1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Eutanásia

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Deriel, 22 Mar 2005.

?

Você é a favor da eutanásia?

  1. Sim

    100,0%
  2. Não

    0 voto(s)
    0,0%
  1. Deriel

    Deriel Administrador

    Vocês devem estar acompanhando a disputa jurídica em torno da mulher em coma há 15 anos. O marido deseja que os aparelhos sejam desligados e que ela possa morrer. Os pais e familiares desejam que os aparelhos sejam mantidos ligados. O marido alega que ela declarou que não desearia ser mantida em tal condição. Os pais declaram que como Católica Romana ela não escolheria a eutanásia. Até o Congresso Americano se meteu (e em um domingo).

    Estão surgindo documentos pessoais neste nível abaixo, para pessoas querendo evitar o mesmo destino:



     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. TT1

    TT1 Dilbert

    Eu prefiro morrer a viver por aparelhos. Inclusive, acho que vou deixar um documento escrito, dizendo isso :think:

    :clap:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Gildor

    Gildor Usuário

    Ditto. Eu assinaria um documento desses, se houvesse algum precedente jurídico que possibilitasse a aceitação dele. :think:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. Deriel

    Deriel Administrador

    No mínimo é a sua vontade, e isso deve valer alguma coisa, nem que seja pra sua família.
     
  5. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Eu ainda colocaria uma cláusula neste documento pedindo minha transferencia para a Holanda, onde a eutanasia em determinadas circunstancias é aceita, e assim sendo, nao recairia sobre o medico ou responsavel pelo desligamento dos aparelhos qualquer sançao penal.

    No Brasil este documento nao serviria absolutamente nada, a nao ser para causar uma certa comoçao nos familiares, nos medicos e na midia, se esta tomasse conhecimento.

    Se um medico concordar com um documento destes sem autorizacao da Justiça ( que por sua vez nao autorizaria tal acao ) , ele vai sofrer uma serie de sancoes, inclusive terá que responder por homicidio.


    Mas uma coisa nao posso negar: atitude louvável e consciente de quem escreveu este documento.
     
  6. Débora Elbereth

    Débora Elbereth Usuário

    Isso deveria ter sido traduzido.
     
  7. Deriel

    Deriel Administrador

    Taí, fa-lo-ei!
     
  8. Engethor

    Engethor Son of Jango

    A jurisprudência nos EUA (pelo menos em alguns estados) é a de seguir a vontade manifesta do paciente. Se o indivíduo (quando apto a tomar uma decisão, obviamente) tinha deixado expresso que deveriam desligar os aparelhos em tal e tal situação, nem o Presidente nem o Congresso podem impedir. O problema ocorre quando o indivíduo está em coma e não há como conclusivamente estabelecer qual era sua vontade, não há um documento escrito, por isso estarem circulando esses modelos gerais de "Autorização Médica".
     
  9. Nob

    Nob Usuário

    O Estado não deveria ter poder sobre a decisão de uma pessoa que só afeta a ela mesma.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  10. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    E o que é que só afeta a voce mesmo?

    Nao existe nenhuma ação humana que nao resulte em consequencia a varias outras pessoas.
     
  11. Nob

    Nob Usuário

    Acredito que ninguém vá ter prejuízos fisiológicos pela morte de uma pessoa (no máximo pelos efeitos placebo/nocebo).
     
  12. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Nao é bem assim.
    Por mais que voce tenha optado pela eutanasia, no momento que isto acontecer voce vai estar inconsciente.
    Quem dará o aval para o procedimento será sei lá, um familiar, um "agente" ou qualquer outra pessoa. Mas já imaginou o quao dificil será para ela dizer "Ok, pode matar esse aí. Ele nao queria ficar assim"

    Nao sei nao, mas eu particularmente nao sei se teria coragem de ordenar aos medicos tal operacao.
     
  13. Deriel

    Deriel Administrador

    Minha vida, minha opção sexual. As pessoas se importarem com isso não lhes dá o direito de intervir ou interferir.
     
  14. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Nao é bem assim, já falei e vou repetir. Qualquer acao humana , e eu digo até as mais "intimas", geram repercussao no mundo.

    E como voce mesmo disse, isso nao dá direito a qualquer pessoa interferir ou intervir.

    Por isso a eutanasia é tao complicada, porque no final das contas, alguem tem que intervir, já que os aparelhos nao se desligam por conta propria.
     
  15. Deriel

    Deriel Administrador

    Afirmação que exige demonstração.
     
  16. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Convém ler Durkheim, Weber, Parsons, e até o Habermas. :wink:
     
  17. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Cite os parágrafos, as frases, etc., for god's sake :fire: Quer que todo mundo saiba de cor esses autores? Eu te obrigo a ler Calvino, Dickens*, Monteigne?

    Se for assim (na base do que postaste), então todo mundo ficaria paralisado sem poder agir em nada. Tipo, eu dou pulinhos, e um furacão assolaria a antártida. (tem pesquisadores lá :P)

    Sem falar que interferir a esse grau na vida de uma pessoa, significa pra mim pura e simplesmente falta de viver a própria vida. Em outras palavras, uma forma mais intelectualizada e aceitável na comunidade acadêmica do simples "fuxico de comadre".

    * Sobre Dickens, especificamente pensei no testamento de um personagem na Bastilha, que trouxe tragédia a muitas pessoas, inclusive o próprio testamentário, que não morreu e foi resgatado da Bastilha pela filha. Até a filha sofreu com o testamento do pai (que em meio à dor, pedia a quem lesse o testamento que se vingasse de uma determinada família de nobres, e que por acaso, o filho desses nobres renegou o jeito crápula do pai de ser "nobre" e acabou se apaixonando pela filha do testamentário, e foi preso durante o Terror da Revolução Francesa), bla bla bla... :mrgreen:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  18. Engethor

    Engethor Son of Jango

    Peraí, não faz sentido aprovar uma lei dizendo "é proibido magoar os outros". Decisoes pessoais causam mágoa, especialmente a familiares. Pode ser um decisão pelo suicídio, casar com alguém "que a familia não aprova", mudar-se para o outro lado do mundo, o que for.

    Se houver um manifesto escrito (gravado etc), o "aval para o procedimento" já foi feito. Os familiares ficam magoados, é compreensível, podem até discordar, mas deveriam respeitar e não querer impor a vontade deles. E o médico está lá para diagnosticar, não para tomar essas decisoes, muito menos para quem já as tomou. Não é questão de "intervir", é apenas seguir o desejo da pessoa em questão! E não interessa se a pessoa está inconsciente, porque foi justamente para casos assim que a decisão foi deixada por escrito!

    Um manifesto desses pode não valer nada para a lei brasileira, mas valeria para a justiça dos EUA, e vale para a gente discutir a questão dos direitos individuais (ou a falta deles).
    Mal comparando, é como um testamento. Se Bill Gates registrou que quer doar 90% de seus bens para a caridade, não dá para um parente querer impor que a herança fique com a familia. É deixar de respeitar a decisão de alguém que não pode mais reagir nem lutar por seus direitos.

    A questão a discutir deveria ser os casos em que não há uma manifestação de vontade expressa.
     
  19. Deriel

    Deriel Administrador

    Basicamente isso. Que interesse tem se o meu vizinho transa com ovelhas? Oras bolas, problema dele. Ou se eu não desejo mais viver? Problema meu. Ou se você não quer ter filhos. Ou se você gostar de comer jaca. Ou se gosta de andar de bicicleta na piscina. E assim por diante.

    É uma coisa chamada respeito. Respeito pelas vontades e individualidades de cada pessoa, do que faz dela a pessoa que ela é. Eu posso não achar que transar com uma ovelha é uma coisa legal, mas o que eu tenho com isso? Deixa lá o meu vizinho ser feliz. O que acontece quando você reprime alguém? Uhum, um bando de dejasustado, neuróticos e fóbicos.




    P.S. eu editei o primeiro post colocando uma versão livremente traduzida do texto.
     
  20. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Primeiro de tudo, voces devem com certeza ter lido uma preposicao a menos ou qualquer coisa do tipo nos meus posts.

    A unica afirmacao que eu fiz nestes posts foi dizer que sim, qualquer acao humana acarreta consequencias para outras pessoas. E isto nos leva a duas coisas: primeiro, isso nao significa que se deva proibir "acoes que possam magoar alguem". Segundo, a acao nao gera consequencias para qualquer pessoa, como os exemplos que o Deriel pos acima.

    O que eu quis dizer, e vou dizer novamente, é o seguinte.
    Mesmo sendo a favor da eutanasia, existe um grande porém nesta questao de assinaturas de documentos etc.
    Por que, ao contrario do suicidio, o ato da eutanasia envolve necessariamente mais uma pessoa, uma vez é claro, que voce está inconsciente no momento. E aí, como fica a pessoa a quem voce delegou a missao de te "matar"? Por mais que seja sua vontade, e claro, voce esteja numa situacao na qual quase ninguem gostaria de viver, nao se pode obrigar ao seu familiar ou a seu agente a te matar. Primeiro porque isto é crime ( no Brasil e na grande maioria dos paises ), segundo, porque contrato nao tem força de lei, e se na hora o cara pipocar, pronto, nao há juíz no mundo que diga "Ande, vá fazer a sua parte do contrato, desliga os aparelhos lá".
     

Compartilhar