• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Existem rumores que Amazon pode estar incluindo cenas de sexo na série

Elring

Depending on what you said, I might kick your ass!
Se estivéssemos em uma aula de sexo, concordaria com a proposta do vídeo. Mas não é o caso aqui. Ninguém aqui tem medo de falar ou fazer sexo, e dizer que as pessoas tem receio é muita hipocrisia pois todo mundo que tem zapzap já recebeu vídeos de sexo e nudes de todos os tipos em grupos fechados. A questão é o fetichismo em agregar cenas eróticas onde não há necessidade. Qual a necessidade disso além de criar alvoroço e aumentar o marketing para a série? Se este é o unico atributo a se ressaltar no seriado na Amazon, só tenho que lamentar. Todo este período de tempo e tudo que surge da série de Tolkien é possibilidade de nudez? Em 2020 ainda apelam pra este recurso que foi gasto lá nos anos 80?
 

dermeister

Ent cara-de-pau
A questão é o fetichismo em agregar cenas eróticas onde não há necessidade.

Isolando esse trecho em especial porque, arriscando uma comparação que eu não gosto de fazer, é o que aconteceu com Game of Thrones: os livros tem muitas cenas de sexo mas eu não digo que são gratuitas ou destoantes das necessidades do plot, já a série as transformou em marketing barato e criaram a expressão sexposition no processo.

Um caso de como uma cena nada bonita mas plenamente justificada que aparece de um jeito bem diferente é a
de incesto consensual entre Jaime Lanister e Cersei ao lado do corpo do filho, fruto da mesma relação e assassinado durante o próprio casamento. Não há nenhuma nuance de romantismo nela mas de puro desespero (Jaime tinha passado por maus bocados como prisioneiro de guerra e reencontra a Cersei naquela exata situação, etc. etc. e a partir disso e das reflexões oriundas daquele momento o personagem começa um ciclo de mudanças -- eu até palpito dizer que foi uma redenção). Não é bonita, não é romântica, mas não é gratuita.
Já a série a colocou sem o contexto original, sem a questão do reencontro, sem as consequências para o desenvolvimento do personagem. E de quebra transformou-a em um estupro (wtf!).

Aleatórios por aí comparam GoT a um "SdA com sexo"; eu já li uma medonhice dessas e foi difícil segurar o :puke:
Meu medo é que a Amazon resolva colocar essas cenas como um atrativo para essas pessoas -- afinal, para ela, views e clientes pagantes são dinheiro, não importando de que bolso vieram.


Já no quesito da nudez tudo é mais fácil: ela é usada como representação de pureza e inocência há séculos da arte ocidental, ainda que o recurso tenha se tornado menos comum nas últimas décadas, desde que pudicos sem capacidade de interpretação começaram a assustar (ou ameaçar mesmo) os criadores (botando escritores, desenhistas, diretores, fotógrafos, etc. no mesmo saco aqui), editoras e estúdios. Isso não parece ter afetado muito a arte oriental, onde nudez como pureza continua bem comum. Tolkien não usa muito isso, na maioria dos casos a associação é entre nudez e vulnerabilidade mesmo -- e a maioria das instâncias o efeito é bem assustador (Níniel, alguém?) até mesmo quando a nudez não é literal. Mas nada impede um uso tradicional de nudez == inocência.
 

Keltos

Bolsim, O Verde.
Concordo com a resposta do dermeister aqui.

Mas independente disso tudo, já reparou que NADA sobre esse lance dos corpos nus na série é confirmado? Tudo é realmente um rumor e a galera está se descabelando?

Pois é. Um grande boato, amigos. Ninguém sabe se a) isso é para a série da amazon mesmo ou b) se isso é de fato uma diretriz da série . Ou seja, boato, boataria, boca pequena, rumor etc.

Me parece é que com a pandemia ninguém teve como fazer um teaser ou foto de set pronta para divulgação então a galera resolve levantar essa bola pra ter assunto.
 

Elring

Depending on what you said, I might kick your ass!
O que me deixou com os dois pés atrás foi a escolha destes dois showrunners, J.D. Payne e Mckay para a produção da série. O negócio avaliado em mais de um bilhão e cai na mão de dois roteiristas que ninguém ouviu falar e que têm no currículo uma participação não creditada em Star Trek Beyond? Sério que executivo vai largar na mão de dois desconhecidos uma obra desse calibre? Já basta os estragos que o Weiss e Benioff fizeram em Game of Thrones ao tomarem muita liberdade em relação aos livros e acabaram de vez com toda a série em uma temporada.
 

Neoghoster Akira

Brandebuque
Pra não falar de que rola outro rumor preocupante, o de que trouxeram o nome de um consultor sobre a obra do Tolkien apenas para "acalmar a fanbase pejorativamente chamada de conservadora", mas depois de um pedido inicial contam que o cara nunca mais foi chamado pela produção. [/cashcownews]
 

Keltos

Bolsim, O Verde.
Pra não falar de que rola outro rumor preocupante, o de que trouxeram o nome de um consultor sobre a obra do Tolkien apenas para "acalmar a fanbase pejorativamente chamada de conservadora", mas depois de um pedido inicial contam que o cara nunca mais foi chamado pela produção. [/cashcownews]
Ah mas esse rumor é meio furado.

Chamaram o Tom Shippey para fazer uma consultoria inicial, ele topou, fez a consultoria e pronto. Eis tudo.

Pessoal esperava que o cara ficasse no set todos os dias pra sempre? rs
 

Neoghoster Akira

Brandebuque
Ah mas esse rumor é meio furado.

Chamaram o Tom Shippey para fazer uma consultoria inicial, ele topou, fez a consultoria e pronto. Eis tudo.

Pessoal esperava que o cara ficasse no set todos os dias pra sempre? rs

Olha, eu não vejo qualquer razão legítima pelo que muitos fãs não possam querer/desejar esse tipo de presença tarimbada sempre. É algo desejável consultorias do pessoal que entende de Tolkien durante o decorrer de um projeto grande, seminal e significativo da Alta Fantasia. Mais ainda, enquanto a produção não mostra na prática a que veio é até básico esperar que os caras demonstrem serviço.

Depois do projeto de O Hobbit não conquistar (esticando demais a história e tiveram certos deslizes) as mesmas premiações de SdA ficou mais claro que isso ocorreria, principalmente porque a Tolkien Estate parece ter caído nas mãos do ramo da família menos estrito do que o Christopher após a morte dele. Eu diria até que fatal. E digo isso mesmo estando ciente de que O Hobbit é um livro mais simples e menos trabalhado que SdA, quer dizer, falhas de projeto que não estavam nos livros.
 

Keltos

Bolsim, O Verde.
Olha, eu não vejo qualquer razão legítima pelo que muitos fãs não possam querer/desejar esse tipo de presença tarimbada sempre. É algo desejável consultorias do pessoal que entende de Tolkien durante o decorrer de um projeto grande, seminal e significativo da Alta Fantasia. Mais ainda, enquanto a produção não mostra na prática a que veio é até básico esperar que os caras demonstrem serviço.

Não é rejeitar a presença do Shippey. Ao contrário, mas ao que parece é que o Tom Shippey meio que já fez a consultoria inicial para a leaboração da sériue e agora ele voltou a fazer seus afazeres. O que disse era apenas que seria inviável manter o Shippey batendo ponto todos os dias ali. Só isso.
 

Neoghoster Akira

Brandebuque
Não é rejeitar a presença do Shippey. Ao contrário, mas ao que parece é que o Tom Shippey meio que já fez a consultoria inicial para a leaboração da sériue e agora ele voltou a fazer seus afazeres. O que disse era apenas que seria inviável manter o Shippey batendo ponto todos os dias ali. Só isso.

Supondo que façam igual em Got num projeto de episódios de alto orçamento de fantasia em que deleguem aos consultores de lacunas as pontes dos buracos nos livros, nesse ponto, Númenor e a Segunda Era são um material mais complexo do que SdA e O Hobbit. Por buracos nós incluímos idiomas, personagens não existentes na obra, etc... O Martin teve que confiar nesses caras e nos produtores para o final da série dele.

É possível imaginar um tolkienista trabalhando junto desses consultores tapa buracos em cada núcleo de episódio (cada episódio é um núcleo próprio com orçamento, produção e estilo independentes e as vezes até o diretor muda). Não havendo copyright para o Silmarillion alguém vai ter que acompanhar e lembrar esses caras (de cabeça) o que houve antes nas eras anteriores. A equipe de efeitos, especialmente, apesar da paixão é uma das mais vulneráveis a perder a mão.

Essas coisas deslocam a posição, significado e tempo de pontos de clímax (Tauriel, anões projetados por Tolkien para não terem todos eles uma personalidade importante, esse tipo de coisa). O certo é o cara estar lá em todo episódio.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.595,99
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo