1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Empresa clona animais de estimação

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Décimo, 17 Ago 2004.

  1. Décimo

    Décimo The Swanson Code

    A empresa norte-americana Genetic Savings & Clone anunciou recentemente o nascimento de duas gatas clonadas. O objectivo desta mpresa não é usar a clonagem com fins cientificos o terapeuticos, mas sim comerciais. A empresa dispunibiliza-se a clonar o animal de qualquer pessoa por 50 mil dólares, e diz que já tem 5 contratos para clonagem de animais até ao fim do ano. As gatas foram clonadas a partir de uma gata de um ano, pertencente ao filho do presidente da empresa, e geradas por duas mães de aluguer. Já em Fevereiro de 2002 a empresa tinha anunciado o nascimento da primeira gata clonada do Mundo. Para a clonagem a empresa usou uma nova técnica chamada transferência de cromatina, que alega ser mais eficaz e segura que as outras. O método tradicionalmente usado é a transferência nuclear, usado para criar a ovelha Dolly; retira-se o núcleo de uma célula, onde está o ADN, injectou-se em ovócitos previamente esvaziados do núcleo, que foram enganados com pequenas descargas eléctricas, para que começassem a desesnvolver como um embrião. A técnica de cromatina pretende produzir um embrião clonado mais parecido com um normal. Consiste na dissolução da parte exterior do núcleo da célula que vai ser clonada e na remoção de algumas proteínas ligadas à diferenciação das células. Depois, toda a célula com o núcleo permeável é fundida num ovócito, esvaziado do seu núcleo.
     
  2. Erufeliel

    Erufeliel I'm a whole lotta trouble

    :gotinha:

    Não dá humanos, clona-se animais é?
    Ainda por cima para fazer money. :roll:

    Mas até pode ser uma boa ideia. :think:
     
  3. Omykron

    Omykron far above

    será que dá para clonar o cachorro treinado sem perder a educação?
    a personalidade do animal é a mesma?
     
  4. Décimo

    Décimo The Swanson Code

    Não sei dizer ao certo... Não sei assim tanto sobre ciência, principalmente clonagem, para dizer ao certo. É melhor perguntares a alguém que saiba do assunto. Mas pelo que eu sei, acho que os hábitos do animal não podem ficar marcados no código genético. Acho que apenas o aspecto físico do animal é clonado. As informações do cérebro não são também transferidas para outro animal.
     
  5. Balbo

    Balbo Usuário

    Se é um clone, então o genótipo também é idêntico. Mas eu não sei de onde se origina a personalidade de alguém, então talvez o bicho seja bem parecido, talvez seja muito diferente, personalisticamente falando.

    Não são na clonagem, mas eu entrei em contato com essa empresa e eles têm um método pra realizar essa tranferência de informações, tanto pra animais quanto pra humanos.

    Eu inclusive já encomendei um clone do meu vô, pra nascer em setembro do ano que vem (mesmo mês em que ele nasceu). O velhinho já tá nas últimas. Mas agora eu não me preocupo mais, já que vai ter o clone depois.
     
  6. Décimo

    Décimo The Swanson Code

    Estás a falar de um animal ou de um ser humano? É o teu avô mesmo?
    E aliás, como é que conseguiste entrar em contacto com essa empresa. Tens alguma profissão do género?
     
  7. Balbo

    Balbo Usuário

    Bom... você conhece alguma pessoa que seja neta de um animal (no sentido literal)? Acho que não né?

    Eu consegui um telefone para contato no site da empresa.
     
  8. Eldaráto Calimanar

    Eldaráto Calimanar On the heels of his desire

    Eis que o filme estrelado por Arnold Schwarzenegger, O 6º Dia, se torna realidade. Mas acho que quando descobriram a clonagem, esta realidade já não estava muito longe de acontecer! A pergunta que não se cala, é: "Ser ou não ser, eis a questão." :roll:
     
  9. Dark Light

    Dark Light Eu mato quem for um

    Um clone é tipo um irmão gêmeo, só que com diferença de idade. eu ja vi 2 irmaos gemeos q possuem personalidades bem diferentes. Deve ser o msm pra cachorros.

    Essa noticia é maisoumenos velha, não? passou na tv (fantastico ou jornal nacional, acho) a uns meses. Tipo, eles dizem que seus clones não têm o tradicional problema de envelhecimento precoce, isso é um avanço importante para quando resolverem que é o momento de clonar pessoas em larga escala :think: afinal é mais fácil aceitar clones quando se pode dizer "ele é tão saudável quanto qualquer um de nós"

    Agora oq vai pegar é quando disserem "ele é MAIS saudável que qualquer um de nós", hahahahaha!! Tipo no filme Gattaca
     
  10. Décimo

    Décimo The Swanson Code

    Essas palavras ditas dessa forma... São um desrespeito tremendo para a vida humana como nunca vi. Mas a verdade é que já estava à espera de coisas do género desde que comecei a ver aqueles programas sobre as noções das pessoas sobre a clonagem. Oiçam, posso ter 14 anos, ser muito novinho e coisa e tal, mas já tenho maturidade suficiente para perceber quando uma pessoa tem as noções das coisas acavancadas ou não. Esse clone que vais fazer do teu avô. Ele não é o teu avô. O teu avô, quando morrer, morreu, e não volta mais. Apenas sobram as lembranças que temos de uma pessoa, nada mais, mas essas lembranças, se nós gostavamos realmente de uma pessoa, são suficientes para a manter viva para sempre. Agora não, agora as coisas são bem simples, não é? "Eh, vamos fazer um clone! As pessoas podem morrer, os vossos filhos podem ter uma doença, os vossos pais podem ter morrido, mas não há problema! Vamos clona-los! Eles nunca mais vão morrer!". Acontece, que o que ninguém percebe, é que o clone não era a pessoa que morreu anteriormente. O clone é outro ser vivo completamente diferente, não por fora, mas por dentro, e ao qual estão a tentar impingir uma vida que não é dele. Vão obrigá-los a viver a vida de uma pessoa que eles não são, vão tentar ver nele algo que ele não é. E se há alguma coisa que uma pessoa não tem direito de fazer à outra é isso. Isso chama-se ditadura. Eu compreendo que talvez não percebam nada do que estou a dizer, para vocês isto é um disparate pegado, o vosso familiar morreu e vão tê-lo de volta, o clone é uma cópia dele, é ele. Mas isso não é verdade. Há tanta coisa que ainda não percebemos, tanta coisa que ainda não compreendemos sobre a mente humana, é, para além do desrespeito e de tudo isso, perigoso procedser à clonagem sem sequer compreender a mente humana. Não compreendemos sequer o que somos, nós que nascemos e morremos, aquilo que os confins da nossa mente nos têm para dizer sobre nós. Nem sequer sabemos o que estamos a fazer aqui. Como conseguimos, nós acima de qualquer raça ter esta inteligência. Independentemente da nossa religião, crenças, ou tudo isso, o que nos tornou no que somos? O que nos fez evoluir de forma tão acelerada mentalmente, que em milhares de anos fazemos o que nenhuma outra espécie fez em milhões neste pleneta. Terá sido obra de um Deus? Terá sido alguma inteligênciaq já existente que fezs isto? Terá sido obra do acaso? Não sabemos. Cada um acredita na sua teoria, mas não temos a certeza. E para fazermos experiências destas temos de ter a certeza. Não podemos avançar por aí sem saber os efeitos dos nossos actos. É isso que temos vindo a fazer desde sempre, desde que ganhamos consciência do Mundo: fazemos tudo sem nos perguntarmos porquê, sem pensarmos nas consequências, como se tudo à volta não intressasse, e nós, fossemos uma raça imaculada, intocável. Mas isso é mentira, e por isso estamos cada vez mais perto de nos lançarmos na estrada da extinção, e quase toda a gente não se apercebe disso. E os que se apercebem, que lutam pelos direitos dos outrso e pela nossa continuação, mostram-se como uma minoria tão pequena que acabamos por nos tornar impotentes. Tudo o que temos a fazer é sentarnos e ver enquanto as pessoas se enganam e são enganadas, e se vão afundando cada vez mais neste Mundo de erros que nós próprios fizemos. E o que é que poderiamos fazer? Ordenar o que tudo parasse, obrigar as pessoas a compreender algo que elas não conseguiam e violar tudo aquilo que defendemos? Não, eu não tenho de obrigar ninguém a nada, apenas tenho que tentar fazer as pessoas verem. O resto é com elas. Não é com os elefantes, ou com os pandas ou com os tigres que temos de nos preocupar. A vida vai e vem, isso é o ciclo natural das coisas. Animais extinguem-se, espécies novas vêm ocupar o seu lugar. E não somos nós que vamos conseguir alterar isso. Podemos lançar todo o nosso ecossistema connosco para o abismo do esquecimento, mas não podemos extinguir a vida, pois esta esconde-se em todo o lado, e consegue sobreviver nos locais mais improváveis. Podemos acabar com grande parte das espécies existentes e lançar o planeta na escuridão durante milhões e milhões de anos, mas a vida sempre sobrevive, e milhões de anos depois, nem que sejam centenas, poderá voltar ao que era. Novas ordens de animais podem surgir. Mas a vida persiste. E nós nada mais do que ossos enterrados na pedra. O que nós temos de fazer é trabalhar para a nossa sobrevivência. E se os elefantes e rinocerontes estão a morrer por algo feito por nós é sinal de que não tardaremos a ir atrás deles. Quando digo não dardaremos digo que em centenas de anos poderemos ter deixado de existir. Oun talvez menos. Não estou a dizer que os clones nos vão extinguir. Não. Apenas comecei a falr do assunto e passei para outro também da máxima importância. Os clones são um desrespeito, não por irem contra regras religiosas ou coisas assim, mas porque vão contra os direitos das pessoas. Não podemos criar um ser e dizer-lhe: "Pronto, tu és o Joãozinho da Praça, que morreu esta semana a palntar plantas carnívoras e agora podes voltar à tua vida." Pois, mas o aque acontece é que o Joãozinho da praça morreu. É o ciclo naural das coisas. Nasce-se e morre-se, é natural. Podemos chorar pelos nossos amigos e parentes, ter saudades deles, mas nunca mais ou vamos ver como seres vivos e temos de aceitar isso. Temos que aguentar e continuar a viver. Criar um ser vivo e tentar dar-lhe uma vida que não lhe pertence é um desrespeito. As pessoas por vários factores podem não perceber muitas coisas, mas têm de fazer um esforço. Não podemos de tal maneira fazer uma coisa assim. Não só pela pessoa que criamos mas pela que morreu. Para ambas é um desrespeito.
     
  11. Ithildwyn

    Ithildwyn ...

    Assim como os animais de estimação, que a empresa essa se propõe a clonar. A não ser q seja um campeão de conformação, e q portanto pode (talvez, não sei) valer MAIS q os 50 mil.
    Pq se for querer apenas um bichinho de estimação, mto mais econômico comprar ou adotar um não-clone, afinal vai ser outro de qq forma. E essa clonagem não me pareceu te trazer qq estranheza...


    E eu ainda não consigo ver utilidade pra clonagem, a não ser a já citada (campeão de conformação, ou talvez um cavalo com mta potência pra salto, coisas assim). Ou então aumentar a variabilidade genética em locais diferentes, fazendo com q certo código esteja misturado nesse ecossistema e naquele.


    Ainda não se sabe o quão inteligente são os golfinhos, mas tudo indica q são muito, alguns supondo que possam ser até mais que nós. Tá certo q eles não fazem o q fazemos, como vc disse, mas os índios e aborígenes e etc tb não, e são exatamente a mesma espécie que nós.


    Se é o ciclo natural das coisas extinção das espécies atuais, num vejo pra que se preocupar em salvar QQ uma delas... especialmente se for uma caminhando pra AUTO extinção, como nós (o q tenho lá minhas dúvidas q esteja acontecento msm, visto q a população mundial só faz crescer, e q no meu ponto de vista, hiperpopulação pode causar até mais prejuíso q extinção, como temos feito).


    Isso é meio contraditório. A vida está completamente ligada ao ecossistema onde vive. (ok, minha frase tb ficou meio estranha, mas é q cada espécie tem um ecossistema específico)
     

Compartilhar