1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

É "Incidente em Antares" um livro de zumbis?

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Clara, 26 Dez 2010.

?

"Incidente em Antares" (Erico Verissimo) é um livro de zumbis?

  1. Sim

    0 voto(s)
    0,0%
  2. Não

    0 voto(s)
    0,0%
  3. Outros argumentos

    0 voto(s)
    0,0%
São permitidos múltiplos votos.
  1. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Decidi reler este livro ano que vem e, tentando relembrar a história, surgiu essa dúvida.

    Sei que o livro tem bastante alegoria sobre a situação política e social do Brasil e tudo isso (principalmente no personagem João da Paz, que morreu torturado) mas vocês acham que a história pode ser classificada como "de zumbis"?


    Sinopse para quem não se lembra:

    Fonte: Livraria Cultura

    Anica, sei que existe
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , mas eu queria abrir uma enquete então, se você achar melhor (e isso for possível) por favor junte os dois.
    =)
     
  2. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Arquetipicamente talvez não; mas é inegável que o livro possua zumbis em seu enredo e que estes sejam de fundamental importância para o enredo bem como o entendimento e a propagação da mensagem textual e literária (e se os zumbis possuem importância para o entendimento do enredo e da mensagem... Bem. O que seria então um livro "de zumbi" se não isso?). Meu voto é sim.
     
  3. Anica

    Anica Usuário

    concordo com o Mavericco. pode não ter aquela coisa do zumbi-que-come-carne-humana e tudo o mais, mas bem, são mortos-vivos, né? :dente:
     
  4. aces4r

    aces4r Usuário

    Nunca tinha pensado nisso. Faz sentido, são zumbis mesmo.
     
  5. Liv

    Liv Visitante

    Se morto vivo é zumbi, então sim. Mas eu votei não, por que acredito que o Érico Veríssimo fez aquela traquinagem com aquele ditado "vou levar esse segredo para o túmulo".
     
  6. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=justify]Isso faz eu me questionar sobre esse assunto do qual não domino praticamente nada: comer carne humana é condição sine qua non para ser considerado zumbi?[/align]
     
  7. Anica

    Anica Usuário

    eu acho que não. a característica principal é ser um morto que caminha por aí, digamos assim. os zumbis das lendas africanas não se alimentam de carne humana, se alimentam? eu acho que tem mais do cinema moderno influenciando nessa questão :think:
     
  8. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Vampiros também não são mortos-vivos? Se sim, eles podem ser considerados zumbis?

    (Desculpem se estou perguntando besteiras, mas é que não sei necas sobre esse assunto)
     
  9. Liv

    Liv Visitante

    Wikipédia engraçadinha: Morto-vivo é um personagem mítico e fabuloso que não está vivo nem morto.

    O exemplo mais conhecido são os zumbis.

    Eles são mortos que não tiveram descanso e voltam à vida num tipo de transe, possuem a pele apodrecida e usam roupas esfarrapadas, possuem um cheiro forte e horrível. Normalmente, perdem partes do corpo, como os dentes ou os dedos. Perambulam sem rumo, geralmente a procura de vingança. Para serem mortos definitivamente devem levar um tiro na cabeça.

    Outro exemplo conhecido são os vampiros e as múmias.

    Çuper siëntífico
     
  10. Anica

    Anica Usuário

    o q vc citou da wiki, liv, bate certinho com as personagens de incidente, não? :timido:
     
  11. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    Vampiro é um morto-vivo, mas não é um zumbi.

    Zumbi é uma condição em que não tem uma vontade realmente própria. Em algumas religiões relacionadas ao Voodoo e Hoodoo, ele é resultado de um feitiço em que alguém controla uma outra pessoa por meio de pensamento e coisas assim.

    Não apodrecem nem nada, só tem uma vida condenada a servir ao feiticeiro que imbuiu essa condição neles.

