1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Exército afegão admite primeiras mulheres soldados

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 23 Set 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Elas não serão enviadas às linhas de frente da luta contra a insurgência.
    EUA disseram que iniciarão sua retirada do país em julho de 2011.



    O Exército do Afeganistão admitiu nesta quinta-feira (23) as primeiras mulheres em seus quadros, tendo 29 delas se graduado em uma classe de novos recrutas que esperam ajudar as forças do país a assumir o controle da segurança nacional, após a saída das tropas estrangeiras, até 2014.

    O presidente afegão, Hamid Karzai, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e a ONU estão se empenhando para expandir e treinar o Exército, a polícia e outras forças de segurança do Afeganistão para que possam assumir o comando depois da partida dos militares estrangeiros.

    Os EUA disseram que iniciarão sua retirada em julho de 2011, embora o processo possa levar anos.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Mulheres assistem à cerimônia de graduação em Cabul. Elas serão as primeiras mulheres soldados do Exército afegão (Foto: Gemunu Amarasinghe/AP)


    disse Mari Sharifi, depois da cerimônia de graduação no centro de treinamento militar em Cabul.

    As mulheres não serão enviadas às linhas de frente da luta contra a insurgência, que está em seu momento mais forte desde a derrubada do governo do Taliban em 2001. Elas realizarão serviços administrativos.

    Mulheres serviram no Exército afegão quando o governo era apoiado pelos comunistas, nos anos 1980, mas deixaram o serviço militar durante a guerra civil afegã e o regime linha-dura do Taliban, movimento que ganhou espaço depois da retirada dos soviéticos, em 1989.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar