1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Escola suspende aluna por criar página no Facebook para discutir aulas

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 13 Jun 2011.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Colégio entendeu que estudantes usavam internet para colar nas provas

    Uma aluna de uma escola particular do Rio de Janeiro foi suspensa por criar uma página no Facebook para trocar informações sobre as aulas.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    O grupo na rede social virou febre entre os alunos. A ideia era permitir que os estudantes trocassem experiências sobre as aulas. A direção do colégio entendeu que o grupo foi criado para permitir a cola nas provas.

    A estudante, que tem 15 anos, afirma ter sido perseguida, suspensa e ter recebido nota zero em um dos testes.

    A diretora não quis gravar entrevista. Em nota, a escola afirma que tomou a decisão para impedir que o material didático fosse divulgado sem autorização da instituição.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    a reportagem completa:
     
  2. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Depende do que tinha nessa página.
    Gravações em audio ou video, etc, eu concordaria com uma advertencia. Não puniria assim tão severamente de primeira, a não ser que fosse reincidente.
    Já presenciei professores metendo broncas em alunos que gravavam em audio as aulas sem permissão.
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Ainda bem que no meu tempo de colegial num tinha nada disso. :mrgreen:
     
  4. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Na facul, o povo mais lerdo vive gravando nos cels as aulas dos professores. Credo, que sem graça, a gente tenta inovar a forma de estudar mas os mestres que deveriam ser quem nos guia na empreitada ainda parecem viver no século retrasado.
     
  5. Kurt

    Kurt El Doctor

    Hoje mesmo criamos uma rede daquelas ADROCK para colar em uma prova que o professor deixa usar notebook, mas só fizemos isso porque o professor é um babaca que já tentamos tirar várias vezes sem sucesso por ele ser protegido do coordenador do curso.

    O cara chegou a ponto de nos chamar de macacos e se fossemos mais grilados teriamos enfiado um processo nele. Minha sala resolveu se unir pra ninguém reprovar na matéria.
     
  6. Thailendil

    Thailendil Usuário

    esse protetorismo as vezes f*de com a instituição de ensino meu antigo colégio cada ano que passa perde mais os bons professores e fica os ruins quase todos os bons professores

    a coordenadora do curso técnico em informatica industrial além de péssima professora o colégio sabe que boa parte dos alunos abandonam o técnico por causa dela

    Ps:ela da as materias mais importantes do técnico

    só ficam os professores que puxam o saco da direção e os professores que fazem parte da panelinha evangelica da direção e os bons profissionais ou são demitidos ou pedem demissão
     
  7. Adorava quando era prova em múltipla escolha.

    O número de toc tocs na mesa inicial era o número da questão.

    Quando caia uma caneta era sinal de que vinham os toc tocs das alternativas.

    Nunca nos pegaram!
     
  8. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Quando se vira professor é que se vê que é IMPOSSIVEL ficar lá na frente vigiando e não ver TUDO.
    Mas aprende-se a flagrar apenas os que forem descarados demais. Ou os alunos desafetos mesmo.

    A não ser que seja uma velhinha muito da ingênua e semi-cega.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Eu n entendi qual é o direito da escola suspender alguem por criar uma pagina de discussão. Ela fez o que de errado?
     
  10. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Esses professores fdp, sempre dispostos a prejudicar a vida dos alunos esforçados.
     
  11. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Eu também não entendi exatamente! Como assim passar cola? Comentar sobre aulas na internet não tem nada a ver. A escola está escondendo algo.

    Na minha opinião pode ser que algum ou alguns alunos fizeram alguma crítica a professores ou a própria escola e por isso a direção resolveu punir.

    Eu sou professor, e inclusive tenho um blog onde publico minhas aulas depois de dadas para que os alunos possam acompanhar via internet.

    Essa aluna não tem "prerrogativas" para tirar zero em nenhuma matéria. É tudo esquisito.

    Atualmente trabalho em escolas públicas e adoro meus alunos, nunca tive nenhum problema com eles em 10 anos de carreira.

    Já as minhas experiências em escola particular são as piores possíveis. Nunca tive uma relação amigável, de verdadeiro respeito com os alunos, aquele afeto normal e saudável entre aluno/professor. Não gosto até porque pagam muito mal a nossa categoria (com raras excessões).
     
    Última edição: 14 Jun 2011
    • Gostei! Gostei! x 2
  12. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    a história está mal explicada sim. mas o que pode ter acontecido é o que fazíamos na escola de forma analógica (heheehhe). a 8ªD fazia a prova antes do recreio, durante o recreio perguntávamos sobre a prova. tinha os que inclusive anotavam o gabarito e passavam pra nós.

    mas mesmo que a menina divulgasse gabaritos, não sei se é motivo pra expulsão. tem que explicar melhor essa história aí.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  13. Clown or Minstrel

    Clown or Minstrel desenvolvedor

    Não entendi ainda.
    Qual é o problema de criarem uma página de discussão? Seria até uma idéia interessante; eu já estive num curso de verão na USP, onde havia um portal em que os alunos podiam trocar informações da aula entre eles. Foi uma idéia muito bacana, um mini-fórum.

    Pra mim, isto é mais um caso de uma escola que parou no tempo do GeoCities e em que seus professores só conhecem o ICQ. Esta punição foi desnecessária.
     
  14. BeorZenni

    BeorZenni Usuário

    tambem não vi maldade ai
     
  15. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Mas não precisam da permissão dele, ele deve ter medo de falar alguma merda e terem como provar depois, eu já soube de tanta coisa que seria bom se tivessem gravado.

    Droga, nunca pensei nisso.

    Também não acho que tenha nada de errado, devem estar com medo de alguma coisa.
     
  16. Deriel

    Deriel Administrador

    Como eu não sei que diabos tinha na página que ela criou, o que, surpreendentemente, ninguém considera relevante pra julgar o caso, não posso dizer quem está errado.

    Sério que vocês todos estão assumindo posições sem sequer saber o que tinha na página que ela fez?
     
    Última edição: 15 Jun 2011
    • Gostei! Gostei! x 2
  17. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Creio que respondo por todos quando digo: sim!
     
  18. ExtraTerrestre

    ExtraTerrestre Usuário

    A reportagem, ao reproduzir a alegação da escola, deu a entender que se tratava de um problema basicamente de direito autoral. A instituição não queria que o seu material didático vazasse, de forma tão banal, na internet, para uso das demais.

    Mas vá saber. É muito esperar que uma pessoa média de 15 anos saiba ou pense nisso antes de tomar este tipo de atitude. E "material" poderia ser tudo aqui, passando por exercícios, provas anteriores ou gravações não-autorizadas dos professores.

    E eu concordo que os professores tenham direito sobre as aulas ou até sobre os exercícios que eles dão. O que eu não entendo é que tantos lancem mão desse direito, uma bobagem nesse mundo moderno. Passou da hora de compartilhar mais. Ter material publicado livremente na página do próprio colégio pode servir até para atestar sua qualidade, ao invés de reduzir seus lucros.
     

Compartilhar