munaf Rayani - todos tocavam guitarra - conheciam-se desde a infância. Apesar disso, a banda nasceu somente em Austin, para onde os três se mudaram posteriormente. Lá conheceram o baterista Chris Hrasky, que havia colocado um anúncio em uma loja de discos convocando músicos para formar uma "sad, triumphant, rock band".

    A partir de abril de 1999, os quatro começaram a ensaiar juntos, e depois de uma sessão feita no 4 de julho daquele ano (dia da independência americana), surgiu a idéia de nomear a banda de Explosions in the Sky. A essa altura, Michael já havia assumido o baixo e cada vez mais a banda ia ganhando forma, a medida que os quatro amigos percebiam que havia um entrosamento natural e uma forte identidade entre eles.

    A primeiro apresentação para uma audiência aconteceu em agosto de 1999, mas pode-se dizer que o primeiro show de verdade aconteceu no festival Emo's, em Austin, em janeiro de 2000. Um dos espectadores da apresentação da banda neste festival era a diretora de filmes independentes Kat Candler, que se encantou com a banda e pediu a eles que gravassem a trilha de seu novo filme, "Cicadas", que estava em produção. A banda topou e gravou então aquilo que seria seu primeiro álbum, "How Strange, Innocence". Este disco não teve muita circulação (foram editadas somente 300 cópias, pelo selo Sad Loud America) e muitas vezes nem é reconhecido como o debut do Explosions in the Sky, mas hoje suas poucas cópias existentes são itens valiosos, e muitos fãs considerem este o melhor trabalho do Explosions.

    Em agosto de 2000, a banda assinou contrato com a Temporary Residence Limited Records. Jeremy DeVine, dono do selo, ficou encantado ao ouvir uma fita com algumas canções do grupo, que lhe foi enviada pelos membros do American Analog Set com um bilhete que dizia "THIS TOTALLY FUCKING DESTROYS".

    Em dezembro de 2000, a banda inicia as gravações de seu novo disco, que seria lançado em agosto do ano seguinte sob o título de "Those Who Tell The Truth Shall Die, Those Who Tell The Truth Shall Live Forever". A resposta ao lançamento foi excelente, levando a banda inclusive a fazer sua primeira turnê na Europa, em dezembro de 2001.

    No começo de 2002, a banda decide se mudar de volta para Midland, por motivos operacionais. Logo depois volta a tocar pelos EUA divulgando seu trabalho, fechando o ano com mais uma viagem a Europa, onde tocam em um maior número de países e gravam em Londres com John Peel. A banda toca também duas noites em Taiwan, levando seu som ao reconhecimento em escala mundial.

    Em 2003, o Explosions in the Sky lança um novo disco, "The Earth is Not a Cold Dead Place", que estabelece definitivamente o grupo como um dos principais nomes do post-rock, ao lado de Mogwai, Godspeed You Black Emperor e Tortoise. O álbum, formado por 5 músicas de beleza assombrosa, é aclamado por crítica e público.

    Em 2004, a banda participa de dois projetos: uma coletânea da Temporary Residence Limited chamada "Thank you", e a trilha sonora do filme "Friday Night Lights", de Peter Berg.


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Biografia:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Fotos:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Lycaeon

    Lycaeon Usuário

    Eu curto absurdos explosions in the sky, acho que é uma das bandas do estilo que mais gosto...
     
  3. Fly Pan Am

    Fly Pan Am The Land Between Solar Systems

    Eles ao vivo destroem.
    Todos os humanos vivos deveriam ve-los ao vivo pelo menos uma vez.
     
  4. .plück.

    .plück. Usuário

    A banda mais linda do mundo.

    Exatamente o que eu penso. Mas não só ao vivo, como tb os álbuns.
     
  5. Thico

    Thico The Passenger

    Já ouvi muito sobre essa banda, mas agora definitivamente me deu vontade de conhece-la. Por onde devo começar?



    Ouvindo Happy Music For Happy People pela segunda vez
     
  6. Fly Pan Am

    Fly Pan Am The Land Between Solar Systems

    Olha, realmente nao tem um mau lugar pra comecar com Explosions In The Sky. Tudo que eles lancaram ate hoje eh excelente.
    Mas dependendo do que voce quer ouvir, os albuns sao bem diferentes.

    How Strange, Innocence eh o primeiro, e, consequentemente, tem aquele som meio de fita demo. As musicas sao incriveis e eh o album mais ecletico, que mistura as passagens mais calmas e serenas com os climaxes destrutivos. As musicas mais caracteristicas do album sao: "Snow And Lights", "Time Stops" e "Remember Me As A Time Of Day"

    Those Who Tell The Truth Shall Die, Those Who Tell The Truth Shall Live Forever eh o segundo da banda e primeiro em uma gravadora (a Temporary Residence Limited). O som eh mais polido, mas, mesmo assim, eh o album mais agressivo e explosivo da banda. As guitarras nesse album nao tem misericordia ou pena dos ossos de seu ouvido. Nao confunda-se: nao eh metal. Na verdade nao tem nada a ver com metal, nao eh pesado e viscoso. Eh lindo e destruidor. Eh o que o apocalipse soaria se conseguissemos converte-lo em ondas de som. Musicas boas: "Greet Death", "The Moon Is Down" e "With Tired Eyes, Tired Minds, Tired Souls, We Slept"

    The Earth Is Not A Cold Dead Place encontra a banda menos agressiva do que antes. Nao se engane, as passagens destruidoras ainda existem, mas o foco da banda esta nas lindas melodias e harmonias. O tom eh bem menos severo do que o disco anterior, e a interacao entre as duas (as vezes ate tres) guitarras as vezes eh de tirar o folego. A primeira vez que se escuta a esse album nunca eh esquecida. Musicas: "The Only Moment We Were Alone", "Six Days At The Bottom Of The Ocean" e "Memorial"

    EDIT: Ta gostando do Happy Music?
     
  7. Progger58

    Progger58 Usuário

    Eu estou aqui escutando alguns samples dessa Explosions in the Sky, e digo a vocês que se parece DEMAIS com o Cul De Sac. Dêem uma checada e vocês também irão constatar isso.

    Como eu gosto demais do Cul De Sac, vou ver se consigo alguma coisa do Explosions in the Sky também.

    Demétrio.
     
  8. Fly Pan Am

    Fly Pan Am The Land Between Solar Systems

    Que musicas que voce ta ouvindo?
    Eu consigo ouvir uma semelhanca beeeeeeem sutil, mas nada incrivel.
    Tambem nao eh muito possivel porque os caras do Explosions nao fazem ideia de quem Cul De Sac eh. Se sao similares eh por pura coincidencia mesmo!
     
  9. Thico

    Thico The Passenger

    Essa banda é foda!

    Ouvi o Those Who Tell The Truth Shall Die, Those Who Tell The Truth Shall Live Forever e o The Earth Is Not A Cold Dead Place, ambos lindissímos. Preferi o segundo, mas eles estão com certeza quase no mesmo nível de qualidade.

    O Those Who Tell... como o Fly disse, demonstra o encontro da agressividade em formato de música com momentos de constante plenitude. É mais pesado que o The Earth is not a Cold Dead Place. Esse que por sua vez, eu é mais calmo e com guitarras mais trabalhas, digo, mas agradaveis ao meu ver.

    Mas dá pra notar que qualquer coisa do Explosions vale muito a pena. Agora vou procurar algo ao vivo deles, pra ver se eles são tudo isso que vocês tão falando mesmo.


    Mesmo ouvindo poucas vezes por enquanto pontos altos para os lá 5 minutos de Yasmin The Light e First Breath After Coma inteira.
     
  10. Fly Pan Am

    Fly Pan Am The Land Between Solar Systems

    Musicas deles ao vivo se encontram
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Para videos deles ao vivo (mais recomendado) va
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    do mesmo site.
     
  11. .plück.

    .plück. Usuário

    Não consigo entrar nesse site.

    Eu peguei o Peel Sessions deles. Do que se trata?
     
  12. Fly Pan Am

    Fly Pan Am The Land Between Solar Systems

    Peel Sessions era um programa de radio da Inglaterra com o famoso (agora morto, R.I.P.) John Peel em que bandas que ele gostava eram convidadas a tocar ao vivo no estudio dele. Geralmente as Peel Sessions sao ate melhores que as versoes das musicas no estudio.
     
  13. .plück.

    .plück. Usuário

    Nesse caso, eu ainda prefiro as versões em estúdio das 3 músicas que ouvi (First Breath, The Moon, Memorial).
    O único vídeo ao vivo que vi deles foi num tal de Crocodile Cafe, em Seattle, e é muito bom, começando com Greet Death, que na época eu não conhecia, e que ficou ainda melhor do que no álbum.
     
  14. Thico

    Thico The Passenger

    "Em breve nas bancas de jornal e melhores lojas do ramo..."




    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    [size=+2]All of a Sudden I Miss Everyone[/size]

    01 The Birth and Death of the Day
    02 Welcome, Ghosts
    03 It's Natural to Be Afraid
    04 What Do You Go Home To?
    05 Catastrophe and the Cure
    06 So Long, Lonesome

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Caso não consiga ouvir pelo link (como eu) ponha direto no quicktime. Caso não tenha quicktime, se vire.


    Só essa faixa já é melhor que tudo que eu ouvi de 2007 junto. Essa percussão + a trama das guitarras deixa qualquer alucinado/arrepiado/emocionado.
     

    Arquivos Anexados:

Compartilhar