1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

E se o periodo Clássico não tivesse sucumbido?

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Anor £, 16 Jun 2003.

  1. Anor £

    Anor £ Usuário

    É uma questão no minimo inteligente. Sabemos que o primeiro periodo literário da humanidade foi o periodo clássico erguido pela cultura grega e romana onde tivemos a ascenção dos primeiros estudos complexos sobre matemática, fisica,arquitetura, astrologia e outros diversos campos da ciência. Tivemos nesse periodo a criação de textos mitológicos e peças de teatro. E sabemos também que esse periodo foi destruido pela invasão bárbara e todos os vestigios que restaram daquela cultura ficaram nas mãos de poucos. Após um periodo longo tivemos os Sécs. XII - XV que trouxeram o Renascimento na Idade média e finalmente tivemos a volta dos valores Clássicos no Quinhentismo, que com toda sua beleza em sua objetividade, racionalismo, universalidade, valorização do homem com certeza não podem ser comparados ao periodo literario "mãe" o periodo Classico. Pois bem amigos o que seriamos hoje se esse movimento não tivesse caido??? Se todos os valores do periodo Classico tivessem sobrevividos a invasão bárbara em que altura o ser humano estaria? Em que nivel cientifico estariamos????
    Nunca iremos saber com certeza, mas acho que o mundo seria no minimo um pouco mais inteligente do que ele é hoje.
     
  2. Eu discordo. Sabemos que o Classicismo, como você disse, é o primeiro período literário da humanidade. Sendo assim, era muito arcaico em relação à praticidade da literatura atual. Isso atrasaria o desenvolvimento humano. Além disso, o Classicismo era um período que pouco retratava o que de fato acontecia, ao pé da letra. Toda mudança que aconteceu nos períodos literários foram completamente naturais e, portanto, necessárias para o desenvolvimento da humanidade, pelomenos intelectualmente.
     
  3. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Hmmm...

    É uma questão *bem* teórica, não?

    Porque é impossível manter um movimento literário com o passar dos anos. A medida que a humanidade "evolui", os movimentos vão refletindo suas novas descobertas.

    Para ilustrar: é impossível pensar em Futurismo Italiano sem a Industrialização.

    Entende? Os movimentos literários não acontecem à parte. Eles são reflexos do meio. :wink:
     
  4. Anor £

    Anor £ Usuário

    Tudo bem Ana concordo quando vc diz que é impossivel manter um movimento literário com o passar dos anos, mas o periodo Classico era mais que um movimento literário, o periodo Classico era a constante evolução do conhecimento humano (no Império Romano para ser mais exato), que caiu com a invasão bárbara, ou seja essa evolução foi interrompida, já estive em palestras onde o palestrante chegou a afirmar que manuscritos com estudos profundos em física, astrologia, matemática eram queimados e que monumentos eram destruidos por não fazerem sentidos a mentalidade dos povos invasores, ele chegou a afirmar que o coliseu foi em parte derrubado nessa invasão por não fazer nehum sentido para os Bárbaros, hoje além de serem consideradas maravilhas do mundo e depois de muitos estudos sabemos que essas grandes construções foram e são importantes e ainda hoje nos questionamos como muitas delas foram construidas por um povo que viveu tantos anos atráz e que utilizavam-se de pouca tecnologia. A minha opnião Ana é que somos a sociedade que somos hoje por ter conseguido recuperar parte daqui-lo do que foi criado naquela época. E como consequência temos os melhores periodos literarios aqueles que se baseiam no periodo Clássico.

    Reflexos do meio??? Sim concordo...com a queda do periodo classico tivemos a idade das trevas( nada produzido), em seguida tivemos o trovadorismo onde tudo girava em torno de Deus(Teocentrismo) e da igreja Católica (maior formadora de opnião na epoca e a grande responsavel pela morte de pessoas que esta instituição chamavam de bruxos), depois tivemos o belo quinhetismos(Classicismo) periodo das grandes navegações evolução humana, predominancia da Razão onde novamente o homen era o centro do universo (Camões - Os Lusiadas - volta dos valores do periodo Classico), depois vem o Barroco( Eca!!!) periodo de contra reforma, depois o Ilumisnismo( uma novo regresso aos valores do periodo Classico)....e assim vai.... ou seja a humanidade só produziu coisa boa literalmente falando em periodos que se espelharam nos valores Clássicos.
     
  5. Anor £

    Anor £ Usuário

    Ops....Classicismo = Quinhentismo( Séc XV - XVI), apenas os valores são semelhantes. O periodo Classico existiu antes da Idade Média na Roma Antiga.
     
  6. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Anor, não dá para confundir movimento literário com movimento cultural, que é o que vc está fazendo. Não são a mesma coisa e por isso mesmo, volto a repetir, seria impossível manter a cultura clássica nos dias atuais.

    Aliás, insistir na idéia de manter uma cultura é acreditar que a humanidade não evolui, não adquire novos conhecimentos.
     
  7. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    Estilos literários sucumbem, é inerente. Fórmulas se esgotam e se renovam, estilos são suplantados, valores culturais, sociais e a própria língua vão se modificando. Os códigos linguísticos mudam e os enunciados de cada sociedade se transformam de modo a promover uma alteração na forma do homem perceber o mundo, e por conseguinte, na arte, que nada mais é do que uma materialização da sensibilidade humana ao retratar o mundo que a cerca. Esse revezamento de valores é salutar, e mesmo movimentos que parecem restaurar determinadas praxis de um movimento do passado, não são uma reprodução do anterior. O Clássico não é igual a Renascença que não é igual ao Neo-Clássico. O barroco não se equipara ao gótico.


    E quanto a questão do retrocesso advindo da queda de Roma... Bom, Roma e a sua cultura já eram decadentes quando da queda do Império, a deterioração dos valores helênicos foi mais uma causa do que uma consequência da queda de Roma. Se pensarmos bem, os grandes símbolos da cultura clássica, exceptuando talvez a arquitetura e algumas exceções individuais, datam da Grécia até o século IV A.C.

    Há produção de qualidade na Idade das Trevas, mas na tradição oral e não escrita. Vide as baladas e sagas vikings que inspiram a tantos até hoje, até nosso camarada Tolkien. E também acho que há produção boa não espelhada nos valores clássicos.

    Até porque meu poeta favorito é Edgar Alan Poe e ele não era, por assim dizer, clássico. :mrgreen:
     
  8. Anor £

    Anor £ Usuário

    Cara Ana,
    Acredito que não tenha interpretado de forma clara o que eu estou propondo nesse tópico. Primeiro gostaria de dizer que realmente não é possivel confundir mas sim associar um movimento literário com um movimento cultural, outro ponto é que a presença da cultura clássica hoje é muito mais expressiva do que qualquer outra cultura. O que estou querendo dizer é que os valores que regem o nosso mundo atual e que foram adotados pela sociedade ocidental são na maioria todas vindas da antiguidade Greco-Romana influênciadas pelos mesmos valores do periodo clássico. Por exemplo temos hoje a seguinte estética em nossa cultura:

    Valorização do Homem (antropocentrismo), superioridade do homem sobre a natureza, objetividade, racionalismo, universalidade, saber concreto em detrimento do abstrato.

    O mundo se transforma e evolui em decorrer da aplicação das caracteristicas descritas acima, não podemos negar isso, é claro que temos outras diversas culturas entrelaçadas com essa mas que em sentido evolutivo não contribuem para nada. E hoje só somos a sociedade que somos devido ao inicio desse grande processo iniciado no Periodo Classico.
    O mesmo se emprega na questão literária porêm, como eu pude perceber a maioria está "contra" o meu pensamento. Queria aproveitar e me desculpar por não dizer que algo foi produzido na idade das trevas, mas vamos combinar é realmente pequena a presença de boas coisas e caro amigo Iluvatar você a de convir que mesmo as obras de valores como vc disse "oral" encontra-se no que chamamos periodo de transição entre a idade das trevas e o renascimento Sécs IX - XV certo?

    Tanto é que as baladas e sagas vikings são muito mas muito semelhante a prosa Trovadoresca onde encontramos as novelas de cavalaria que nasceram das canções de gesta (poesia de temas guerreiros), traduzidas do francês são unificadas a partir de ciclos:
    - Bretão ou Arturiano (Rei Arthur)
    - Carolingio (Carlos Magno )
    - Clássico (Temática Greco-Latina)

    Ou seja se eu tiver que provar por A + B que mesmo as obras pertencentes a cronologia dos movimentos literarios que não se relacionam com o periodo clássico mas que acabam possuindo traços desse periodo eu teria um grande trabalho pela frente. E irei além a beleza dessas obras só conseguem ser agradaveis em algumas vezes por possuir essas pequenas caracteristicas Clássicas.

    Em livros como SDA por exemplo podemos perceber claramente uma grande abordagem para assuntos ciêntificos como linguistica, genealogias, geografias, um certo paganismo e uma certa valorização do "homem" mais do que qualquer outra coisa.
    E cá entre nós é o que acaba deixando o livro realmente interessante.

    Seriam essas abordagens CLASSICAS???
    :aham:
     
  9. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    E vc acha que toda a escola literária clássica se baseia apenas no antropocentrismo? É nisso que estou falando que vc está confundindo o conceito de escola literária. :wink:
     
  10. Anor £

    Anor £ Usuário

    Toda escola literária baseada nos principios do periodo clássico vc quer dizer não?

    Claro que não cara amiga, o antropocentrismo não é o tema principal das escolas literárias que tem o perido clássico como modelo, apesar dessa caracteristica se mostrar presente em quase todas as obras encontradas em suas respectivas escolas, o que estou dizendo é que toda boa obra tem uma ou outra ou diversas caracteristicas do periodo clássico mesmo não fazendo parte de uma escola literária onde os valores clássicos são levados em consideração.

    Por exemplo no Realismo temos caracteristicas como preocupação com a verdade exata, colhida através da observação e da análise, uma outra caracteristica é a objetividade, linguagem correta e etc...No entanto essa escola não tem o periodo Classico sua maior fonte de inspiração certo?
    Porêm ao compararmos o núcleo por exemplo de Memórias Postumas de Brás Cubas com o nucleo de Os Lúsiadas por exemplo.
    Memórias Póstumas além de narrar a "vida de um defunto autor" narra também a condição da vida Brasileira nas entre linhas, como da mesma forma os Lúsiadas conta"A História Mitológica das navegaçòes de Vasco da Gama"e tambem a situação de Portugal naquele periodo também nas entrelinhas.

    O que eu posso te apresentar para finalizar a questão e devo admitir que desenvolvi essa teoria no caminhar dessa discussão é que mesmo que tenha caido os valores literários do periodo Clássico é utilizado em todas, veja bem, todas as escolas literárias, as vezes com muita as vezes com pouca intensidade e que a intensidade da utilização desses valores determina a beleza da Obra.
     
  11. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Toda escola terá algum elemento da escola literária antecessora, é natural da evolução. Chutando um exemplo em alto, vc não esquece o português só porque aprendeu a falar em inglês, entende?

    Se você quiser fuçar em uma obra ou outra do Modernismo exemplo de Simbolismo, você encontra, assim como vc encontra traço de Romantismo e por aí vai.

    "Escola Literária" é um conceito que serve para orientar na hora de se entender uma obra, as motivações do autor e por aí vai. Por isso te disse que uma escola é reflexo do seu tempo e não dá para dizer que os valores clássicos (e note bem) e apenas eles permaneçam.
     
  12. Anor £

    Anor £ Usuário

    Sim, não é só os valores Clássicos que permanecem, mas esses valores estão lá independente da escola literária, certo?

    E obras significativas possuem caracteristicas expressivas desse periodo certo?

    E se o periodo Classico não tivesse caido da forma que caiu(invasão e destruição bárbara), as obras seriam ainda mais valorosas do que já são hoje certo? :wink:
     
  13. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Anon, eu juro que não quero ser teimosa, mas vc claramente continua confundindo período histórico com escola literária.

    O intervalo de tempo que usamos para essa escola literária foi estipulado depois, e independe da invasão bárbara. O Império Romano cairia de qualquer forma, é conseqüência natural de qualquer grande império. As invasões em si são só um marco, compreende?

    Eu não sei se eu que não estou conseguindo ser clara no que quero dizer com relação a escola literária... :tsc:
     
  14. Anor £

    Anor £ Usuário

    Não estou confundindo Ana estou Associando.
     
  15. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    mas é justamente aí que estamos divergindo, Anor
     
  16. Anor £

    Anor £ Usuário

    Mas Ana as Escolas Literarias estão ligadas ao seus respectivos periodos Históricos.
    Vc Não Acha????
     
  17. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    sim, mas como uma escola literária ia permanecer se o período não tem como permancer? :o?:
     
  18. Anor £

    Anor £ Usuário

    Não permanece, concordamos com isso, mas a questão é que a riqueza do periodo clássico é incontestável pelo fato de ter influênciado as escolas literárias que surgiriam em seguida. Mas a questão que eu levantei é de que como talvez seria todas as escolas literárias se o periodo Clássico não tivesse caido da forma que caiu.
     

Compartilhar