1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

'Engenhão' teve 11 torneiras roubadas na partida de estréia

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Bruce, 2 Jul 2007.

  1. Bruce

    Bruce eu

    'Engenhão' teve 11 torneiras roubadas na partida de estréia

    Secretário considerou a torcida na partida inicial "maravilhosa".
    Durante o jogo, 50 cadeiras foram depredadas.


    "A torcida carioca foi maravilhosa. Quase não houve depredação". É o que diz o secretário municipal de Obras do Rio de Janeiro, Eider Dantas, sobre a inauguração do Estádio Olímpico João Havelange, no Engenho de Dentro, subúrbio do Rio, no sábado (30 de junho).

    Na partida entre Botafogo e Fluminense (2x1) no "Engenhão" - que foi o teste de estréia do estádio - foram roubadas 11 canoplas decoradas de torneiras (acabamento) dos banheiros e 14 saboneteiras de sabonete líquido, segundo a assessoria de imprensa da Secretaria municipal de Obras. Foram ainda depredadas 50 cadeiras do estádio.

    O secretário avaliou o primeiro teste de funcionamento do estádio de maneira positiva. "A reposição de tudo que foi depredado será feita. Vamos ajustar alguns detalhes. Mas, no geral, nota 10 para a Prefeitura do Rio e para os torcedores cariocas", disse Eider Dantas.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    Agora me diz; esse povo merece estádio novo? O costume com a falta de modos do povo é tanta que o secretário diz com a maior naturalidade para o RJTV (ver vídeo no site) que "quase não houve depredação".

    A falta de educação do povo vai além dos limites do aceitável. É nessas horas que fica claro que boa parte dos problemas do país tem origem na falta de educação e na cultura do brasileiro.
     
  2. Bruce

    Bruce eu

    A reportagem não diz, né; mas é que as torneirinhas tinham o logo do Pan, foi o q disseram no rádio. E eu tinha visto mesmo numa reportagem uns dias atrás essa torneira.
     
  3. Quisito

    Quisito GOD

    Eles falam qualquer coisa pra provar que a torcida brasileira não é tão incivil assim a dias do Pan.
     
  4. Breno C

    Breno C Quack

    Esse é o Brasil... Se tivesse policia no meio eles diriam que foi a polícia...
     
  5. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    E o pior é que esses números realmente são excelentes...


    50 cadeiras, 30 detalhes de banheiros.... um absurdo, mas que se forem comparar com o habitual, parecem até animadores.


    Se não me engano (não me lembro onde li, vou ficar devendo a fonte), são cerca de 2000 assentos destruídos no Maraca POR JOGO. Sendo que em jogos do Flamengo a depredação costuma ser até o triplo do que em jogos dos outros times.
     
  6. Breno C

    Breno C Quack

    Isso é uma frase típica de tricolor ou esses dados são reais?:think:
     
  7. Bruce

    Bruce eu

    Pô, vou abrir uma empresa de fabricação de cadeiras de estádio.
     
  8. Alialath

    Alialath Peter Griffin

    :lol:

    Mas esses dados parecem não ser tão ruins mesmo. Em jogos normais de Cruzeiro ou Atlético (obviamente excluindo os clássicos) eu li uma vez que a média de cadeiras quebradas era de 300 mais ou menos. Então 50 acaba não sendo tão mal assim (isso a nível brasileiro né. Duvido que no Old Trafford há um número tão grande, e olha que a média de público lá é no mínimo a tripla daqui).
     
  9. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Acho que a culpa é da torcida do Botafogo, que este ano fica só na emoção do quase, e assim, toda revoltada, furta objetos com a marca do Pan para dizer que levaram o Pan este ano.
     
  10. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam


    Como eu disse, tô sem a fonte, então posso estar um pouco enganado, mas os números eram por aí.
     
  11. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Pois é, brasileiro não tem cultura mesmo. Depedração, furtos e tudo o mais, já são corriqueiros...
     
  12. Pinchester

    Pinchester macaco loco

    se pro pan esta assim imagina se a copa do mundo realmente for aqui.
     
  13. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Infelizmente estádio pra brasileiro tem que ser todo ferrado mesmo.
    Não vale a pena gastar dinheiro público num lugar que será arrebentado propositalmente e sem razão em 90 minutos.

    Depois ainda querem comparar os nossos estádios com os europeus.
    Não dá pra comparar. Torcedor brasileiro é em boa quantidade completamente bárbara.


    E a justiça nunca põe ninguém em cana.
    Preferem jogar uma multa pra cima dos clubes, embolsar um dinheirinho e transferir a responsabilidade de controle sobre os cidadãos.
     
  14. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Nem dinheiro privado. Ao menos eu provavelmente não iria querer gastar o meu, a não ser que tivesse bastante lucro com isso, apesar de tudo.
     
  15. Till Hardbottle

    Till Hardbottle Visitante

    Sem falar na roubalheira descarada que a arbitragem com certeza fará a favor do Brasil.
     
  16. repare no "quase" nao houve depredacao, quase uma comemoracao!
     
  17. Paulo

    Paulo Cabeça de Teia

    Desse jeito parece que o estádio é um "presente" do governo para o "povo". Não, o estádio novo é para o Pan.

    E mesmo que fosse para o "povo", não seria nenhum "presente", uma vez que esse "povo" paga impostos e ingresso.

    Eu não preciso nem dizer que isso não dá a ninguém o direito de depredar o estádio, mas esse tom paternalista que você adotou está bem distorcido.

    Acho que isso é uma análise simplista e simplificadora. Assim é fácil, a culpa é do "povo sem educação e cultura" e pronto.

    E mais, dependendo do conceituação de cultura adotada, essas afirmações não fazem o menor sentido.

    Não dá pra analisar o comportamento de alguém no meio de uma torcida como um individuo em condições absolutamente normais e corriqueiras. As pessoas não reagem da mesma forma que reagiriam em outras situações. É uma extrapolação insustentável julgar as pessoas, de forma fatalista diga-se de passagem, a partir de um comportamento em condições totalmente excepcionais.
     
  18. Paulo

    Paulo Cabeça de Teia

    Certamente o estádio não era a prioridade. Mas isso é outra história. E não tem nada a ver com o "povo" não ter educação, cultura, ou qualquer chavão do gênero.

    É justamente isso. A questão não é nacional, mas é uma constante no mundo todo. Pessoas em torcidas se comportam de maneiras diferentes do seu "temperamento habitual".

    Pense nos famosos Hooligans, por exemplo.
     
  19. Istui Gil-Eredh

    Istui Gil-Eredh Elder Elda

    A culpa é dos 10% de seres humanos (!) que têm tanta educação, e senso, quanto uma porta! Só nos resta comemorar que não são 20%; sempre tentado não nos transformar neles.
     
  20. Canslli

    Canslli Usuário

    Tudo bem Paulo, mais do jeito que você está falando dá a entender que isso uma coisa normal. E não é.
     

Compartilhar