1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

E se as 7 casas dos anões tivessem se juntado durante a guerra do anel.

Tópico em 'E Se...?' iniciado por Gondoriano, 3 Jan 2018.

  1. Gondoriano

    Gondoriano Numenoriano Fiel

    Um ótimo 2018 a todos
     
  2. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Imaginando que se refira aos anões, eu poderia trabalhar com dois pontos de partida possíveis. Um em que o passado dos anões foi alterado para que as 7 casas se unissem enquanto o outro ponto de partida para uma hipótese dessas é que o passado dos anões fosse mantido intacto ao mesmo tempo que no presente (Guerra do Anel) tivesse testemunhado algo de extraordinário.

    Por exemplo, se os anões não tivessem se envolvido nos negócios joalheiros dos elfos do neto de Feanor na época da confecção dos anéis haveria um peso menor do destino sobre eles e poderia haver menos brigas entre eles (os sete anéis aumentavam a ganância dos portadores e a discordância de cada anão). Ou se os anões tivessem percebido que poderiam despertar um Balrog em razão de não cavarem fundo em um lugar perigoso poderiam ter preservado a própria força para serem capazes de se unirem mais facilmente em virtude de terem um inimigo em comum.

    À época da Guerra do Um Anel, as casas estavam espalhadas ao vento, esfaceladas por muitas tragédias da qual Moria contava como sendo mais uma. Havia ataques de dragões frios e quentes no norte e o poderio dos anões do oeste havia se apagado com a guerra da Ira e afundamento de Beleriand. As terras estavam selvagens, as estradas perigosas, os andarilhos estranhos e malignos.

    Podemos imaginar que um evento extraordinário pudesse vir de Aulë na forma de alguma mensagem ou herança especial igual havia ocorrido com a mensagem levada por Tuor aos elfos. E a repetição de um evento assim até poderia ser coerente com os métodos encontrados nos livros (em Tolkien esse tipo de coisa se repete de tempos em tempos) mas Aulë também é um Vala problemático (Yavanna também). De modo que Saruman, Sauron e Feanor são frutos derivados do conhecimento adquirido por meio dele e que a falta de participação deste Vala na época da Guerra poderia indicar que ele estivesse já muito pressionado tentando controlar as conseqüências daquilo que ele havia começado e que fora corrompido por Melkor (Sauron, Saruman e Feanor). Então, muito dificilmente viria dele uma mensagem semelhante a mensagem de Ulmo. Entre outras razões porque Ulmo tinha um ótimo sistema de informação dos seres vivos e do qual Aule estava privado, que era a água, e entendia de música mais que os outros Valar. Aulë, era de natureza mais "pétrea", adormecida e surda igual as rochas que criva, ele ouvia os vivos menos que Ulmo e apesar de Ulmo ter também servos rebeldes (Ossë) os servos dele se regeneraram precisando apenas da ação de outro servo menor (Uinen) e não da intervenção do conselho dos Poderes.

    Os anões então tinham sido deixados nas mãos de Eru e nas trilhas misteriosas que apoiam os pés de seus filhos, pois que ele havia se tornado o verdadeiro pai dos anões ao infundi-los de almas e assumir sua adoção. E na vontade de Ilúvatar cada um deles teria vontade própria e cada casa seguiria um destino ainda menos claro que o de homens e elfos. Sete casas havia sim no povo dos anões, mas se por um lado Eru não planta sem um propósito também é verdade que o número 7 poderia também servir apenas aos propósitos iniciais de Eru sem ter relação com o sucesso do futuro dos anões como unidade.

    O que significa dizer que seria possível também o aparecimento de um herói anão portador do sangue de mais de uma casa, ou que a melhor das casas apenas seria escolhida para representar os anões na Guerra do Anel. Pessoalmente tenho para mim que Gimli era o que de melhor havia nos anões e a casa dele foi a escolhida para representar aquela parte dos anões que deveria ser preservada. Por exemplo, algumas anões estavam destinadas a sumir como os anões nanicos.

    Quer dizer, quando Elrond batiza a comitiva estamos diante do propósito de cada povo por meio de cada representante, sem necessidade de exército unificado do melhor de cada um e daquilo que sobreviveria ao tempo e a guerra.
     
    • Ótimo Ótimo x 2
  3. Gondoriano

    Gondoriano Numenoriano Fiel


    Ótima análise
     

Compartilhar