    O zumbi de comer carne humana e ser esse lance que todo mundo conhece é coisa de cinema e folclore nerd por assim dizer. A situação da zumbificação em relação ao mundo é parecida com a nossa em relação ao saci-pererê e a imensa maioria das mitologias ao redor do mundo: todo mundo conhece uma história superficial, mas o mito a fundo praticamente ninguém realmente conhece.

    Dessa forma, segundo esse meu conhecimento que não é tão aprofundado assim, Incidente em Antares não é um livro de zumbi, visto que os mortos-vivos do livro têm vontade própria e pensam por eles mesmos.

    De uma forma rala, claro, pode-se dizer que é um livro de zumbis, mas pra mim é uma simplificação tosca (tanto do livro quanto do mito) que eu costumo usar pra cativar alunos a ler isso.
     
  12. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=justify]O que separa os zumbis dos vampiros é a "consciência" e a capacidade intelectual, então?

    Hehehe, legal isso.[/align]
     
  13. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    Numa forma superficial seria exatamente isso, mas o mito vai bem mais fundo. Um zumbi tem a sua vida roubada (alguns de bom grado) para sobreviver, o vampiro rouba vidas através do sangue para sobreviver.

    Nessas religiões, o zumbi não é nem um morto-vivo. A condição de morto-vivo é estabelecida porque ele é uma espécie de autômato: um robô primitivo controlado por uma técnica primitiva.

    Nenhum dos dois (num processo de comparação) geralmente são transformados no que são por vontade própria, mas toda a relação deles com o restante é bastante diferente.
     
  14. Zzeugma

    Zzeugma Usuário

    Os zumbis existem mesmo. Ou quase-isto.

    A ideia do Zumbi (um defunto de carne-e-osso que sai da tumba andando poraí) veio do Haiti, Jamaica, estas ilhas onde rola o "vudu". O folclore local afirma que tais e tais pessoas são zumbis, e elas ficam meio que vagando pelas ruas, meio mendigos, meio loucos.

    Na década de 60 (estou citando de memória um programa do Discovery), um destes zumbis foi internado num hospital mantido por estrangeiros. Alguém resolveu checar o prontuário do "zumbi" e viram que o cara realmente tinha um atestado de óbito em seu nome, alguns anos antes.

    Pesquisadores descobriram que estes zumbis são vítimas dos feiticeiros locais que os envenenam com um negócio feito de um monte de coisas, entre elas porções do veneno do baiacu (um peixe usado na culinária japonesa). O coitado entra em estado de "quase-morte" e realmente pode ser enterrado. O feiticeiro então ia lá e "resgatava" o defunto de sua cova... muitas vezes com graves danos neurológicos ou psicológicos.

    Maiores detalhes escabrosos no filme de terror de Wes Craven: The Serpent and the Rainbow (esqueci o título em português)... sem esquecer que é um filme, um tanto exagerado, portanto.
     
  15. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    então a conclusão seria q nem todos os mortos-vivos são zumbis e nem todos os zumbis são mortos-vivos?
     
  16. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    Por aí.
     
  17. Excluído044

    Excluído044 Banned

    Pergunta intrigante do dia: É "Incidente em Antares" um livro de zumbis?
    Resposta: É
     
  18. Também acho que é sim, afinal, sete mortos saem andando do nada no meio do livro.
    Mas dizer simplesmente que o Incidente é um livro de zumbis é injustiça. O livro vai muito além, pois eles não são apenas os mortos-vivos que atrapalham, como nos outros livros do gênero. São personagens da estória, que representam um papel importantíssimo, mesmo que o livro não seja centrado neles.
     
  19. Snaga

    Snaga Usuário não-confiável!!!

    Creio que literalmente é sim um livro de zumbis, afinal são mortos-vivos caminhando pela cidade.

    Mas arquetipicamente, como disse o Mavericco, acredito que não. Afinal os mortos-vivos não agem com zumbis comuns do tipo falam: "mioooooooolos" :lol:
     

Compartilhar