1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Escritores do gênero

Tópico em 'De Fã Para Fã' iniciado por _Roverandom_, 4 Mar 2007.

  1. _Roverandom_

    _Roverandom_ Usuário

    Almarë nobres colegas! Como devem ter reparado não participado muito do fórum, rs.
    Logicamente todos que aqui estão gostam de ler, não somente as obras do Mestre; mas no quesito “produção” quem aqui escreve? Poemas, crônicas, ensaios etc... E que têm um cenário próprio (mesmo com forte influência de Tolkien e cea)? Eu tenho um cenário e trabalho nele a mais de 11 anos... gostaria de conversar com pessoas que também têm projetos do gênero. Abraços!

     
  2. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    Sim sim, eu montei um cenário próprio, e trabalho nele. Mas não há tantos anos como você... No que o seu cenário consiste, e que tipos de textos (histórias, poemas) você escreve sobre ele?
     
  3. _Roverandom_

    _Roverandom_ Usuário

    Saudações Vikingaälva! Fico contente que tenha se interessado pelo tópico, isso me prova que não estou sozinho nesse sonho. Bem, vamos lá... Meu mundo é descrito por meio de poemas, crônicas e futuramente (quem sabe) por romances, além disso, tenho mapas (muitos mapas, rs) desenhos de armas, mas dos personagens ainda não arrisquei a rabiscar (pois não sei desenhar muito bem). O meu mundo (Ellery) consiste num resgate de tudo que trabalhei e criei desde a minha mais tenra infância (se quiser saber mais dessa trajetória é só me falar). Quando sai da fase de “releituras” comecei a estudar mitologias diversas (inclusive a brasileira), pois não queria um mundo totalmente “europeu”. Atualmente a história de Ellery está dividida em três eras, sendo que: a Primeira tem termino com 2339 anos, a segunda com 3002 anos e a terceira (que corresponde a que estou trabalhando no momento) está com 600 anos, apesar disso, meu projeto consiste em 6 eras. O que me tem “atrasado” é que estou trabalhando em contos e assim a linha de tempo fica parada...
    Agora me fale um pouco sobre seu projeto...
     
  4. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    Olá senhor! Em primeiro lugar, muito interessante o seu projeto, espero que um dia você possa publica-lo e seja bem recompensado pelo seu esforço e pesquisas.
    Sobre o meu projeto, eu ainda estou começando...; não tenho ainda um mundo inteiro formado. Posso dizer que o pouco que criei dele consiste em sonhos que eu tive quando era menor, e em personagens (novos e velhos) que vieram de minha infância - muitos deles sendo inspirados nas mitologias celtas e nórdicas. Também não gosto muito da idéia de minha criação ficar "muito européia", então vou pesquisando outras mitologias e coisas assim, mas por enquanto não achei nenhuma que se encaixaria no meu "mundo". O cenário por inteiro ainda não tem nomes, porque primeiro acho que eu devo terminar o meu enredo e a criação de personagens e criaturas para depois dar os nomes... penso em inspirar-me ou adotar nomes "completos" de línguas nórdicas (arcaicas ou não), e venho estudado algumas dessas línguas por algum tempo (particularmente Finlandês e Sueco, pois ouvi de uma finlandesa estudante de Sueco que as línguas Dinamarquesa e Norueguesa são muito parecidas com a língua Sueca... se eu tiver um grande progresso, espero comçeas a estudas o Islandês).
    Eu tenho muitos poemas também... acho que até mais do que contos, que são inspirados nos poemas.

    O senhor tem alguma outra referência que não seja Tolkien para seu projeto? :)
     
