• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Era do Gelo ou Forno Global?

Isildur

Oh, no... More Porcelaine!
Eu tento sempre que possível economizar água e luz. Eu poderia fazer mais coisas, como coleta seletiva, consumir mais coisas feitas de material reciclado e tudo mais. Mas eu me considero uma pessoa que tem uma certa consciência "ecologica".

Só que eu ando um tanto preocupado com o alarmismo atual em torno do aquecimento global. Alarmismo de todas as partes, tanto do pessoal que diz que não existe aquecimento global (o que é ridículo), quanto dos ecologistas que dizem que o mundo vai acabar amanhã (o que é igualmente ridículo).

Independente de qualquer coisa, acho TODAS as idéias ecológicas válidas e que tornariam nossas vidas muito melhores se seguidas. Entretando, o que eu condeno veementemente é o alarmismo e essa industria do medo criada para "forçar" as pessoas em geral a adotar o ponto de vista ecológico.

Dei essa volta toda pra chegar até aqui. Como a grande maioria de vocês deve saber, o aquecimento e resfriamento do globo é cíclico e ocorre a milhões de anos. E sim, como vocês também podem perceber ele ocorre independente da ação do homem. Claro, nós temos o poder de influenciar o efeito, tanto positiva quanto negativamente.

O site Metsul Metereologia publicou dia 19/01/2007 um texto muito interessante sobre uma matéria d'O Estado de São Paulo de 30 de Junho de 1974 cujo título era: "A Terra caminha para nova era glacial".

Clique aqui e leia a matéria do site

O que vocês acham? Eu me sinto muito receoso com tudo isso... Eu sei de todos os perigos que o globo passa por causa da displicência da humanidade, mas eu também sinto quando as pessoas querem aparecer, manipular a opinião pública... O que eu sinto é como se os ecologistas estivessem usando a tática "Os fins justificam o meio", o que eu desprezo totalmente. O objetivo final é nobre, mas o alarmismo que está acontecendo agora é realmente necessário?



E pra fechar, sobre os ciclos terrestres, você sabia que as bactérias quase acabaram com o planeta? (texto em inglês)

Clique aqui e leia!!!
 
Última edição:
Na realidade um é conseqüência do outro. Por causa do aquecimento, há o derretimento de gelo nos pólos, o que alterará as correntes marítimas (água doce fria inverte posição com água salgada quente, ou algo do gênero) e, por causa disso, altera também as massas de ar.

Eu sei que o documentário Uma Verdade Inconveniente tem uns momentos extremamente panfletários (no que diz respeito ao Gore político), mas essa questão do aquecimento e do resfriamento tá bem explicadinho, vale a pena dar uma conferida.

A parte em que ele mostra a Groelândia "derretendo" é de cair o queixo. Não acho que o alarme geral tenha sido só por publicidade, a coisa está feia para nosso lado mesmo.

(e hoje eu vi no jornal que lá nos estados unidos tá fazendo -42ºC :eek: )
 
Na realidade um é conseqüência do outro. Por causa do aquecimento, há o derretimento de gelo nos pólos, o que alterará as correntes marítimas (água doce fria inverte posição com água salgada quente, ou algo do gênero) e, por causa disso, altera também as massas de ar.

Eu sei que o documentário Uma Verdade Inconveniente tem uns momentos extremamente panfletários (no que diz respeito ao Gore político), mas essa questão do aquecimento e do resfriamento tá bem explicadinho, vale a pena dar uma conferida.

A parte em que ele mostra a Groelândia "derretendo" é de cair o queixo. Não acho que o alarme geral tenha sido só por publicidade, a coisa está feia para nosso lado mesmo.

(e hoje eu vi no jornal que lá nos estados unidos tá fazendo -42ºC :eek: )

Joy, o que o Edu postou não tem nada a ver com o derretimento das calotas e mudança das correntes (que diga-se de passagem é a teoria usada naquele filme sem noção, "O Dia depois de amanhã", que mais atrapalhou do que ajudou a causa ecológica).

