1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

E se... Harad e Rhûn atacassem Rohan?

Tópico em 'E Se...?' iniciado por angiuli, 3 Mai 2010.

  1. angiuli

    angiuli Mentallion

    O que aconteceria se Harad e Rhûn atacassem Rohan antes de se dirigirem a Gondor, dividindo, assim, as forças do Oeste? Como a Guerra do Anel teria sido diferente?
     
  2. HFR

    HFR Clone

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Algum tempo antes da guerra, tropas de Rhûn e Harad se concentrariam na região de Umbar. O objetivo era angariar um grande exército e entrar nos navios, para assim desembarcar no Enedwaith, onde não haveria grande resistência, já que não pertece a nenhum grande reino.

    Então, no momento em que Mordor disputava Osgiliath com Gondor, 5,000 Haradrim e 2,500 soldados de Rhûn começaram a longa jornada até o sul de Eriador.

    Depois de semanas de viagem, 7,250 guerreiros (250 morreram de doenças) desembarcaram nas vastidões do Enedwaith. Agora, precisavam marchar pelas planícies, contornando as Montanhas Brancas até chegar a Fenda de Rohan.

    Enquanto Gandalf "exorcisava" Théoden, os soldados chegaram aos limites de Rohan, pilhando e matando. A resistência era pequena, pois os sobreviventes da Batalha dos Vaus do Isen estavam espalhados pelo reino.

    Terceira Batalha dos Vaus do Isen:

    Rohan: 200-300 rohirrim.
    Isengard, Harad e Rhûn: 500 Uruk-hai e 2,500 homens.

    Saruman repetia "Resistir é inútil" em sua torre enquanto seus Uruk-hai, aliados com os orientais, massacravam a fútil força dos rohirrim. Os poucos sobreviventes fugiram para Edoras, alertando o rei.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Os rohirrim decidiram ficar em Edoras, pois o Hornburg jazia repleto de bandeiras de Harad. Theoden mandou mensageiros para reforços, sabendo que em menos de 2 semanas os homens e uruks já estariam lá.

    Ao mesmo tempo, pediu a Aragorn para viajar até Gondor, na esperança de reforços que podiam ajudá-los. Enquanto isso, todas as mulheres e crianças foram evacuadas para Dunharrow.

    O Cerco de Edoras

    Rohan: 1,500 rohirrim; Possível reforço de Gondor.
    Isengard: 7,000 uruk-hai, terrapardenses e orcs.
    Harad e Rhûn: 6,000 homens.

    De manhã, 3,000 uruks com escadas avançaram em direção as muralhas, enquanto os orientais atacaram o portão. Atrás, catapultas e balistas atiravam sem parar, protegidas pelos orcs e terrapardenses de reserva.

    Os rohirrim lutaram bravamente, com Gimli e Legolas matando dezenas de inimigos. No final do dia, os inimigos retrocederam sem grandes avanços, enquanto Gamling jazia morto em frente ao portão.

    Rohan: 1,000 rohirrim.
    Isengard: 4,000 uruk-hai, terrapardenses e orcs.
    Harad e Rhûn: 4,500 homens.

    Mais um dia de feroz luta. Porém, os rohirrim estavam exaustos e Gondor não chegou. Uma caótica retirada a Dunharrow foi posta em ação. Assim, os rohirrim começaram dura cavalgada até a cidade, deixando os inimigos para trás.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Dunharrow era um lugar mais defensável do que Edoras. Os soldados, Gimli, Legolas e Gandalf ergueram barricadas, esperando pelo ataque. Enquanto isso, refugiados de diversos vilarejos chegavam ao local.

    Porém, o ataque nunca veio. Sem saber da fuga dos rohirrim, 3,000 gondorianos, liderados por Aragorn, marcharam pelas planícies até encontrar o acampamento inimigo.

    O Raide de Aragorn

    Gondor: 3,000 soldados.
    Isengard, Harad e Rhûn: 7,000 uruks, orcs e homens.

    O inimigo fora pego de surpresa. À noite, os gondorianos atacaram de surpresa, espalhando caos entre as barracas. Os inimigos, apavorados, fugiram. As baixas entre os uruks e orientais foram relativamente baixas. Porém, teve um efeito desmoralizador enorme.

    Gondor: 2,800 soldados.
    Isengard, Harad e Rhûn: 6,000 uruks, orcs e homens.

    Seguindo trilhas, Aragorn decobriu que os rohirrim estavam em Dunharrow. Depois de deixar uma pequena guarnição em Aldburg, ele partiu, com o intuito de reforçar as defesas do refúgio.

    O Grande Ataque a Dunharrow

    Gondor: 2,500.
    Rohan: 2,000.
    -----------------------------
    Isengard: 6,000.
    Harad e Rhûn: 5,000.

    Em uma certa tarde, os orientais e uruks, ansiosos por destruição, começaram a longa subida até Dunharrow. Do alto, rohirrim e gondorianos atiram rajadas de flechas, matando muitos.

    Os poucos inimigos que chegaram ao topo se depararam com barricadas de 2m de altura, sendo rapidamente despachados por Legolas e Gimli.

    O dia terminou, e nenhum Homem do Oeste caíra. Em oposto, as rampas de Dunharrow enchiam-se de corpos de uruks e orientais.

    Gondor: 2,500.
    Rohan: 2,000.
    -----------------------------
    Isengard: 4,500.
    Harad e Rhûn: 3,500.

    No segundo dia, os inimigos aprenderam com os erros e passaram a adotar estratégias, como a parede de escudos.

    Porém, a fúria dos humanos era tamanha que, mesmo quando os inimigos entraram aos montes no refúgio, eles revidavam com lanças e espadas. Varios gondorianos e rohirrim caíram, mas eles não se abalaram. O dia estava ganho para os homens do Oeste.

    Gondor: 2,250.
    Rohan: 1,500.
    -----------------------------
    Isengard: 1,200.
    Harad e Rhûn: 750.

    Os poucos sobreviventes inimigos bateram em retirada, sendo despachados por Éomer, que os encurralou com 1,500 cavaleiros recolhidos em Aldburg e região.

    Porém, as brechas deixadas por Gondor em suas linhas fizeram Osgiliath cair mais rapidamente. O cerco a Minas Tirith começara, com 7,000 orientais a menos.
     
  3. angiuli

    angiuli Mentallion

    Discordo em vários pontos (apesar de bem formulado e coerente em vários aspectos):
    As forças de Harad e Rhûn era enormes por serem dois reinos vastos, e provavelmente atacariam Rohan pelo Norte ou Oeste, contornando Mordor (onde poderiam receber auxílio militar e logístico) e passando por Rhovanion, onde o terreno era mais plano e não ofereceria nenhum impecílio, ao contrário de contornar as Montanhas Brancas, onde poderiam receber ataques de Gondor e o terreno era montanhoso.

    Devastariam toda Rohan, pilhando e renovando seus mantimentos, enquanto os rohirrim se refuguariam em Helm's Deep, onde chegariam algumas semanas depois com suas forças quase intactas devida a inexpressíva resistência oferecida até o momento.

    Isengard uniria suas forças a Rhûn e Harad, que com seus Mûmakils não demoraria muito até abrir uma brecha na muralha de Hornbug. Não viria nenhuma ajuda de Gondor, pois estariam ocupados combatendo Mordor. Gandalf chegaria com os 600 rohirrim que estavam fora, mas não seria de ajuda, pois o forte já estaria tomado pelos quase 18,000 soldados do Inimigo, e seriam massacrados.

    Resultado: não haveria fantasmas, nem auxílio de Gondor, e Isengard ainda estaria de pé, logo Minas Tirith seria "obliterada" e a Guerra do Anel, perdida.
     
  4. HFR

    HFR Clone

    Também pensei em faze-los passar pelas Terras Castanhas, mas fui pela outra rota depois de perceber que elas são, basicamente, um deserto imenso, seguido de um pântano, capaz de obliterar qualquer exército. Ou seja, antes que pudessem atravessar o Anduin, grande parte do exército já estaria morto ou incapacitado.

    Lembre-se o que ocorreu com vários comandantes ao tentar atravessar áreas desoladas, como Alexandre, Napoleão e Hitler. Seus exércitos eram imensos, mas foram devastados por um mar de nada. Faltaram mantimentos, água, transporte, etc.

    Por mar, a história é outra. Barcos podem levar enormes quantias de provisões, além de viajarem bem mais rápido.

    Além disso, os orientais nunca atacariam com sua força máxima (18,000 homens, seguindo os padrões de Harad no Pelennor), pois haveriam muitas batalhas em curso, além do futuro ataque a Minas Tirith.
     
    Última edição: 6 Mai 2010
  5. angiuli

    angiuli Mentallion

    Do Portão Negro até Edoras é um caminho muito mais curto do que da fronteira sul de Gondor até a mesma cidade, e de Mordor (como eu disse) eles poderiam receber recursos.

    Além disso, o ataque a Rohan seria logo suceddido pelo ataque a Minas Tirith, então o deslocamento de todas as tropas seria vantajoso. E Gondor, lutando com Mordor, não teria condições de fazer um ataque a Harad e Rhûn, o que deixaria as duas regiões totalmente intocadas, não sendo nescessária deixar uma grande tropa para protegê-las.
     
  6. HFR

    HFR Clone

    Não acho que Rohan fosse tão frágil. Mesmo sem o apoio do rei, haveria muita gente defendendo e vigiando as fronteiras. Antes de Isengard atacar as posições no Isen, os rohirrim mantiam posições de defesa na região (como o próprio Hornburg).

    A força total de Rohan era de 12,000 homens, e só metade partiu para o Pelennor. Então, aonde estavam os outros 6,000? Defendendo as fronteiras, ora!

    Basicamente, acho que os orientais atacariam pelo Oeste justamente por essa área estar sendo disputada com Isengard. Na fronteira Leste, a dezenas de quilômetros dalí, haveriam muitos soldados patrulhando o local, além do rio Anduin e das Emyn Muil, 2 barreiras naturais.
     
  7. angiuli

    angiuli Mentallion

    Mas essas forças estariam divididas em uma grande fronteira, além de se concentrar mais na fronteira com Isengard.

    E se 12,000 eram as forças de Rohan, as de Harad e Rhûn juntas chegariam facilmente a 30,000.
     
  8. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Os próprios guerreiros de Gondor, com seus homens que mantinham a vigilância em toda a região nas proximidades do Wetang, Cair Andros, Northern Ithilien e Emyn Muil fariam uma espécie de "escudo" e deixaram Rohan ciente da situação.
     

Compartilhar