1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Erupções vulcânicas podem ser detectadas com "bafômetro", diz estudo

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 22 Set 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Mais de 500 milhões de pessoas vivem à margem de um vulcão, mas o diagnóstico de uma erupção pode ser trabalhosa. A previsão baseada na coleta periódica de gases emitidos poderia ser melhorada com um instrumento semelhante ao "bafômetro", que captaria mudanças na composição das substâncias.

    A alteração dos gases pode ser um sinal claro da eminência de uma erupção vulcânica --o Pinatubo, nas Filipinas, soltou enxofre antes de explodir em 1991--, e uma análise precisa daria tempo para a população se prevenir.


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Alteração nos gases de vulcão pode ser sinal da eminência de erupção; cientistas pesquisam equipamento mais resistente

    A maioria dos instrumentos derrete ao entrar na boca do vulcão, mas os pesquisadores Alton Horsfall e Nick Wright, do Centro de Tecnologia de Ambientes Extremos, da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, estão realizando experimentos com carboneto de silício para criar componentes eletrônicos que possam ir onde outros não foram. O carboneto de silício suporta até 600 ºC, diz Horsfall.

    A habilidade desse elemento em ambientes de alta temperatura e alta radiação vem do vínculo entre os átomos de silício e do carbono, mas esta característica também faz com que ele seja difícil para ser trabalhado, tornando cara a sua produção.

    Os dois pesquisadores estudam tornar o carboneto de silício em componentes eletrônicos que possam ser usadas em um instrumento de medição com o tamanho de um smartphone. Com ele, poderia ser monitorada a radioatividade de locais usados para estocagem de lixo nuclear, por exemplo, ou no rastreamento de poluição dentro do motor do carro.


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. lisseminte

    lisseminte Nox!

    Vulcões alcoolátras...

    Bafômetro e vulcão... Duas coisas nada a ver no início, mas até que é uma ótima idéia a desses pesquisadores para detectar o perigo mais rápido... Realmente, deve ser muito perigoso mesmo quando o vulcão está com um porre daqueles... / foi tosco... eu sei :P
     
    Última edição: 22 Set 2010

Compartilhar