1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

É um rato? É um lobo? Não, é o mais antigo ancestral das baleias

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por RSS, 20 Dez 2007.

  1. RSS

    RSS Usuário

    Cientistas encontram o 'elo perdido' da evolução desses mamíferos marinhos. Animal herbívoro passou a viver na água para conseguir mais comida.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Tuor

    Tuor Usuário

    Muito estranho. Para ser um ancestral de baleia, teria que ser alguma coisa que fosse "peixe" também, não? É difícil de acreditar que um bicho com cara de roedor nadou, nadou, nadou e foi se transformando numa baleia de acordo com os milhares de anos, criando nadadeiras e tals... mas enfim.
     
  3. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Não...baleia não tem nadinha de peixe..tanto que é um mamífero.
     
  4. Thatá Rose

    Thatá Rose Engel

    Ahn, devido a esta semelhança que eles acreditam ser um ancestral da Baleia? Que ele vivia tanto em terra quanto em água?

    Cadê o Panda e a Katrina pra tirarem esta dúvida?

    Sei lá, não consigo entender como comprovar que ele vivia debaixo d´água tanto quanto em terra se só foram encontrados ossos. :roll:
     
  5. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Ué, peixes saíram da água e "viraram" elefantes. Não é tãaao surpreendente um mamífero "resolver voltar pra água", e, com o passar do tempo evolutivo, devido às pressões seletivas, chegarmos à uma baleia.

    Eu não li o artigo original ainda (vou aproveitar que estou na UFV, com acesso à Nature e fazer isso depois). Mas com base apenas em ossos é possível dizer uma porrada de coisa sobre um bicho. A morfologia do osso e a ausência ou presença de certos ossos nos dão informações bastante seguras sobre a biologia de um animal, mesmo sem nunca o termos visto vivo. E ainda pode-se fazer comparações com os ossos dos animais viventes, e observar com qual bicho o fóssil se parece mais, e se essa semelhança seria um indicativo de parentesto.
    A grande maioria dos fósseis contém apenas ossos fossilizados. Logo, se olharmos por este lado, como saberíamos que o animal em questão era um mamífero? Afinal, não dá pra ver nenhuma glândula mamária. Mas todos os mamíferos compartilham características ósseas semelhantes, que permitem então dizer "ah, esse fóssil é de mamífero".

    Deixa eu dar um exemplo de algo mais da minha área, serpentes. O corpo de uma serpente é formado basicamente pelos ossos da cabeça, as costelas e as vértebras. Muitas vezes encontram apenas vértebras fossilizadas e dizem "isso era uma serpente". Mas como sabem disso, com base em apenas algumas vértebras? A resposta está na anatomia das vértebras das serpentes, que possuem duas estruturas (zigantro e zigosfeno) que permitem uma articulação adicional, inexistente em qualquer outro animal.

    É mais ou menos isso. =]
     
  6. Thatá Rose

    Thatá Rose Engel

    Muuuuuuuuuuuuuito obrigada, por isso que eu te amo. :grinlove: Saudade de vc, seu coisa. :kiss:
     
  7. Danee

    Danee Demônio angelical

    Ainda bem que esse bicho evoluiu muito, como era feio. 8-O
     
  8. Haran Alkarin

    Haran Alkarin Usuário

    O que eu não entendo é como um grupo de mamíferos deu origem a um bicho como esse. Havia um grupo de mamíferos e surgiu, entre eles, um mamífero que vivia sob a água. Esse surgimento ocorre naturalmente?

    Nesse caso nem é tão difícil imaginar, mas peguemos, por exemplo, o caso do "olho". Quando os animais começaram a enxergar? Pois para isso não é apenas necessário uma estrutura sensível a luz, e também, por exemplo, capacidade cerebral para interpretar os dados. Como tudo isso surgira? Surgira, por acidente, toda uma estrutura de visão pronta, e por seleção natural ela fora passada para as próximas gerações? Ou surgiu o "globo" sensível a luz, para mais tarde surgir um s. nervoso adequado a esse sentido? Como um olho sobreviveria a seleção natural sem um sistema nervoso visual, já que, sem este, o olho seria inútil?

    Aplicar a seleção natural no caso das girafas ou insetos de cor diferente é fácil, o difícil, para mim, é aplicá-la em caso como esses - onde surge não apenas uma característica, e sim um sistema novo.
     
  9. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Havia um grupo de mamíferos. Por alguma mutação aleatória, de origem ao acaso, um indivíduo nasceu com alguma característica que o levou a ter mais contato com a água (talvez alguma membrana que ajudasse a nadar melhor, por exemplo). Essa mutação foi benéfica e ele se reproduziu. Seus filhos nasceram com essa mutação também. E os filhos deles. E os filhos dos filhos deles. E com o passar do tempo, essa mutação se mostrou vantajosa de forma tal que os que não a tinham obtiveram menor sucesso e não se reproduziram (talvez porque o ambiente terrestre onde aquela população vivia estava sofrendo com falta de recursos, enquanto na água havia bastante recursos, e aqueles que, por acaso, tinham mutações que lhes permitiam utilizar de forma mais eficiente aquele ambiente, se deram melhor). Com o passar do tempo, outra mutação ao acaso ocorreu, e a história se repetiu. E outras mutações foram ocorrendo ao longo de milhares de anos, e davam vantagens a seus portadores, que as transmitiram aos seus descendentes. Depois de um bom tempo, chegamos às baleias. =]

    A evolução não é instantânea. De uma forma geral, leva tempo, muito tempo. No caso do olho, certamente milhões de anos foram necessários para que uma estrutura simples, fotossensível surgisse. E muitos outros milhões de anos até que por meio de mutações aleatórias vantajosas a seus portadores, aquilo "se tornasse" um olho. Não surgiu um olho prontinho de uma só vez. Nem uma estrutura fotossensível primeiro e um sistema de nervos adequado a isso depois. Pois não seria vantajoso você ter um órgão que não tem função. É gasto de energia à toa. É desvantagem, logo, pressões seletivas podem levar à eliminação de um ser assim. Eu não sei direito sobre evolução da visão, mas certamente quando as primeiras estruturas sensíveis à luz surgiram, o animal já tinha algum sistema de células nervosas, ou algo do tipo, para que os "olhos" "funcionassem".

    Um caso interessante são as serpentes. A teoria mais aceita diz que elas descendem de lagartos de hábitos subterrâneos. Então, imagine que dentro da história evolutiva das serpentes nós temos lagartos terrestres com olhos, dos quais descenderam lagartos subterrâneos com olhos rudimentares, e dos quais descenderam serpentes, a maioria delas atualmente com olhos relativamente bem desenvolvidos. E estudos de anatomia comparada entre a retina de serpentes e alguns lagartos reforçam isso. Uma amostra de como a evolução não segue um caminho "certinho". Há idas e vindas. Pois não é a baleia um bicho aquático, descendente de um mamífero terrestre, que por sua vez descende de um vertebrado aquático?

    Tentei explicar de forma mais clara e simples, mas se ainda restarem dúvidas, manda brasa! :D
     
    Última edição: 20 Dez 2007

Compartilhar