1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Europa Universalis

Tópico em 'Jogos Eletrônicos' iniciado por Armitage, 7 Out 2006.

  1. Armitage

    Armitage Usuário

    Alguem aí conhece a série Europa Universalis?

    Pra quem curte simulações estratégicas, não há coisa melhor no mercado atual. São verdadeiras simulações sócio-econômico-políticas que ilustram muito bem os elementos emblemáticos de cada era!

    O grau de profundidade estratégica é enorme, e faz Age of Empires, Command & Conquers, Warcrafts, Rise of Nations, etc. parecerem coisa de criança.

    Quem joga aí vamos discutir!

    Quem não joga, mas é fã de estratégia ou fã de história, fica aqui a dica!

    :joy:
     
    Última edição: 7 Out 2006
  2. Fafa

    Fafa Visitante

    Já joguei bastante Europa Universalis, Victoria, Hearts of Iron, Crusader Kings.



    Todos os jogos da Paradox (citados acima) são extremamente defeituosos e é uma calamidade compará-los com Warcraft ou Command & Conquer. Apesar de tudo, são viciantes e eu estou esperando o EU III.
     
  3. Malaman

    Malaman Passion, what else?

    Que acham do jogo homeworld II??
    E de estrategia...
    Gostava de saber a vossa opiniao...
    O jogo Europa Universalis parece bastante interessante...
    Podem me dizer mais coisas do jogo??
    *yams*
     
  4. Fafa

    Fafa Visitante

    Sim. Você vai ficar a maior parte do tempo à toa. Pode contruir exércitos (3 tipos), lutar, anexar províncias, fazer diplomacia, melhoramentos tecnólogicos, colonizar. Tem alguns eventos históricos também.

    A Paradox tem vários jogos seguindo a mesma linha, cada um com um período histórico:

    Crusader Kings - Idade Média
    Europa Universalis - Idade Moderna
    Victoria - séc. XIX até 1920.
    Hearts of Iron - Segunda Guerra e Guerra Fria (na expansão)

    Eu recomendaria Victoria, mas gosto é gosto.
     
  5. Armitage

    Armitage Usuário

    Então vamos lá...

    Claro que é - O grau de complexidade e realismo dos jogos da Paradox são incomparáveis com Warcrafts e C&Cs da vida - estes que se resumem em basicamente: colher recursos > construir tropas > matar o inimigo. Enquanto os anteriores consistem numa simulação política, militar, econômica, etc. com alto realismo e enfoque nos elementos emblemáticos de cada época - feudalismo na idade média, mercantilismo e colonialismo com o Renascimento, Economia, industrialização e politica partidária com a era Vitoriana, e guerra na 2º guerra mundial.

    Então Warcrafts, Command and Conquers, etc. são rasos estrategicamente, enquanto Europa Universalis, Victoria, Crusader, Hearts of Irons, etc. possuem uma profundidade estratégica ímpar, além de uma pesquisa histórica esplêndida. Realmente meu caro, são incomparáveis.

    Warcrafts estão para Damas,
    A série Europa Universalis está para Xadrez.


    Cite pelo menos 1 defeito de cada um dos mesmos, após os devidos patches finais aplicados (1.05 em Crusaders, 1.09 em Europa Universalis 2, Patch 1 em Victoria Revolutions, e 1.03 em Hearts of Iron 2.)

    De outra forma vou pensar que sua participação neste tópico consiste em arrotar besteiras, sem mesmo conhecer os jogos.

    Estou esperando... :roll:


    PS: Cuidado para não postar mais arrotos - lembre-se que está dialogando com alguem que finalizou cada um dos jogos em suas ultima versões - e não com um suposto entusiasta que apenas conhece-os superficialmente.
     
    Última edição: 8 Out 2006
  6. Fafa

    Fafa Visitante

    Visite o fórum da Paradox. Existem pessoas que passam a vida corrigindo os vários erros desses jogos, tentando torná-los decentes.

    Sou indiferente ao que você pensa ou deixa de pensar.
     
  7. Malaman

    Malaman Passion, what else?

    Vou ve se consigo comprar esse jogo...
    Parece ser muito bacana...
    :)
    *yams*
     
  8. Armitage

    Armitage Usuário


    Errado. Os jogos, quando são lançados, são mal-acabados - isso é uma política proposital da Paradox, dado a enorme quantidade de detalhes necessários para se realizar a façanha que é um jogo como esses - estruturar todos os principais eventos históricos de mais de 100 países (de todos os continentes ), com músicas e detalhes de época, e principalmente o funcionamento complexo que permite uma simulação tão profunda estrategicamente dos elementos de cada época.

    Após o lançamento os desenvolvedores terminam de concluir o produto gradativamente - com patches.

    Isso por quê o grau de complexidade de tais jogos são exponencialmente superiores aos Age of Empires, Rise of Nations, Warcrafts, etc. - então não há nem comparação - é como comparar Damas com Xadrez.

    ( Por isso é mandatório que, após adquirirem os jogos, apliquem os ultimos patches - do site
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , todos estão nas suas respectivas versões finais, e estão redondinhos, com excessão do Victoria Revolutions, que foi recém-lançado, porém mesmo assim está muito bom .)


    Você pode ser indiferente ao que você quiser. Mas a partir do momento que você expõe algo em uma discussão, convém saber do que está falando. Se você NÃO CONHECE O OBJETO DA DISCUSSÃO - convém não comentar nada a respeito (é melhor ficar calado, do que falar besteira). E pela sua colocação é nítido que você não conheceu os respectivos jogos após os patches finais.

    -

    Bom, terminada a lição de bom senso , voltemos ao assunto principal. :roll:

    Finalizei o Victoria Revolutions ontem.

    Cara eu fico de bobeira como ainda tem empresas no mundo que fazem produtos com tanto amor, e se recusam a rebaixar-se para tendências de mercado.

    Tenho que tirar o chapéu pra esse pessoal da Paradox e Strategy First. Essa série do Europa Universalis é a coisa mais interessante que já pintou no gênero estratégia nos ultimos anos. Não só os caras inovaram ao criar um engine real-time que permite agilidade aliada à profundidade estratégica (coisa até então impossível em engines real-time), como também fizeram a melhor série histórica que há. Cada um dos jogos da série reflete exatamente os elementos emblemáticos de cada era com tanta perfeição, que chega a ser inacreditável. Além disso dá pra se jogar com qualquer país e cada um tem sua linha de eventos históricos particular - até o Brasil (Duque de Caxias é O cara ! ). Os jogos são verdadeiras aulas interativas não só de história, como também de política, feudalismo, mercantilismo, guerra, etc. O trabalho que deve ter dado para pesquisar e reunir cada uma das histórias de todos os países de todas as épocas deve ter sido ENORME!

    Desde a idade média (Crusader Kings), passando pelo renascimento e era napoleônica (Europa Universalis), Revolução industrial (Victoria) até a 2º guerra mundial (Hearts of Iron), a série permite-se jogar uma faixa enorme da história humana com louvor.

    Essa série tinha que entrar no hall da fama, junto com Planescape Torment, Wasteland, Fallouts, Ultimas, Civilizations, C&Cs, System Shocks, Deus Exs, Sim Cities, Wing Commanders, Gabriel Knights, etc. jogos que marcaram pela genialidade e principalmente paixão com que foram criados.
     
    Última edição: 8 Out 2006
  9. Fafa

    Fafa Visitante

    Não sou muito de respeitar conveniências. E não li o resto, discuta a vontade.
     
  10. Armitage

    Armitage Usuário

    É isso que dá falar daquilo que não conhece - acaba sendo humilhado publicamente.

    E por favor, se for pra continuar falando besteira, nem responda mais nada - nos poupe da sua "sapiência" ok? Grato.


    (vou interpretar sua consequente omissão do tópico como sinal de um - muito bem vindo- bom senso de sua parte. )
     
    Última edição: 8 Out 2006
  11. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Wow, humilhado publicamente? Calma lá amigão, você não tá com essa bola toda não.

    Olha, isso aqui é um forum de discussão, o que permite que qualquer um comente o que lhe convém, dentro das regras propostas no contrato que você assina ao ser registrar, e até o momento o cara não rompeu nenhuma.

    Sério, eu não joguei o jogo e tals, mas eu pessoalmente sou contra essa política de "vamos lançar um jogo incompleto e depois arranjar um tempo pra remendar buracos com patches". Já prefiro que o jogo saia redondinho e perfeito, por mais que tenha um grande conteúdo.

    E tipo, não toma muito pro lado pessoal o fato do cara não ter gostado do jogo. Ele não gostou, e daí? Você não pode obriga-lo a gostar, no maximo convence-lo a tentar jogar novamente. E essas "humilhações públicas" não ajudam muito na hora de convencer o cara disso.
     
  12. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Calma. Todos vocês. Voltem a discutir sobre o jogo. Ouquei ?
     
  13. Armitage

    Armitage Usuário

    Estamos todos calmos Drakon. Pode ficar tranquilo.

    Tinha escrito mais algumas coisas, mas mudei de idéia.


    Fallen Peacecraft, acho que acabei exagerando - foi mal qualquer coisa. Não levei pro lado pessoal. Peço desculpas, ok?



    PS: Apenas afirmo que a "defeituosidade" dos jogos que você sustenta é quivocada, pois todos estão ha tempos bem redondinhos - basta aplicar patches.
     
    Última edição: 9 Out 2006
  14. Fafa

    Fafa Visitante

    Finalmente li seu post inteiro. Não foi nenhuma humilhação pública. E essa sua disposição pouco amistosa, para mim, é muito estranha. Ainda mais se considerando um tema tão banal como jogos eletrônicos.

    Eu provavelmente já devo ter jogado mais os jogos da Paradox do que você.
    O principal problema é a monotonia reinante em todos eles. Há também bugs, erros históricos, linguísticos, irrealismo total (conquistar o mundo com o Haiti),
    mas os defeitos desse tipo são toleráveis.
    De qualquer forma, são bons, elimando-se a monotonia com um pouco de música e velocidade Extremely Fast.

    Reitero que seu comportamento é bem bizarro, mas não estou nenhum um pouco ofendido.

    Infelizmente, dada a pouquíssima quantidade de jogadores, não existem "terceiros".

    Sem problemas. Se quiser jogar (e se o multiplayer funcionasse), estamos aí.
     
    Última edição por um moderador: 9 Out 2006
  15. Armitage

    Armitage Usuário

    Errado.

    Johan Andersson (JA): We are very lucky to have more than 55 000 registered members following our different releases and they keep our games alive for years after their releases with discussions, After Action Reports, mods and more...

    55000 membros registrados.(sem contar os jogadores que não participam dos fóruns ou só jogam versões piratas )

    Errado de novo.

    Eu já joguei multiplayers em EU2 com vários amigos.

    Aqui vão as páginas de help para ajudar a configurar as partidas multiplayer, em especial se vocês está usando roteador e firewall:

    - Europa Universalis 2:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    - Victoria:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    - Crusader Kings:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    - Hearts of Iron 2:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)




    PS: Espero que não entre mais ninguém falando besteira no tópico. Ou se entrar, que apresente referências que sustentem suas afirmações - diferentemente do colega Fallen, que citou os jogos como "defeituosos" e até agora não conseguiu apresentar 1 defeito sequer dos mesmos em suas versões atuais. :think:
     
  16. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Vc acha isso uma vantagem?
    Eu acho isso um defeito.

    Pra mim patches deveriam servir apenas para corrigir alguns bugs não detectados ou aumentar o jogo com extras. E não pra complementar o jogo original que foi lançado incompleto.



    Nunca joguei o game e estratégia não é muito a minha praia mesmo (o ultimo que joguei de verdade acho que foi Civilization II). Mas essa característica em si não me agradou muito.



    E eu meio que entendo o Fallen (ou não).
    Muitas vezes um completismo muito extremado pode tornar o game meio paradão e monótono.
    Que nem nos simuladores de treinador de futebol (CM, Elifoot, etc) que chegam a virar ultra-maçantes qdo o nivel de detalhismo é exagerado (vc passa quase 1 dia inteiro para ajustar patrocinadores, ajustar treinamentos, fazer pagamentos, etc). Alguns gostam disso, outros não.
     
  17. Armitage

    Armitage Usuário

    Você tem todo direito de achar o que quiser. E eu tenho o dever de respeitar sua opinião.

    Eu pensava da mesma maneira, antes de conhecer o trabalho desse pessoal. Acredite, o escopo de cada jogo é descomunal - bem superior ao mainstream da indústria. É muita pesquisa histórica. Muita complexidade na implementacão de cada engine. Então eu compreendo - não gosto - mas compreendo a política deles.

    Você (ou qualquer outra pessoa) pode gostar do que quiser. Cada opinião deve ser igualmente respeitada. Mas a opinião acaba onde começam os fatos. Você (ou qualquer outro) pode gostar ou não da cor Azul. Mas nunca falar que a cor Azul é na verdade Preta.

    O problema que o Fallen criou foi falar que os jogos são defeituosos - uma ingorância ("coisa de quem ignora os fatos", segundo o dicionário), já que eu mostrei que isso não é verdade, e o pedí para apresentar algum dos supostos "defeitos" para sustentar tal afirmação - o que ele não o fez ( nem vai fazer, por quê todos os jogos estão redondinhos. )

    Agora, se estivéssemos de papéis trocados - se EU tivesse me colocado dessa forma, e ELE tivesse falado "Colega, você está equivocado - os jogos estão todos redondinhos", eu teria a humildade e moral de falar "Êpa, foi mau aê. Eu me equivoquei mesmo. "

    Mas se o cara prefere continuar afirmando que os jogos são defeituosos, ou seja, se ele prefere continuar agindo como um "alguem que ignora os fatos" , deixa ele. :roll:
     
    Última edição: 9 Out 2006
  18. Fafa

    Fafa Visitante

    Podem ter corrigido alguns bugs, mas as falhas estruturais permanecem. Vou falar em Victoria Revolutions, que é o único que joguei recentemente:

    - Há uma enorme vantagem dos clerks em relação aos craftsmen (que geram tecnologia extra, e os jogadores usam isso em detrimento das AIs).
    - Uma população de 500 pessoas ocupa o mesmo espaço nas RGOs e nas indústrias que uma de 90.000.
    - Os eventos, que são poucos, não se encaixam bem na liberdade de ação do jogo.
    - A diplomacia é ruim. Você pode se aliar com a Inglaterra, usar as tropas dela para conquistar o resto mundo, desgastá-la e depois invadir a Inglaterra.
    - A imigração permite que se vença o jogo com o Uruguai.
     
    Última edição por um moderador: 9 Out 2006
  19. Shazan

    Shazan siscapuliu

    A complexidade do jogo é tudo o que o torna "superior" de alguma forma a warcraft. Em contrapartida é tão enfadonho para a maior parte das pessoas que nos faz pensar na idéia de que warcraft tenha sido feito, diferentemente de Europa Universalis, para ser mais divertido para uma parcela muito maior de pessoas. Ou seja, realmente dar lucro.

    Um é para um público bem específico, o outro é uma lenda dos jogos de estratégia e combates rápidos (repletos de rushes). Compará-los é um erro. Aliás, dependendo do âmbito analisado, Warcraft pode exigir muito mais estratégia, já que alguns jogos acabam em MINUTOS graças a uma grande sacada do inimigo, o que não acontece nem em sonhos em Europa Universalis.

    Só quero dizer que são diferentes. Cada um gosta do que quer, eu prefiro warcraft e sua objetividade. (A.K.A. pancadaria). It's a matter of taste.
     
  20. Fafa

    Fafa Visitante

    O mesmo aqui.

    Não que Europa Universalis e outros do gênero requisitem tanta estratégia assim, precisa é saber as minúncias do jogo (isto é, usar as falhas a seu favor).
     

Compartilhar