1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

EMISSÁRIOS NOTURNOS cap: 1 revisado

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por imported_Maia, 13 Jul 2009.

  1. imported_Maia

    imported_Maia Usuário

    EMISSÁRIOS NOTURNOS
    Capitulo 1

    A chuva pesada tornava a cidade ainda sombria naquele dia.
    Pelos becos escuros e molhados, formas estranhas se moviam como se a chuva, nem o frio insuportável lhes incomodasse.
    As roupas longas e brancas como neve fazia com que aqueles seres se destacassem na paisagem escura da singela Vila dos Rosários.
    Naquele exato momento, D.Julia preparava o jantar simples de todas as noites e mesmo assim, agradecia a Deus por ter pelo menos um lar onde descansar depois de mais um dia de trabalho duro pelas ruas coletando lixo e vendendo nos pontos de reciclagem.
    De repente algo lhe arrepiou o corpo e gelou-lhe a alma; sem saber como ela tinha certeza que havia alguém ou alguma coisa à sua porta, e mesmo com uma sensação terrível de perigo, ela automaticamente foi até a porta.
    Abriu, e um homem vestido de branco a sua frente, mesmo sem saber por qual motivo, a fez paralisar.
    Fixando-se nos olhos daquela criatura, de repente ela soube o motivo da visita macabra.
    Mesmo querendo fugir dali, ela não conseguia se mover.
    Aqueles olhos sombrios e estranhos penetraram nos dela e de repente tudo ficou em silêncio e a escuridão dominou tudo a sua volta.
    Alguém que passava por ali notou a porta entre aberta, e encontrou o corpo daquela mulher, caído sem vida e chamou a policia.
    O legista perplexo, não conseguiu chegar a um diagnóstico da causa-morte, pois, aquela mulher não tinha marcas, nem ferimentos nem sinais de agressões de natureza nenhuma, portanto não tinha sido assassinada por outro lado, seu coração intacto descartada o infarte, não houve derrame cerebral e nenhum surto ou ataque que a ciência médica pudesse detectar, simplesmente o que aparentava era que sua alma havia abandonado seu corpo por algum motivo ou por intermédio de alguma outra criatura.
    A notícia daquela morte estranha se espalhou pela vizinhança a até por outros bairros dos arredores, e, logo à igreja dos missionários onde o Padre Alberto vivia.
    As noticias daquela morte e a forma com que o caso havia ocorrido chamou a atenção do padre, que era bem mais que um simples estudioso dos casos ocultos e inexplicáveis.
    Padre Alberto, era diferente de todos, pois, na privacidade de seus aposentos, via e ouvia coisas e seres que os outros mortais jamais imaginariam em vislumbrar.
    A idéia da existência de espíritos, demônios, anjos e outros seres incríveis e inacreditáveis para maioria era para ele uma coisa mais do que normal.
    E justamente com esses contatos dessa outra realidade é que ele foi procurar as respostas para caso tão estranho.
    Em silêncio ele se concentrou e pouco a pouco seu espírito iniciou a desdobra.
    O ambiente do quarto simples de pouca luminosidade foi se transformando aos poucos em inacreditável paisagem, como se ele tivesse penetrado em uma pintura de fascinante realidade .
    Ele se via um maravilhoso jardim de arvores belas de um verde sem igual.
    A beira de um lago de águas calmas e translúcidas uma figura fantástica o esperava.
    Era Miguel, que lhes estendia as mãos e o aguardava sentado sobre um gramado tão perfeito que mais parecia um tapete verde bordado com flores.
    Suas asas brancas e imensas denunciavam grande força e sabedoria, e uma bondade sem dimensão.
    Miguel olhou o amigo nos olhos e começou a falar, como que já soubesse o que o trazia ate ele naquele momento.
    Miguel: _ Alberto meu amigo, era imprescindível nossa conversa nesse momento, pois, o que lhe inquieta a alma e que lhe fez vir ate a mim, é mais importante e perigoso do que toda humanidade possa imaginar.
    Alberto: _ Algo a ver com o assassinato da pobre senhora da vila dos rosários?
    Miguel: _ Não foi um assassinato, na verdade, a alma daquela mulher foi arrancada do corpo, e o mais intrigante é que essa alma foi escolhida de forma pensada e com certeza isso deve ter sido algum plano do líder dos emissários noturnos.
    Alberto: _ Emissários noturnos? O que e quem são eles?E por que você não me disse nada sobre isso antes?
    Miguel: _ Calma meu amigo, ainda não era hora e nem havia necessidade para que você soubesse sobre esses seres; até agora!
    Padre Alberto então se assentou em frente a Miguel, esperando
    Um relato detalhado sobre tais seres e o porquê da escolha daquela mulher, e por fim qual a importância daquela alma para eles.
    Miguel então começou a falar.
    Desde muito antes da existência dos homens e de tudo que a humanidade conhece esta sendo travada uma batalha inacabável entre o bem e o mal.
    Anjos desgarrados liderados pelo senhor do mal tentam a todo instante tomar o controle do mundo celestial (Terra dos anjos de Deus).
    Muitos foram os que perderam sua existência nessa batalha de ambos os lados, mas felizmente a fé os dias de hoje os nossos esforços para expulsar os anjos negros tem se mostrado muito eficientes, no entanto, o mais poderoso dos anjos negros, o senhor do mau, busca á cada instante novo meio para obter sucesso em seu intento para destruir a humanidade e construir um reino repleto de almas negras, aumentando assim seu exercito do mau.
    Pouco á pouco ele foi infiltrando seus generais no meio humano e assim se apoderando primeiro daqueles que já tinham suas almas mergulhadas na escuridão, depois dos fracos e influenciáveis, que são a maioria, e quando a dominação estivesse completa ele se livraria dos que ainda mantém a centelha de Deus em suas almas.
    Com esse perigo crescendo a cada instante o criador achou que era o momento de comtratacar.
    Assim foram enviados seres especiais para seu mundo.
    Embora humanos, eles seriam diferentes, estariam desprovidos de toda maldade humana, puros de corpo e alma, mandados a terra para preparar o caminho para criaturas ainda mais poderosas.
    Para resumir, um novo messias lhes seria enviado.
    Para isso era necessário que tudo fosse feito da mesma maneira com que já foi feito na vinda do próprio Cristo.
    Infelizmente a todo instante nos deparamos com anjos que se desgarram, e trocam a luz pela a escuridão, e assim nossos planos acabam sendo descobertos pelos anjos negros.
    Esses anjos então começaram uma procura incessante por nossos enviados, no intento de destruí-los e escravizá-los, para que não tivéssemos meios de construir o ambiente necessário para que o novo messias chegasse.
    No momento em que tudo estava á nosso favor, e até mesmo já se havia escolhido a mulher que daria luz a este ser celestial, e seu ventre já o acolhia, os anjos negros nos encontraram e iniciaram seu plano maligno.
    A mulher que perdeu sua alma era um de nossos enviados, para ser exato, foram mandados a terra doze seres especiais para preparar a chegada do messias.
    Agora, que um deles se perdeu é necessário que os outros se unam, para que a mulher e seu filho sejam protegidos.
    Disso depende o futuro da humanidade.
    A mim designado a missão de lhe falar todos esses segredos, e por fim lhe passar a mensagem que foi endereçada diretamente a você.
    Alberto: _ Mensagem!Pra mim?O que eu posso fazer contra seres tão poderosos?
    Miguel: _ Alberto, meu amigo, não menospreze o poder do bem.
    Você traz consigo a centelha divina, e isso é todo poder que você necessitará em sua missão.
    Alberto: _ Então; o que devo fazer?
    Miguel: _ Você terá que encontrar cada um dos enviados antes que os anjos negros os encentrem, e por fim você devera junta-los para que então eles possam proteger a genitora do novo messias ate que chegue a hora de seu nascimento para o mundo.
    Alberto: _ Mas como assim, eles já não estão juntos?
    Miguel: _ Eles nem mesmo sabem o que são na verdade, e é necessário que você mostre o caminho a eles.
    Alberto: _ Mas eles não acreditarão, acharão que sou louco, como vou convencê-los?
    Miguel: _ Apenas conte-lhes quem são e eles acreditarão e o seguirão.
    Voltando a realidade de seu simples quarto, Alberto procurava equilíbrio e forças em suas orações para que quando amanhecesse o novo dia ele iniciar missão tão difícil.
     
  2. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    RE: EMISSÁRIOS NOTURNOS cap: 1 Estou escrevendo a algum tempo digam se esta ficando bom

    maia, é a primeira vez q vc se arrisca aqui pelos domínios da seção prosa do meia, correto?

    ñ sei se te contaram, mas tem um pessoal altamente crítico qto à qualidade dos textos aqui, mas ñ é pq são panelinha ou se acham melhores q os outros, mas pq essa seção vem servido de apoio de uns escritores para outros, uma espécie de aprendizado compartilhado e ajuda recíproca. destes críticos chatos, eu sou o principal. então, ñ considere as minhas palavras abaixo como ofensivas, mas como uma ajudinha q já me deram antes e q repasso, de graça, pra vc. vamos ao primeiro round.

    o seu texto revela q vc possui criatividade, isso é bom, e religiosidade, q é melhor q bom, mas ainda há alguns ajustes necessários para q ele possa ser interessante.

    vc escreveu mto próximo de como vc deve falar, e isso traz uma série de problemas. vários erros gramaticas e de ortografia não são percebidos na nossa fala cotidiana, mas em um texto escrito eles são mais feios q o diabo fantasiado pulando carnaval. eu até comecei a contar os erros para sugerir a correção, mas desisti depois de ver a qtd enorme. grande parte seria resolvida se vc tivesse escrito o texto no word e corrigido as palavrinhas ou sentenças que aparecessem sublinhadas de vermelho ou verde (este é o maravilhoso corretor ortográfico do word, q ñ é perfeito, mas corrige mtas falhas gritantes da gente). se vc abrir um documento .doc ou .docx e colar o texto lá, vai ver a árvore de natal que vai surgir à sua frente.

    pléim, final do primeiro round. plém plém, começa o segundo e o maia continua de pé, pensativo no q mais poderia vir pela frente.

    a estrutura visual do seu texto está carregada demais. ele não está atrativo à primeira vista. isso afugenta os leitores. eu quase ñ encarei ler ele, e se o número de comentários aqui for baixo, pode ter certeza q 90% do povo q abriu o tópico correu por causa disso. tente juntar várias frases e orações q falam da mesma coisa em um parágrafo só. não tenha medo de parágrafos grandes. saramago escreveu um livro inteiro q continha um só parágrafo, do começo ao fim! e no final de um parágrafo, deixe uma linha em branco, para dar um fôlego ao leitor e ele saber q agora vc vai mudar (um pouco) de assunto.

    pléim, termina o segundo round e maia parece cansado. será q ele vai aguentar até o fim, senhoras e senhores? pléim pléim pléim, vamos conferir agora no 3º round.

    repetições, ah essas danadas infames. qdo ñ são intencionais e com um propósito, imagine todas as palavras repetidas apontando seus dedinhos pra vc e dando risada. é isso mesmo, elas revelam algo negativo sobre o escritor, e ngm gosta de mostrar oq tem de negativo. outra falha, e nessa eu era viciado e de vez em qdo tenho algumas recaídas, é o uso&abuso dos pronomes possessivos&demonstrativos. cansa o leitor ficar lendo toda hora "daquela mulher", ou "aquela morte", "ESSES contatos DESSA outra realidade" e assim em diante. como vc tá contando uma história relativamente curta, é desnecessário o (ab)uso pronominal. o seu texto vai ficar enxutinho sem eles.

    pléim. maia levou um jet e um cruzado desta vez, caiu e ao levantar-se foi salvo pelo gongo. esse homem é um verdadeiro animal, aguenta de tudo, minha gente. vamos ver como reage ao próximo... pléim!

    agora, como ñ poderia deixar de ser, oq vai te salvar são as dicas dos grandes escritores (ñ, ñ sou eu, mas já li as dicas deles) pra ajeitar a sua vida textual. revise antes de postar. revise 5x. a escritora francine prose disse q um texto sem revisão é a mesma coisa q vc sair na rua pelado. nem todo mundo vai gostar dessa visão. assim é vc mostrar um texto sem revisão. e o segredo pra revisão? syd field diz q é cortar 10% do texto original. o seu texto tem exatas 1350 palavras (é, o word tb tem contador de palavras). se vc seguir esta dica, ao final da 1ª revisão ele deveria ter 1215. pode parecer algo artificial e sem sentido, mas a explicação é q essa técnica vai te ensinar a reescrever seu texto sem nada supérfluo. nenhum "mesmo", "mais", "aquela" &ct tirando a atenção dq é essencial.

    outra dica é ler o seu texto em voz alta, geralmente depois q vc acha q já cortou tudo oq precisava. somente escutando a sua voz vc vai ver palavras repetidas mto perto uma da outra q ñ soam bem, como “SEM SABER como ela tinha certeza”, “mesmo SEM SABER por qual motivo” e “POUCA luminosidade se transformando aos POUCOS”. e ñ tenha medo de procurar sinônimos no dicionário ou alterar a ordem de frases e parágrafos. o texto é seu e vc pode modificar ele qtas vezes quiser.

    pléim. a luta chega ao final, senhoras e senhores, e advinhem quem venceu? os dois combatentes! um por pedir feedback aos leitores e outro por exercitar oq aprendeu. assim, é a primeira luta na história desse país com os 2 combatentes levando o cinturão. cada um vai usar um dia da semana, alternado, com exceção dos domingos onde a disputa será no palitinho.

    no mais, abração, e ñ ligue se eu ñ ler ou comentar a continuação tá? tudo oq diria delas é oq escrevi aqui, e um post-jornal por dia já tá de bom tamanho.
     
  3. imported_Maia

    imported_Maia Usuário

    RE: EMISSÁRIOS NOTURNOS cap: 1 Estou escrevendo a algum tempo digam se esta ficando bom

    agradeço pelas palavras e pelas dicas , pois são as criticas que nos fazem melhorar , ou pelo menos tentar melhorar , e criticas construtivas são sempre bem vindas .
    Como autor de obras literárias sou um ótimo empinador de pipas.
    Levarei com certeza em conta suas observações e tentarei aprimorar meu trabalho , não que eu queira publicar alguma coisa que lembre um livro , mas pelo prazer de escrever e exercitar a imaginação .
    Só que agora eu fiquei meio acanhado em colocar a continuação da historia , snif, snif
    talvez seja melhor deixa-la pra postar quando minha coerência de escrita for maior .
     
  4. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    o meu objetivo ñ foi te deixar acanhado, maia. longe disso.

    mas pra quem tá começando, pq vc ñ experimenta escrever textos curtos (sem continuações) como os q aparecem por aqui? sabia q dá pra escrever uma história inteira em apenas 1 parágrafo? poizé.

    tente praticar bastante. talvez um miniconto por semana? é mto? experimenta e dentro de pouco tempo verá os resultados.

    ah, aproveita para ler quem já posta regularmente por aqui e analisar os textos deles. assim fica fácil vc fazer comparações e perceber onde mais precisa melhorar.
     
  5. Thorondir

    Thorondir Usuário

    Maia, depois de tudo que o JLM disse, só tenho algo a acrescentar: solte seus cupins. Tenho como padrinho literário um jornalista escritor que me diz que frases ideais têm 10 palavras, no máximo 12. Os cupins tirariam do seu texto tudo que já está subentendido, todos os pequenos pleonasmos, todos os exageros que o JLM falou.
     

Compartilhar