1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Escola Pública vs Escola Privada

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Numenorean, 17 Mai 2009.

  1. Numenorean

    Numenorean Usuário

    Qual julgam melhor a escola pública ou a privada? Quem for pai/mãe em que escola inscreveria os seus filhos, numa pública ou numa privada? Qual delas dá melhor garantia de sucesso escolar e profissional?

    Quem já passou pelas duas experiências (andar no ensino público e privado) conte-nos como foi, de qual gostou mais? Qual foi mais enriquecedora para a sua vida?
     
  2. Jhulha

    Jhulha Lurker

    :rofl:

    Não sei em outros lugares mas, aqui escola publica esta completamente falida, foi abandonada pelo estado, se você quer, que alguma criatura tenha "futuro" aqui so escola privada, mas a raras exceções de escolas descentes publicas conheço pessoas que estudaram nesta e aprenderam alguma coisa.

    p.s. :think: Tenho a leve impressão de ja ter me esbarado num tópico parecido
     
  3. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Então... Nesse caso eu penso que depende de alguns fatores. O nível é um deles. As universidades públicas também são escolas e várias delas são centros de excelência. Já no nível médio é mais difícil encontrar escolas assim. Pelo que ouvi na época que existia nível técnico nas escolas de segundo grau era um pouco melhor que hoje. Já no nível fundamental eu não faço a mínima idéia de como está o cenário público.
     
  4. Mia

    Mia K2 me pegou e eu peguei o

    As escolas publicas em PE é pessima, o governo não tem nenhuma responsabilidade, as escolas privadas, são bem melhores, mais, as escolas publicas em SP, são melhores que as privadas de PE!!
     
  5. Penny Lane

    Penny Lane O Gato que Ri

    Bom, escolas estaduais estão num nível péssimo aqui na minha cidade (Joinville SC). Mas municipais são excelentes.
    O nível da educação no Brasil é muito a desejar, começando pelo modo como o professor é remunerado, a qualidade das instituições de nível superior, enfim, se for discutir o âmago do problema a gente fica triste e se abraça porque é caso perdido.
    O aluno chega deficiente de muitos conhecimentos básicos na faculdade, aí ele faz uma licenciatura do style "2 anos a distância" o MEC diz que o dito cujo é professor e tá feita uma grande m****.
    E é assim, que a educação no Brasil vai pro bueiro. Infelizmente.
     
  6. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Nenhuma das duas. Vai da sorte do aluno encontrar uma escola que tenha condições adequadas e professores voltados para o saber do aluno e que não fiquem brigando sobre qual é a melhor metodologia pedagógica-piaget-althusser-bourdier-freire-confucionista-marxista para aplicar sobre a criança.
     
  7. ExtraTerrestre

    ExtraTerrestre Usuário

    Já estudei nas duas (embora muito pouco na privada), e, no Ensino Fundamental a escola privada era melhor. Mas a escola pública em que estudei até a 4ª série estava num padrão excelente, em vista das outras estaduais ou municipais que existem por aqui. O motivo de tal qualidade era interno mesmo, era uma escola de 1ª a 4ª muito bem organizada, ainda que com aqueles tradicionalismos inerentes do sistema público de ensino.

    Descontando-se as escolas públicas de referência ou as de nível federal (eu fiz meu ensino médio numa, a melhor escola que eu já tive em toda a minha educação básica), as privadas têm nível melhor. Porém, há de se pensar que as particulares estão cada vez mais focadas tão somente em preparar os alunos para o vestibular, para fazerem propaganda e atenderem uma ânsia dos pais. E outra coisa importante: numa escola pública, a gama de classes sociais e tipo de pessoas existentes é muito maior, o que eu acho bom, ao contrário do que pensa a superproteção paterna de nossa época.
     
  8. Mariana Hoffmann

    Mariana Hoffmann Meldanë

    Bom, eu venho aqui em defesa das escolas públicas em que estudei. Fiz o ensino fundamental em uma escola estadual em Palhoça/ SC e o esino médio no CEFET, agora IFET, em São José/ SC. Eu defendo a escola pública porque acredito que nelas as pessoas podem produzir mais o seu próprio conhecimento, e se destacar por mérito próprio, e não por "adestramento", como percebo acontecer nas escolas particulares. E a prova de que elas funcionam é o meu ótimo (e modesto) desempenho na faculdade (também pública), a UFSC.

