• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

E se... Aulë não criasse os anões?

Eruor

Novamente um
E se Aulë não desafiasse Eru e não criasse os anões?
Ou mesmo se Eru não admitisse que eles vivessem?

As montanhas seriam habitadas por que tipo de criaturas?
Existiriam mais Orcs?
Existiria a Mithril?
Haveria alguma diferença na relação entre elfos e homens?

:think:
 

Tuor

Usuário
Muita coisa aconteceria ou deixaria de acontecer dentro das obras, isso é notável. Não haveria Mîm para trair Túrin; nenhum Anão para atacar Menegroth; Khazad-dum não existiria, etc. Além do que os Anões ajudaram numa Grande Batalha de Beleriand. Ao que se refere aos orcs e ao mithril, imagino que queira dizer que Anões não matariam alguns orcs e o mithril existiria em abundância por conta da falta de exploração.

A relação entre Homens e Elfos não seria afetada, continuaria a mesma coisa. Não me recordo de nada relacionado aos Anões que os fizessem ter uma relação diferente.
 
Também sem eles explorando a terra e as cavernas sem controle, algumas degradações do solo ligadas a exploração deles, aconteceriam da maneira natural, na velocidade da natureza.
 

Nina-Lasgalen

Usuário
Creio que as montanhas não seriam habitadas por outro tipo de criaturas,por exemplo os elfos odeiam as cavernas , a escuridão, os homens ao longo do tempo também não criaram muita amizade com ela. Mas se fossem habitadas por que não poderiam por tribos de homens selvagens assim como a tribo de Ghân, ou por exemplo pelos povos que Saruman diz que Théoden e seu reino expulsaram para as montanhas, eles viviam por lá e pelas cavernas.

Agora o fato de encontrar Mithril é complicado, pois ele só se encontrava muito abaixo da terra, realmente nas profundezas, onde até há medo de se cavar.Como já foi citado talvez não houvesse também a presença dos Balrogs, pelo menos não daquele que tentou matar Mithrandir.


Não haveria Mîm para trair Túrin; .

Mas nesse caso o destino de Turambar já era traçado para a desgraça, a maldição colocada sobre Húrin e consequentemente toda a sua família um momento iria aparecer, se não fosse por Mîm seria por outro.
 

General Artigas

Não tá morto quem peleia
Sem os anões, Doriath teria caído quando Morgoth voltou à Beleriand, pois foram os anões que criaram armas de aço para os sindar e ajudaram a escavar Menegroth, além das outras coisas que já foram mencionadas.
 

Eruor

Novamente um
Ao que se refere aos orcs e ao mithril, imagino que queira dizer que Anões não matariam alguns orcs e o mithril existiria em abundância por conta da falta de exploração.

Acho que a mithril existiria em abundância assim como pode existir bem abaixo de nossos pés...
Pelo que sei apenas os anões sabia extrair ela...

E os anões não mataram "alguns" orcs, mas uma quantidade realmente grande...

A relação entre Homens e Elfos não seria afetada, continuaria a mesma coisa. Não me recordo de nada relacionado aos Anões que os fizessem ter uma relação diferente.

Digo isso porque os anões fizeram contato com os elfos antes que os homens (eu acho) e talvez tenha dado uma primeira impressão de "outra raça" a eles...
(é só uma especulação...)

Creio que as montanhas não seriam habitadas por outro tipo de criaturas,por exemplo os elfos odeiam as cavernas , a escuridão, os homens ao longo do tempo também não criaram muita amizade com ela. Mas se fossem habitadas por que não poderiam por tribos de homens selvagens assim como a tribo de Ghân, ou por exemplo pelos povos que Saruman diz que Théoden e seu reino expulsaram para as montanhas, eles viviam por lá e pelas cavernas.

E Menegroth, as mil cavernas de Thingol e Melian (um elfo e uma maia)?
E Nargothrond, a grande fortaleza de Finrod (um elfo)?
E os elfos silvestres e sua morada na montanha da floresta?
Bom... e fora isso os orcs e até mesmo balrogs...



Agora o fato de encontrar Mithril é complicado, pois ele só se encontrava muito abaixo da terra, realmente nas profundezas, onde até há medo de se cavar.Como já foi citado talvez não houvesse também a presença dos Balrogs, pelo menos não daquele que tentou matar Mithrandir.

"Não haver a presença dos Balrogs" ou "não haver Balrogs" é muito relativo, pois eles existiam e talvez apenas não tivessem sido despertos..
Ou pior...
Não tivessem ido tão fundo na terra e permanecessem na superfície espalhando terror (nossa, que trágico =p)


Mas nesse caso o destino de Turambar já era traçado para a desgraça, a maldição colocada sobre Húrin e consequentemente toda a sua família um momento iria aparecer, se não fosse por Mîm seria por outro.

Concordo! xD

Sem os anões, Doriath teria caído quando Morgoth voltou à Beleriand, pois foram os anões que criaram armas de aço para os sindar e ajudaram a escavar Menegroth, além das outras coisas que já foram mencionadas.

Verdade...
Mas será que os elfos não iriam descobrir outro tipo de arma ou mesmo de defesa (magica, talvez) na falta do aço dos anões...


(Mais perguntas!!!) :grinlove::grinlove:
 

Dúnadan Thorongil

Mensageiro de Gondor
"Não haver a presença dos Balrogs" ou "não haver Balrogs" é muito relativo, pois eles existiam e talvez apenas não tivessem sido despertos..
Ou pior...
Não tivessem ido tão fundo na terra e permanecessem na superfície espalhando terror (nossa, que trágico =p)

Pelo que eu sei, após a Guerra da Ira, eles fugiram e se refugiaram, morrendo de medo, nas profundezas da terra. O balrog de Moria não seria libertado caso os anões não exisitissem. Ele só se libertou quando os anões cavaram bem fundo em Kazad-dûm. Eu li uma vez, só não lembro onde, que talvez não foram os anões que o acordaram, eles apenas o libertaram. Pode ser que o poder de Sauron o tenha acordado.
 

General Artigas

Não tá morto quem peleia
Verdade...
Mas será que os elfos não iriam descobrir outro tipo de arma ou mesmo de defesa (magica, talvez) na falta do aço dos anões...


Naquela época, mesmo com Melian e Thingol (o único sinda que não é moriquendi), ao meu ver os sindar eram pouco mais evoluídos que os elfos do reino de Thanduil, ou até menos evoluídos nas artes da forja de armas, até eles conseguirem fazer uma arma que prestasse, toda a floresta estaria infestada de orcs, até porquê, pelo que tenho conhecimento, a floresta não devia render muitos minérios utéis para armas.

E o refúgio de Menegroth não seria escavado, ou seja, a fortaleza (?) de Doriath não existiria, em poucos ataques com uma força considerável Morgoth venceria Thingol, caso os Altos-Elfos não tivessem chegado a tempo e ensinado a forja de armas aos sindar no lugar dos anões, mesmo assim, as armas não seriam como a dos anões, pois se não me engano é dito que nem mesmo os noldor superavam os anões na forja do aço.

E defesa "mágica" seria muito difícil, talvez o Cinturão-de-Melian fosse criado e mantido, mas sem armas para enfrentar os exércitos de Morgoth, acredito que nem esse trunfo de Melian duraria muito tempo. Defesa na força bruta muito menos, sendo que os orcs usavam armaduras e simples setas sem ponta de metal não matariam tantos orcs.

Ao meu ver os anões foram extremamente importantes para os elfos que ficaram em Beleriand e não partiram para Valinor.
 
Última edição:

Nina-Lasgalen

Usuário
E Menegroth, as mil cavernas de Thingol e Melian (um elfo e uma maia)?
E Nargothrond, a grande fortaleza de Finrod (um elfo)?
E os elfos silvestres e sua morada na montanha da floresta?
Bom... e fora isso os orcs e até mesmo balrogs...

Nossa Eruor, não tinha pensado neles, desculpe-me.
Mas de qualquer modo pelo menos na terceira era isso não era muito favorável aos elfos.Me lembro de uma passagem do Senhor dos Anéis em que que Legolas conversava sobre as cavernas com Gimli, ele se mostrava bem relutante para entrar nelas e não parecia gostar muito delas antes de ir com Gimli conhecer aquela em Rohan.Falando de elfos silvestres e sua morada na montanha não entendo então porque Legolas , que é um elfo silvestre , não se sente feliz, e em até certo modo não deseja ir nas cavernas...:think:


"Não haver a presença dos Balrogs" ou "não haver Balrogs" é muito relativo, pois eles existiam e talvez apenas não tivessem sido despertos..
Ou pior...
Não tivessem ido tão fundo na terra e permanecessem na superfície espalhando terror (nossa, que trágico =p)


É...você está certo.Entretanto com as cavernas ficou mais fácil de ve-los.Preferível que estejam nas cavernas do que estejam na superfície, isso é certo.
 

Eruor

Novamente um
Pelo que eu sei, após a Guerra da Ira, eles fugiram e se refugiaram, morrendo de medo, nas profundezas da terra. O balrog de Moria não seria libertado caso os anões não exisitissem. Ele só se libertou quando os anões cavaram bem fundo em Kazad-dûm. Eu li uma vez, só não lembro onde, que talvez não foram os anões que o acordaram, eles apenas o libertaram. Pode ser que o poder de Sauron o tenha acordado.

Bom...
Mas os Balrogs iriam conseguir sair das profundezas da terra sem que os anões as escavassem, ou mesmo com Sauron os chamando eles continuariam aprisionados sob toneladas de terra?
Nesse ponto talvês os anões tenham "atrapalhado" (sem preconceitos, pois cada raça tem seus grandes erros...)

Naquela época, mesmo com Melian e Thingol (o único sinda que não é moriquendi), ao meu ver os sindar eram pouco mais evoluídos que os elfos do reino de Thanduil, ou até menos evoluídos nas artes da forja de armas, até eles conseguirem fazer uma arma que prestasse, toda a floresta estaria infestada de orcs, até porquê, pelo que tenho conhecimento, a floresta não devia render muitos minérios utéis para armas.

E o refúgio de Menegroth não seria escavado, ou seja, a fortaleza (?) de Doriath não existiria, em poucos ataques com uma força considerável Morgoth venceria Thingol, caso os Altos-Elfos não tivessem chegado a tempo e ensinado a forja de armas aos sindar no lugar dos anões, mesmo assim, as armas não seriam como a dos anões, pois se não me engano é dito que nem mesmo os noldor superavam os anões na forja do aço.

E defesa "mágica" seria muito difícil, talvez o Cinturão-de-Melian fosse criado e mantido, mas sem armas para enfrentar os exércitos de Morgoth, acredito que nem esse trunfo de Melian duraria muito tempo. Defesa na força bruta muito menos, sendo que os orcs usavam armaduras e simples setas sem ponta de metal não matariam tantos orcs.

Ao meu ver os anões foram extremamente importantes para os elfos que ficaram em Beleriand e não partiram para Valinor.

É...
Florestas não fornecem muitos minérios mesmo xD

Realmente, lembro de ter lido que os anões eram superiores na forja de armas, apesar de não conseguirem atribuir nenhum poder mágico a eles, como os elfos podiam fazer (não muito facilmente, mas podiam...)

E mesmo assim não acho que os Elfos de Luz iriam para a terra média antes do fim da PE...

Concordo plenamente que os maiores beneficiados nesse ponto foram os elfos cinzentos.

Mas não podemos esquecer que houveram guerras entre elfos e anões...

Mas e os homens?
Porque as espadas numenorianas eram tão estimadas?
Eram melhores que as dos anões?
 

Eruor

Novamente um
Nossa Eruor, não tinha pensado neles, desculpe-me.
Mas de qualquer modo pelo menos na terceira era isso não era muito favorável aos elfos.Me lembro de uma passagem do Senhor dos Anéis em que que Legolas conversava sobre as cavernas com Gimli, ele se mostrava bem relutante para entrar nelas e não parecia gostar muito delas antes de ir com Gimli conhecer aquela em Rohan.Falando de elfos silvestres e sua morada na montanha não entendo então porque Legolas , que é um elfo silvestre , não se sente feliz, e em até certo modo não deseja ir nas cavernas...:think:

Não precisa se desculpar, moça!
:mrgreen:

Mas eu realmente nunca havia atentado a esse ponto...
Pelo que me lembro do "Hobbit" as cavernas dos elfos não são muito profundas e são bem mais arejadas e iluminadas...
Mas Legolas deveria estar pelo menos um pouco caracterizado com passagens subterrâneas...

Talvez a passagem por Moria tenha o traumatizado :grinlove:
 

General Artigas

Não tá morto quem peleia
Não acredito que Sauron tenha "chamado" o balrog, até porquê ele nem deveria saber do balrog até os anões abrirem caminho para ele, acredito que possivelemnte o balrog tenha sido acordado pelas criaturas que moravam nas raízes de Moria, tanto é que ele demonstrava certa pressa em sair dalí quando ele e Gandalf caíram da ponte.

Númenoreanos aprenderam ofícios diretamente dos elfos de Tol Eressëa, dos noldor remanescentes na Terra-Média e de alguns maiar que mantiveram contato com o povo da ilha durante o início do reino, além do que, não eram "homens comuns", uma boa parte da população tinha sangue élfico, ou seja, tinham muita habilidade, acho que por causa de todos esses fatores os númenoreanos tinham armas de tão boa qualidade, e ainda existe o fato de que eles passaram muito tempo em paz, apenas melhorando suas técnicas.

Quanto a serem melhores que a dos anões, eu duvido, talvez se igualassem.

E sobre as guerras de elfos e anões, foram causadas pela cobiça de um elfo e um grupo de anões e foi uma burrada sem tamanho, já que nenhuma das duas partes tinha direito sobre o Nauglamír, na minha opinião, e as guerras e richas posteriores aconteceram pelo desprezo entre as raças surgido após o ocorrido em Menegroth.
 

Tuor

Usuário
Nina-Lasgalen disse:
Mas nesse caso o destino de Turambar já era traçado para a desgraça, a maldição colocada sobre Húrin e consequentemente toda a sua família um momento iria aparecer, se não fosse por Mîm seria por outro.

Eu sei, mas eu me referia a Mîm, que não existiria. Quanto a Túrin, considero que muito de sua maldição estava em sua cabeça para justificar seus atos desesperados. Mas isso é outra história.
 

Nina-Lasgalen

Usuário
Pelo que me lembro do "Hobbit" as cavernas dos elfos não são muito profundas e são bem mais arejadas e iluminadas...
Mas Legolas deveria estar pelo menos um pouco caracterizado com passagens subterrâneas...

Talvez a passagem por Moria tenha o traumatizado

É, não vejo outra razão para isso.Se suas cavernas eram bem iluminadas talvez ele tenha medo do escuro....:lol:
 

Eruor

Novamente um
Não acredito que Sauron tenha "chamado" o balrog, até porquê ele nem deveria saber do balrog até os anões abrirem caminho para ele, acredito que possivelemnte o balrog tenha sido acordado pelas criaturas que moravam nas raízes de Moria, tanto é que ele demonstrava certa pressa em sair dalí quando ele e Gandalf caíram da ponte.

Númenoreanos aprenderam ofícios diretamente dos elfos de Tol Eressëa, dos noldor remanescentes na Terra-Média e de alguns maiar que mantiveram contato com o povo da ilha durante o início do reino, além do que, não eram "homens comuns", uma boa parte da população tinha sangue élfico, ou seja, tinham muita habilidade, acho que por causa de todos esses fatores os númenoreanos tinham armas de tão boa qualidade, e ainda existe o fato de que eles passaram muito tempo em paz, apenas melhorando suas técnicas.

Quanto a serem melhores que a dos anões, eu duvido, talvez se igualassem.

E sobre as guerras de elfos e anões, foram causadas pela cobiça de um elfo e um grupo de anões e foi uma burrada sem tamanho, já que nenhuma das duas partes tinha direito sobre o Nauglamír, na minha opinião, e as guerras e richas posteriores aconteceram pelo desprezo entre as raças surgido após o ocorrido em Menegroth.

Então, não fossem as escavações dos anões o Balrog iria continuar "dormindo feito um anjo", assim como outros devem ter continuado também...

Mas se a forja dos numenorianos era tão boa quanto a dos anões... talvez suprisse a nessecidade de boas armas (pelo menos na segunda e terceira era)

Ao meu ver Nauglamír é outro exemplo de Tolkien para a ambição por coisas materiais e as suas consequencias...
Mas alguns elfos morreram por causa disso...
Mas você falou sobre guerras posteriores...?
Não me lembro de outra batalha de elfos x anões...

É, não vejo outra razão para isso.Se suas cavernas eram bem iluminadas talvez ele tenha medo do escuro....:lol:

Medo de escuro!
uhauahuahuahuahuahuah :lol:

Sempre achei ele meio afeminado (brincadeirinha) :mrgreen:
 
Última edição:

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo