1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

EU FALAR BONITO UM DIA

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Zuleica, 2 Jul 2008.

  1. Zuleica

    Zuleica Usuário

    O público que ouvia uma rádio de grande audiência nos Estados Unidos, em 1992, se dobrava de rir com as peripécias que um certo David Sedaris narrava sobre a sua participação, fantasiado de elfo, numa promoção natalina das lojas Macy's em Nova York. Nascia ali um novo astro do humor inteligente, só comparável a craques como Woody Allen e Jerry Seinfeld. Quando começaram a ser reunidos em livros, a partir de 1994, os relatos autobiográficos de Sedaris conquistaram mais de 3 milhões de leitores em todo o mundo, absolutamente cativados por sua ironia arrasadora, aliada a um imenso talento literário, como se pode aferir nos textos impagáveis de Eu falar bonito um dia.
    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]
    O livro é separado em duas partes. A primeira consiste em relatos de infância, juventude e maturidade nos Estados Unidos, antes de se mudar para a França, com seu companheiro Hugh Hamrick - assunto da segunda parte do livro. O leitor se vê fisgado desde o início por um talento humorístico irresistível, que levou a exigente crítica Michiko Kakutani a escrever sobre ele: "Um escritor capaz de ser não apenas engraçado, mas também tocante, até mesmo terno. David Sedaris é um comentarista ao gosto popular dos absurdos da vida contemporânea".

    "O mais brilhante e engraçado dos nova-iorquinos depois de Dorothy Parker." - New York Magazine

    Autor: David Sedaris
    Tradução: Bruno Gomide
    Capa: Kiko Farkas/ Máquina Estúdio, Elisa Cardoso/ Máquina Estúdio
    Páginas: 248 - Formato: 14,00 x 21,00 cm
    Acabamento: Brochura
    Lançamento: 20/06/2008
    ISBN: 9788535912371

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     

Compartilhar