1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Editora Shueisha quer acabar com a pirataria de mangás

Tópico em 'Anime & Mangá' iniciado por Turgon, 19 Abr 2010.

  1. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O mundo está em crise, tanto economicamente como em outros aspectos, neste caso as vendas de mangás também se encontram em um momento muito difícil, por este motivo a editora Shueisha publicou em sua edição mais recente da Shonen Jump um comunicado destinado aos leitores para que participem de uma cruzada anti-pirataria de seus produtos, pedindo que não usem fontes ilegais e/ou pirataria para a leitura de suas séries.

    Carta escrita pela Shueisha
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O comunicado diz o seguinte:

    A todos os nossos leitores:

    Atualmente muitas pessoas injustamente e de forma imprudente traduzem e postam cópias ilegais de nossos mangás na internet. Estas cópias piratas são mais que incompatíveis com os sentimentos dos leitores, porque ao mesmo tempo distorcem as intenções dos autores, na maneira que eles pensam de "Quero que meu trabalho possa ser lido dessa forma". Embora não haja más intenções, postar material ilegal na rede, não é só prejudicial ao mangaká, mas também é contra a lei.

    Agora quando encontrarmos uma destas cópias ilegais, o que fazemos é falar com o mangaká, para considerar uma das possíveis medidas a tomar. Mas com certeza, o número de pessoas desconsideradas é muito alto e não se pode lidar com todos.


    O conhecido site francês, Raw Paradise foi a primeira vítima desta pressão da Shueisha, onde havia uma grande variedade e quantidade de títulos, que não só pertencem a ela, mas também de outras editoras, além de ser atualizado constantemente, o webmaster decidiu parar a distribuição do material, por medo da Shueisha tentar uma ação judicial contra ele. Agora o Raw Paradise é redirecionado para o site oficial da Shueisha.

    Seguindo o exemplo da Shueisha, outras editoras, como a Kodansha, por exemplo, estão começando a planejar uma solução para reduzir a pirataria de suas publicações. Devido a estas ações das editoras japonesas é possível prever que dentro de algum tempo, venha a ocorrer uma certa diminuição do número de mangás disponibilizados online de forma ilegal.

    Fonte: ANMTV
    -------------------------------------------------------------

    Eu sinceramente acho difícil que isso acabe, mas concerteza pode diminuir. O diminuir que eu digo vai começar provavelmente em países mais desenvolvidos e depois começar a se espalhar pelo resto do mundo.
     
  2. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Só tem um jeito da pirataria diminuir, que é prêmios combinados pra quem compra o produto original.
     
  3. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Olha Thiago, acho que além disso, é um mangá realmente fiel aos originais.

    Os mangás brasileiros são muito bons, disso eu não tenho dúvidas, mas alguns acabam não gostando de certas traduções. Alguns termos em japonês, não são bem traduzidos para nós. Um bom exemplo é o Datebayou do Naruto.

    Outra fato que eu incluíria é as editoras não terem muita consideração com nós fãs. Eles muitas vezes acabam cancelando o mangá por falta de vendas. Os fãs que estavam acompanhando tal mangá se sentem totalmente prejudicados. Fato isso que ocorreu com One Piece, aonde foi cancelado por aqui.

    Outro fator eu considero as 2 versões que eles costumam trazer. Eles terminaram Dragon Ball inteiro e logo depois começam a produzir uma versão encardenada. Achei muita sacanagem com quem comprou a primeira versão.

    Eu poderia citar muitos outros fatores, mas acontece que a indústria de mangá no Brasil é forte, mas mesmo assim precisa melhorar muito.
     
  4. Melian_ a maia

    Melian_ a maia Eu não sou um

    Turgon disse tudo.
    o descaso q eles tem com a gente é q nos faz procurar meios alternativos.
    Além desses q o turgon citou tem tbm a alteração nos volumes, exemplo o Trigun q eram 2 volumes no japão e aki eram 4, e saiu uma briguinhaaté pq a empresa japonesa obrigou-os a fazer a versão original com 2 mangás apenas, só nao sei q q deu p/ quem já tinha comprado o volume 1 e 2 separados...
    Outra coisa tbm é a demora, no EUA mangá chega rapidinho é o tempo de ver se vai dar lucro, viu q dá já traduz e poe na banca, aki não, demora anos olha em q pé naruto tá no jap/ao e olha como tá aki, isso é de chorar! Sem contar os famosos "sem fim", q é os mangás q não são finalizados e vc q comprava ficou com cara de bobo.
    Eu não uso internet p/ obter mangá, não consigo mais ler on line, mas p/ maioria que quer uma história fiel e uma tradução mais coerente é a melhor opção, e é de GRAÇA, dizem q pirataria consiste em cobrar pelo produto, se é de graça é pirataria??
    Lembra da epoca que eram os seriados q estavam em debate??? Acabou q foi liberado e nao foi considerado pirataria, pois nao cobravam pelo serviço.
     
  5. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Desde que a série não tenha direitos autorais no Brasil para sua distribuição, o anime e mangá não se torna pirataria se não forem comercializados.

    Acontece que no Japão isso deve estar prejudicando a venda de alguns mangás e isso influência muito no Mangaká e na sua Produtora. A renda diminui, e consequentemente, pode até diminuir o número de novos projetos.
     
  6. Melian_ a maia

    Melian_ a maia Eu não sou um

    Sem duvida q é uma reação em cadeia...
    triste.... Mas uma coisa leva a outra, mas eu nao sabia q lá no japão as pessoas tbm usavam desses meios p/ ler, lá o mangá é tão baratinho, aki q é caro...
     
  7. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Usam sim Melian. Vale lembrar a notícia que eu postei sobre One Piece, aonde o capítulo do mangá saiu antes deles publicarem na Shonen Jump.

    Mas falta muito para isso terminar. Muitas coisas deveriam melhorar para que essa distribuição entre fãs acabassem mesmo.

    Eu não sei ao certo o valor do mangá no Japão. Não sei dizer se é caro ou barato para eles.
     

Compartilhar