• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Esgrima

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Brasileira Nathalie Moellhausen é campeã mundial de esgrima


Nathalie Moellhausen comemora vitória no Mundial de Esgrima Imagem: Simone Ferraro / Bizzi Team

Nathalie Moellhausen alcançou nesta quinta-feira (18) o maior feito da história da esgrima no Brasil e um dos mais importantes resultados do país neste ciclo olímpico. Em Budapeste, na Hungria, a atleta de 33 anos nascida na Itália tornou-se não só a primeira brasileira a ganhar uma medalha em um Mundial de Esgrima, na espada feminina, como foi mais além: faturou uma inédita medalha de ouro.

O título veio com vitória na final sobre a chinesa Sheng Lin, número 13 do ranking mundial e recentemente vice-campeã asiática. A brasileira, uma das mais experientes do mundo na esgrima, atualmente ocupa a 22ª colocação. Nas últimas duas participações em Mundiais, ela havia ficado em 18º (2017) e 59º (2018) lugares.

Ainda que a medalha seja a primeira da história da esgrima brasileira em Mundiais, ela é a quarta de Nathalie. Nascida em Milão e formada na Itália, país com enorme tradição na modalidade, ela foi bronze na espada individual em 2010 e foi ao pódio por equipes em 2009 (ouro) e 2011 (bronze), sempre pela Itália. Nos Jogos de Londres-2012, porém, não foi escalada para competir na disputa individual e entendeu que seu ciclo com a Itália estava encerrado.

Depois de uma temporada em inatividade em 2013, fazendo especialização na França, e resolveu se oferecer para competir pelo Brasil, mesmo treinando na França. Neta de brasileiros e com cidadania brasileira desde nascença, ela não teve problemas para se naturalizar esportivamente, contando inclusive com a liberação da federação italiana. Em 2015, chegou a ganhar duas medalhas nos Jogos Pan-Americanos e foi até as quartas de final dos Jogos Olímpicos do Rio, ficando a uma vitória da medalha.

O pódio tão sonhado veio no Mundial. Depois de passar invicta pela fase de poule, na qual cada esgrimista faz sete confrontos, a brasileira virou cabeça de chave do mata-mata. Nesta quinta, ela venceu a polonesa Renata Knapik-Miazga, a chinesa Mingye Zhu e a italiana Alberta Santuccio até as oitavas de final. Nas quartas, contou com a ajuda do árbitro de vídeo para superar a luxemburguesa Lis Rottler-Fautsch.

O duelo terminou empatado em 10 a 10 e foi para o golden score, no qual quem pontuar primeiro vence. Faltando 15 segundos, a luxemburguesa comemorou a vitória, enquanto o técnico da brasileira pedia para ela ter calma porque o vídeo mostraria que não. De fato, as duas conseguiram o toque ao mesmo tempo, o que significaria dois pontos para cada num confronto normal, mas que nada muda o resultado do golden score. Faltando cerca de cinco segundos, Nathalie conseguiu a vitória desta vez com um toque incontestável.
Na semifinal, contra Wai Vivian Kong, de Hong Kong, Nathalie conseguiu uma vitória relativamente fácil, por 15 a 11, sem ter sua vitória ameaçada em nenhum momento. Já na final, contra Lin, a brasileira chegou a abrir 4 a 1, mas permitiu a virada por 7 a 5. Na reta final do segundo tempo, Nathalie voltou à frente, com 7 a 8.

O último tempo (de 3 minutos) começou foi tenso, com quatro toques duplos, em que ambas acertam o golpe ao mesmo tempo e pontuam. A chinesa, porém, conseguiu um ponto a mais, a um minuto do fim da luta, que terminou empatada em 12 a 12. O confronto foi para o golden score e Nathalie não demorou a pontuar. Depois de 19 segundos, o ouro era dela.

Nathalie está convocada para os Jogos Pan-Americanos de Lima, onde vai defender as medalhas de bronze obtidas no Pan de 2015, em Toronto, e no Campeonato Pan-Americano deste ano, disputado também em Toronto, há 20 dias. Na temporada, ela também já ganhou uma medalha de bronze no Circuito Mundial, na Copa do Mundo de Chengdu, na China, em março.

https://esporte.uol.com.br/ultimas-...e-moellhausen-e-campea-mundial-de-esgrima.htm
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Pois é, esgrima e hipismo são dois esportes que pra conquistar grandes títulos, tivemos que contar com uma forcinha de quem já os praticava desde cedo em países onde eles tem forte tradição.

Por enquanto só é possível dessa forma, pois internamente o Brasil não tem competições que permitam formar atletas do mesmo nível dos melhores no segmento.
 

Béla van Tesma

Blood-sucker
Quase criei este tópico ontem, com a mesma notícia; daí lembrei que ninguém liga muito para esgrima e desanimei. Kk

Eu mesmo só conheço dois esgrimistas famosos. Vocês saberiam adivinhar quem são?

4abf893758554bee5409393ba0da14fb.jpg

main_1200.jpg
Mussolini, à direita.
 

fcm

galináceo voador
Usuário Premium
Parabéns pela conquista! Mas esse é um mundial de verdade ou é igual aqueles de ginástica que os brasileiros ganham sempre e chega nas olimpiadas e não pegam nem pódio?
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Parabéns pela conquista! Mas esse é um mundial de verdade ou é igual aqueles de ginástica que os brasileiros ganham sempre e chega nas olimpiadas e não pegam nem pódio?

É mundial mesmo.
Nas Olimpíadas brasileiro geralmente tem dificuldade de pegar pódio porque sentem demais o peso e a grandeza da competição e em muitas modalidades é simplesmente cruel não poder cometer erro num momento decisivo e ter que esperar 4 anos, disputar todo um processo seletivo pra chegar outra vez e ter outra chance.
 
  • Curtir
Reactions: fcm

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.920,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo