1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Europa Medieval Mítica.... existe algum jogo assim?

Tópico em 'RPG' iniciado por Armitage, 7 Abr 2007.

  1. Armitage

    Armitage Usuário

    Estive bolando uma campanha medieval semi-historica, onde a mitologia européia fosse real - mais ou menos como esses jogos de video-game com cenários mitológicos: God of War pra Play2, Darklands pra PC, etc.

    Ou seja, os "spells" seriam os pequenos rituais religiosos/místicos do dia-a-dia medieval: Então um nórdico dinamarquês poderia conhecer o spell "espada de Tyr", um pequeno ritual que ele entoa para o deus da guerra nórdico (Tyr) antes da batalha, talvez matando uma raposa e usando seu sangue para pintar a Runa de Tyr em sua testa, recebendo assim algum bônus de combate. Mas o interessante é que tais "spells" fossem uma forma de auto-sugestão, fucionando da mesma forma que um católico devoto hoje em dia ora a seu Deus pedindo proteção, e "se sente abençoado" para vencer algum obstáculo. Ou seja, é uma auto-sugestão que o "crente" somatiza, e se torna real pra ele! Só que seriam só coisas sutís, com efeitos pessoais. (magia realmente poderosa , como fazer cair relâmpagos sobre os inimigos talvez existisse, mas seria raríssima!)

    Os cavaleiros cristãos mais devotos rezam a algum santo, e são abençoados para vencer algum obstáculo (cada santo católico é padroeiro de alguma coisa, e abençoa algum aspecto diferente). Assim, os devotos mais fervorosos possuiriam um poder extraordinario de influenciar os fiéis : shamans, druidas e bruxas teriam um poder enorme sobre os pagãos, e os clérigos teriam um poder enorme sobre os cristãos.

    Da mesma forma, as criaturas e elementos míticos também ganhariam vida!
    A lança com que St Peter matou o Dragão seria um artefato de poder inigualável para guerreiros cristãos, assim como o Martelo de Thor para os nórdicos. Os Fae - elfos, anões, knockers, lobisomens, etc. seriam criaturas de verdade que habitam a floresta e aterrorizam os camponeses! A Wild Hunt acontecia mesmo em noite de lua-cheia! Quem cometesse pecados tinha que se confessar e conseguir o perdão a todo custo, de outra forma ficam com azar constante e tuda dá errado em sua vida (é a ira de Deus)! Anjos visitam mortais em seus sonhos com missões divinas! E o diabo encarna em corpos de mulheres pra saciar agendas malignas!


    Enfim, alguem conhece algum cenário assim? :think:
     
    Última edição: 7 Abr 2007
  2. Taverneiro

    Taverneiro Old school

    Ars Magica, talvez?

    Pra nao dizer que nao citei um nacional tem aquele Arkanum da Daemon e seus titulos irmãos....
     
  3. Não acontece na Europa, mas WarCraft, 1, 2 ou 3 posseum características miticas criadas na idade média, como orcs, ogros e elfos.
     
  4. Taverneiro

    Taverneiro Old school

    Até ae, Terra Média, FR, Greyhawk e mais uma penca tem essas mesmas influencias...

    Acho que o armitage quer algo mais "direto da fonte" além de ambientar povos e lugares que realmente existiram, coexistindo com a mitologia de seus respectivos povos...
     
  5. Armitage

    Armitage Usuário

    Carácolis, o Taverneiro é Sniper! Matou a questão logo no primeiro tiro!

    O pior é que eu tenho a ultima edição de Ars Mágica aqui em casa, como pude passar batido pelo cenário, Mythic Europe , o mundo medieval visto pelos olhos de um habitante da época???


    Gente, não é de se estranhar que não haja tantos cenários assim? :think:

    Digo, baseado em períodos históricos reais com suas mitologias tomando vida? Grécia antiga , Europa Mitica, Celtas, Nórdicos, Mesopotâmia na Era do Bronze e os Sumérios, Ur, Babilônia, etc. dariam cenários fascinantes! Mas parece que a coisa não é muito explorada (com excessão dos sumplementos de Gurps, que apesar de excelentes, não conseguem a atenção do público ).
     
    Última edição: 8 Abr 2007
  6. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Mas é meio óbvio. Eu pensei imediatamente em "Ars Magica" e "Arkanum". Não há muitas outras opções.


    Pelo visto, as pessoas gostam mesmo é de ultra-fantasia, e suas variantes. Por isso, a escassez de cenários predominantemente históricos.
     
  7. Elminster

    Elminster Usuário

    Ou talvez o trabalho excessivo para alguém fazer um cenário desse tipo, pois vejam que se num cenário grego adaptado á mitologia, se faltasse uma coisinha ali ou aqui já desbancava tudo, pois a mitologia grega é muuuuuuuuuito vasta! :cerva:
     
  8. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    De certa forma, todas as mitologias são muuuuuuuuuuito vastas. Algumas apenas são historicarimente mais prestigiadas do que outras.


    Há inclusive aquelas que desapareceram sem registros dignos só porque foram consideradas proveninentes de povos considerados inferiores.
     
  9. Alpharaz

    Alpharaz Usuário

    Pré-Colombianas por exemplo... :think:
     
  10. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    ... e Africanas e aborígenes da Oceania... :think:


    Os asiáticos se impuseram, ou traçaram boas estratégias para fazer com que suas culturas sobrevivessem. E também não foram massacrados pela colonização como os africanos e os americanos pré-colombianos.
     
  11. Armitage

    Armitage Usuário

    Mas de quê forma Ars Magica e Arcanum implementam as mitologias ao cenário ?

    Tipo, eu pensando em algo bem sutil. Nada de escatológico. Tipo, nada de gigantes atacando vilarejos do norte, ou elfos caçando veados à luz do dia nos bosques, ou ainda anjos com espadas flamejantes chamando fiéis para as cruzadas.

    Eu pensava em algo como visto nos livros de ficção histórica do autor Bernard Cornwell - como o Merlyn arturiano sendo retratado como um druida maluco e astuto, e seus "feitiços" um misto de psicologia, charlatanismo, e coincidência, que eram a pura verdade aos olhos dos habitantes pagãos. É isso que eu queria - uma europa vista através dos olhos desses pagãos. Ou seja:


    - uma noite eu estava sozinho na floresta, e ouví barulho - eu juro por Odin que de madrugada vi a silhueta de um gignante; na emsma hora apertei meu amuleto de martelo e, de repente o gigante não estava mais lá! Os pagãos do norte o chamam de "O Guardião da Floresta", enquanto os cristãos que visitam nossa aldeia chamam isso de alucinação do Diabo, para nos atormentar por que estamos afastados do Senhor;


    - num verão extremamente seco e abafado em Wessex, não chovia ha quase 1 mês. Foi então que aconteceu: pela manhã, ví minha tia (que dizem ser uma bruxa) subindo no telhado com um pote, depois levantou o pote pro alto enquanto entoava cânticos olhando pro céu e... pelas barbas de Woden... caiu uma tempestade que durou 1 semana ininterrupta! ...só eu vi...



    Então, seria algo que os próprios jogadores ficariam em dúvida se existe de verdade ou não. Talvez até exista mesmo, em lugares remotos afastados da civilização.......... quem sabe?
     
    Última edição: 9 Abr 2007
  12. Taverneiro

    Taverneiro Old school

    Pelo que vi, livros de RPG mesmo é dificil ver algo assim... mas é bem mais facil procurar livros de mitologia, ou que tenham suas historias com esse clima e usar como referencia em qualquer sistema.

    Se vc acha que Bernard Cornwell captou melhor do que ninguem o que vc queria use-o como referencia. Esse estilo é mais narrativista do que o normal, entao fica bem casar com quase qualquer sistema.

    Não sei se foi aqui ou em outro lugar, um jogador tinha o livro Neuromancer do William Gibson e não encontrava nenhum cenário de RPG que o agradasse como o Neuromancer. Engraçado, a resposta estava com ele desde o inicio, Neuromancer é o melhor cenario para aventuras cyberpunk... talvez no seu caso, Armitage, seja a mesma coisa.

    Há uns tempos atrás eu tava criando aventuras no estilo "O Nome da Rosa" mas com elementos sobrenaturais bem sutis, mais como fator superstição do que como oponentes diretos em uma Dungeon.
     
  13. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Misturando as raças e monstros do D&D com as classes, feats e sistema de magia do Arcana Evolved também dá pra fazer um troço desses. Só teria que trabalhar em cima da ambientação e cenário :think:
     
  14. Ptah

    Ptah Usuário

    O Ars Magica tem alguns suplementos que falam da Ordem de Odin, que engloba mitologia nordica... mas os outros livros citam pouco mitologia grega por exemplo... mas sem dúvida o que o taverneiro falou é o melhor, usa as regras do livro mas com os elementros que vc encontrar nas tuas fontes de inspiração... acaba rolando um clima muito melhor do que se vc seguir a linha monstro do livro.
     
  15. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Joga logo na Europa normal, porque ela era assim como o Armitage descreveu.

    E quanto aos livros do Cornwell, só o Crônicas de Arthur era assim. E acho que muito disso vinha do fato de ser uma narração em primeira pessoa, em que se o cara foi enganado, o leitor é enganado também. Já a trilogia do Graal tinha bem menos disso.
     
  16. Armitage

    Armitage Usuário

    Tem razão Taverneiro.

    Ai, ai, lembranças das noites de Shadowrun... :grinlove:

    É isso mesmo que estou pensando!

    Falou grego pra mim, meu chapa. :mrgreen:

    Pois é Ptah, eu dei uma olhada na série Ars Mágica. É uma fonte bem rica de mitologias européias. (apesar de o cenário de Ars Mágica, by default, utilizar essas mitologias de forma escatológica ).


    Pois é. Dizem que o grau de superstição da época era algo tão absurdo que é difícil hoje em dia compreendermos.


    Outro que também é assim supersticioso (porém mais sutil) é o novo da nova série que fala dos Vikings (acho que é O Ultima Reino... Last Kingdom) muito bom por sinal.
     
    Última edição: 19 Abr 2007
  17. Erion Storm eyes

    Erion Storm eyes Usuário

    Vampiro dark age também aborda esse tema mas não tem comparação com ars magica, mas arkanun é deprimente o del debio faz um milke shake de baboseiras além de ja ter se vendido para o d20 sistem, mas para quem não tem preguiça de estudar da para adapitar a europa medieval no gurps perfeitamente!!!
     
  18. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    O único problema é que GURPS é ruim. :think:
     
  19. Armitage

    Armitage Usuário

    É, dá pra adaptar tudo no GURPS perfeitamente. Essa é uma de suas principais qualidades. Só que no meu caso, confesso não ter mais saco pra regrinhas demais, sistemas "crunch" em que eu precise demais de meia-hora pra criar um personagem, então só jogaria sistemas bem "lights" como FATE, Unknown Armies, Everway, etc.

    (possivel excessão: quando meu exemplar de Riddle of Steel chegar :mrgreen: )

    Não liga pro que o Sky diz não, ele não entende a diferença entre opiniões e verdades objetivas.

    (ou seja, quando ele diz "X é ruim", entenda como "X não é do MEU agrado" ) :mrgreen:
     
    Última edição: 19 Abr 2007
  20. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Não liga pro Armitage não. Ele não sabe nada da vida. :wink:
     

Compartilhar