    Acredito que o que, em grande parte, proporcionou para que eu fosse uma pessoa madura, foi justamente a convivênia com as diferenças, o que na maioria das vezes não acontece numa escola particular. Muitas pessoas que eu conheço, que estudaram em escola particular a vida toda têm uma visão bem mascarada do que seja a realidade do contexto no qual estão inseridos, e não conseguem perceber a diferença entre o que acontece de fato e o que eles viram a vida inteira, estando presos numa ilha de estabilidade fantasiosa.

    No dia que eu tiver meus filhos, vou fazer questão de que eles estudem em uma escola pública, para que, se eles se destacarem, possam dizer que foi por mérito próprio, como eu fiz, em igualdade de condições com todos aqueles que disseram não ter oportunidade.
     
    Última edição: 17 Mai 2009
  9. Indu

    Indu MANDALORIAN

    Tenho dó do aluno de escola pública.
    Mas ele consegue provar que não existe facu nenhuma que nenhum aluno de escola pública possa entrar.
    Adimiro a capacidade, e a inteligencia e a persistência que um aluno de escola pública tem!
     
  10. Katrina

    Katrina Usuário

    Estudei em em ambas.
    Comecei minha carreira estudantil em uma escola particular, mas somente pelo fato que escolas públicas não costumam adimitir crianças com 2 anos de idade, minha mãe tinha que trabalhar então tive que ir para a escola. Até o jardim II estudei em escolas particulares (não posso discorerr mais sobre esta fase pois não me recordo com detalhes).

    A minha pré-escola ou classe de alfabetização foi feita em escola pública (municipal) e posso garantir que a minha alfabetização foi muito boa (fato que pode ser comprovado quando ao mudar de escola e ter feito teste de seleção para a primeira série em uma escola particular ter ficado em primeiro lugar). Fiz outro pré (é não tinha idade para cursar a 1° série segundo a diretora, tinha 5 anos) e depois a primeira série nesta escola. Era uma escola interessante, pois apesar de ser particular era pequena, então era possível um acompanhamento e uma relação alunoXprofessor melhores.

    Da 2° a 4° voltei para a escola pública (municipal). A 5° e a 6° fiz em escola particular. A 7 e a 8° fiz em escola pública (estadual). O ensino médio também fiz em escola pública (federal, CEFET os atuais IFE). Na graduação continuei na esfera pública (UFMT) e na pós também (UNB).

    Na minha cidade (Cuiabá - MT) é possível perceber que as escolas municipais ganham das estaduais no que diz respeito a estrutura e planos de carreira dos professores. Entretanto é dificil comparar as duas esferas pois, a rede municipal é responsável por atender a educação infantil e o ensino fundamental (algumas trabalham até a 8° série ou 9° ano, mas a maioria só atende até a 4° série ou 5° ano) a rede estadual é responsável por atender a outra parcela (ensino fundamental de 5° a 8° série e ensino médio).

    Eu particularmente vejo como positiva a oportunidade de ter passado por todos estes "ramos" de educação. Pois pude perceber e acompanhar como funciona a educação em todos esses segmentos, e quanto a qualidade da educação, entre as minhas listas de escolas públicas e particulares, algumas se mostraram melhores que outras e não foram necessariamente as privadas. E a experiência de ter feito o ensino médio no CEFET é uma experiência que não trocaria por nada, pois me permitiu desenvolver habilidades que não só as da educação formal, mas também social, musical, esportiva.... Experiências e aprendizados que eu não teria tido se estivesse estudado em uma das melhores escolas particulares da cidade. Uma das vantagens claras, era estudar em salas de aula com um máximo de 30 alunos (eu acho simplesmente sem sentido ter salas de aulas com 150 alunos, e é o que se vê muito nas escola particulares, principalmente no ensino médio).