O artigo que o Edu postou, que cita matéria da revita 'Times' sobre o mesmo assunto, além de alguns cientistas locais, tenta convencer-nos a todos de que a temperatura média da terra tem baixado nos últimos 8 mil anos (a ultima era glacial foi a cerca de 10 mil anos); que os invernos serão cada vez mais frios, até que uma era glacial, como a época em que viveram os Mamutes e tudo mais, tomaria conta da terra novamente.

Os cientistas falavam em 1974 baseados em fatos colhidos ao redor do mundo; alguns acreditavam nisso, e outros não - como a matéria chega a citar. Mas a imprensa escolhe sempre falar sobre o mais sensacional, claro, e dá espaço basicamente para essa teoria, não para seus opositores.

Embora eu, do ponto de vista pessoal, não tenha maiores dúvidas sobre os riscos que estamos correndo devido ao aquecimento global causado pelo homem, fico me perguntando porque diabos nunca mais se falou na questão dos ciclos de aquecimento e resfriamento, que existem, já foram identificados e provados. Afinal, não seria possível que fosse apenas mais um ciclo, que daqui a algum tempo a temperatura mundial voltaria a declinar, para depois subir etc?

E, principalmente, eu me sentiria mais feliz se a humanidade começasse a se conscientizar da importâcia de se cuidar do que está ao nosso redor por outro motivo que não o medo do fim do mundo :disgusti:
 
Última edição:
Embora eu, do ponto de vista pessoal, não tenha maiores dúvidas sobre os riscos que estamos correndo devido ao aquecimento global causado pelo homem, fico me perguntando porque diabos nunca mais se falou na questão dos ciclos de aquecimento e resfriamento, que existem, já foram identificados e provados. Afinal, não seria possível que fosse apenas mais um ciclo, que daqui a algum tempo a temperatura mundial voltaria a declinar, para depois subir etc?

Nós temos acesso ao clima e temperaturas médias do planeta por milhares de anos (centenas de milhares, se não me engano), através das geleiras permanentes da Groenlândia e Antártida. De fato existem ciclos constantes mas nunca eles chegaram a temperaturas que estamos vivendo. Ou seja, alguma coisa fez as temperaturas saírem muito (muito mesmo!) da variação registrada.

E essa é uma forte indicação de que alguma coisa mudou nos últimos anos (décadas) o qual se conclui que é o efeito "homem" (industrialização, no caso).
 
Joy, você leu o artigo? O artigo que o Edu postou, que cita matéria da revita 'Times' sobre o mesmo assunto, além de alguns cientistas locais, tenta convencer-nos a todos de que a temperatura média da terra tem baixado nos últimos 8 mil anos (a ultima era glacial foi a cerca de 10 mil anos); que os invernos serão cada vez mais frios, até que uma era glacial, como a época em que viveram os Mamutes e tudo mais, tomaria conta da terra novamente.

Eu li sim, mas só fiz um comentário geral sobre aquecimento/resfriamento, que independente das teorias que surgem, teremos ambos. Aliás, complementando, você leu meu post até o fim? "e hoje eu vi no jornal que lá nos estados unidos tá fazendo -42ºC".

Os invernos estão mais rigorosos, também (quando eles chegam hehehe). Não digo que concordo com a teoria deles tal como é mostrada, mas acho que há também um problema de interpretação geral da mesma por parte da mídia.

Nada a ver com o derretimento das calotas e mudança das correntes (que diga-se de passagem é a teoria usada naquele filme sem noção, "O Dia depois de amanhã", que mais atrapalhou do que ajudou a causa ecológica)

Você já viu o documentário do qual comentei? :dente:

Os cientistas falavam em 1974 baseados em fatos colhidos ao redor do mundo; alguns acreditavam nisso, e outros não - como a matéria chega a citar. Mas a imprensa escolhe sempre falar sobre o mais sensacional, claro, e dá espaço basicamente para essa teoria, não para seus opositores.

Ok, comentei a questão errada na proposta do Isildur, acho. Ele quer debater sobre o sensacionalismo da imprensa, é isso? Nesse ponto concordo, grande parte da imprensa (infelizmente) prefere fazer o alarde, e para ver os dois lados da moeda a pessoa que deseja se manter informada precisa recorrer aos artigos do nicho. É uma pena, até porque o acesso não é tão fácil quanto de um estadão da vida.

Embora eu, do ponto de vista pessoal, não tenha maiores dúvidas sobre os riscos que estamos correndo devido ao aquecimento global causado pelo homem, fico me perguntando porque diabos nunca mais se falou na questão dos ciclos de aquecimento e resfriamento, que existem, já foram identificados e provados. Afinal, não seria possível que fosse apenas mais um ciclo, que daqui a algum tempo a temperatura mundial voltaria a declinar, para depois subir etc?

No documentário do qual falei, eles comentam sobre os ciclos :dente: A argumentação é que o homem está acelerando o processo e convenhamos, qualquer coisa que não é natural...

E, principalmente, eu me sentiria mais feliz se a humanidade começasse a se conscientizar da importâcia de se cuidar do que está ao nosso redor por outro motivo que não o medo do fim do mundo :disgusti:

Verdade :lol: Até porque eu acho que o que estão fazendo é meter medo, e não conscientizar. Vai inundar tudo, vai gelar tudo, vai secar tudo, vai ter furacões mais devastadores que Katrina, and so on. E o espaço para explicar o que de fato vem acontecendo, fica cada vez mais reduzido a pequenos gráficos em canto de página... Vai entender.
 
Você já viu o documentário do qual comentei? :dente:

No documentário do qual falei, eles comentam sobre os ciclos :dente: A argumentação é que o homem está acelerando o processo e convenhamos, qualquer coisa que não é natural...
Sim, eu vi :dente: mas eu estava me referindo à imprensa de massa - TV, principalmente - porque acredito que o alcance de um filme como aquele é muito limitado; não estou desmerecendo o filme, mas como é uma midia que depende da pessoa chegar até ela, acredito que na verdade as pessoas que chegaram a vê-lo foram aquelas que já tinham uma noção do que está acontecendo...


Verdade :lol: Até porque eu acho que o que estão fazendo é meter medo, e não conscientizar. Vai inundar tudo, vai gelar tudo, vai secar tudo, vai ter furacões mais devastadores que Katrina, and so on. E o espaço para explicar o que de fato vem acontecendo, fica cada vez mais reduzido a pequenos gráficos em canto de página... Vai entender.
É, né? E o problema é que, se daqui a alguns anos nada disso acontecer, quem vai acreditar no próximo alarme que a comunidade científica der?
 
É que já está acontecendo :think: Temos indicativos bem confiáveis que nos últimos 12 anos atingimos temperaturas médias nunca vistas (bem como concentrações de carbono) :think:
 
Sim, eu vi :dente: mas eu estava me referindo à imprensa de massa - TV, principalmente - porque acredito que o alcance de um filme como aquele é muito limitado; não estou desmerecendo o filme, mas como é uma midia que depende da pessoa chegar até ela, acredito que na verdade as pessoas que chegaram a vê-lo foram aquelas que já tinham uma noção do que está acontecendo...

É justamente o problema que eu tinha comentado antes, é nicho - só poucos interessados vão correr atrás disso. Na verdade, já que você citou O Dia Depois de Amanhã, a coisa funciona mais ou menos assim: paizão pega a família para levar ao cinema, tendo O Dia Depois de Amanhã e Uma Verdade Incoveniente, em qual sala ele entra?

É a mesma coisa que esse artigo que o Isildur postou (num jornal de fácil acesso), comparado a artigos, ahn, "sérios" publicados sobre o assunto. Isso para não falar no alarde que o Fantástico tá fazendo. Até efeitinhos especiais para mostrar Nova York embaixo d'água, uou.

Com isso, chegamos no que você disse:

É, né? E o problema é que, se daqui a alguns anos nada disso acontecer, quem vai acreditar no próximo alarme que a comunidade científica der?

Vai virar tipo aquelas previsões de Nostradamus que surgem todo final de ano. :think:
 
Nós temos acesso ao clima e temperaturas médias do planeta por milhares de anos (centenas de milhares, se não me engano), através das geleiras permanentes da Groenlândia e Antártida. De fato existem ciclos constantes mas nunca eles chegaram a temperaturas que estamos vivendo. Ou seja, alguma coisa fez as temperaturas saírem muito (muito mesmo!) da variação registrada.

E essa é uma forte indicação de que alguma coisa mudou nos últimos anos (décadas) o qual se conclui que é o efeito "homem" (industrialização, no caso).

Sim, mas esse efeito já estava atuando há mais de uma década quando a matéria em questão foi publicada, certo? então, a dúvida que fica é o que causou a queda nas temperaturas entre 1950 e 1980. A menos que se dêem ao trabalho de ao menos tentar explicar isso, as pessoas inteligentes (mas não necessariamente cultas) não vão poder acreditar no que se está dizendo agora.

Quer um exemplo? A imprensa só fala em 'aquecimento global', qdo na verdade o efeito é de mudança climática como um todo. lugares quentes podem se tornar mais frios, como a Joy falou. mas o público em geral só ouve 'aquecimento global'.
Aí chega o verão no rio de janeiro. chega? só no calendário, porque esse verão está sendo bem mais fraco que a média. aí a pessoa, ignorante, pensa "e esse pessoal falando de aquelcimento global hahahaha" e com isso ela não faz a parte dela, e ainda ri dos outros...
 
Sim, mas esse efeito já estava atuando há mais de uma década quando a matéria em questão foi publicada, certo? então, a dúvida que fica é o que causou a queda nas temperaturas entre 1950 e 1980. A menos que se dêem ao trabalho de ao menos tentar explicar isso, as pessoas inteligentes (mas não necessariamente cultas) não vão poder acreditar no que se está dizendo agora.

É que essa mudança entre 1950 e 1980 está dentro da variação histórica (a qual viemos a conhecer depois de 1970, com a pesquisa nos glaciares). Os últimos 20 anos escaparam totalmente da variação histórica :think:
 
É que essa mudança entre 1950 e 1980 está dentro da variação histórica (a qual viemos a conhecer depois de 1970, com a pesquisa nos glaciares). Os últimos 20 anos escaparam totalmente da variação histórica :think:

você sabe que eu estou bancando a advogada do diabo, né? :think:
eu sou formada em meio ambiente :dente:
 
Mas é bom discutir :yep: Ainda mais quando não é baboseira o que se fala (acho que não é né? :g:)
 
Verdade :lol: Até porque eu acho que o que estão fazendo é meter medo, e não conscientizar. Vai inundar tudo, vai gelar tudo, vai secar tudo, vai ter furacões mais devastadores que Katrina, and so on. E o espaço para explicar o que de fato vem acontecendo, fica cada vez mais reduzido a pequenos gráficos em canto de página... Vai entender.
Esse é o meu ponto... Eu nunca vou aceitar que "os fins justificam os meios". O objetivo final pode ser bom, mas alimentar a industria do medo (que a cada dia que passa toma um vulto maior... É terrorista, clima, falta de água, as abelhas assassinas africanas, tubarões, etc, etc, etc...) pra tentar convencer as pessoas de que o clima está esquentando, é absurdo. Não é assim que se provoca uma mudança permanente e muito menos é assim que se conscientizam as pessoas.

Na verdade é triste, mas o "sentimento ecológico" está cada vez mais virando um negócio.
 
Na verdade é triste, mas o "sentimento ecológico" está cada vez mais virando um negócio.

Eu nao sei se essa situacao eh tao ruim. Afinal de contas, eu acredito que as coisas so passam a interessar algumas pessoas quando essas coisas tocam os bolsos, ou melhor, quando "vira negocio". E assim que funciona com multas de transito, por exemplo. A gente cumpre ou paga. Por isso, eu nao acho ruim a questao ambiental ser transformada em negocio:
por exemplo, o lance de creditos de carbono ja envolve multinacionais gigantescas que compram e vendem carbono gracas ao credito que isso lhes rende frente a comunidade internacional. E nao eh porque eles nao tem um "verdadeiro sentimento ambiental" que a iniciativa nao funciona.
Ou voce acha que os grandes empresarios vao decidir cuidar do ambiente por livre e expontanea solidariedade, se isso nao lhes render lucro ou reconhecimento? Pra mim eh dificil.
 
Que existe um problema cuasado pelo homem, existe, mas não é esse bicho de sete cabeças, a imprensa global manipuladora mostra o "aquecimento global" de uma forma muito exagerada.

Isso para não falar no alarde que o Fantástico tá fazendo. Até efeitinhos especiais para mostrar Nova York embaixo d'água, uou.

O que precisa acontecer é uma conscientização de toda a população, o que é difícil pois a TV principalmente, ilude e manipula a grande população, que só vai tomar uma opinião depois de assistir um telejornal global.
 
Eu nao sei se essa situacao eh tao ruim. Afinal de contas, eu acredito que as coisas so passam a interessar algumas pessoas quando essas coisas tocam os bolsos, ou melhor, quando "vira negocio". E assim que funciona com multas de transito, por exemplo. A gente cumpre ou paga. Por isso, eu nao acho ruim a questao ambiental ser transformada em negocio:
por exemplo, o lance de creditos de carbono ja envolve multinacionais gigantescas que compram e vendem carbono gracas ao credito que isso lhes rende frente a comunidade internacional. E nao eh porque eles nao tem um "verdadeiro sentimento ambiental" que a iniciativa nao funciona.
Ou voce acha que os grandes empresarios vao decidir cuidar do ambiente por livre e expontanea solidariedade, se isso nao lhes render lucro ou reconhecimento? Pra mim eh dificil.

Isso é péssimo, transformar ecologia em negócio, porque quando alguém faz uma constatação, as pessoas vão ter que se preocupar: É real ou simplesmente o cara quer atenção da mídia? Esta acontecendo isso, ou o cara só quer vender chaveiros e camisas sobre o assunto?

Transformar ecologia em negócio não trás benefício nenhum. Ao contrário das multas de trânsito (que em teoria, revertem para manutenção de pistas, instalações de placas, etc...), uma instituição que receba uma verba por conta de uma pesquisa "sensacionalista", não vai necessariamente reinvestir o dinheiro em pesquisas ecológicas.
 
Ela pode nao reinvestir o lucro total em pesquisa ambiental. Mas ela vai reinvestir na empresa para aumentar ainda mais o lucro, e uma forma de fazer isso sera investindo um pouco mais no setor ambiental. Bom, eu acredito que eh preferivel transformar a questao ambiental em negocio, mesmo que ela esteja sempre condicionada ao capital, do que continuar lucrando e causando danos ambientais. Pelo menos ameniza a situacao. E eu nao tenho nenhuma esperanca de que, dentro da atual conjuntura, alguma empresa se mobilize pela causa ambiental se isso nao for trazer beneficios (dinheiro) a ela.
 
Ela pode nao reinvestir o lucro total em pesquisa ambiental. Mas ela vai reinvestir na empresa para aumentar ainda mais o lucro, e uma forma de fazer isso sera investindo um pouco mais no setor ambiental. Bom, eu acredito que eh preferivel transformar a questao ambiental em negocio, mesmo que ela esteja sempre condicionada ao capital, do que continuar lucrando e causando danos ambientais. Pelo menos ameniza a situacao. E eu nao tenho nenhuma esperanca de que, dentro da atual conjuntura, alguma empresa se mobilize pela causa ambiental se isso nao for trazer beneficios (dinheiro) a ela.

A partir do momento que uma empresa "viva" de pesquisas sobre catástrofes iminentes, para ela é interessante que as catástrofes continuem sempre no campo de visão da sociedade. Assim que o desenvolvimento sustentável fosse alcançado, simplesmente essas empresas deixariam de lucrar, e sendo esse o objetivo principal, a empresa fecharia.

Existem áreas em que a ética deve estar acima de tudo. A medicina é um exemplo. Quando se pesquisa uma doença visando o lucro que a cura vai trazer para uma determinada empresa, tem algo errado aí.

Tem um pedaço do texto aí em cima que eu tentei entender o que você quis dizer, mas não deu:

Bom, eu acredito que eh preferivel transformar a questao ambiental em negocio, mesmo que ela esteja sempre condicionada ao capital, do que continuar lucrando e causando danos ambientais.
Você sabe que quem lucra com os danos ambientais é um tipo de empresa. E que quem lucra com a consciência ecológica é outro tipo. Elas coexistem e ambas dão lucro atualmente, ou seja, o lucro de uma não é condicional ao da outra, como você faz entender com a frase acima. Do jeito que você escreveu, parece que as empresas deixaram de poluir, pra tentar ganhar dinheiro com ecologia.
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.464,79
Termina em:
Back
Topo