1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Estupro Coletivo no Paquistão

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Regente, 30 Jun 2005.

  1. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Fazer o que, é a cultura dos caras, mas mesmo assim é ruim. Cada um tem direito de manter sua cultura, desde que ela não afete um senso comum, e no senso comum todos sabem que estupro é crime e um ato infeliz, então que os acusados sejam punidos e talvez assim eles reflitam sobre sua cultura e retirem uma coisa feia dessas de sua cultura.
     
  2. Meriadok Malkav

    Meriadok Malkav Pssst...You're gonna die soon

    Não é tão simples assim. Essa discussão nunca acaba. E se na cultura deles estupro não é uma coisa feia? É algo que purifica a alma, que faz com que você se salve. Você vai proibir isso?

    No entanto tem esse outro lado, até que ponto podemos ou não interferir nos hábitos de um povo com o que achamos correto e errado? A cultura ocidental não é dona da verdade, muito pelo contrário. Acho que ao invés de ficar se preocupando com isso, deveríamos primeiro se preocupar com nós mesmos, que não somos muito melhores.

    O que agente, ocidentais, deveria fazer numa hora dessas? Deixar que eles resolvam o caso por eles mesmos. Eles não são crianças, sabem o que fazem.

    No entanto, é um assunto complicado que é atualmente discutido nas maiores faculdades de história e filosofia da Europa e que não se consegue chegar a um senso comum.
     
  3. Mentha Brandybuck

    Mentha Brandybuck Evolution

    Basicamente, a meu ver, é simples assim: o país em questão é signatário da Declaração dos Direitos Humanos?? Não? Então ele não deve nada a ninguém.

    Obviamente eu sou contrária a 14 caras estuprarem uma mulher por algo que o irmão dela fez, mas também não defendo ferir a soberania do Estado em questão para fazer o que eu julgo certo.

    O que poderia ser feito é o que fizeram por aquela mulher que havia sido presa e torturada por ter se envolvido com um cara depois de ter se tornado viúva: uma grande campanha mundial em defesa dela, que recolheu milhares de assinaturas e enviou-as ao governo do país em questão e esperando que o governo decida o que fazer. Naquele caso funcionou. Ao invés de ser condenada à morte, foi condenada a ser açoitada 100 vezes.
     
  4. Peregrino

    Peregrino Estrela de Valinor

    Eu acho que me lembro disso... mas a verdade é que apesar de ser um absurdo e uma forma grotesca emedonha de justiça, vc está certa. Ate´onde temos o direito de interferir na soberania e na cultura de uma país?
    Logo no começo da invasão americana ao afeganistão e dos jornais ficarem mostrando ininterruptamente os abusos e absurdos que as mulhers daquele país eram obrigadas a passar, lembro-me de entrevistarem um xeique e sua mulher brasileiros, e que em um momento ela diz que aquilo era a verdade de Alah, ou seja, elas na verdade acreditam que aquilo é correto, não que seja o caso do estupro acima, mas é algo cultural e arraigado como verdade e lei nas raízes de uma civilização e extremamente difícil de ser alterado.
     
  5. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Concordo.....
    É uma coisa q eu tento levar como regra pra mim.....Se alguem faz algo q naum te afeta diretamente e/ou naum afeta ninguem, ele tem a liberdade pra fazê-lo.....
    O mesmo se apegaria pra países e culturas.....desde q a ação desse povo naum seja tacar aviões nos seus prédios, eles q resolvam o q fazer.....Tanto q a justiça deles tá lá pra resolver os casos.....

    Por isso q sempre reclamo desses processos absurdos de "democratização do Oriente Médio" q os EUA vem aplicando.....É um exemplo de algo enraizado na cultura americana (q eles tem razão e todos tem q seguir), mas q afeta diretamente o mundo inteiro....Essa sim uma coisa q deveria mudar.....
     
  6. Meriadok Malkav

    Meriadok Malkav Pssst...You're gonna die soon

    Concordo e, pior, essa é a "nossa" cultura, não é a do Brasil, mas é a do ocidente. Logo, nós deveríamos nos preocupar antes em mudar isso e depois mudar os outros.

    Também não sou a favor do estupro, mas não é algo que eu, como um mero brasileiro poderia mudar. Agora, se eu tivesse nascido no Paquistão e condenasse essa atitude, ai sim eu faria alguma coisa a respeito e teria o direito de fazê-la.

    É mais ou menos assim, um paquistanês não tem o direito de vim aqui no Brasil e interferir na nossa cultura, mesmo que, na concepção deles, ele esteja fazendo o bem. Assim, eu também não tenho direito de ir lá e interferir.
     
  7. Rustu Pai

    Rustu Pai Usuário

    Eu não acho que ser contra o estupro seja questão de cultura. É uma violação à pessoa. A mulher foi forçada a fazer sexo com 14 homens. Não acho que nem uma cultura ache isso algo bom. Tanto que é considerado um castigo etc... Também não acredito que todos do país aceite isso com toda boa vontade. É o tipo de cosia que é imposta. Passamos por várias coisas que seriam absurdo para outras, porém como ja estamos acostumados com isso não ligamos.
     
  8. Omykron

    Omykron far above

    sim, foi forçada, assim como ela desrespeito uma regra da sociedade de lá.
    se as normas vigentes lá preveem tal punição, nenhum estado tem o direito de intervir na soberania dele. e duvido muito que esse país assinou o tratado internacional dos direitos humanos
     
  9. Mentha Brandybuck

    Mentha Brandybuck Evolution

    Na verdade, quem desrespeitou a regra da sociedade foi o irmão dela.

    Mas é aquela coisa... O estupro foi uma decisão do conselho administrativo do vilarejo. Não eram 14 caras que viram a mulher passar e disseram "Vamos fazer a farra com a dona ali.". Foi uma medida governamental.

    Existem leis internacionais que protegem o direito de Identidade Nacional, ou seja, cada país é livre para exercer o que determina sua cultura sem intervenções estrangeiras. Pode haver apelo da comunidade internacional? Claro! Num caso como este, deve, mas não se pode decidir o que um país vai ou não fazer. Simplesmente ninguém tem esse direito.
     
  10. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Tb estupro é a palavra q a gente usa aki na nossa cultura e q converge, necessariamente, para um crime.....Como disseram, por lá é uma "justiça" feita na cultura deles (q nem se a gente xegasse com a idéia de pedofilia para umas tribos africanas onde os jovens necessariamente tem iniciações sexuais com os mais velhos da tribo, e só podem ter relações com jovens qdo eles tb forem velhos).....
    (se bem q eu fikei confuso....É uma justiça local, mas q tá sendo julgada pela corte do país e etc....)....
     
  11. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Na índia tem uma boa solução pra isso: eles pegam uma lança de 1 metro e vão colocando até aquele lugar até o cara morrer. É terrivelmente cruel, mas crimes como esse quase não acontecem mais por lá por causa dessa punição.
    É radical mas funciona.
     
  12. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Isso se xama empalação, neh naum? (ou algo do tipo).....

    Pior q isso era akele negócio q a Maria Bunita criou q ela arrancava o saco do cara e deixava o cara lá sangrando até morrer....(ou algo do tipo tb).....
     
  13. Meriadok Malkav

    Meriadok Malkav Pssst...You're gonna die soon

    Na minha pobre concepção de mundo, eu acredito que o máximo que agente pode fazer é o que a Mentha falou, um apelo internacional. Mas eu não acho que agente tem direito de julgar se é certo ou errado fazer isso. Eles não ficam julgando se, por exemplo, é certo ou errado as brigas entre torcidas no estádio de futebol ou o desmatamento da amazônia ou se deveria existir ou não febem e assim por diante.

    Sei lá, eu acho que invez de ficar se preocupando muito com isso, agente deveria cuidar da gente primeiro, que não tá muito melhor do que por lá.
     
  14. Mentha Brandybuck

    Mentha Brandybuck Evolution

    Pessoalmente, eu não considero coação e terror como uma "boa solução" para problema algum. O ideal seria que não ocorressem mais estupros porque os homens não tivessem a iniciativa e não que temessem ser empalados. :roll:
     
  15. Meriadok Malkav

    Meriadok Malkav Pssst...You're gonna die soon

    O problema é que você está falando de seres humanos. Animais, como uma vaca ou uma esponja. :roll:
     
  16. Fafa

    Fafa Visitante

    São todos animais, mas segundo uma classificação totalmente arbritária criada pela Biologia (que não é dona da verdade), se não me engano, mais precisamente, por Lyneus (ou Lineu). Da mesma forma poderia se criar uma outra classificação contendo apenas o homem.
    O ser humano é dotado de razão e espiritualidade, além de uma inteligência superior aos demais animais e pode, e isso digo potencialmente, de ajustar sua conduta sem nenhuma necessidade de repressão. Mas de toda forma, o Brasil tem problemas muito piores, não há motivo para se chocar com esta punição, e muito menos para intervir no assunto.
     
  17. Deriel

    Deriel Administrador

    Estupro Coletivo? Vão ler a Bíblia, Livro de Juízes
     
  18. Cain

    Cain Usuário

    Não me importa qual a cultura, o estado ou a declaração universal dos direitos humanos. Nessa altura da humanidade não poderia ser possível invadir a liberdade individual de uma pessoa previamente "inocente".

    Essa discussão é diferente daquela sobre a validade cultural e aceitação de, por exemplo, "pena de morte para o chinês que passou um cheque-sem-fundo". Mukhtar Mai ser punida pelo "crime" do irmão é nonsense.

    Pelas respostas desse tópico infere-se que alguns aqui não são contra o nazismo, porque isso seria ferir a soberania do estado em questão..

    é a burocracia vencendo o bom senso?
     
  19. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Boa! Concordo com o Cain. Acho errado invadir a soberania de um país? Sim, muito. Mas acha AINDA MAIS ERRADO algo como um estupro coletivo assim como o nazismo. :uhum:
     
  20. Fafa

    Fafa Visitante

    Não é sem-sentido punir a irmã, pois não haveria maior humilhação para o sujeito do que o estupro dela. Foi uma punição justa, segundo as normas locais, ao meu ver.

    Eu sou anti-fascista, mas nem por isso prego a invasão de um país por estar neste regime, principalmente se a população em total acordo com o governo vigente.
    Mas que coisa esquisita: presume-se que todos sejam contra o nazismo até que se diga o contrário?

    O bom senso é uma arma da mediocridade.
     

Compartilhar