1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Evolução dos videogames

Tópico em 'Jogos Eletrônicos' iniciado por Leif, 26 Ago 2003.

  1. Leif

    Leif Usuário

    É um tema polêmico. Eu escrevi uma coluna para a área de games, da AOL, e gostaria de saber o que vocês acham. Quem concorda? Quem discorda? Porque? :)

    A matéria está em:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    (tentei procurar por esse tema aqui no forum e não encontrei... se acharem, por favor, podem mover essa mensagem! ;))[/url]
     
  2. Link

    Link The Hero of Time

    Não sei porque, mas acho que o Mega Drive 3 era 8 bits, não?(Não tenho certeza.. :roll: )


    Acho que isso não é bem uma verdade... o Wind Waker é uma excessão a essa regra... ele tem gráficos e cartoon, o que desagradou um pouco os jogadores, que depois morderam a língua depois de jogar, mas a diversão é como se fosse de um atari... acho que mesmo tendo gráficos realistas os jogos continuam sendo divertidos, apesar de algumas excessões...
     
  3. Riff

    Riff Usuário

    Mega Drive era 16 bits :wink:

    E com certeza, há mta preocupação com a qualidade tecnica do jogo, e esquecem da diversão, um exemplo é Shenmue, q é lindo, mas um pé no saco, mto chato.
    E psx tem mto jogo bom com graficos toscos :twisted:
     
  4. Finrod

    Finrod Visitante

    A cada dia, os videogames evoluem, por exemplo:
    O playstation 2 pode-se jogar pela internet, os gráficos melhoraram e etc...
     
  5. Leif

    Leif Usuário

    Mega Drive era 16 bits mesmo :)

    A intenção com esse texto foi expressar minha opinião de que o fator diversão, que imperava sobre todos os outros fatores está perdendo, hoje em dia, para fatores secundários como gráfico.

    De maneira alguma acho que evolução gráfica seja desnecessária. Apenas acho que coloca-la acima da diversão é estúpido. Pitfall foi uma evolução gráfica em 1982, quando foi lançado. Mas o fator diversão com certeza foi levado mais em conta.

    Isso é fato indiscutível. Mas o que eu proponho aqui é uma discussão de até onde isso importa?!
     
  6. Link

    Link The Hero of Time

    Corcordo, afinal os videogames foram feitos para nos divertirem... :wink:


    Desde que não atrapalhe a diversão que temos ao jogar, gráficos perfeitos ou de qualquer outro estilo são bem vindos... :)
     
  7. Riff

    Riff Usuário

    :nope:
    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ :wink:
     
  8. Finrod

    Finrod Visitante

    Isto importa numa diversão maior para as pessoas, mas também custa cada vez mais caros...
     
  9. Link

    Link The Hero of Time


    Ah é? Se o jogo for uma porcaria você acha que eles ganhariam dinheiro com ele? É claro que ele fazem por dinheiro, mas se não fizerem um jogo decente não adianta nada... :wink:
     
  10. Riff

    Riff Usuário

    O pior é q ganham, num jogo podre eles nem gastam mto dinheiro, aí lançam, sempre tem gente q compra por não saber q o jogo é ruim, aí no final da lucro, msmo q seja pouco.
     
  11. #Ryu

    #Ryu Usuário

    Achei uma boa matéria...
    Mas acho que as softhouses sabem que quanto mais divertido o jogo, mais as pessoas o compram e maiso jogam...

    algumas empresas soh fazem jogos pra se aproveitarem do sucesso, achando que eh grana fácil... wacky racers do psone eh um bom exemplo...

    Jah que o pap eh evolução dos videogames... o Ps2 foi lançado a 3 anos e ainda hoje muita pouca gente tem no Brasil.. eu lembro que o ps1 foi lançado em 95 e em 96 mt gente jah tinha... tacerto que o preço ta lah em cima... mas num abaixou ateh agora!
     
  12. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Tem uns dados meio incorretos no texto, mas nem vou comentá-los pois acho que vc tomou com base os jogos que sairam aqui no Brasil antes.

    E eh claro que as produtoras sempre procuraram fazer gráficos melhores, naum tem como dizer que não. Mas como as capacidades dos consoles naum eram tão grandes assim, nem os recursos disponiveis eram os mesmos de hj, tinham que compensar a falta de gráficos impressionantes de outra maneira, com a diversão que o jogo proporcionava. Hj em dia parece que dão mais importancia ao gráficos porque está mais evidente isso, hj se pode fazer muita coisa com os gráficos que antigamente nem se poderia imaginar. Isso dah a brecha pra produtoras acharem que bastam gráficos bons pro jogo ser um campeão de vendas, mas naum eh isso que está acontecendo. Com essa explosão de jogos ruins, hj está se valorizando cada vez mais titulos que tenham algum conteudo e diversão, sem esquecer dos gráficos, que como todos sabem, a beleza eh essencial.

    Portanto naum acho que hj em dia se valorizem os gráficos mais que a diversão do jogo, muito ao contrario, dah pra perceber que jogos ruins naum estão vendendo, que o consumidor adquiriu um senso critico do que eh bom e do que eh ruim nos ultimos anos (embora com algumas excessões), e se um jogo naum tem inovação, jogabilidade boa e uma história descente, está fadado a ser aquele jogo que ninguém aluga ou compra e que fica empoeirado no canto da loja.
     
  13. Leif

    Leif Usuário

    Opa! Que dados estao incorretos?

    Bem. Esse paragrafo tem dois pontos. Um que eu concordo e um que eu discordo.

    Obvio que as produtoras sempre procuraram, e sempre procurarao, fazer jogos com gráficos melhores.

    Discordo no que diz respeito à compensação. O investimento na diversão pela limitação gráfica nunca existiu. Existe sim, hoje, um descaso com a diversão. Quantos aqui acham divertido CGs em jogos? Elas são, inegavelmente, bonitas. Tão bonitas quanto desnecessárias para a diversão.

    Não apenas no gráfico. Estão tentando misturar videogame com realidade. Isso é perigoso para a indústria de jogos. O mercado de jogos está se expandindo para o de simulação. E simulação não precisa ser divertido, simulação precisa ser o mais proximo possivel do real.

    Beleza NÃO é essencial em jogos. Impossível achar Pitfall! e River Raid jogos sem graça. Impossível não se divertir com jogos feios como Enduro e Frostbite.

    Mais um ponto que discordo aqui. Não é de agora que o senso crítico existe. A conclusão que chego, hoje, é que o mercado de games já foi tão explorado que hoje é necessária a exploração, em excesso, de tecnologia. E com isso a tendência é trilhar o caminho da simulação.

    A diferença está apenas em marketing. Data de lançamento, e se bem me lembro, no cartucho que acompanhava a embalagem. Todos rodavam os mesmos jogos. Era apenas um "relançamento"
     
  14. Psychedelic Furs

    Psychedelic Furs Usuário

    so acho que o seguinte, eu adoro fazer isso por sinal, passo uma hora aqui jogando qualquer jogo do atari, depois vou para o ps2 no meu quarto, em questao de alguns anos, talvez um decada nao sei ao exato, foi
    uma evoluçao imensa ! e pra ter essa evolusão os cara tiveram que dar horas
    duro , magina quanto tempo pra cria um jogo com tanta coisa como gran thef alto : vice city ?! ... meu deus do ceu..entao acho que ate eh um preço razoavel
    pela grande diversao que vai rola depois ...
     
  15. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Sobre gráficos eu axo q já falei tudo q podia no tópico d Zelda qdo lençou WW.....Dos kesitos q eu avalio, é o ultimo.....fica atrás d jogabilidade, diversão, som, replay, etc.....Claro q, se tiver todos esses kesitos bons e ainda tiver gráficos estupendos, maravilha!

    Outra coisa q eu tb reclamo (mas isso já no FinalBoss) é do pessoal q insiste em falar q o Gamecube é videogame de criança pelos jogos com gráficos "bunitinhus" e "fofinhus".....Se eles tivessem jogado Animal Crossing, WW, HM, Mario Pary (e qlq franquia Mario), etc.....Iriam se arrepender por julgar um jogo apenas pelos gráficos....

    Otra coisa q eu tb to prestando atenção é com RPGs com histórias mto complexas.....Pode acabar ficando um jogo maçante e cansativo, mas vc acaba jogando na "obrigação" d kerer saber como termina a história.....Por isso q eu até gostei um poco qdo soube q a franquia FF iria mudar qdo viesse pro NGC (se bem q tão falando q é uma merd* no modo single)......


    PS: Tem jogos q eu gosto em q gráficos saum realmente grande evoluções.....Qlq jogo de esportes (se bem q Mario Golf, Tennis já mostrou q naum é necessário) e os jogos d survivor horror pq aí naum tem jeito, qto mais realista mais assustador e melhor o jogo.....
     
  16. Leif

    Leif Usuário

    O Atari tem mais ou menos 20 anos.

    Sobre o tempo levado para desenvolver um jogo, atualmente, eu não conheço. Porém até onde eu sei os jogos são produzidos mais rápido hoje em dia que há 20 anos.

    Há 20 anos os jogos eram total responsabilidade de uma pessoa. Ou seja, o cara que desenhava o jogo ficava com ele inteiro. Normalmente não tinha divisão de tarefas. Hoje em dia você tem uma equipe normalmente grande para produzir um game.

    Um dos maiores e mais importantes programadores de jogos, que fez Pitfall!, em 84 contou à uma revista de tecnologia, que um jogo levava de 3 a 4 meses para ser concluido. Por apenas UMA pessoa.

    E hoje existe ferramentas muito mais avançadas e que facilitam muito o trabalho, corrijam me se eu estiver errado, programadores de plantão.

    Quanto à relação de custo/benefício. Nada justifica uma empresa a cobrar 180 reais em um jogo para videogame. E ainda 80 reais é um preço muito alto por um título para PC, que normalmente vem com um manual porcamente traduzido e, na maioria das vezes, sem alteração alguma no jogo.


    Claro! Quanto mais qualidades melhor. Eu colocaria os quesitos de maior importância em:

    1. Diversão, incluindo aí o tempo que o jogo te prende
    2. Jogabilidade, e também o tempo que leva para o cara aprender o básico do jogo, sem a consulta de um manual
    3. Recursos audio-visuais, não se são perfeitos, mas se eles conseguem adicionar de maneira positiva ao jogo. Eu, por exemplo, sou contra uso abusado de CGs em jogos. Final Fantasy me irrita por me fazer assistir... se quiser assistir eu alugo um filme...

    Gamecube é Nintendo. Não tem como falar mal, embora o nível dos jogos da empresa tenha, na minha opinião, caído MUITO na vinda do N64. O GBA está sendo uma agradável surpresa, e tá trazendo muita coisa boa de volta.

    Outro ponto positivo para a Nintendo foi quando a SEGA desistiu de fazer consoles. Na minha opinião isso deveria ter acontecido logo depois do Master System. Sega é boa em arcades e em games. Videogames ela pode ficar sem. Estava pisando muito na bola...

    RPGs são jogos complexos. Maniac Mansion, um título de 80, já era complicado e são poucos os que eu conheço que, na época, conseguiram terminá-lo. O mesmo aconteceu com Phantasy Star.

    Mas o que acontece é que antes, como no caso do Phantasy Star, as reclamações das partes maçantes vinham por conta do excesso de batalhas, que as vezes chegava a irritar. No Maniac Mansion era por excesso de dificuldade em deduzir saídas, muitas vezes sem informação alguma.

