1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[Eleições 2018] UTILIDADE: Aplicativos oficiais ajudarão eleitor a fiscalizar campanha pelo celular

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Fúria da cidade, 16 Ago 2018.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Além de novas regras que limitaram o tempo e o gasto das campanhas, uma das novidades nas eleições deste ano são aplicativos para smartphones que ajudam o eleitor a escolher melhor os candidatos a prefeito e vereador na disputa municipal.

    Diversas empresas já criaram versões com base em dados públicos. A maioria dessas informações, porém, estarão disponibilizadas em nove aplicativos oficiais da Justiça Eleitoral (veja ao final dessa reportagem o nome e a descrição de cada um).

    Eles possibilitam não só fornecer informações básicas sobre o candidato (como idade, partido, profissão e grau de instrução), mas também seus gastos de campanha e processos que enfrenta na área eleitoral. Outros disponibilizam instruções sobre a própria votação.

    As maiores novidades, contudo, segundo o secretário de Tecnologia do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Giuseppe Janino, são o "Pardal", pelo qual o eleitor poderá denunciar gastos exorbitantes ou outras proibições da campanha; e também o "Boletim na Mão", pelo qual poderá conferir no sistema de contagem os votos da urna em que votou, por exemplo.

    "O conjunto dessas aplicações primeiro informa melhor o cidadão. Segundo, auxilia a orientar o eleitor, como no caso do aplicativo que informa o local de votação. Em terceiro, inclui o eleitor como um auditor, na moralização do processo eleitoral, na questão das propagandas, nos gastos e também nos resultados apresentados nas seções eleitorais", resume Janino.

    O Pardal será oficialmente lançado nesta quinta-feira (18) para os celulares que usam o sistema Android; a versão para iPhone (no sistema iOS) deverá estar disponível na AppStore no próximo dia 26. A maioria dos demais programas será lançada ao longo da campanha.

    Confira abaixo o nome de cada um, bem como previsão de lançamento:

    Candidaturas (já disponível para
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    )


    Acessa informações básicas sobre os candidatos em todo o país: nome completo, nome na urna, número, situação da candidatura (se liberada ou contestada), cargo pleiteado, partido e coligação e link para site oficial. A prestação de contas, com declaração de receitas e despesas, também fica disponível.

    JE Processos (já disponível para
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    )


    Permite acompanhar o andamento de processos sobre o candidato, saber o juiz que relata o caso, as partes e seus advogados, bem como as decisões. O usuário pode selecionar os processos favoritos para facilitar a busca.

    Agenda JE (já disponível para
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    )


    Versão navegável do calendário eleitoral, com as datas oficiais das etapas da campanha, da organização do pleito, prazos para partidos e candidatos, além das datas de votação. Há também informações sobre os eventos que buscam a auditoria e a transparência no processo eleitoral. Um dos recursos é a possibilidade de notificação automática de todos os prazos.

    Pardal (disponível a partir de 18/08 no Android e 26/08 no iOS)


    Possibilita ao eleitor registrar irregularidades na campanha e enviar uma denúncia para a Justiça Eleitoral. O aviso pode incluir fotos, vídeos, áudio e a localização exata do lugar. Caberá ao Ministério Público analisar a denúncia, realizar diligências para conferir e tomar as medidas judiciais.

    Mesários (disponível a partir de 26/08)


    Traz instruções, orientações e seção com perguntas e respostas para complementar o treinamento dos mesários e tornar os procedimentos facilmente acessíveis. Nessas eleições, mais de 2 milhões de cidadãos vão ajudar a Justiça na votação.

    Agregador (disponível a partir de 10/09)


    Reúne todos os aplicativos da Justiça Eleitoral numa única pasta. Apresenta de forma rápida ao eleitor a situação de seu título, instruções de como justificar ausência, local de votação, informações sobre a propaganda eleitoral e contatos do Disque-Eleitor. Há também notícias, vídeos e perfis oficiais da Justiça Eleitoral em mídias sociais.

    Resultados (disponível a partir de 23/09)

    Em sua segunda edição, o aplicativo permite acompanhar os dados da apuração em tempo real, após o fechamento das urnas. Na consulta, é possível visualizar os votos acumulados e a indicação, assim que possível matematicamente, dos candidatos eleitos ou dos que foram para o segundo turno. Permite selecionar os candidatos favoritos ou disputas favoritas.

    Onde votar ou justificar (disponível a partir de 26/09)

    Informa o local de votação conforme o título de eleitor, bem como endereços de postos de justificativa em todo o país.

    Boletim na Mão (disponível a partir de 26/09)

    Permite conferir o resultado de uma seção eleitoral por meio do QR Code emitido pela máquina no boletim de urna após a votação e afixado nos locais. Em formato quadrado, o código pode ser escaneado pela maioria dos celulares com câmera fotográfica.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Nada como usar a tecnologia!
     
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Já baixei e gostei muito da proposta do aplicativo PARDAL.

    Com certeza dando uma analisada geral básica do que cada aplicativo faz, com certeza a tecnologia fará ter um peso maior e mais decisivo no meu voto.
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    • Gostei! Gostei! x 1
  4. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    Hihihi
     
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Essa do Match eleitoral é claro que tá longe de ser o ideal pra se escolher um candidato, pois é baseado apenas em algumas poucas questões, mas pelo menos pra alguns temas relevantes eu acho válido termos uma noção básica, pois no final ele confronta nossos resultados com os dos candidatos e apresenta o nosso percentual de concordância em relação a eles.
     
  6. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    Não fiquei tão satisfeito com o resultado do meu haha.
     
  7. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Com senadores o maior percentual de concordância que obtive foi cerca de 52% e com deputado federal um pouco maior 77,5%. Apesar de no segundo caso ser um percentual razoavelmente bom e servir de orientação, ainda assim tenho que pesquisar mais antes de definir.
     
  8. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

  9. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O e-Título, que transforma seu celular em um título de eleitor digital, virou um dos aplicativos mais baixados do Brasil a poucos dias antes da eleição presidencial, que ocorre neste domingo (7). O programa é o mais baixado para iPhones, batendo até WhatsApp, YouTube e companhia, e o terceiro mais buscado em celulares Android, à frente de Facebook e Instagram.

    Lançado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em dezembro de 2017, o e-Título vai estrear na corrida eleitoral deste ano para substituir o documento em papel, mas guarda outras funções. Disponível para
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , o programa já havia sido baixado 6,8 milhões de vezes até a quarta-feira (3), segundo o TSE.

    Precisa de internet?


    Uma das vantagens do programa é que ele só precisa de conexão à internet no primeiro cadastro, uma mão na roda caso o pacote de dados do eleitor tiver acabado no dia da eleição.

    Precisa de outro documento para votar?


    Na prática, o app serve como uma via digital do título de eleitor. Os eleitores poderão mostrar somente o programa para votar. Isso, no entanto, vale apenas para aqueles que já tiverem a biometria cadastrada.

    Os eleitores que ainda não tiverem registrado suas impressões digitais junto ao TSE terão que apresentar um documento com foto ? para votar, aliás, basta isso.

    Como eu tiro o título de eleitor digital?


    Para gerar o seu e-Título, é preciso ter em mãos o número do título de eleitor, data de nascimento e nomes do pai e da mãe. Caso você não saiba o número da sua inscrição eleitoral, basta selecionar a opção ?consultar título e local de votação?. Nesse campo, você deverá escrever nome da mãe e data de nascimento para obter o número.


    Ao criar seu título eleitoral eletrônico, note que no campo data de emissão constará o dia em que a via eletrônica do título foi criada e não a data de geração do documento em papel.

    Quais são as outras funções do e-Título?


    O e-Título não funciona apenas como substituto da carteira de eleitor. Ele também dá acesso rápido a informações sobre o seu local de votação. Se você perdeu o dia da votação, tem de justificar sua ausência e não sabe onde ir, basta consultar o programa. O aplicativo lista colégios eleitorais onde é possível fazer esse procedimento.

    O aplicativo emite ainda certidões de quitação eleitoral, necessária para a emissão de outros documentos como o passaporte, e de crimes eleitorais -- essa função também está presente no site do TSE, mas achá-la não é um processo simples.

    Para que serve esse QR Code?


    O e-Título traz um QR Code usado para atestar a validade do documento. Atenção aos que possuem celulares com a tela trincada: se o display estiver muito danificado, a leitura do código pode não ocorrer. O TSE informa, no entanto, que a leitura do QR Code não é obrigatório para que o eleitor possa votar.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar