1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias 'Escrevi em inglês para ser lida', diz autora

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Ana Lovejoy, 23 Fev 2013.

  1. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 11
  2. abylos

    abylos Usuário Usuário Premium

    Eu ja pensei em escrever em ingles e tentar lançar meu livro fora do brasil primeiro...

    Por enquanto, desisti da ideia, mas esse caso reforça a ideia de que é mais facil lançar livros la fora do que aqui...
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  3. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Mas é verdade... essa coisa de lançar livro no Brasil é um tormento, rs!!

    Tbm acho que seria mais fácil lá fora...
     
  4. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Quero escrever pro mercado exterior, também. Aqui tá complicado. :P
     
    • LOL LOL x 3
  5. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    comece já a escrever em mandarim p atingir 1 público maior então.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • LOL LOL x 1
  6. Calib

    Calib Visitante

    Eu não conseguiria escrever em inglês.
    Não tenho 10% da intimidade com a língua que tenho com o português.
    E isso me agonia sempre que vou escrever em inglês.
     
  7. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Eu até tenho uma fluência legal, mas as poucas vezes em que tentei escrever em inglês senti que o esforço foi em dobro! :mrgreen:

    E como pra escrever preciso "colocar as coisas pra fora da alma" por assim dizer, não gosto mto...
     
  8. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Melhor não. Eles têm problemas de pirataria de livros muito graves. :lol:
     
    • LOL LOL x 1
  9. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    nada, lá eles cortam as cabeças dos piratas.
     
    • LOL LOL x 1
  10. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Eu também pensei em escrever em inglês, mas aí me lembrei que nem sei escrever nem sei falar inglês.

    Mas, sério, mesmo quando eu vou postar em alguma página estrangeira no Facebook, as palavras somem, se eu estivesse lendo eu saberia o significado da palavra, mas quando eu quero usar cadê que elas aparecem. Parabéns para quem escreve e mais ainda para quem escreve numa língua não-materna.
     
  11. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Samuel Beckett, Joseph Conrad, J.R.R. Tolkien... :lol:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  12. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Chato!
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  13. Seiko-chan

    Seiko-chan Retardada


    Cara, isso é uma vergonha mesmo, eu sei. Sinto pela escritora uma simpatia incrível, e ao mesmo tempo, vergonha pelo Brasil, por ser brasileira. Um misto de indignação e uma sensação incrível de perda, pois nasci num país que favorece a putaria, o futebol e a futilidade à cultura, e brothers, sisters, Calheiros e Neymares têm um futuro econômico mais estável do que professores e escritores. :no:

    Alguém já leu trechos de 'Ritos de Passagem', do nosso champs Kabral O Negro? É um bom exemplo de escritor talentosíssimo e um argumento fantástico, que está passando pelos dissabores das panelinhas editoriais, mesclada à falta de grana pra publicar e falta de incentivo para se dedicar em tempo integral. E os putos ainda têm coragem de dar pitacos no estilo do cara, pra 'acrescentar apelo'. Fala sério, né?

    Estou com dois livros em andamento para adaptar aos quadrinhos, e meus amigos que publicam webcomics têm mais ibope na Europa e nos EUA do que no Brasil, por causa de suas versões em inglês. Estou pensando em adaptar minha webcomic para o inglês também, porque além do mercado literário, o mercado de quadrinhos no Brasil é uma panelinha ridícula, pintada de panteão e povoada por semideuses.

    Aplausos à iniciativa e à coragem da escritora. 'Quem não tem cão, caça-se como gato', heya? :disgusti:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  14. Pearl

    Pearl Usuário

    Eu tava conversando com uma amiga minha que a pouco lançou um livro como ebook. Ela acha que as editoras nacionais comparam o que é produzido pelos nossos escritores com o que chega aqui de fora. É muito injusto. Só de uma obra estrangeira chegar a ser traduzida no Brasil significa que não é uma obra sem bagagem, que já não tenha um público do idioma nativo. Se for comparar com as grandes tiragens de livros de escritores estrangeiros o cenário é pior ainda. Esses escritores chegam em outras mídias também, como o cinema, como um autor nacional que está começando compete com Crepúsculo, Harry Potter, Millenium, ou qualquer outra saga dessas? Acho que falta coragem aos editores em apostar no que é produzido aqui. Um absurdo. É mais impressionante ainda que essa autora já tinha o nome como ilustradora e trabalhava na Saraiva, então, imagina a quantidade de contatos que já tinha? E sempre negada. Tomara que o caso dela sirva de exemplo.


    Também tem um outro detalhe do ser lida que é o que vocês estão falando, o mercado é maior. Se ela tinha uma ambição em querer alcançar um público imenso somada a coragem de escrever em ingles, então eu acho que ela tomou a decisão certa em arriscar em lançar em ingles.:clap:
     
  15. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    Atualmente não vejo necessidade de publicar primeiro lá fora.
    As editoras daqui podem ser um cocô... mas há outros meios.

    Até onde eu sei (portanto podem me corrigir se necessário) o Eduardo Spohr conseguiu publicação de maneira semelhante à da Bruna Brito (é esse o nome, né?)... só que aqui no Brasil. Ele fez uma pequena tiragem independente e foi vendendo através do jovem nerd, cuja equipe ele fazia parte... (de novo: acho que é isso).
    Com o sucesso e o burburinho do público uma editora grande se interessou.

    Então não é que precisa vir de fora... é que precisa ser sucesso antes mesmo de ser lançado "oficialmente" (bizarro e sem sentido... mas é um fato: eles se negam a se arriscar, mesmo gostando do texto).

    Público, atualmente, o Brasil tem, sim! Especialmente na faixa etária citada, entre 15 e 30.
    Basta ver a quantidade de blogs literários que tem na net e o sucesso que eles fazem, além das redes sociais para leitores, como o Skoob e o Livreiro. (e as internacionais, que tem usuários brasileiros como GoodReads).

    Acho que publicar na internet como ela fez, só que em português mesmo pode ser um bom começo! Mas acho crucial antes passar por leitores beta e por uma revisão profissional.
    Sim... revisão profissional e publicação sob demanda saem do seu bolso e sai caro, mas se a história realmente for boa / ótima... valerá o esforço no fim das contas.


    Outro caminho é você ser a namorada do cara que comanda o selo de seu interesse dentro da editora :lol:
     
    Última edição: 27 Fev 2013
  16. Seiko-chan

    Seiko-chan Retardada

    É interessante isso, mas implica riscos, Elriowiel. A gente nunca sabe quando pode ser plagiado, e até provar que cocô de pombo não é suspiro... Tenho muito pé atrás.
    Vide 'As Aventuras de Pi', o plágio mais escandaloso que já vi, e ainda assim coroado de flores e estátuas. :no:
     
  17. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    vc leu as aventuras de pi e max e os felinos?
     
  18. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    Mas pra ser plagiado basta ter publicado, com ou sem editora :lol: Tanto que fizeram o Scliar desistir do processo porque não se pode processar alguém só por copiar uma ideia (pois é!). Você pode processar só se alguém pegar o seu texto, letra por letra, e se dizer o autor dele.

    Agora, eu esqueci de citar que para se proteger, ANTES de publicar, mesmo na internet, é interessante fazer o registro do texto, o tal
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  19. Seiko-chan

    Seiko-chan Retardada

    Estou no meio do caminho ainda. E, pra falar a verdade, eu quero muito mesmo estar enganada a respeito de 'plágio', para assim poder falar com 100% de conhecimento de causa (o assunto me levantou a curiosidade de procurar ambos os livros e le-los).
    Mas uma coisa que Yann Martel disse me deixou revoltadíssima: ele 'quis aproveitar uma boa ideia estragada por um escritor ruim'. Houve retratação e dedicatória depois por parte de Yann, mas até aí...
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  20. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    Eu to EXATAMENTE na mesma
     

Compartilhar