    Minha mãe que é professora e pedagoga é da seguinte opinião: a base educacional tem que ser trabalhada, então se na sua cidade a educação infantil na rede pública é fraca, mas na particular é bem trabalhada, opte pela particular se possível. A educação infantil é o pilar sobre o qual será construído todo o aprendizado subsequente e é de fundamental importância que ele seja bem trabalhado. Depois disso, você tendo a sorte de encontrar bons professores (no fim tudo se resume a isso, tanto na pública quanto na privada) e tendo interesse em aprender, tudo fica mais fácil.
     
  11. Excluído032

    Excluído032 Excluído a pedido

    Escola pública hoje me dia conta com muito menos recursos que a aparticular, a qualidade de ensino das particulares são mto melhores, seus indices de aprovação também.Eu estudei minha vida inteira em escola publica e não trocaria por nada, nunca tive vontade de estudar em escola particular, eu acho que depende mais da pessoa do que a escola q ela está, claro que isso é mais facil na particular.Quando tiver filhos as escolas publicas já seram bem melhores ^^, ai coloco eles nela.
     
  12. Numenorean

    Numenorean Usuário

    Aqui em Portugal o cenário é mais ou menos este, as escolas privadas ocupam as primeiras 17 posições do ranking (o ranking é feito com base nas notas dos exames de acesso à faculdade). Mas temos de ver o porquê de isto acontecer (pelo menos aqui em Portugal).

    1º As escolas privadas encontram-se infinitamente melhor apetrechadas de materia, pois tem muito mais recursos. Além de contarem com o dinheiro pago mensalmente pelos alunos, ainda recebem subsídios do governo.

    2º As escolas privadas fazem uma selecção de alunos, ou seja a composição das turmas é claramente homogénea (mesmo estrato social, económico etc..) logo isto reflecte-se numa maior estabilidade das turmas, o que beneficia o ensino.

    3º As privadas de topo seleccionam apenas os melhores ou seja, mesmo que andem lá desde o pré-escolar, se não tiverem as notas pretendidas correm o risco de serem expulsos.

    4º A convivência entre aluno e professor é mais restrita, na pública todos os anos o professor muda não permitindo uma relação de amizade professor-aluno.

    Eu ando numa pública, gosto, acho que é enriquecedor para a minha personalidade estar em contacto com pessoas de todos os escalões sociais, mas às vezes penso, não teria sido melhor para mim ter entrado pra uma pública? Não deveria o Governo (em qualquer país) oferecer as mesmas condições a todos os seus cidadãos? Pois todos sabemos que muito pouca gente têm possibilidades para andar numa privada, então porque é que esta minoria é sempre priveligiada? Acho realmente uma injustiça este tipo de escolas privadas, talvez se desseve nacionalizar o ensino e extinguir as escolas privadas não? Ou então privatizá-lo, com o Estado pagando bolsas aos alunos que não pudessem suportar os custos!
     
  13. JPHanke

    JPHanke Usuário

    Atualmente, acredito que as escolas particulares oferecem uma base melhor para os estudantes e, quando tiver filhos, se a situação não mudar, matricularei meus filhos em escola particular.

    Já estudei em ambas 'modalidades', fiz o fundamental em escola particular e o médio em escola pública e, por mais que soe contraditório, minha experiência nesta escola pública foi infinitamente melhor que na particular, tanto em termos educacionais quanto em termos de convivência com as pessoas desta escola. Tá certo também que eu fiz o ensino médio em uma escola federal, um oásis em meios as instituições de ensino público de nível médio e para estudar lá deve ser aprovado em um exame de seleção.
     
  14. Fernanda

    Fernanda Andarilho de Eriador e

    E do aluno se coçar, né?
    Não adianta nada uma excola excepcional se o sujeito não tá afim.

    Digo de experiencia propria. Disperdicei um tempaço numa excelente universidade federal, até que resolvi estudar, e aí sim. Valeu muito a pena.

    No nível superior, a maioria das consideradas melhores escolas são as públicas. Já no básico e no 2o grau a coisa tende para as particulares de forma geral.

    Minha experiencia academica é de outra era. Eu fiz o primário em escola pública (de 1975 a 1979), e era considerada a melhor da cidade. A partir da 5a série eu fui pra escola particular. Da 5a à 8a em uma escola, científico em outra.

    Foram boas escolas, muitos dos professores que trabalhavam nelas trabalhavam também no estado. Havia as boas escolas particulares, seguidas das boas escolas públicas, das escolas públicas ruins e então as escolas pagou/passou.

    Dos 120 alunos que terminaram o 3o científico no mesmo ano que eu, 119 passaram no vestibular naquele ano. Federais, Pucs e faculdades particulares não tão phodáscias quanto as PUCs.

    Se isso refletiu em sucesso pessoal mais tarde é complicado de dizer, porque vale aqui a discução de sucesso pessoal, felicidade e outras relatividades.
    Mas eu acho que, de modo geral minha base no ensino publico e particular foi muito útil na universidade e isso abre um leque maior de profissões e aumenta a chance de uma vida profissional mais rentável.

    Meu filho fez escola particular desde de sempre. Primeiro em uma escola muito grande de uma ordem religiosa que tem escolas em váriso lugares, onde eu estudei da 5a à 8a, por sinal. No 4o anos primário eu mudei ele para uma escola menor. Também particular, e franquia de uma grife de ensino famosa.
    Ele estava tão pouco afim de estudar que repetiu a 8a série porque entregava provas em branco sabendo a matéria. (imagina se eu não passei nem um pouco de raiva em 2008 :roll:)

    Agora ele está numa escola ele do estado.
    Como castigo? Não. Eu só não tenho grana para pagar duas vezes a mesma série. E já estava de saco cheio com a postura de super proteção da escola particular.

    Essa mudança foi a melhor coisa que eu fiz.
    Primeiro que a apostila que ele usava na escola particular, cara pra caramba, é infinitamente PIOR do que a que o governa empresta na escola pública. Em qualidade e em quantidade de conteudo.
    Na minha opnião, e na opnião do meu filho. Que pode não gostar de responder na prova, mas adora ler a apostila antes mesmo de ser dada na sala de aula e pesquisar o assunto e discutir ele comigo.

    As provas é que são muito mais fracas. Questões de marcar são mais comuns. Mas ele agora tem aula de redação e literatura, o que ele não tinha antes.

    Redação é uma das coisas que eu acho que faz mais falta na escola hoje. Tanto pública quanto privada. O estudante não tem de redigir nada. Pêlo menos no que eu acompanhei aqui na minha cidade com filho, sobrinho e filho de amigos.

    Outra coisa que eu observei é que o aluno de 8a série na escola particular é tratado de forma muito mais infantil do que na escola pública. O que eu acho que o da publica leva vantagem. Com 14, 15 ou 16 anos (ou até mais) é ridiculo ser tratado com se tivesse 12 ou 11.

    Como desvantagem tem o número enooooorme de alunos em sala, as paralizações, inexistem atividades extra classe. Se bem que eu prefiro que não exista do que as que só fazem de conta que tem, como acontece na escola particular em muitos casos.

    No final das contas, depende mais do aluno. Alguém afim de estudar, e que tem a chance de ir para uma escola com melhores recursos (professores, materia, instalações, etc) vai se sair melhor do que alguem que está afim de estudar e não tem essa oportunidade. Mas o cara que tá afim e vai para uma escola piorzinha, pode se dar muito melhor que o que vai a escola melhor e não liga.

    :clap: :clap: :clap: :clap:

    Exatamente. Quando eu fui trocar a cria de escola, a pedagoga da particular fez a maior pressão, até de buling (eu nunca lembro como se escreve isso) ela falou.

    E aconteceu justamente o contrário. Ele convive melhor na escola estadual do que na anterior. Inclusive está podando as chaturas de filho único que ele tem.
    Ele está mais interessado na escola, e segundo ele, os professores são mais ou menos do mesmo nível dos da escola particular. Não tão brilhantes como um super-fantástico-talentoso-genial que ele tinha. Nem tão ruins quanto outros dois que ninguém merecia mas estavam lá na escola particular.
     
