1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Espanhol Obrigatório

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Regente, 23 Ago 2005.

  1. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Fonte: Globo Online
    Nem ensinam inglês direito e já querem que aprendamos outra língua?
    Mas como a maioria das coisas no Brasil, esse projeto não deverá sair do papel...
     
  2. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Re: Espanho Obrigatório

    Isso foi destaque na imprensa internacional aqui da América Latina e da Espanha, como forma de aproximação do País aos espânicos.
     
  3. nana

    nana Usuário

    Eles não ensinam/aprendem nem português direito.. mas a iniciativa é interessante, eu tive espanhol e foi divertido. Tem escola que tem até 3 idiomas, acho importante. Eles poderiam ensinar chinês, isso sim.
     
  4. Beriadar

    Beriadar And I will see it all before

    Ter uma boa noção de outros idiomas é sempre lucrativo, ainda mais em se tratando de idiomas falados em países aos quais lidamos. Não sei se vale como medida política, mas de qualquer forma, não vejo como a educação pode perder com isso.

    :think: Talvez isso em breve vá ser realmente importante.
     
  5. *Gracie*

    *Gracie* Hobbit

    Eu tive ingles e espanhol da escola, é claro q vc nao sai de la "sabendo" hehehe, mas tem uma boa noção. acho válido, pois a pessoa pode se interessar mais na lingua e ir fazer um curso e tal.........
     
  6. Slicer

    Slicer Velho de Araque

    Meu chefe tem 58 anos de idade. Quando ele estudava, o colegial era dividido em Clássico e Científico. No caso do estudo clássico, as línguas que você aprendia eram português, inglês, francês, latim e noções de grego. O colegial também durava quatro anos. Mas não tenho certeza se isso era melhor ou pior, para falar a verdade. Aprendi inglês em casa e melhorei conversando pelo ICQ (na época) com americanos, ingleses e australianos. Acho que hoje poderia ir a qualquer um desses lugares tranqüilamente.
    Quanto ao português, nunca tive interesse na escola, raramente lia qualquer coisa quando era criança (SdA só li aos 18 anos) e hoje eu sofro com certas limitações de vocabulário.
    Sinceramente, acho que em cidades de fronteira é importante que as pessoas saibam a língua do país vizinho. Não falar, mas ler e escrever, já que falar eles aprendem por bem ou por mal. Mas nas outras cidades eu acho que é desnecessária essa obrigatoriedade. Afinal, de Uruguaiana para Porto Alegre, por exemplo, são 649km de distância. Cruzando o Rio Uruguai você chega a Paso de Los Libres na Argentina. Eu esperaria que, no mínimo, os dois lados compreendam as expressões que se diferenciam além da simples pronúncia nas duas línguas. Mas se você sai de Porto Alegre e vai para Buenos Aires, se você não falar espanhol eles nem irão fazer qualquer esforço para lhe entender. Não preciso nem dizer que eu não faria tal esforço aqui em Porto Alegre a não ser por uma inerente boa-vontade. É como nos Estados Unidos: se você mora em San Diego, é útil saber falar espanhol; se você mora em Nova Iorque, é melhor gastar mais tempo em aulas de matemática...


    Abraços.
     
  7. Chester Cubano

    Chester Cubano Chester_Cubano

    Dio no sabes que lo espanhol yé important....
    São os nossos vizinhos, temos que saber falar com eles...
    E é a lingua mais facil estrangera para a gente aprender... assim fica mais uma lingua para o nosso currriculo!
     
  8. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Uma vez eu estava conversando com uma professora de espanhol lá da faculdade e ela comentou que o maior erro nesse tipo de projeto é que a procura por professores aumenta consideravelmente, e o Brasil ainda não tem um número suficiente de pessoas aptas a ensinar a língua espanhola. O que acontece é que contratam um argentino ou algo que o valha que sequer tem um magistério ou licenciatura, só porque ele já sabe a língua.
     
  9. Nimrodel Telcontar

    Nimrodel Telcontar Hobbit embaraçada

    Seria demais ter aula com alguém de fora =)
    Mas acho que não vou pegar esta fase, a não ser que tenham no cursinho ou na faculdade (duvido o_O)
     
  10. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Se fosse alguém de fora com preparação para dar aula, sim. Agora, ter aula com dentista falido tentando ganhar uns trocados por aqui, que caca, heim?
     
  11. Beriadar

    Beriadar And I will see it all before

    SErá?!
    O espanhol possui regras de concordância e de conjugação verbal tão ou mais complexas quanto à língua postuguesa. Receio que essa dificuldade não exista em muitas das línguas não latinas.
     
  12. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Lingüisticamente falando não existe língua mais fácil ou mais dificil de se aprender, tudo depende do conhecimento do falante. Então para o Chester o espanhol pode ser mais fácil. :dente:
     
  13. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Duas coisas:

    1) Não tinha um projeto de lei que obrigava a qualquer professor em instituições de ensino (não considerando cursinhos e etceteras do gênero) a ter não sei quantas horas de preparação em uma espécie de curso pedagógico?

    Eu ouvi falar por cima disso por alguns Engenheiros Químicos que por falta de campo de trabalho acabaram dando aulas e tiveram que voltar a estudar um semestre e fazer estágios. :eh:

    2) Quando eu estudei podia se escolher entre Francês, Espanhol, Inglês, Alemão e Italiano. =] Quer dizer que agora é obrigatório ter o Espanhol? :eek: Esse povo não entende que "laços culturais" é algo muito mais amplo que a língua? :eh:

    Que tosco.
     
  14. Metz

    Metz ...

    Exatamente como eu, antigamente tinha aula de alemão para poder falar com os meus avós e o meu pai (no RS), mas agora que me mudei tenho que ter aula de espanhol, o que é um saco já que eu acabo aprendendo apenas um pouco de cada um já que não houve tempo para eu aprender o alemão e também não haverá para eu saber o espanhol direito, o que no fim não me serve de nada.


    PS: meu professor de espanhol é chileno, ele tem preparação e tals. mas não sei se isso conta muito as vezes.
     
  15. Eu fiz espanhol na escola durante sete anos (desde a 5ª série) e até hoje não sei nada.
     
  16. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Acho que o problema é o populismo dessa medida :gotinha:

    Nem é para o bem de nós povo, mas é para fazermos média com nossos vizinhos. :gotinha:

    Ainda mais que com a Educação sendo levada nas coxas, eu queria saber se vão conseguir pagar estes novos professores. E com isso o salário do restante vai mais pro saco, o que significa mais e mais professores com má vontade de dar aula.
     
  17. Engethor

    Engethor Son of Jango

    Há uma coluna interessante do Hélio Schwartsman, da Folha, sobre essa nova lei.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Resumindo, temos a seguinte situação: pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), é obrigatório o ensino de uma língua estrangeira, definida pela comunidade escolar. Um segundo idioma seria optativo.
    Pela nova lei, a oferta do espanhol passa a ser obrigatória. O estudante optaria por se matricular ou não em espanhol (desde que haja outra opção de idioma estrangeiro para ele cursar).

    Para nossos colégios (públicos ou privados) sem recursos, é mais barato oferecer apenas 1 idioma estrangeiro, mas a nova lei obriga que haja espanhol. Ou seja, esses colégios trocariam o idioma que ensinam hoje por espanhol.
    Além da questão de ter que contratar esses professores de espanhol... (e no regime de contenção de recursos, melhor despedir os professores de idiomas não-obrigatórios)

    E assim saímos de uma situação flexível, que é a da LDB, para uma obrigatoriedade que não faz sentido. Inglês nem é obrigatório, para que o espanhol deveria sê-lo? (bem, isso a Primula já respondeu, populismo e fazer média. A coluna do Hélio especula interesses econômicos...)
     
  18. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    :lol: Eu sempre fiz inglês na escola, mas garanto que *todas* as aulas foram matadas.

    Eu assiti O Senhor dos Anéis completinho entre outros filmes que fazia o professor ficar contente em simplesmente não fazer nada.

    Anyway, o colégio que eu fiz o Ensino Médio possuia um esquema legal, se funcionasse, claro.

    Lá não importavam turmas A, B e C... os alunos eram reunidos por grupos misturados de no máximo 10-15 alunos que faziam provas de nivelamento, ou seja, cada grupo, em teoria, começava de onde estava apto e podia escolher entre línguas diversas (Francês, Inglês, Espanhos, Alemão e Italiano).

    Com a carga horária geralmente baixa do Ensino de Línguas e um grupo bastante heterogêneo de alunos, eu acho difícil tirar algo de produtivo. O pessoal deveria sair da escola pelo menos com uma base, mas alguns saem de lá sem nem saber o to be direito.


    Blé, e o projeto é de um carinha do PSDB. :hihihi:
     
  19. Drizzet

    Drizzet On vacation forever

    Isso não vai funcionar de forma nenhuma pra aproximar país nenhum... Eu estudo numa escola particular, e há 4 anos eles vieram com essa idéia idiota de coloca 1 aula de espanhol por semana no currículo, simplesmente pra 'mostrar' que a escola tal ensina espanhol. Grandes coisa. Há 4 anos com uma aula por semana, e hoje o que eu sei de espanhol? absolutamente nada.

    Será que as escolas públicas vão ensinar espanhol ou vão dar a mesma uma aula por semana só pra cobrir lei? Temos que levar em conta que existe uma pressão dos nossos hermanos latinos para esse tipo de 'aproximação', e que essa lei contribui pra isso, mas acho que é muito mais uma lei de fachada do que pra ensinar espanhol mesmo.
     
  20. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    O ensino de inglês que devia ser obrigatório, isso sim.
    Eu não tenho interesse nenhum em aprender espanhol.
    Sabe o que é isso? Brasil é um fracassado, e seu "parceiros" são os vizinhos da América Latina, como Argentina - O país que não tem nem metade do $$$ de cidades como Rio de Janeiro ou São Paulo (as maiores do Brasil junto com Brasília)!
    POR ACASO PAREÇO esTAR INTERESSADO EM CONSEGUIR EMPREGO NESSA MARAVILHA FINANCEIRA QUE É A ARGENTINA?
     

Compartilhar