1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Encanto dos olhos de Galadriel

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Loth Dur, 2 Mai 2004.

  1. Loth Dur

    Loth Dur Usuário

    Naum sei se jah existe um post c/ esse tema, mas lá vai:
    Qual era o "encanto" dos olhos de Galadriel, com o qual nem mesmo os próprios elfos resistiam??
     
  2. Swanhild

    Swanhild Usuário

    Se for naquela hora em que ela olha cada um dos membros da Sociedade nos olhos, em Lothlórien, eu acho que não era exatamente um encanto. Ela estava dialogando com eles mentalmente.

    O estranho, agora que eu pensei nisso, é que Galadriel foi capaz de colocar perguntas suas para os membros da Irmandade. Ela não apenas os leu; também eles puderam ouvi-la, ou ao menos receber impressões dela. Curioso isso...
     
  3. Bellcross

    Bellcross Ei, Ó o Auê aí ó !

    Isso é uma capacidade em potencial de todos os eldar, eles tem capacidade de compreender com facilidade os pensamentos dos homens apenas pelo olhar.

    Para uma alta-elfa como ela fazer essas coisas era "normal".
     
  4. Oakshield

    Oakshield Usuário

    Nem tanto, não bastava ser um eldar para entrar nas mentes alheias... Era preciso ser um senhor ou senhora dentre os eldar, tal como Fëanor, Elrond e Galadriel, essa, diga-se de passagem, ainda jovem em Aman, já apresentava esse dom.

    Seu nome era Nerwen, donzela homem, pois conseguia duelar tanto com os atletas quanto com os Sábio entre os Eldar em sua juventude" *adoro esse trecho* :D
     
  5. Elentari R*

    Elentari R* Usuário

    Eu diria que isso é uma capacidade em potencial de todas as pessoas, elfos, homens ou anões. É a transmissão de pensamentos. :mrgreen: (recomendo
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , pra quem ainda não leu).

    Swan, desde que a mente deles não estivesse fechada contra seus pensamentos, eles poderiam ouví-la sem problemas, não? (Quem sabe ela teve uma ajudinha do Nenya, pq não? :) )
     
  6. Nerwen

    Nerwen Usuário

    Encontrei um trecho bem interessante do Ósanwë-Kenta, boa recomendação Elentari R*!


    "Uma mente, por sua natureza, percebe outra mente
    diretamente. MAS ELA NÃO PODE PERCEBER MAIS DO QUE A
    EXISTÊNCIA DE OUTRA MENTE ... EXCETO PELA VONTADE DE
    AMBAS AS PARTES (Nota 1). O grau de vontade,
    entretanto, não necessita ser o mesmo em ambas as
    partes. Se chamarmos uma mente de C (para "convidada"
    ou doadora) e a outra A (para "anfitriã" ou
    receptora), então C deverá ter completa intenção de
    inspecionar A ou de informá-la. Mas conhecimento pode
    ser ganho ou transmitido por C, mesmo quando A não
    está procurando ou pretendendo transmitir ou aprender:
    o ato de C será efetivo, se A estiver simplesmente
    "aberta". ... Na "Arda Não-Desfigurada" (isto é, em
    condições ideais livres do mal) A Abertura Seria O
    Estado Natural. Apesar de tudo, qualquer mente pode ser fechada (pahta). Isto requer um ato de vontade
    consciente: Negação (avanir). Pode ser feito contra C,
    contra C e alguns outros, ou ser um isolamento total
    voltado para a "privacidade" (aquapahtie). Embora em
    "Arda Não-Desfigurada" a abertura seja o estado
    natural, CADA MENTE POSSUI, DESDE SUA PRIMEIRA
    PERCEPÇÃO COMO UM INDIVÍDUO, O DIREITO A FECHAR-SE; e
    possui poder absoluto para tornar isto eficaz pela
    vontade. NADA PODE PENETRAR A BARREIRA DA NEGAÇÃO".

    Também tinha dúvidas em relação a isso, e acho que pode ser aplicado à todas as raças...

    Eu também :obiggraz:
     
  7. Lothiriel

    Lothiriel Usuário

    É meio ridiculo a comparação, mas é como as palantiri funcionam certo?
     
  8. Nerwen

    Nerwen Usuário

    Acredito que sim... mas Sauron conseguia ir mais além da vontade de quem o "correspodia" pelo palantír. Aquela atração que Pip sente, mostra que Sauron tinha poder mesmo contra a vontade do outro indivíduo.
    O texto diz "em condições livres do mal", talvez este seja o problema.
     
  9. Swanhild

    Swanhild Usuário

    Hm, sim. Mas nesse caso ela teve que forçar a recepção. Aragorn e Legolas certamente tinham a capacidade de ouvi-la e até de lê-la se quisessem e se ela deixasse, mas o que dizer dos hobbits? Eles não se ouviam ao acaso por telepatia, e não creio que teriam ouvido Galadriel sem que ela o permitisse - e no caso ela quis lhes transmitir perguntas, não apenas inspecioná-los, para testar suas motivações e suas fraquezas. E pelo que vimos de Sam e Merry, a experiência não foi agradável. Eles poderiam ter se recusado a escutar, especialmente Sam. Boromir fez isso.
     
  10. Ivan

    Ivan Vai passar do joelho

    É meio incoerente com Ósanwe, né? Qual seria o reforço por parte dos hobbits para a transmissão? Acho que Galadriel simplesmente entrou na mente deles sem as limitações que o Ósanwe estipulou depois.
     
  11. Swanhild

    Swanhild Usuário

    Ou podemos por na conta de que eles não sabiam bem como agir. Boromir simplesmente fechou a porta; ele fez o que era de se esperar dele, pela sua personalidade. Os Hobbits não sabiam bem o que fazer com aquilo... ou sua consciência e inocência os constrangeu a ouvir.
     
  12. Ivan

    Ivan Vai passar do joelho

    Bom, mas não dependia unicamente da vontade de Galadriel nem da negação dos hobbits, não é? Precisava haver algum laço espiritual que ligasse as duas partes. Qual seria esse laço? Ou será que Nenya poderia suplantar todos os limites dos hroar ao reforçar a vontade de Galadriel? Isso seria interessante, ao pensar no caso da forja do Um e de como Celebrimbor soube disso.
     
  13. Swanhild

    Swanhild Usuário

    Os hobbits não opuseram a Galadriel, auxiliada talvez por Nenya, uma oposição eficaz, talvez pelos motivos que eu citei. E Boromir conseguiu fechar-se, mas Galadriel não sentiu que houvesse necessidade de inquiri-lo mais profundamente, talvez.

    Agora, quanto a Nenya, sim, acho que ele poderia ter ajudado. A palantír tinha outros usos além de permitir a transmissão de pensamento, mas sim, ela servia para isso (Sauron usou efetivamente a palantír para fazer contato com Pippin, pois ele foi atraído em direção à pedra). Mas assim mesmo, Sauron por exemplo conseguia pressionar Gollum sem usar nada disso.
     

Compartilhar