    Última edição: 19 Mai 2009
  15. Beriadar

    Beriadar And I will see it all before

    Eu fiz o primário numa escola pública tradicional, e fiz o ginásio e ensino médio em escola particular. Venho percebendo que tudo que diz respeito a escolas públicas vêm se deteriorando.
    Isso não é questão de opinião, é um fato, em todo o país. O ensino público está um lixo. Acabei de ver uma pesquisa em que o maior problema do país é justamente a educação (segundo entrevistados). Isso mesmo .. o maior problema, ganhando de fatores como a corrupção, a violência e a saúde.

    Pois bem, minha experiência na escola pública foi válido a título de conhecer uma classe social, e a minha experiência na escola particular serviu para eu contrapor as coisas, conhecendo pessoas de outras classes sociais (e com outros objetivos e perspectivas de vida).
    A título de experiência e convívio social não poderia ter sido melhor, e se for pra dar algum conselho, é justamente o que eu aconselharia (concluindo a partir da minha própria e humilde experiência). Permitir a criança conhecer as duas coisas, tirar suas próprias conclusões de vida e estar familiarizada desde cedo com a verdadeira imagem de um país cheio de diferenças.

    No que diz respeito a educação, não é preciso dizer muita coisa. O ensino particular supera. É uma dor no coração dizer isso, já que esperamos que nossos representantes mudem um dia esse quadro. Mas agente sabe que isso é utopia e que as coisas são assim.
    Se quisermos qualidade de ensino nesse país, devemos apelar pra instituições particulares.
     
  16. Anwel

    Anwel Nazgûl Cavaleiro

    Não acho que seja simples, não acredito em maniqueísmo. Um é bom outro é ruim.
    Há casos e casos, uma coisa que eu considero extremamente negativa é o "adestramento" para vestibular que ocorre na maioria dos colégios particulares, principalmente no ensino médio. Isso não desenvolve nada ao aluno, pelo menos não desenvolve capacidade de análise, ou mesmo pensar. Digo isso porque vivi nesses centros de adestramento (será que posso chamar isso de canil?) no meu EM, e falo do meu e do caso de meus amigos.
    Porém, na 7a e 8a série cursei um colégio particular com uma filosofia mais humanista, em que se priorizava outras coisas além de decorar a fórmula de resolução de equação de 2º grau. Fiz ótimos amigos naquela época, incluindo os professores, que me ajudaram muito a amadurecer e ver as coisas com visões diferentes.
    Agora, já fazendo faculdade, estou estagiando em uma escola pública, e, pelo menos nessa escola específica em São Paulo, a situação é extremamente precária. Eu assisto aula de Geografia no 1º ano do E.M. e os alunos (com raras exceções) não sabem que direção nasce o sol, que continente fica a Rússia ou que a África é um continente, e não um país. Fico triste em ver isso pois sei que essas pessoas vão ter extremas dificuldades para passar em um vestibular, principalmente em uma universidade pública. Além do fato que elas não estão realmente aprendendo nada na escola, não só por culpa do professor (que não é dos melhores), mas também por falta de interesse dos próprios alunos.
    Tenho certeza que, assim como eu encontrei um colégio particular excelente, também é possível de se encontrar um colégio público excelente, mas acho que avaliar qual é melhor que o outro, vai ter que levar em conta o que o aluno deseja (aprender? passar no vestibular?) e as especificidades de cada escola.
     
  17. ARABAEL

    ARABAEL Ema Infame e

    Escolas públicas: Depende do governante Estadual ou Municipal com relação a boa vontade e repasse de verbas/materiais e equipamentos, os menos burocráticos nas questões de compras e aquisições/licitações.
    Escolas Particulares: Depende do Diretor e a Administração, empatar uma grana no ensino do filho e isso não resultar em nada, também não dá.

    Professores: Capacitação particular ou pública (feita pelo Estado), vontade de ensinar (porque tem professor que se forma só para ter o certificado de nível superiror e conseguir um emprego melhor), inclusão (estar ápito a receber, ensinar e a tratar alunos com alguma deficiência), salário (é..isso dependeo também dos governantes).
     
  18. Indily

    Indily Balrog de Pantufas Fofas

    Olha, não li as outras respostas... resolvi diretamente responder as perguntas... e a simples resposta é "as duas" ou "nenhuma".

    A privada normalmente teria melhor estrutura, apenas física eu diria. Aparentemente poderia ter professores mais qualificados e com isso poderíamos dizer que o ensino seria melhor. Mas aí estaria generalizando absurdos, uma vez que, também generalizando, os professores podem não se esforçar muito por estarem de certa forma garantidos...

    No caso da pública pode-se dizer que o estudo é mais rígido, menos "dado" por ser difícil a vaga e por não existir tempo a ser perdido. O que também é absurdo pq generalizando, tudo q é "de graça" a gente num valoriza...

    Estão vendo as besteiras? Cada qual ve de um jeito... acontece o mesmo com faculdades e tudo mais... O que faz a escola/curso/faculdade ser boa ou não são os alunos... é a dedicação de cada um deles. Se eles se esforçam o professor tem tesão em dar aula e se supera, e com isso a instituição ganha... se eles avacalham o professor desmotiva e isso a instituição perde.
    Num depende da escola... se todos fizessem as partes para que foram destinados elas estariam em perfeito pé de igualdade, existindo apenas o fato de não haver vagas ou de haver $$$ para escolher entre uma ou outra.

    E estudei nas duas... da mesma forma que eu pensava "é de graça" e avacalhava na pública e depois "num posso sacanear com o esforço da minha mãe em pagar" na privada, depois de um tempo troquei e virou algo como "pública tem nome e simboliza esforço" e "privada: eu to pagando faço o que quero"... é fase, é a gente. E só.
     
  19. Lawliet_

    Lawliet_ Oni Giri

    Só posso falar das experiencias que tive, estudei té o ensino médio em escola particular e a partir dai em colegio publico. E vi que havia enorme diferença na organização e na forma de avaliação. Em ambos encontrei bons e maus professores. Creio que o principal problema que enfrentei (e to até hoje nisso) é a falta de certos professores, e a má organização das materias (no colégio publico atual). Pelo menos meu colégio é uma perda de tempo. Mas não posso de jeito nenhum generalizar...

    Acho que a parte que mais conta para a maioria é a base do Fundamental, pois já vi casos tristes de alunos de Ensino Médio que não tinham conhecimento algum de assuntos de 5ª até 8ª series. Isso pesa muito para voce continuar, sendo necessario reestudar tudo novamente se tiver interesse em entrar em uma boa faculdade (ou até mesmo em uma má).

    A parte fundamental ainda continua sendo o Aluno, aquele que quer e se esforçar aprende, o colegio serve como orientador, é extremamente importante, mas com certos sacrificios há como uma pessoa esforçada conseguir subjulgar as dificuldades oriundas da "má sorte".
     
  20. Elrond

    Elrond "OFF" it will last two months

    Bom, eu sempre estudei em escolas públicas, e sempre fui um ótimo aluno. Eu conseguia aprender, tinha interesse em estudar, correr atrás. Sempre fui de família pobre, mas eu tinha um diferencial; os meus pais, eram pais presentes e ficavam em cima, me cobravam, olhava se tinha para casa e etc. Acho que isso é que faz a diferença, independente de ser escola publica ou privada.
    Eu me formei em uma universidade particular, mas foi por escolha, mas fiz minha pós graduação na UFMG.
    Realmente o estado abandonou as escolas, não investe em infra-estrutura, paga mal os professores, não existem trabalhos de campo como há em algumas instituições privadas. Mas ao mesmo tempo existem escolas públicas com excelência, e até melhores de as privadas, aqui perto de casa existem duas escolas públicas, uma municipal e outra estadual e elas são as vedetes da região, escolas referências, com alto padrão de qualidade de ensino e onde a maioria dos alunos conseguem passar no vestibular numa boa.

    Acho que depende, vai muito do aluno e de sua estrutura familiar...
     

Compartilhar