1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Eliminatórias Europa Copa 2018

Tópico em 'Esportes' iniciado por Fúria da cidade, 26 Jul 2015.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Saiu o
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    das eliminatórias europeias, com alguns grupos onde Itália e França não eram cabeças de chave e com isso terão uma disputa bem dura para se classificarem. O grupo A sem dúvida é a chave mais complicada.

    Grupo A: Holanda, França, Suécia, Bulgária, Belarus, Luxemburgo
    Grupo B: Portugal, Suíça, Hungria, Ilhas Faroe, Letônia, Andorra
    Grupo C: Alemanha, República Tcheca, Irlanda do Norte, Noruega, Azerbaijão, San Marino
    Grupo D: País de Gales, Áustria, Sérvia, Irlanda, Moldávia, Geórgia
    Grupo E: Romênia, Dinamarca, Polônia, Montenegro, Armênia, Cazaquistão
    Grupo F: Inglaterra, Eslováquia, Escócia, Eslovênia, Lituânia, Malta
    Grupo G: Espanha, Itália, Albânia, Israel, Macedônia, Liechtenstein
    Grupo H: Bélgica, Bósnia, Grécia, Estônia, Chipre
    Grupo I: Croácia, Islândia, Ucrânia, Turquia, Finlândia
     
  2. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    De novo a porra desse ranking da FIFA criando monstros.
    Pais de Gales, Romenia, Belgica e Croacia como cabeças de chave criam aberrações como os grupos D, E, H, I. E vai deixar ou França, ou Holanda ou Suécia de fora sem sequer chance de repescagem (coitado dos Suecos, de novo). Além de um grupo como o G.

    Enfim.
    Ao menos nessa copa ainda não serão 40 clubes, como provavelmente será a próxima se o Platini ganhar a FIFA.
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Também aposto que esse sorteio praticamente minou qualquer chance do Ibrahimovic encerrar sua carreira numa Copa do Mundo.
     
  4. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Fusa, por que você é contra a copa com 40 seleções? O grupo A dessas eliminatórias reforçou para mim a urgência de aumentar o número de seleções.
     
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu também sou totalmente e absolutamente contra o aumento, pois já tivemos grandes e excelentes copas com 24 ou menos seleções.

    Pra mim tem o que tem que ser urgente é voltar a usar o critério antigo que levava em conta um ranking histórico pela média de participação nas ultimas três copas e o ranking da FIFA tinha um peso mais baixo. Usa-lo como critério principal gera uma distorção enorme.
     
  6. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    É o que o Furia disse, o numero de vagas não é o problema, o problema é a forma como politicamente eles inventam modos de colocar Pais de Gales, Belgica, Croacia e Romenia como cabeças de chave todas ao mesmo tempo.
    O ranking da FIFA até parece justo com os critérios baseados em jogos, etc. Mas o sistema de diferença de pontos dependendo da posição no ranking do seu adversário cria uma situação estilo Mario Kart. Se uma seleção A joga e vence contra 3 outras seleções naquele mês, e uma seleção B joga e vence contra essas mesmas 3 seleções, se a seleção A estava com ranking acima dessas 3 e a B abaixo, a B é bem capaz de ganhar pontos o suficiente pra ultrapassar A. Mesmo que na prática as 2 fizeram exatamente a mesma coisa. É como o lanterna de Mario Kart sempre ganhando o casco azul ou o raio ou o bullet bill.
    E aí é claro que num período pós copa de reformulação, etc, é BEM capaz de seleções apenas minimamente emergentes de repente serem catapultados para posições altas, enquanto que as seleções grandes que não foram bem na Copa vão ter que arcar com uma queda bem brusca.


    Hoje em dia já é dificil termos grupo realmente da morte na Copa. E se ele existe normalmente é porque tem um ou dois grupos lamentáveis.
    Ano passado os grupos da morte só eram da morte porque a gente também teve que começar a colocar Chile, Gana e EUA como seleções a se "temer". Em vez de um verdadeiro grupo da morte com 3 campeões mundiais ou coisa do tipo.
    Mas pra esses grupos existirem, tivemos grupo com colombia, grecia, costa do marfim e japão, ou então belgica, argelia, russia e coréia.
    Se o sorteio sai "certinho" na Copa, normalmente o que temos é 1 seleção favoritaça no grupo contra 1 ou 2 brigando pela classificação e 1 ou 2 café com leite.
    Com 40 isso só iria aumentar.
    Numericamente, a Europa tem 5 campeãs mundiais, 1 tri-vice (Holanda), 1 copeira (Suécia). São 7 "fixos" pra 13 vagas, não deveria ser dificil. Coloco Portugal no grupo hoje em dia só porque ainda é um país que cria craques como Eusébio e C. Ronaldo, então são 8.

    Sem contar que organizacionalmente para alguém com TOC, 32 clubes é o número ideal para uma disputa com oitavas, quartas, etc. Você faz exatos 8 grupos, seleciona exatos 2 times por grupo, etc. Sem ficar com negócio de 3 melhores segundos colocados ou coisas do tipo.
    Se é pra aumentar, que seja então pra 64 e faça 1 time por cada um dos 16 grupos se classificar pras oitavas.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  7. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Ainda assim, hoje em dia temos um número maior de seleções de qualidade. Há trinta anos, seleções como Espanha ou Bélgica, por exemplo, tinham competitividade ínfima. Na América do Sul, não há mais aqueles sacos de pancada que facilitavam o trabalho de Brasil, Argentina e Uruguai. Ásia e África, que só serviam para dar caráter global à copa, já são mais competitivos, tascando vaga em oitavas e até em quartas de final. E ainda há outras seleções emergentes, como os EUA. Acho que o número de vagas na copa tem que acompanhar o crescimento da popularidade do futebol e da própria importância do evento. Acrescentar uma seleção em cada grupo seria, na minha opinião, bastante razoável*: não entrariam seleções de nível muito baixo, e seria mantida a estrutura do torneio.

    * A minha sugestão seria: 3 UEFA, 2 CONMEMBOL, 1 CONCACAF, 1 AFC, 1 CAF
     
    Última edição: 27 Jul 2015
  8. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Mais 2 da CONMEBOL? Aí de 11 países teremos 7 na Copa?
     
  9. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Hehehe Ok, só mais um tá bão. Veja: para 2018 teríamos Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Colômbia e Peru.
     
  10. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Ainda que tenha havido real evolução de algumas seleções, o número das que realmente sempre chegam na final pra disputar o título ainda é basicamente o mesmo, com pelo menos Brasil, Argentina, Alemanha ou Itália presentes na grande maioria das finais.

    Com 32 seleções daria pra fazer com sobras uma copa excelente com seleções top, medianas pra cima e médias. O problema é que pra garantir vagas de federações na eleição da FIFA, por questões de cota continental temos que engolir várias seleções medianas pra baixo e outras totalmente inexpressivas.

    Sem falar que há tempos esperamos o futebol africano chegar pra decidir e nunca passou das quartas nem quando a copa foi lá e o futebol asiático que tem a maior população do mundo não dá pra contar a roubalheira pró Coréia do Sul em 2002 como evolução né?
     
    Última edição: 27 Jul 2015
  11. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Mas todas essas emergentes já tem representatividade. Mesmo que os 7 da UEFA forem, ainda tem 6 vagas pra eles, quase metade das vagas.
    As constantes são sempre as mesmas, as emergentes é que flutuam. Nos anos 90 tinha Dinamarca, nos 30/50 tinha Hungria, nos 2000 teve a Rep Tcheca, anos 80 teve a Polinia, agora tá com os Belgas, etc. Mas elas se alternam, quando umas surgem outras morrem. De que adianta levar a Hungria hoje se ela foi relevante nos anos 50, ou ter levado a Dinamarca em 50 se naquela época ela não era relevante?

    Na America do Sul idem. São 4,5 vagas sendo que são 3 equipes relevantes constantemente. Ainda tem 1,5 (2) vagas pra equipes emergentes como Chile, Paraguai, etc. Nos anos 90 era Colombia e Paraguai. Nos anos 2000 Chile e ainda Colombia. Nos anos 70 era o Peru. Mas hoje em dia de que adianta levar o Paraguai ou Bolivia? De que adianta ter levado Peru nos anos 90?

    E na concacaf, ásia e áfrica, são todos emergentes. E já tem metade das vagas pra eles. Os africanos já chegaram nas quartas? Se você for pensar como continente sim, mas pra 1 chegar nas quartas os outros 4 só fazem figuração. Idem pra México e EUA chegando nas oitavas mas o terceiro da concacaf normalmente é um dos sacos de pancada do torneio. Idem pra ásia ou oceania.

    Não é falta de espaço, não é falta de oportunidades. Esses espaços estão lá. São NO MÍNIMO 6 chances em 13 pra abocanhar uma vaga na europa, 2 em 5 na conmebol, 16 em 32 no resto do mundo.
    Mas no final o resultado sempre se resume aos mesmos, com raras exceções.
    --- Mensagem Dupla Unificada, 27 Jul 2015, Data da Mensagem Original: 27 Jul 2015 ---
    PS: Eu acho que se forem 40 vagas, o Platini deve acabar com as meia vagas, o que significaria 1 vaga a mais pra Conmebol, Concacaf, ásia e oceania. Certamente dar uma vaga pra áfrica é plausível pois é um celeiro de votos gigante (acho que mais de 50 seleções) e é o local onde o Blatter é mais forte. Logo, 1 vaguinha ali pode mudar os votos de algumas confederações.
    Sobraria 2 vagas a mais pra europa.
    Considerando que o Platini odeia a conmebol e a sua representatividade. Na verdade acho que ele não daria 1 vaga pra conmebol e na verdade daria mais uma pra uefa.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  12. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Outro problema da copa com 40 seleções, é que se pretende com isso uma fase inicial de 8 grupos de 5 cada, já que fazer 5 grupos de 8 implica em muitas datas.

    Quando se tem número ímpar, em qualquer rodada 4 jogam e 1 fica de folga e nisso aquele que folgará na última rodada tem que obrigatoriamente ter somado pontos para não ter que apenas ficar assistindo pra saber se ainda vai se classificar.
     
  13. CONMEBOL são 10, não 11: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

    Provavelmente vai fazer 10 grupos de 4 com o primeiro de cada grupo mais seis melhores segundos passando pras oitavas.
    Logo vai ser tipo Copa São Paulo de Juniores, que até esgota o alfabeto de tanto grupo e tanto time. Na última foram 104 em 26 grupos, de A a Z.
    Federação Paulista de Futebol fazendo escola.
     
  14. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    10 de 4 sem dúvida é menos pior que 8 de 5, mas quem pensou inicialmente em colocar essa combinação que mencionei é o Platini que é candidato a presidente da FIFA.
     
  15. Ah entendi! Nossa, que podre. :lol:
     
  16. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    O negócio é que a gente tem visões diferentes mesmo. Pra vocês, pelo que entendi, só deve ir quem tem chances de título. Para mim, só deve NÃO ir quem não tem a menor condição de dar testa - desde que não seja uma infinidade de seleções: 40, para mim, é um número bom. Copa é só de 4 em 4 anos, acho uma pena deixarmos de ver grandes jogadores disputarem o maior evento do futebol por causa da peneira tão apertada.
     
  17. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Então torça pelo Platini ganhar a eleição da FIFA :mrgreen:

    Mas sei lá, acho que mesmo tivesse 50 ou 60, sempre haverão casos de jogadores que infelizmente dão muito azar e ficarão de fora, como o caso do George Weah que já foi premiado como melhor jogador do mundo, mas seu país Libéria tinha uma seleção extremamente fraca.
     
  18. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Mas não ficaram de fora por falta de vaga. Sempre é má distribuição ou realmente incompetência.
    5 vagas na África e a Libéria não conseguir, é culpa só dela. Deixou times como Togo, Zimbabue ou sei lá quem ir.
    Ibra não ir, culpa do ranking da FIFA e seus critérios, porque dava pra ir se não pegasse Portugal no mata-mata.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  19. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Eu concordo que os critérios sejam falhos, mas ainda assim acho que ficaria muita gente boa de fora mesmo se eles fossem corretos. Como eu citei, na América do Sul, por exemplo, eu acho que tem mais seleções que deveriam ir à copa do que vagas, e isso seria uma realidade qualquer que fosse o ranking ou as regras das eliminatórias.

    Em resumo, acho que as eliminatórias deveriam servir realmente para ELIMINAR OS MUITO FRACOS. A copa é um evento grandioso e raro demais para uma seleção razoável perder uma única edição que seja.
     
  20. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Dá pra readaptar um velho ditado bem brasileiro.
    Quando a FIFA vai mal, mais seleções no mundial.

    Por que não 64 logo?
    Guardando vagas pra próxima crise?
     

Compartilhar