1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Entrevista com o Vampiro (Anne Rice)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por kika_FIL, 10 Out 2010.

  1. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    Enquanto lia “Entrevista com o Vampiro” no ponto de ônibus, um colega me perguntou: “E então, esse livro é algo tipo Crepúsculo?”. Tudo bem, o rapaz é um tanto novo e talvez não soubesse que esta história precede, e muito, o sucesso de Stephenie Meyer. Só para constar, o livro é de 1976, e sua adaptação para o cinema, homônima, completa 15 anos em 11 de novembro deste ano, e conta com o roteiro da própria autora.

    O que quer dizer que, quando o vi pela primeira vez, eu tinha mais ou menos a idade da minha irmã, entre 13 e 14 anos. Dirigido por Neil Jordan e produzido pela Geffen, o filme "Entrevista com o Vampiro" foi conhecido entre as adolescentes da minha idade como uma reunião de astros inaudita: Brad Pitt, Tom Cruise, Christian Slater e Antonio Banderas no elenco, só por si valiam o ingresso do cinema, e saí apaixonada do cinema. E só agora, 15 anos depois, tomei a coragem de finalmente ler a obra que inspirou o filme.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Bacana, não sabia que a tradução foi feita pela Clarice Lispector e que o livro era de 1976!
     
  3. Tataran

    Tataran Usuário

    "Entrevista com o Vampiro" é ótimo livro. Ainda melhor são os 2/3 iniciais de sua continuação: "O Vampiro Lestat".

    Entusiasmado, quando li essa sequência de dois ótimos livros, parti imediatamente para o terceiro. Infelizmente, "A Rainha dos Condenados" não serve nem como peso para segurar porta. ¬¬
     
  4. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    Eu tou lendo o Vampiro Lestat e por enquanto tou gostando... e meu digníssimo me pressionando pra ler Sangue e Ouro de uma vez...heheheh enfim... tenho 13 em casa... com o tempo darei meu veredicto... mas queria compartilhar esse livroXfilme ainda mais que me dei conta que tinha mais ou menos a idade da minha irmãzinha quando ela se fissurou em Crepúsculo...hehehe
     
  5. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Já eu acho A Rainha dos Condenados tão bom quanto O Vampiro Lestat, e os dois estão na minha lista dos 10 livros que mais gostei na vida. :sim:
    Entrevista com o Vampiro é um bom começo de história, mas confesso que o Louis me irrita um pouco com tanta depressão e melancolia.
    Mas sou encantada com o universo que a Anne Rice criou e gostei demais da origem que ela deu para o primeiro vampiro. Lembro que fiquei feliz da vida porque o livro A Rainha dos Condenados era grosso e tinha a letra pequena. Não queria que terminasse, de tão legal que achei. :timido:
     
  6. Excluído044

    Excluído044 Banned

    Tentei ler "Entrevista com vampiro" quanto tinha usn 15 anos de idade. (acho que foi na época do filme com o Brad Pitt). Lembro que num gradei, não! Abanndonei...
    Quem sabe eu tenho novamente...
     
  7. imported_Mica

    imported_Mica Usuário

    Eu lembro que vi o filme e resolvi ler o livro, mas o bendito estava fora da biblioteca (isso um milhão de anos atrás) então o primeiro livro da Anne Rice que li foi O Servo dos Ossos (nada a ver com as crônicas vampirescas).
    Mas depois consegui colocar as mãos em Entrevista com o Vampiro (que amei) e em Lestat (que amei ainda mais) e em todos os outros.
    Meu vampiro preferido é o Lestat...ou era, até que ele começou a ficar perturbado demais. A Rainha do Condenados me irritou justamente pela deturpação do Lestat. Eu só gostei mesmo do final.
    O meu maior problema é tentar imaginar o Lestat com outra aparência que não a do Tom Cruise. Ele ficou marcado demais para mim.
     
  8. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Foi o primeiro livro que li da Anne Rice e me levou para o lado negro da literatura... A Anne Rice é uma excelente escritora, soube escrever com maestria livros sobre vampiros em crise de existência sem ficar :burp: . Além de nos fazer querer ler todos os livros, saber o que aconteceu com o Louis, o Lestat, o Armand... preciso terminar de ler a série!!!!
     
  9. Anica

    Anica Usuário

    eu não aguentei ler toda a série, acho que a qualidade cai MUITO nos outros livros (especialmente A Rainha dos Condenados, acho que foi um dos primeiros livros que pensei em abandonar na minha vidinha de leitora o_O)
     
  10. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Anica, o que eu abandonei mesmo foi Pandora. Esse é muuuito parado, mas ele já faz parte das novas histórias, não? Um que gostei muito (podem me cruxificar) foi Vitorio, ele é meio teen mas eu gostei. :dente:
     
  11. Tatyanaelia

    Tatyanaelia Usuário

    Também sou fã da Anne Rice.

    Li "Entrevista com vampiro", "O vampiro Lestat", "O vampiro Armand" e "A rainha dos condenados"dessa linha vampiresca, fiquei apaixonada pela forma que ela estrutura os vampiros,principalmente no Lestat, o meu preferido, os medos e dúvidas são muito bem colocadas. Não tenho críticas ao filme entrevista com o vampiro, achei maravilhoso.

    Agora, não posso dizer o mesmo do filme "A rainha dos condenados", O personagem que faz o Lestat não combina com a mutação do verdadeiro personagem, eu imaginei algo como johnny depp pro papel hahahahaa, acredito que seria mais apropriado!

    E quanto a ela como autora eu realmente gosto muito, comprei a Hora das bruxas mas ainda não tive tempo de ler, tem ótimas críticas.
     
  12. G.

    G. Ai, que preguiça!

    A séria fica tão ruim assim?
    ufa! quase que eu comprei todos os livros numa dessas promoções do submarino...
    Pelo jeito vou comprar só os tres primeiros no maximo...
     
  13. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Eu sou super suspeita pra falar, mas o fato é que sou fã de carteirinha da Anne Rice, então eu recomendo a leitura de todos eles. Uns me agradaram muito e outros agradaram também! XD
    Agora essa promoção com praticamente todos os volumes, se eu já não tivesse todos, não pensava duas vezes e comprava. :sim:
    Depois de O Vampiro Lestat e A Rainha dos Condenados que eu acho os "the best of the best", meus preferidos são Memnoch e Merrick.
     
  14. gangrel7

    gangrel7 Usuário

    Olha, eu li o Entrevista, o Lestat, o Armand e o Rainha...

    E tem umas horas que é muito legal... :sim: mas tem umas horas que :blah: "peloamordedeusmulherparedeenrolareterminelogoissotaparecendotolkien"
     
  15. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Queime no mármore do inferno! Herege!

    :ameaça:


    ¬¬
    Humpf.
     
  16. aces4r

    aces4r Usuário

    Está na minha lista. Aqui sim têm vampiros de verdade, bem diferente de Crepúsculo.
     
  17. Anica

    Anica Usuário

    eu ainda não acho muito feliz a comparação com crepúsculo no sentido de dizer "que esse sim é foda". entrevista com o vampiro foi o livro de mocinha da década de 90 (sim, eu sei que ele é mais antigo que isso, mas era febre entre as adolescentes na época). e convenhamos, louis é um afrescalhado cheio de nhénhénhé, não fica muito longe do edward. o que salva o livro em sentido menos fofosférico é o lestat (ótima personagem, diga-se de passagem).

    assim, estou falando só no sentido de comparação. eu fui mocinha nos anos 90 e amei o livro (e o filme :rofl: ), mas né. dizer que é muito melhor que crepúsculo já é forçar a barra. história de vampiro foda que ultrapassa a linha do mero entretenimento na minha opinião fica ali com eu sou a lenda e deixe ela entrar. anne rice, stephenie meyer e charlaine harris estão todas no mesmo pacote, na minha opinião: divertido as pampas, mas fica por aí.
     
  18. Tataran

    Tataran Usuário

    Não sei, não, Anica. Eu não li nada da série Crepúsculo, nem, a bem da verdade, está na minha lista de prioridades, mas Entrevista com o Vampiro tem uma série de personagens interessantes.

    Acho Cláudia, a menina-mulher, particularmente interessante. A busca dela e de Louis por sua origem, seus "iguais", também não deixa de ter umas matizes interessantes.
     
  19. Anica

    Anica Usuário

    Interessante porém não bem desenvolvido. Ou pelo menos não tão bem desenvolvido como poderia ser. Por isso fica ali no pacote do entretenimento puro. E isso porque estou falando só de Entrevista com o Vampiro, porque os outros títulos nem para isso servem, né.
     
  20. StrixVanAllen

    StrixVanAllen Usuário

    # As pessoas não gostam de admitir, mas Edward é descendente direto do Louis, como disse a Anica. Fato. Na verdade, mesmo que a Stephenie Meyer negue até a morte, até algumas agruras do Edward são iguais às do Louis.
    # Até que ponto isso é bom ou ruim, acho debatível. Hoje, surgiu uma conversa de que vampiro tem que ser assim, assim ou assado, o que foi algo que já comentei
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , em que comento o que eu realmente acho que é o problema com os vampiros de Crepúsculo.

    # Em resumo, sou uma defensora de boas histórias. Gosto de Crepúsculo dependendo da época do mês. É uma diversão de menininha praqueles dias que você tá chorando à toa e qualquer história de amor é um épico.

    # Entrevista com o Vampiro é uma boa história. Tanto o filme quanto o livro (o filme ainda tem o bônus de ter um exército de caras babáveis :grinlove: ). So o vampiro (ou o lobisomem ou o bruxo ou do que quer que seja) tem ou não sentimentos, é ou não civilizado, é ou não certinho, não me importa, desde que encaixe na história. O importante é a diversidade, o que uns gostam, pode ser chato pros outros.

    # Quer dizer, o que vocês acham que Bram Stoker tem a dizer a todos os filhotes de Drácula que vemos por aí? Especialmente aqueles frescos que se queimam dramaticamente ao Sol, diferente dos vampiros do século XIX? xD
     

Compartilhar