  5. _Roverandom_

    _Roverandom_ Usuário

    Muito me instiga sua dedicação, e se você reparar, as bases dos nossos mundos são muito parecidas, o resgate de nossas protofantasias. O fato de estar estudando línguas para formular nomes é algo muito coerente, pois entendo que sua obra vai assumir um alto grau de cientificidade... No meu processo de criação de nomes não tenho nem uma base rigorosa, simplesmente gosto de nomes sonoros, rs, se é que me entende, se tiver um bom som e combinar com o personagem pra mim está ótimo; futuramente pretendo estudar outras línguas (pois eu ainda estou nas aulinhas de inglês, rs).
    Como lhe disse, me inspiro na mitologia, que corresponde a 60% das minhas fontes. Quanto a autores os que mais me oferecem apoio são: Tolkien, Lewis Carroll (Alice no País das Maravilhas e no País dos Espelhos), Antoine de Saint-Exupéry (O Pequeno Príncipe), O Flautista Mágico (Rubem Alves [esse é nacional]), C.S. Lewis (As Crônicas de Nárnia)... Alguns escritores anônimos (A Canção dos Nibelungos, Beowulf, etc...). Mas pra lhe dizer a verdade tudo me inspira... Recordo-me que certa vez ouvi o som das árvores embaladas pelo vento noturno e fiquei maravilhado e a partir disso construiu um parágrafo inteiro de um conto.
    Ah, poderia me tirar uma dúvida? Você é menino ou menina? Independente do gênero não irá mudar minha disposição quanto nossa conversa é simplesmente para poder me dirigir a você de uma maneira mais apropriada.
     
  6. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    Sou uma garota :)

    De fato, acho que minha obra exigirá muita pesquisa de minha parte... é que eu não tenho criatividade para criar "nomes sonoros" e para mim eles têm que ter alguma relação com o personagem, de preferência com suas características...
    Hum, inglês é uma língua muito bonita, na minha opinião, principalmente a parte mais antiga, mais chamada de "old english"... Há algumas bandas, como por exemplo a Theatre of Tragedy (não sou muito fã deles, apenas algumas músicas "avulsas" que eu escutava para tentar compreender o inglês antigo mesmo...) que usam o inglês antigo para suas músicas, tendo base lendas medievais.
    Quanto às minha referências literárias são: Tolkien, Bernard Cornwell, Loreana Valentini (o romance "Tristan, cavaleiro de Arthur"), Marion Zimmer Bradley e diversos livros sobre o surgimentos de Atlântida e Avalon e também sobre o Mago Merlin... Isso tudo sem citar as Crônicas de Dragonlance e Forgtten Realms, rs.
    Como você pode ver, são muitas as minha referências, mas o que eu mais uso mesmo são minhas próprias fantasias (lugares, personagens que apareciam em meus sonhos, e que até hoje eu não tenho nome para eles devido o meu desejo de passar suas características para o papel primeiro antes de dar-lhes um nome...)
    Também tenho referências musicais. E quanto a você?
     
  7. _Roverandom_

    _Roverandom_ Usuário

    Referencias musicais...? Não são tantas quanto à literarias, mas posso destacar: Blind Guardian, Rhapsody, Enya e até algumas bandas e grupos nacional Raul Seixas, Zé Ramalho etc... e as suas?
     
  8. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    Enya é uma boa escolha, assim como Loreena McNitt (não sei como se escreve, mas acho que é mais ou menos assim). Há um outro grupo Celta chamado Bagpies muito bom. Quanto ao Metal eu procuro muita coisa em Finntroll, Dargaard. Não sei, é mais ou menos isso...
    Você tem alguma previsão para quando vai madar para alguma editora?
     
  9. _Roverandom_

    _Roverandom_ Usuário

    Na verdade nem sei se vou viver pra ver isso, rs. Apesar de ter "muito" material esse meu projeto não é algo comercial (na verdade é isso que me afasta dos cenários de rpg, eles são feitos pra vender), assim vou construindo-o aos poucos, sem pressa. Além disso, quando tiver algum tempo disponível quero fazer cursos referentes à literatura (por exemplo: aprender a metrificar poemas). E você, pretende tornar seus contos comerciais?
     
  10. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    Hum... Eu escrevo não para mandar para editoras, e sim para me autosatisfazer. E sempre quis escrever livros quando era menor, e até hoje esse sonho prevalece, só que não sei se esse projeto será a minha "estréia". E quanto à coisas paralelas, o que você escreve?
     
  11. _Roverandom_

    _Roverandom_ Usuário

    Gosto de escrever poemas e crônicas góticas além textos reflexivos.
     
  12. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    Eu gostava de escrever de poemas góticos, mas acho que o termo "obscuro" ou "triste" se apega melhor para os meus :D
     
  13. Sano

    Sano Porque né

    Eu tenho um, chamado Irune. Os membros mais velhos vão lembrar dele, já foi algo bastante comentado no clube dos bardos, mas devido à minha notória preguiça, e a minha tendência de mudar muitas coisas que eu já tinha estabelescido, o tópico ficou meio que esquecido, e acho que todos acham que me esqueci completamente dele. Mas não é bem assim, eu me lembro dele e elaboro "coisas" nele praticamente todo dia, só que fica tudo na minha mente por que eu tenho preguiça de escrever XD

    Inclusive eu estava até fazendo uma língua pra ele, mas acabei não concluindo ela, e, segundo meus projetpos, nem vou elaborar ela tão cedo de novo XD porque antes ela estava justo na época em que eu estava trabalhando, mas agora estou trabalhando em outra pois devido à recentes mudanças (e grandes mudanças, mudaram praticamente tudo o_O) a época em que ela surge está a milhares de anos além...

    Eu até cheguei a quase postar algo sobre Irune no tópico hj, mas aí todo mundo ia pensar que era pegadinha de 1º de abril, então decidi postar amanhã. :D
     
  14. maira.arq

    maira.arq Usuário

    Olá,
    Bom, eu também escrevo..eheheh escrevo mais poemas, mas estou tentando escrever alguma novela fantástica.. (por mais que isso seja bem difícil hehe), e eu estou ainda delineando os personagens e locais...
    Mas eu acho escrever fantástico, é uma das coisas que dá sentido para minha vida!! :joinha:

    E é muito legal saber de gente que também partilha tal gosto!!!

    beijos a todos os escritores (ou futuros escritores quem sabe)!!!
     
  15. Vikingaälva

    Vikingaälva Samson came to my bed

    É muito bom saber que escrever é um dos sentidos de sua vida. Também considero o ato de escrever um dos meus "sentidos".
     
  16. MartinsIV

    MartinsIV Damm Right, I Got the Blues!

    Olá!
    Também adoro escrever... mas minhas histórias são mais romances msm (nd de poesia, e etc...), meio puxado pro "Silmarillion" (mas tudo em um mundo em q eu inventei :mrgreen: ), e com histórias de minha autoria...

    Todos sabem q Tolkien era "linguamaniaco", e sabia td sobre línguas e pá... Eu posso ser novo, e nao saber mt sobre línguas (fala sério, ainda não acabei a escola, e, é claro, falta mt pra acabar o "portugues"), mas tento fazer algo sobre isso, e to começando uma (que se chama, por enquanto, Ahk'anio), e penso em terminá-la, hehe.

    Eu falei a cima q minha história não contém poemas, mas, para poder "aprofundar" na minha língua, até criei um, todo em "Ahk'anio", e fiz algumas regras básicas, gramáticas, palavras...
    Se algm tb escreve algo e gosta de línguas, postem! :cerva:

    mas sabe, o fato de ainda estar na escola até me ajuda um pouco... afinal, em história, estou na época medieval (desde a decaída de Roma até o final do Feudalismo), e mtas coisas q aprendo na aula, me dão inspiração :D
     
  17. _Roverandom_

    _Roverandom_ Usuário

    Saudações meus caros! Quanto ao meu projeto literário... continuo desenvolvendo-o, as idéias fervilham, mas estou sem tempo para passá-las para o papel e elaborá-las. Atualmente tenho dado mais atenção às crônicas, pois esse estilo é mais fácil de trabalhar do que o romance (demanda menos tempo); meus leitores têm aprovado tal investimento e se mostram interessados em saber mais sobre o desenvolver da obra. Graças a isso estou conseguindo ligar as eras do mundo (que até então para os leitores pareciam não se comunicar); a curiosidade deles me instiga a produzir mais. Essa relação produtor x leitor é muito curiosa, pois alguns já até me ligaram para saber mais sobre alguns personagens ou para esclarecer detalhes, rs, gosto do envolvimento deles.

    Atualmente minha obra está passando por um período dialético (como já ocorreu outras vezes), (acredito que) aos poucos estou me emancipando da tutela do Professor. Digo isso devido às passagens, tramas e personagens de Ellery que remeterem aos de Arda e que aos poucos vão assumindo contornos mais próprios, um estilo todo meu. Apesar disso, esse processo me obrigar a retirar muito material já elaborada, mas entendo que isso só tende a contribuir para o amadurecimento dos textos.
     

Compartilhar