1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

DVD's de shows - reviews

Tópico em 'Música' iniciado por Progger58, 15 Jul 2005.

  1. Progger58

    Progger58 Usuário

    Pessoal, tive a idéia de abrir este tópico para que aqui façamos reviews de DVD’s de shows que julguemos interessantes, o que vocês acham?

    Vou começar com este que eu considero um dos melhores que eu já tive a oportunidade de assistir:


    ISILDURS BANE - Mind Vol. 5: The Observatory

    Isildurs Bane é uma banda progressiva sueca com uma carreira já bastante prolífica, iniciada nos anos 80. O som do IB, como todos que o conhecem sabem muito bem, é bastante difícil de descrever, mas podemos tentar defini-lo como uma espécie de progressivo basicamente instrumental (à exceção do último disco e de algumas faixas de discos anteriores), com alguns elementos esparsos de King Crimson, Frank Zappa e Pink Floyd, além de uma forte influência da música clássica, pela farta utilização de violino, violoncelo e outros instrumentos eruditos em seus elaborados arranjos. A própria banda define o seu som nestes termos: "Ao longo dos anos, nossa música tem reunido elementos das mais diversas vertentes, notadamente do jazz, fusion, erudito e música teatral. Nosso desenvolvimento musical também tem tido muito a ver com novos membros vindo de diferentes formações, tais como rock, funk, clássico e jazz". Dentre os diversos discos já lançados pela banda, os meus favoritos são The Voyage: A Trip to Elsewhere, Mind Vol. 1, Mind Vol. 2 and Mind Vol. 4.

    Este show foi gravado na Suécia, em 2004, e o repertório abrange, basicamente, músicas do último disco do grupo, Mind Vol. 4, de 2003, complementado com algumas faixas do também sensacional The Voyage: A Trip to Elsewhere (1997).

    No palco, só verdadeiras feras, incluindo dois guitarristas (o Jonas Christophs e a bonita Mariette Hansson) e também uma violoncelista. Destaque também para o percussionista, o cara é um espetáculo à parte também.

    A lista de músicas apresentadas no DVD é a seguinte:

    1. Under the wind
    2. Heal (intro)
    3. Good
    4. Open
    5. Dark II
    6. Ends
    7. Cage
    8. Eyes
    9. Idea
    10. Heal
    11. People are afraid
    12. The Voyage: The adventure of the whirling delirium
    13. The Voyage: A telescope and a hot air balloon
    14. Loss
    15. Rage
    16. The Voyage: Wild as a toad
    17. The voyage: Magnificent giant battles
    18. Without grace

    Nessas faixas do The Voyage o show atinge o seu auge, é realmente de tirar o fôlego o espetáculo áudio-visual durante essas músicas.

    O DVD tem também algumas faixas bônus excelentes (Video Extras), gravadas em um show da banda no Gouveia Art Rock Festival-2004, em Portugal, a saber:

    - The Asylum
    - Idea
    - Celestial Vessel

    Além das seguintes faixas bônus de áudio:

    - Without Grace
    - People Are Afraid
    - Under the Wind
    - Thoughts Stand Still

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A primeira coisa que se nota ao assistir a esse DVD é a excelente qualidade de áudio. Embora seja PCM estéreo apenas, em um bom sistema chega a ser melhor que muito Dolby Digital 5.1 que eu conheço. A qualidade de vídeo também é de excelente qualidade. Detalhe é que o DVD é code-free no que se refere à parte de áudio, mas o vídeo é no padrão PAL europeu, portanto será necessário que o seu sistema seja compatível com esse padrão (praticamente todas as boas TV’s atuais o são), do contrário a imagem será em preto-e-branco.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Demétrio
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  2. Progger58

    Progger58 Usuário

    E aí, pessoal, cadê as reviews dos DVD's que vocês gostam mais, heim?

    Enquanto isso vou aqui fazer mais uma:


    FLOWER KINGS - Meet The Flower Kings

    Para quem eventualmente ainda não conhece o Flower Kings, trata-se de uma banda sueca liderada pelo excelente guitarrista Roine Stolt, que fez parte de um grupo dos anos 70 bastante conhecido entre a comunidade prog, chamado Kaipa. Descrever a música do Flower Kings é tarefa meio espinhosa, mas digamos que é um rock progressivo com uma sonoridade bem moderna mas com reconhecíveis elementos de diversos grupos dos anos 70 como Yes, King Crimson, Gênesis, Pink Floyd e Frank Zappa, dentre outros.

    Meet The Flower Kings é um DVD duplo, contendo um show gravado em 2003 na cidade de Uppsala, Suécia. Trata-se de um show de longa duração, com faixas igualmente longas, a saber:

    DISCO 1:

    - The Truth Will Set You Free (31:20)
    - Garden of Dreams Part 1 (27:07)
    - Garden of Dreams Part 2 (17:20)

    DISCO 2:

    - Humanizzimo (23:10)
    - Circus Brimstone (11:18)
    - Silent Inferno (16:13)
    - Stardust We Are (26:25)

    Intercaladas entre uma música e outra foram inseridas imagens captadas durante esta e outras turnês do grupo, junto com cenas de estúdio, mas que não atrapalham NMO o andamento do concerto em si, já que a edição foi feita de tal forma que o DVD parece fluir sem interrupções.

    No palco, além dos excelentes músicos que compõem originalmente o grupo, dois outros músicos convidados: o percussionista "maluquinho" Hasse Bruniusson (Flying Flood Circus) e o guitarrista/vocalista Daniel Gildenlow (Pain of Salvation). Esse percussionista é realmente uma figuraça, a parte cômica do show.

    O Roine Stolt, como sempre, dá um show na guitarra. Os outros músicos também não deixam por menos, pois são todos competentíssimos. O repertório, então, só coisa fina, a nata de tudo de bom que já foi lançado por esta banda ao longo de sua prolífica carreira. Ou seja, um DVD imperdível para todo fã do grupo e para outros que eventualmente ainda não o conheçam e tenham interesse em conhecê-lo.

    Quanto à parte técnica do DVD: Trilha de áudio PCM Stereo e imagem full screen, de excelente qualidade.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Demétrio.
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  3. Progger58

    Progger58 Usuário

    OK, vou trazer mais duas reviews:

    P F M - Live in Japan 2002

    Premiata Forneria Marconi, ou simplesmente P F M, faz parte da tríade de nomes principais do progressivo italiano (junto com Banco Del Mutuo Soccorso e Le Orme), tendo três discos considerados como obras-primas, a saber: Storia di un Minuto, Per un Amico e L’Isola di Niente, lançados no início dos anos 70. A banda continua em plena atividade, fazendo turnês pelo mundo afora (recentemente passaram aqui pelo Brasil, em shows enormemente aplaudidos).

    O show mostrado neste DVD, como o próprio título indica, foi gravado no Japão, em 2002. São 135 minutos de pura energia musical, uma performance realmente arrasadora, com a banda incrivelmente em plena forma, mostrando uma energia realmente contagiante. É incrível como a idade parece não ter afetado em nada a qualidade destes músicos, muito pelo contrário, até parece que estão cada vez melhores!!!

    O setlist deste concerto foi basicamente centrado nas três obras-primas acima referidas, complementado por músicas de outros discos posteriores. A lista das músicas é a seguinte:

    01. La Carrozza di Hans
    02. Rain Birth (intro to the River)
    03. River of Life
    04. Photos of Ghosts
    05. Peninsula
    06. Out of the Roundabout
    07. La Rivoluzione
    08. Suonare Suonare
    09. Promenade the Puzzle
    10. Tokyo Piano Solo
    11. Dove... Quando (part 2)
    12. Dove... Quando
    13. Il Banchetto
    14. Dolcissima Maria
    15. Maestro della Voce
    16. Si Può Fare
    17. Mr 9 till 5
    18. Scary Lights
    19. Tokyo Electric Guitar Jam (incluindo Altaloma 5 till 9)
    20. Tokyo Violin Jam (part 1)
    21. William Tell Ouverture
    22. Tokyo Violin Jam (part 2)
    23. Impressioni di Settembre
    24. È Festa
    25. La Luna Nuova

    Qualidade de áudio e vídeo impecável, em todos os aspectos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Demétrio.
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  4. Progger58

    Progger58 Usuário

    DVD's de shows

    P F M - Live in Siena

    O show mostrado neste DVD foi gravado em 2003, na Piazza Del Campo, em Siena (Itália), e conta com a participação (em tempo integral) do antigo violinista/flautista da banda, o Mauro Pagani. O cara é simplesmente fenomenal. Fico imaginando o outro DVD da banda, o "Live in Japan 2002" (vide review acima), com a presença do Pagani, teria sido um espetáculo indescritível...

    O show conta ainda com a participação do violinista atual do grupo, Lucio Fabbri (em dueto com o Pagani), e de um trio de cordas em algumas partes do show.

    Este DVD é magnífico, mas comparado com o anterior, "Live in Japan 2002", eu diria o seguinte:

    1) No Live in Japan a banda parecia um pouco mais entusiasmada, o que pode ser explicado pelo fato da audiência japonesa ser muito vibrante durante todo o show, o que certamente contagia toda a banda, ao contrário desse Live in Siena, onde a audiência parecia um pouco "fria". Não é por acaso que bandas de rock costumam gravar seus melhores shows no Japão, pois o povo daquele país parece mesmo adorar o rock de uma maneira realmente apaixonada.

    2) A qualidade de áudio e vídeo também é um pouco melhor no Live in Japan. Não que a qualidade de áudio e vídeo desse Live in Siena deixe algo a desejar, nada disso, é que a qualidade geral do Live in Japan que é realmente sensacional.

    3) O Live in Japan também é bem mais longo que o Live in Siena.

    De toda sorte, um excelente show este Live in Siena também. Vale, sem dúvida alguma, mesmo para quem já tem o excelente Live in Japan, sobretudo pela apresentação maravilhosa do Mauro Pagani.

    Demétrio.
     
    Última edição: 1 Set 2005
  5. Progger58

    Progger58 Usuário

    Re: DVD's de shows

    Ô, pessoal, vocês estão muito quietos, vamos agitar este lugar!! =]

    Seguinte, vou fazer uma mini-review de um DVD mais na linha metal, quem sabe alguém finalmente se manifesta... :think:


    RUSH – Rush in Rio

    A coisa que eu mais li a respeito desse DVD, antes de adquirí-lo, era que a qualidade de áudio era ruim. Mesmo assim, gostando bastante da banda como eu gosto e querendo ter o privilégio de ver aquelas verdadeiras referências musicais que são Alex Lifeson (guitarra), Geddy Lee (vocal, baixo e teclado) e Neil Peart (bateria) tocando ao vivo, me levaram a adquirir esse DVD assim mesmo.

    E estou muito grato por tê-lo feito. Ao contrário do que essas reviews que eu li afirmam, eu pessoalmente considero esse DVD "Rush in Rio" muito bom. Existe, realmente, um pequeno problema no áudio, ao que eu sei decorrência do fato de não ter havido tempo da banda fazer a necessária passagem de som antes do show, por conta de um atraso na chegada dos caminhões com os equipamentos ao Rio de Janeiro. Em conseqüência disso o som do DVD acabou ficando meio embolado, misturado com o barulho da enorme platéia de mais de 40 mil pessoas presente ao Maracanã (ou seja, falta ao DVD aquela definição espacial dos instrumentos que estamos acostumados a notar muito claramente em outros bons DVD’s), e isso mais especialmente em Dolby Digital 5.1, mas eu descobri que selecionando a opção de áudio 2.0 do DVD e com o processador (ou receiver) ajustado para algum modo DSP Music o resultado ficou bem melhor realmente. O meu equipamento não tem o moderno processamento DPL II, mas eu presumo que o resultado com esse processamento seja melhor ainda que o DSP Music que eu uso e cujo resultado já considero altamente satisfatório.

    Mas o que eu gostaria mesmo de salientar muito bem é que mesmo com essa deficiência na parte de áudio, eu acho esse show em si tão sensacional que acaba compensando, e com sobras, esse pequeno problema. O setlist desse show foi fantástico, a apresentação da banda super empolgada, a performance dos três de arrepiar (afinal esses caras são referências em seus respectivos instrumentos), o visual de palco também belíssimo, enfim, um verdadeiro testamento de como se fazer um megashow.

    E um ponto positivo para o áudio: algumas passagens nos graves são do tipo arrasa quarteirão, uma pancada realmente!!!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Um adendo interessante sobre este DVD Rush in Rio: a música que toca nos créditos finais é do grupo brasileiro de música instrumental/experimental UAKTI, mais especificamente a música "Trilobita" (que faz parte do disco Mapa).

    Agora imaginem vocês: se a música do Uakti já é normalmente sinônimo de perfeição técnica, com imagem estéreo de padrão referência realmente, imaginem então ouvir "Trilobita" em 5.1 canais... UM VERDADEIRO ESPETÁCULO!!!

    Outra curiosidade é que essa turnê que resultou no DVD Rush in Rio aconteceu depois de a banda ter quase encerrado atividades, por conta de uma tragédia dupla pessoal na vida do baterista Neal Peart. Em 1997 sua filha morreu em um acidente automobilístico e, pouco tempo depois, em 1998, sua esposa Jaqueline Taylor faleceu de câncer. Me recordo que, na época, surgiram realmente comentários de que seria o fim da banda por conta dessa tragédia pessoal na vida do Neil, inclusive o grupo ficou mesmo sem gravar por cinco anos, somente depois retornando à ativa. Foi justamente por conta dessa tragédia pessoal do Neil, inclusive, que das coletivas de imprensa dessa turnê só participavam o Alex Lifeson e o Geddy Lee, como forma justamente de poupar o Neil da tristeza de ter que reviver eventualmente essa tragédia, já que, como sabemos, a imprensa não costuma poupar nenhum artista de perguntas alusivas à sua vida pessoal

    Demétrio.
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  6. Progger58

    Progger58 Usuário

    OK, gente, vamos a mais um excelente DVD:


    TRANSATLANTIC – Live in Europe

    Transatlantic é um supergrupo formado por verdadeiras feras da cena progressiva, a saber: Roine Stolt (Flower Kings), Neal Morse (ex-Spock's Beard), Pete Trewavas (ex-Marillion) e o Mike Portnoy (Dream Theater). Neste show eles também contam com a participação do músico convidado Daniel Gildenlow, do Pain of Salvation (guitarra, teclados, percussão e vocais adicionais).

    Este show foi gravado em 2001, na Holanda, com o seguinte setlist:

    1. Duel with the devil (26:00 min)
    2. My new world (16:20)
    3. We all need some light (06:41)
    4. Suite Charlotte Pike medley (30:55)
    5. Stranger in your soul (30:36)
    6. All of the Above (30:20)

    O show é eletrizante da primeira à última faixa, você não consegue parar pra nada. E olha que são mais de duas horas de pura energia musical, de fazer literalmente tremer a poltrona a cada pisada do baixista Peter Trewaras no pedal.

    O DVD é duplo, contendo 140 minutos apenas da parte do show propriamente dito, além de aproximadamente 20 minutos de extras (incluindo, nesta parte, uma versão do grupo para Shine on You Crazy Diamond, do Pink Floyd). Trilhas de áudio Dolby Digital 5.1 e 2.0 Stereo, de excelente qualidade. A parte de vídeo também é de ótima qualidade.

    Pra quem gosta de boa música com energia, executada por verdadeiros virtuoses em seus respectivos instrumentos, este dvd é realmente imperdível.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Demétrio.
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  7. Progger58

    Progger58 Usuário

    Mais uma mini-review:


    KAYAK - In Concert: Bard of the Unseen

    Para aqueles que eventualmente ainda não conhecem, KAYAK é uma banda holandesa dos anos 70 que tem em sua formação um dos tecladistas mais respeitados da cena progressiva, o Ton Scherpenzell. Mas a verdade é que a banda conta com músicos de primeiro time realmente, de forma que, quanto a esse aspecto, é satisfação garantida para os mais exigentes.

    O subtítulo deste DVD é Merlin: Bard of the Unseen, baseado exatamente no album Merlin, de 1981, um disco conceitual que, como o próprio nome indica, é construído em torno da lenda do famoso mágico e a Corte do Rei Arthur.

    Trata-se na verdade de um DVD duplo, sendo que o Disco 1 é uma ópera-rock baseada no já mencionado album (Merlin), executado por completo, contando com a participação de orquestra e bailarinos que dão uma atmosfera realmente especial à apresentação. Esta parte do show é bem no estilo do Ayreon, com a belíssima vocalista Cindy Oudshoorn e o vocalista Bert Heerink (e ainda em algumas partes o guitarrista/vocalista Rob Vunderink) conferindo uma perfeita dramaticidade aos seus personagens.

    O Disco 2, que tem como subtítulo Greatest Hits, é a continuação do mesmo concerto, só que apresentando os grandes sucessos de outros discos lançados pela banda ao longo de sua carreira. Nessa parte do show entra em cena, em duas faixas (Periscope Life e Ruthless Queen), o vocalista da segunda formação da banda, Edward Reekers, com seu timbre de voz inconfundível.

    Um DVD que eu considero um dos melhores que eu já tive a grata chance de assistir e que, NMO, não pode faltar na videoteca de nenhum progger deste mundo. MARAVILHOSO!!!

    A qualidade técnica desse DVD também é sensacional, NOTA 10 realmente, com formato de vídeo WIDE (que visual BELÍSSIMO o desse show) e trilhas de áudio DTS, Dolby Digital 5.1 e Dolby Digital 2.0 Stereo.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Demétrio.
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  8. Progger58

    Progger58 Usuário

    E aí, turma, parece que ninguém por aqui se liga mesmo em DVD's de shows, né? :think:

    De qualquer modo, já que eu comecei o tópico, vou dar continuidade assim mesmo com mais um DVD que eu considero excelente:


    OZRIC TENTACLES - Live at the Pongmasters Ball


    O que eu aprecio mais no som do Ozric Tentacles é o inusitado, o exótico, o diferente. Para quem ainda não conhece o som desta incrível banda, pense num prog space rock/psicodélico instrumental com muita pegada e uma boa dose de experimentalismo, lembrando eventualmente aquele som meio maluco de bandas como Gong e Hawkwind, adicione a isso uma guitarra super-veloz (muito competente o guitarrista, por sinal), depois acrescente uma sonoridade meio que de música árabe, com flautas e sintetizadores formando todo um tapete mágico de sons (sintetizadores estes que também nos remetem eventualmente a algumas sonoridades típicas do grupo eletrônico alemão Tangerine Dream), um baixo e uma bateria com muito punch e uma batida bem reggae, e aí você tem mais ou menos uma descrição do que seja o som do Ozric Tentacles e do que você irá encontrar neste DVD. Em resumo, o tipo do som para implodir a mesmice realmente.

    O show foi gravado em 2002, em Londres, apresentando a banda em plena forma e com uma energia realmente contagiante de todos os seus integrantes, a saber: Ed Wynne (guitarra e sintetizadores), John Egan (flautas e vozes), Zia Geelani (baixo), Seaweed (Christopher Lenox-Smith - sintetizadores) e Schoo (Stuart Fisher - bateria). Especialmente o Jon, que eu considero um dos que mais encarnam a música altamente psicodélica do Ozric.

    Neste show eles revisitam verdadeiras pérolas de sua prolífica carreira, sendo a lista completa das músicas a seguinte:

    1. Oddentity
    2. Erpland
    3. Oakum
    4. Myriapod
    5. It's A Hup Ho World
    6. Pixel Dream
    7. The Domes of G’Bal
    8. Pyramidion
    9. Saucers
    10. Dissolution
    11. Sploosh
    12. Ta Khut
    13. Kick Muck
    14. The Throbbe

    Quanto à qualidade técnica do DVD, também não há do que reclamar: trilha de áudio Dolby Digital 5.1 e qualidade de vídeo também excelente.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Demétrio.
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  9. Progger58

    Progger58 Usuário

    STEVE HACKETT - Once Above a Time

    Para quem eventualmente ainda não conhece, Steve Hackett foi o guitarrista da fase áurea do Genesis, nos anos 70, sendo unanimemente considerado um dos melhores nesse instrumento. Depois que ele saiu da banda, construiu uma prolífica e belíssima carreira solo, comparável em todos os sentidos à de outro famoso genesiano, o Peter Gabriel.

    Este show em DVD a que ora me reporto, Once Above a Time, é perfeito em todos os aspectos, seja musical ou tecnicamente (inclusive com trilha de áudio DTS da melhor qualidade). O show foi gravado este ano, em Budapeste, durante a turnê européia de seu último disco, "To Watch the Storms", mas também contém muita coisa de discos anteriores e algumas canções do Genesis, a exemplo das eternas "Firth of Fifth" e "Los Endos".

    Outro DVD que considero absolutamente imperdível.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Demétrio.
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  10. Progger58

    Progger58 Usuário

    ROGER WATERS - In the Flesh

    Se é que alguém aqui ainda não sabe, Roger Waters foi um dos principais membros do Pink Floyd, tendo deixado a banda em início dos anos 80 (o que acabou motivando uma batalha judicial intensa em torno do direito de propriedade sobre o nome Pink Floyd, batalha esta que acabou perdendo para os membros remanescentes David Gilmour e Nick Mason).

    O dvd In the Flesh é resultado da turnê feita por Waters e sua banda de apoio em 1999, apresentando basicamente repertório dos bons tempos do Pink Floyd (inclusive boa parte do disco Dark Side of the Moon), juntamente com sucessos de sua carreira solo, principalmente do disco Amused to Death.

    No palco, junto com Waters, só músicos de primeira linha realmente: os magníficos guitarristas Snowy White e Doyle Bramhall II, o fantástico Andy Fairweather-Low (que vem fazendo parte da banda de apoio do Eric Clapton há anos), o tecladista/guitarrista John Carin (ironicamente o mesmo que acompanhou o Pink Floyd nas turnês Delicate Sound of Thunder e Pulse), o também tecladista Andy Wallace, o baterista Graham Broad, e as backing vocals Katie Kissoon, Susannah Melvoin e P. P. Arnold.

    São quase 3 horas de música da melhor qualidade, com o seguinte setlist:

    1. In the Flesh
    2. The Happiest Days of Our Lives
    3. Another Brick in the Wall, Pt. 2
    4. Mother
    5. Get Your Filthy Hands Off My Desert
    6. Southampton Dock
    7. Pigs on the Wing, Pt. 1
    8. Dogs
    9. Welcome to the Machine
    10. Wish You Were Here
    11. Shine On You Crazy Diamond (Parts 1-8)
    12. Set the Controls For the Heart of the Sun
    13. Breathe (In the Air)
    14. Time
    15. Money
    16. The Pros and Cons of Hitch Hiking, Pt. 11 (AKA 5:06am Every Stranger's Eye)
    17. Perfect Sense (Parts I and II)
    18. The Bravery of Being Out of Range
    19. It's a Miracle
    20. Amused to Death
    21. Brain Damage
    22. Eclipse
    23. Comfortably Numb
    24. Each Small Candle

    Um dos melhores momentos desse magnífico dvd, pelo menos para mim, foi na execução da música Set the Controls For the Heart of the Sun, onde o guitarrista Snowy White dá um verdadeiro show. Outros momentos memoráveis, dentre os muitos desse excelente dvd, são os das músicas Dogs, It’s a Miracle e Southampton Dock.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Quanto aos aspectos técnicos do DVD: vídeo wide anamórfico e áudio Dolby Digital 5.1 e PCM estéreo, de excelente qualidade.

    Este é, sem a menor sombra de dúvida, um dos melhores shows em DVD disponíveis hoje, e definitivamente um must have para todo fã do Pink Floyd.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Demétrio.
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  11. Progger58

    Progger58 Usuário

    LOS LOBOS - Live at the Fillmore

    Taí outro DVD que me deixou de queixo caído logo de primeira. Que energia que esses caras têm, do tipo que contagia o ouvinte à primeira audição.

    LOS LOBOS é uma banda americana de Tex-Mex Rock de primeira qualidade, uma mistura fina de rock com ritmos caribenhos feita com tal perfeição que eu nunca tinha ouvido antes de conhecer esta banda. É bem verdade que Lynyrd Skynyrd e The Allman Brothers, por exemplo, também passeiam eventualmente por essas searas, mas eu pessoalmente tenho apreciado Los Lobos bem mais depois que conheci esta banda. Por sinal este grupo já tem 21 anos de carreira, o que também me deixou um pouco surpreso pois eu tinha uma concepção errônea de que a banda fosse bem mais nova.

    Este show só vem a confirmar para mim a idéia que eu tinha dos Los Lobos como uma banda maravilhosamente competente ao vivo. E o show é isso, uma demonstração de muita competência e de uma energia que se traduz no que está escrito na própria capa do DVD: "muy caliente". Um som realmente "apimentado", acho que é por aí mesmo uma forma simples de descrever a música contagiante do Los Lobos.

    A trilha de audio é PCM stereo apenas, mas de uma qualidade tão boa que qualquer processamento dsp irá lhe proporcionar uma experiência surround maravilhosa.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Demétrio.
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  12. Progger58

    Progger58 Usuário

    DAVID GILMOUR - In Concert


    O seminal guitarrista David Gilmour é hoje o líder do Pink Floyd, banda inglesa que tem seu nome registrado definitivamente na história da música como uma das mais inovadoras e criativas já surgidas, com álbuns do quilate de Dark Side of the Moon, Wish You Were Here, Animals, The Wall e tantas outras pérolas progressivas.

    Habituado a concertos gigantescos com sua banda, verdadeiros testamentos de recursos os mais modernos em termos de iluminação, efeitos especiais e uso da eletrônica em prol do espetáculo (que o digam os maravilhosos concertos das turnês de Pulse e Delicate Sound of Thunder, atualmente os mais aguardados DVDs que eu conheço na história da música), Gilmour resolveu inovar e fazer um concerto semi-acústico, num teatro, em 2002, com a utilização de um coro de vozes, violoncelo, baixo acústico, etc., sendo este DVD o resultado de duas noites de espetáculos neste formato inédito para ele (a primeira do Meltdown Concert e a segunda do Royal Festival Hall Concert).

    Junto com o Gilmour (violões, guitarra, vocais), além do referido coro de vozes formado por homens e mulheres, os seguintes músicos: Michael Kamen (piano, clarinete), Neill MacColl (violão, vocais), Chucho Merchan (baixo acústico), Caroline Dale (violoncelo), Nic France (bateria, percussão, efeitos) e Dick Parry (sax). Participações especiais de Richard Wright (tecladista do Floyd), Bob Geldof e Robert Wyatt, como descrito adiante.

    São aproximadamente 2 horas de música da melhor qualidade, numa bonita combinação de faixas lendárias do Pink Floyd, de sua carreira solo, duas do Syd Barrett, uma de Richard Thompson, uma de Bizet e uma música também do Richard Wright (com sua participação ao piano), apresentando o seguinte setlist:

    1. Shine on You Crazy Diamond (Parts 1-5)
    2. Terrapin
    3. Fat Old Sun
    4. Coming Back to Life
    5. High Hopes
    6. Je Crois Entendre Encore
    7. Smile
    8. Wish You Were Here
    9. Comfortably Numb (com participação de Robert Wyatt)
    10. Dimming of the Day
    11. Shine on You Crazy Diamond (Parts 6-8)
    12. A Great Day for Freedom
    13. Hushabye Mountain
    14. Dominoes
    15. Breakthrough (participação do Richard Wright)
    16. Comfortably Numb (com participação de Bob Geldof)​

    O show é fantástico da primeira à última faixa, com especial ênfase para as músicas High Hopes, Je Crois Entendre Encore e Dominoes, momentos realmente sublimes deste excelente DVD. Nunca imaginei que arranjos semi-acústicos e um palco despojado de efeitos especiais pudessem funcionar muito bem com a música do Pink Floyd, mas Gilmour provou, através desse DVD, que ele é realmente “o cara”, que ele é fera, capaz de executar músicas tradicionais do Floyd sem aquele aparato tecnológico todo que estamos acostumados a ver nos shows da banda e ainda assim conseguir um resultado tão bonito, tão extraordinário como o que se vê neste DVD.

    Quanto aos aspectos técnicos do DVD: vídeo wide anamórfico e áudio Dolby Digital 5.1 e PCM estéreo, de excelente qualidade.

    Este é, sem a menor sombra de dúvida, um dos melhores shows hoje disponíveis em DVD e indubitavelmente um must para todo fã do Pink Floyd.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Demétrio.
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  13. Idril

    Idril Usuário

    Queen - Live At Wembley '86

    Sabe aquele DVD de algum show clássico que faz jus a esse título? Isso não é diferente com o grandioso "Live At Wembley", do Queen.

    O ano de 1986 foi uma época muito especial tanto para os fãs quanto para a banda em sí. Foi o último ano em que Roger Taylor, Brian May, John Deacon e Freddie Mercury saíram em turnê; os últimos shows do Queen ainda com Freddie Mercury foram dados em 1986. Por sinal, vários shows dessa epoca foram gravados para serem lançados posteriormente em materias oficiais da banda - dentre os lançados até o momento, temos o CD e o DVD "Live Magic" e este sobre o qual estou escrevendo.

    Voltando ao DVD em questão. O Queen mostrou o potencial que tinham e o patamar ao qual haviam chegado. Foi um show grandioso, cheio de efeitos de iluminação, com todo o jeitão espalhafatoso de Freddie Mercury (e suas roupas bizarras) , o show particular de cada integrante da banda e com direito a desabafo de Freddie em pleno show com relação aos críticos do Queen. Um bom ponto de referência nesse show é a roupa de Freddie: oé o show da famosa jaqueta amarela e aquela pose que o Freddie fez, que deu origem a estátua erguida em Montraux, em homenagem ao cantor, bem como deu origem ao logotipo do Tributo a Freddie Mercury.

    A Playlist é boa, ficou razoavelmente equilibrado entre década de 70 e 80. É o show onde o Queen mais covers fez também. Vale a pena tanto ter o DVD quanto o CD. Confiram a lista de músicas:

    1. One Vision
    2. Tie Your Mother Down
    3. In The Lap Of The Gods
    4. Seven Seas Of Rhye
    5. Tear It Up
    6. A Kind Of Magic
    7. Under Pressure
    8. Another One Bites The Dust
    9. Who Wants To Live Forever
    10. I Want To Break Free
    11. Impromptu
    12. Brighton Rock Solo
    13. Now I´m Here
    14. Love Of My Life
    15. Is This The World We Created
    16. (You´re So Square) Baby I Don´t Care
    17. Hello Mary Lou
    18. Tutti Frutti
    19. Gimme Some Lovin´
    20. Bohemian Rhapsody
    21. Hammer To Fall
    22. Crazy Little Thing Called Love
    23. Big Spender
    24. Radio Ga Ga
    25. We Will Rock You
    26. Friends Will Be Friends
    27. We Are The Champions
    28. God Save The Queen


    NOTA: 4,7/5,0
     

    Arquivos Anexados:

  14. Lady Erunámë

    Lady Erunámë Herenya

    Adorei suas opções aqui descritas, esta tudo be especificado, mas o que mais gostei foi dessa do Queen, vi uma vez na casa de um amigo, e pretendo comprá-lo e dá-lo de presente pra minha mãe, pois sei que irei agradar e muito..
    A propósito, parabéns pelo bom gosto, assim que eu puder colocarei especificamente as características do DVD que eu mais gosto.
     
  15. Progger58

    Progger58 Usuário

    Grupo: YES
    Título: House of Yes: Live from House of Blues (DVD)
    Ano: 1999
    Gênero: Rock Progressivo.

    Músicos:
    - Jon Anderson (vocais, percussão, teclado, harpa)
    - Chris Squire (baixo, gaita de boca, vocal)
    - Steve Howe (guitarras, mandolin, banjo, vocal)
    - Alan White (bateria, percussão, vocal)
    - Igor Khoroshev (teclados, vocal)
    - Billy Sherwood (guitarra, teclados, vocal)

    Faixas:
    1. Yours Is No Disgrace
    2. Time And A Word
    3. Homeworld (The Ladder)
    4. Perpetual Change
    5. Lightning Strikes
    6. The Messenger
    7. Ritual-Nous Sommes Du Soleil
    8. And You And I
    9. It Will Be A Good Day (The River)
    10. Face to Face
    11. Awaken
    12. Your Move – I’ve Seen All Good People
    13. Cinema
    14. Owner of a Lonely Heart
    15. Roundabout

    Informações técnicas:
    - Opções de Áudio: Dolby Digital 5.1 e 2.0 Estéreo
    - Formato de Tela: Fullscreen (tela cheia)
    - Codificação: Codefree (Região 0)
    - Duração total: 112 minutos

    Este DVD é o registro de um dos shows da turnê do disco The Ladder (um dos meus prediletos do Yes), tendo sido gravado na casa de espetáculos House of Blues de Las Vegas, em 1999. Trata-se de um clube pequeno, onde os músicos ficam muito próximos da platéia, permitindo assim uma interação maior entre os músicos e o público, o que se por um lado é bom para o astral de quem está se apresentando, por outro lado às vezes atrapalha um pouco para quem está assistindo ao DVD, na medida em que se escutam aqui e ali alguns gritinhos e falas da platéia em passagens bem suaves de algumas músicas. Nada, entretanto, que comprometa tanto assim a deliciosa experiência de assistir a um magnífico show como este.

    O setlist foi composto de músicas do disco The Ladder mescladas com alguns clássicos do grupo.

    No palco, além das feras de sempre (Steve Howe e Chris Squire com aquela técnica e feeling altamente apurados), dois músicos que eu pessoalmente não tinha ainda tido a oportunidade de ver em ação: o tecladista Igor Khoroshev e o guitarrista Billy Sherwood. E os caras são muito bons, realmente à altura da instituição progressiva a que servem (bandas como Yes, Genesis, Pink Floyd e King Crimson eu as tenho como verdadeiras instituições, de tão importantes que são).

    Para mim, o momento sublime deste show é a belíssima suíte Awaken, com seus delicados toques orientais e toda aquela atmosfera hipnótica que lhe é peculiar. Nesta música o tecladista Igor Khoroshev mostra toda sua competência, enquanto Chris Squire dedilha seu baixo de três braços e Jon Anderson toca uma pequena harpa em um determinado trecho.

    Além de Awake, eu destacaria como pontos altos desse magnífico show as músicas Homeworld e The Messenger (esta última uma deliciosa mistura de neo-reggae com rock onde o Squire novamente arrebenta no baixo), ambas originalmente do disco The Ladder, além dos clássicos And You And I, Your Move / I’ve Seen All Good People e Roundabout.

    Mais um excelente show do Yes, praticamente no mesmo nível do sensacional Symphonic Live. :joinha:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Demétrio.
     
    Última edição: 23 Mar 2006
  16. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Cara, de uns tempos pra cá a gente tem pedido ao pessoal que coloque imagens em anexo, para não prejudicar na hora de carregar a página. :)
     
  17. Progger58

    Progger58 Usuário

    Caro moderador, me desculpe o lapso, é que realmente faz algum tempo que não tenho postado aqui no forum. Já providenciei a adequação dos posts acima às novas diretrizes ora informadas. :joinha:

    Eu perguntaria apenas, colocando-se imagens pequenas haveria algum problema? Ou, como opção também, como se faz para inserir MINIATURAS DO(S) ANEXO(S), como fez o colega Idril? :think:

    Saudações,
    Demétrio.
     
  18. Idril

    Idril Usuário

    Nah, anexa independente do tamanho. Fica melhor não só pela questão "nossa, a minha internet é lenta e o cara postou imagens grandes e pesadas", mas pelo fato de que como anexas, é certeza de que depois de um booooom tempo ainda teremos essas imagens disponíveis para serem vistas (em suma, é pra evitar a quebra de imagem, quebra de link, etc). =]

    Ah, e quando você anexar imagens, elas ficam assim, em miniaturas. :wink:
     
  19. ?

    ? Banned

    O House of Yes realmente é excelente, mas falta algumas músicas que na minha opinião não poderiam faltar, como Close to the Edge e Starship Trooper.
     
  20. Progger58

    Progger58 Usuário

    Isso é verdade, mas também temos que considerar que seria difícil para a banda incluir o melhor de sua prolífica carreira num setlist que, como sabemos, fazia parte da tour do disco The Ladder. Ou seja, temos também que compreender que eles precisavam mostrar músicas do disco que tinham acabado de lançar, não é mesmo? :joinha:

    Demétrio.
     

Compartilhar