    Hoje, a maior parte que vejo de reclamações, a principal é quanto ao fato de você ficar sentado em frente à televisão, assistindo longos filmes (sim, dois minutos de CG é muita coisa) para depois tentar descobrir o que fazer.

    Jogos de esportes, salvo raras excessões, caminham mais pro lado da simulação. Já era o tempo que os jogadores corriam sem ficar cansados, por exemplo. Hoje todos os jogos vem com opções para tornar o jogo mais real. Opções que vão virar regra em jogos daqui não muito tempo.

    Jogos de horror também. Concordo que quanto mais bem elaborado o gráfico, maior o susto que ele causa. Mas não podemos nos esquecer de clássicos da época do Atari que também cumpriam bem o seu papel principal, com gráficos toscos e sons da epron.
     
  17. #_Slash_#

    #_Slash_# Philip Marlowe Follower

    Prefiro o meu atari .. eu tenhu .. mais naum jogo .. queria ter um ps2 mais eh mo caro .. :(
     
  18. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    As informações erradas que eu comentei foram sobre alguns titulos que vc citou como sendo os primeiros RPGs: Dragon Warrior foi o primeiro RPG eletronico a ser feito, naum Maniac Mansion.

    E acho que hj em dia beleza em alguns jogos eh essencial sim, quem vai querer jogar um jogo que apresenta gráficos antiquados e sem atrativo nenhum? Mesmo que a história seja boa, ou a diversão seja ótima, pouca gente vai ter animo de alugar ou comprar o jogo porque a primeira impressão naum foi boa. Naum desmerecendo jogos antigos que são muito bons, mas tem que pensar que na época que foram lançados os gráficos eram todos do mesmo estilo, poucos pixels mau detalhados, não dava pra classificar um jogo pelos gráficos ainda.

    Na minha opinião, naum acho que o mercado de jogos esteja saturado, pois tem muitas coisas que ainda são possiveis de fazer em matéria de jogabilidade e diversão, e são muitos os titulos bons que vem surgindo no mercado e surpreendendo muita gente. O que acho que existe hj eh que tem muita gente que basta gráficos para achar que o jogo eh ótimo... isso faz com que pessoas que fazem games se preocupem muito em fazer algo visualmente muito bom, deixando a matéria de diversão em segundo plano.

    Acho que Cgs em jogo são algo bom, contanto que naum tenha excessos... Final Fantasy X, por exemplo, apesar de dispor de recursos de técnologia bons, possui poucas Cgs se comparado com outros jogos atuais. O que eu acho exagero são jogos como Xenosaga: tem uma história boa, personagens carismaticos e tal, mas vc quase naum jogo durante o jogo, a grande maioria dele naum passa de cenas de animação.
     
  19. Riff

    Riff Usuário

    Fantastico tlvez, mas uma ofença a tradição
     
  20. Leif

    Leif Usuário

    Maniac Mansion foi um dos primeiros RPGs populares aqui no Brasil, para consoles. Em data de lançamento, me corrija se estiver errado, o Dragon Warrior saiu em 1989, enquanto o Maniac Mansion, saiu em 1988.

    O padrao deve ser mantido, obvio. Ninguem vai montar um jogo de pixels estourados. Mas a obsessão por gráficos cada vez mais detalhados é que é nociva ao videogame, na minha opinião.

    Mercado de jogos é um mercado muito amplo. Mas você tem que pensar que hoje em dia é complicado fazer algo realmente novo. Um enredo original é mais complicado hoje que há 20 anos, obviamente...

    Um jogo que eu achei animacoes em CG legais: Front Mission III. Todas as dos Final Fantasy que eu vi ate' hoje me deixaram puto. CG quebra o ritmo de jogo. No caso do Front Mission III, um jogo de estrategia em turno, o ritmo ja' e' desacelerado, o que nao impacta diretamente no jogo.
     

Compartilhar