1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

EUA e Cuba retomam relações diplomáticas após 50 anos

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por ExtraTerrestre, 17 Dez 2014.

  1. ExtraTerrestre

    ExtraTerrestre Usuário

    Obama e Raúl Castro anunciam retomada das relações de Cuba e EUA


    Os presidentes Barack Obama e Raúl Castro anunciaram nesta quarta-feira (17) o restabelecimento das relações dos Estados Unidos com Cuba.

    Obama confirmou que Cuba libertou nesta quarta
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e, em troca, três agentes de inteligência cubanos que estavam presos nos Estados Unidos voltaram à ilha. A transferência de Gross e dos cubanos Luis Medina, Gerardo Hernandez e Antonio Guerrero foram concluídas.

    Foram anunciadas as seguintes medidas:
    - restabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países;
    - facilitar viagens de americanos a Cuba;
    - autorização de vendas e exportações de bens e serviços dos EUA para Cuba;
    - autorização para norte-americanos importarem bens de até US$ 400 de Cuba;
    - início de novos esforços para melhorar o acesso de Cuba a telecomunicação e internet.


    Obama também disse que espera um debate sério do Congresso norte-americano para que levante o embargo a Cuba.

    Obama disse que a normalização das relações com Cuba encerram uma "abordagem antiquada" da política externa americana. Ao justificar a decisão, o presidente disse que a política "rígida" dos EUA em relação a Cuba nas últimas décadas teve pequeno impacto.

    O presidente americano afirmou que acredita que os EUA poderão "fazer mais para ajudar o povo cubano" ao negociar com o governo da ilha.

    Em Havana, Raúl Castro confirmou o restabelecimento de relações diplomáticas e disse que quer restabelecer os vínculos especialmente no que se refere a viagens, correio postal direto e telecomunicações.

    "Exorto ao governos dos Estados Unidos a remover os obstáculos que impedem os vínculos entre nossos povos", disse Castro. "Devemos aprender a arte de conviver de forma civilizada com nossas diferenças", acrescentou.

    Castro disse ainda que reconhece que há “profundas diferenças” entre os dois países, “fundamentalmente em matéria de soberania nacional, democracia, direitos humanos e política exterior”, para em seguida completar: “Reafirmo nossa vontade de dialogar sobre todos esses temas.”

    O presidente cubano ainda disse que a ilha vai libertar e mandar para os EUA um homem de origem cubana que espionou para os americanos -- não se trata, nesse caso, de Alan Gross, que já está em solo americano.

    Papel do Vaticano
    Obama e Castro mencionaram o papel do Vaticano e do Papa Francisco em facilitar as negociações históricas entre os dois países. Obama dissse que o Papa ajudou ao pressionar pela libertação do americano Alan Gross. Raúl Castro também agradeceu o apoio do Papa Francisco para "ajudar a melhorar as relações entre Cuba e os EUA". Ele também agradeceu ao Canadá pelo apoio logístico.

    Após o anúncio, Papa Francisco parabenizou os dois países e disse que continuará a apoiar o fortalecimento das relações bilaterais.

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que a troca de prisioneiros entre EUA e Cuba foi um gesto "corajoso" do presidente Barack Obama e que tratou-se de uma vitória para a ilha. "Temos que reconhecer o gesto de Obama, um gesto corajoso e necessário", disse Maduro a líderes do Mercosul em reunião na Argentina.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Será que a partir de agora Cuba abrirá as pernas rapidamente pro mundo capitalista? Vamos aguardar

    De qualquer maneira, momento histórico semelhante aquele entre Ronald Reagan e Mikail Gorbachev representando EUA e URSS.
     
    Última edição: 17 Dez 2014
  3. Omykron

    Omykron far above

    Finalmente os EUA tiraram parte do bico com Cuba e decidiu voltar a ter relações diplomáticas com a ilha dos irmãos castro. Isso é muito foda, pq sinaliza uma mudança local dos EUA.

    Tem uma galera esquerpata meio que pirando na maionese com a noticia. Não, aquele porto em Mariel que a Odebrecht fez não vai mudar de status, porque estamos apenas falando de relações diplomáticas. Ali é relação economica. E existe um embargo para Cuba. Isso significa que sim, a população cubana continuará a sofrer as consequências do embargo economico. Então ta vendo todas essas analises de vantagens economicas que o Brasil vai ganhar com o porto de mariel, proximidade com o panamá e blablabla? Não existirão tão cedo.

    O embargo vai permanecer e, dificilmente o congresso americano vai se mover na direção de acabar com isso. tem a questão ideológica e política aí, e esse vespeiro é complicado.

    Ideologicamente falando, o problema é que seria dar a vitória de uma batalha de décadas aos Irmãos Castro. Uma clara vitória da pequena ilhota rebelde e ditadorial contra o gigante imperialista do mal. Até o problema Castro estar presente, dificil ocorrer a mudança ideológica. Além da grande possibilidade de dar capital para eles permanecerem no poder.


    Tem o problema político (que são dois em um): você acha que um congresso republicano vai apoiar um presidente democrata? Sério, para e pensa. Eles paralisaram o país apenas para provar o ponto que eles podem paralisar o governo americano e ainda lucraram com o rolê. Imagina então aceitar essa mudança (pesada) para a forma que os EUA negociam com os outros países?
    Agora imagina no meio de tudo isso, aquelas mumias velhas e seus filhos tendo de ver a sua superdemocracia aceitando negociar com os ditador comuna que nunca aceitaram a visão política dos seus pais?! Mais fácil eu ver uma matéria de Veja ou do Reinaldo Azevedo aplaudindo algo do PT que isso acontecer.
     
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. Paganus

    Paganus Visitante

    Eu não consigo deixar de ver nisso uma vitória do Grande Satã.

    Acho sim que Cuba abriu as pernas, talvez não totalmente, mas continuará abrindo mais e mais, a não ser que os ventos geopolíticos sejam favoráveis ao comunismo, de preferência, com mais auxílio vindo da Rus e da China.

    Oro para que a revolução permaneça vitoriosa.
     

Compartilhar