1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

E Se Mordor não atacasse Erebor, Floresta das Trevas e Valle? O que aconteceria?

Tópico em 'E Se...?' iniciado por Lórien Leaf, 10 Mai 2008.

  1. Lórien Leaf

    Lórien Leaf Usuário

    Eu li nos apêndices que Sauron enviou exércitos para o norte da Terra Média, para Valle, Erebor e a Floresta das Trevas.

    Mas e se os exércitos que foram para lá tivessem ido para Minas Tirith? Será que Gondor venceria?
     
  2. Fimbrethil

    Fimbrethil Esse chato é um

    Acredito que sim, pois talvez os elfos pudessem mandar exércitos para lá.
     
  3. Lord Khamûl

    Lord Khamûl Usuário

    Olha!

    Sauron além de dominar o sul queria por uma questão de geoestratégia, politica de dominação externa queria também dominar o norte, uma região muito importante geograficamente, além de ter grandes áreas de populações como o reino de Thranduil, Cidade do Lago, Valle, Erebor, a região dos beornings, as Colinas de Ferro, ou seja, era uma área muito rica que atenderia as demandas do reino de Mordor. Foi por isso que Sauron mandou suas forças para atacar Valle, Erebor, a Floresta das Trevas e também Lothlórien através das forças de Dol Goldur.

    Mas penso que caso as forças mudassem de rumo como para o sul, Minas Tirith, os gondorianos teriam muito mais dificuldade para vencer. Uma coisa é certa, Sauron não mandou apenas 50, 100 ou 500 guerreiros para o norte mas sim pelo que eu imagino pela relevancia da região um efetivo igual ao que foi para o cerco de Gondor, um efetivo entre 30 a 40, entre homens e orcs.
     

Compartilhar