1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Dúvidas Teoricas e Práticas sobre Guitarra e Violão

Tópico em 'Música' iniciado por Maldito`Tuelho, 22 Abr 2003.

  1. Maldito`Tuelho

    Maldito`Tuelho Usuário

    Tá, sem instrumentos, agora só duvidas, nada de equipamento ou esse tipo de coisa, só sobre teoria e prática musical mesmo. Quem tiver alguma ai poste. Só que não venha nenhum moderador que acordou com as guampa torta fechar o tópico pq já tem algum sobre instrumento, aqui o propósito é outro.
     
  2. 1º Aula =Bem... eu tenho uma... a guitarra é um instrumento de cordas... possui 6 cordas Mi, lá ré, sol, si, mi.
     
  3. 2º Aula = O Som é representado pelas notas Musicais Dó, Ré,Mí, Fá, Sol, Lá, Si
    3ª aula = Musica é a Arte de Combinar Sons
    4ªAula =As Notas são representadas por C(dó),D(ré),E(mi),F(Fá),G(Sol),A(lá),B(si)
    5ª Aula= Os Acordem podem ser maiores e menores ex.: C- (é um dó menor)

    Creio q com essas 5 lições rapida de facil aprendizado, vc possa ter um pouco de noção sobre a teoria da guitarra, mas ainda tem um longo caminho pela frente, o resto da lições vc pode obter no livro q eu escrevi "Toque guitarra em 5.632 lições rapidas e de facil aprendizado" satisfação garantida ou mandamos para vc esse outro exemplar "Se vc não obteve aproveitando do primeiro volume e não aprendeu absolutamente nada com 5.632 lições, aqui estão mais 5.632 lições rapidas e de facil aprendizado revisadas" Ligue Agora,e reserve logo o seu....
     
  4. NeoDeSampa

    NeoDeSampa Usuário

    ISSO SERVE TB PRA VIOLÃO??

    pelo menos agora eu sei essa aprte..maiis qualseria a corda C, D, E, F, G, A, B

    ??aih eu jah posso ir treinado isso
     
  5. Rustu Pai

    Rustu Pai Usuário

    Sim, serve p/ violão. Violão e guitarra tem a mesma teoria de aprendizado.
    Agora as relações das cordas :
    No violão e na guitarra, as cordas são contadas de baixo p/ cima ( da aguda
    p/ a mais grave)
    A primeira corda é a
    Mi
    Si
    Sol
    Re
    La
    Mi ( + grave)

    C(dó),D(ré),E(mi),F(Fá),G(Sol),A(lá),B(si)
    Isso a´cima são cifras, + usadas p/ acordes
     
  6. Ruby Moon £

    Ruby Moon £ Usuário

    Mais umas aulinhas, essas sobre teoria musical:

    Acidentes na pauta:
    Pelo nome você já pensa "nossa, que bicho é esse?". Mas isso aqui não é nada mais do que uma variação numa nota.
    Todo mundo sabe que existem 7 notas fundamentais: C(dó), D(ré), E(mi), F(Fá), G(Sol), A(lá) e B(si). Mas não são só esses sons que existem!
    Cada nota ou tom pode ser subdividido em semi-tons.

    Um semi-tom acima é um sustenido, indicado pelo símbolo #.
    Um semi-tom abaixo é um bemol, indicado pelo símbolo b.
    Um tom acima é indicado pelo dobrado sustenido(não achei o símbolo nos caracteres, fica pra próxima!)
    Um tom abaixo é indicado pelo dobrado bemol: bb
    O bequadro(fico de novo devendo o símbolo) torna a nota natural, sem nenhuma modificação(pra que serve isso? futuramente eu explico!)

    As indicações devem ser escritas depois da nota em caso de acorde(Exemplo: Bb(Si Bemol))e antes da nota na pauta.

    Formação de Acordes:
    Um acorde é formado por, no mínimo, 3 notas. Os acordes maiores são formados pela nota que ele diz, mais a 3a e a 5a nota subseqüentes na escala.

    Exemplos:
    O acorde C(Dó Maior) é formado pelas notas:
    C(Dó)
    E(Mi)
    G(Sol)

    O acorde G(Sol Maior) é formado por:
    G(Sol)
    B(Si)
    D(Ré)

    E isso vale pra qualquer instrumento.

    Os acordes menores são formados pela mesma base, com a diferença de que, no lugar da 3a nota você coloca uma 3m(terça menor), ou seja, diminua em meio tom a 3a do acorde maior e você terá o acorde menor!

    Exemplos:

    Cm(Dó Menor):
    C(Dó)
    Eb(Mi Bemol)
    G(Sol)

    Gm(Sol Menor):
    G(Sol)
    Bb(Si Bemol)
    D(Ré)

    É isso. Outro dia eu falo sobre os acordes com 7a! :wink:
     
  7. Maldito`Tuelho

    Maldito`Tuelho Usuário

    Bah não era bem por ai. Não é pra criar um "guia pratico" é só pra quem tem duvidas sobre escalas, acordes e o que for terem um lugar ai pra sanar as duvidas... =P
     
  8. Rustu Pai

    Rustu Pai Usuário

    Po, mais esse "guia pratico ta bom". Aposto que ta ajudando uma pa de gente ( eu ja sabia :roll:)
    Continue :wink:
     
  9. Fëaruin Alcarintur ¥

    Fëaruin Alcarintur ¥ Alto-rei de Alcarost

    Eu também não acho que ficar postando um "mini-curso virtual" vá ser de muita valia. Não adianta, é meio complicado de explicar por aqui, sem falar que facilita demais quando alguém te explica pessoalmente, te mostrando como é que funciona a coisa. É por isso que o autodidatismo é complicado.

    Mas então, já que indo por aqui, vou passar a classificação de intervalos; quem quer aprender música mesmo, essa teoria básica é vital para entendimento de acordes, escalas e principalmente arpejos.

    Intervalos:

    Intervalo é a distância (ou melhor, a diferença de altura) entre dois sons, medida em tons. Os Intervalos podem ser qualificados em: Maiores, Menores, Justos, Aumentados, Diminutos, Mais que Aumentados (ou Superaumentados) e Mais que Diminutos (ou Superdiminutos).
    A classificação de Intervalos é feita entre a Tônica (chamada muitas vezes de "Fundamental") de uma escala e seus demais graus; ou seja, do I ao VIII grau da escala. Detalhe: Os Intervalos chamados "Justos" são muitas vezes denominados "Puros" ou "Perfeitos".

    O Intervalo recebe o nome de acordo com o número de notas musicais existente no mesmo, entre o som inferior (incluindo-o) e o som superior (também incluindo-o). Exemplificando: considerando o Dó e o imediato Ré ascendente, teremos um intervalo de 2a (Segunda), isto é, Dó - Ré (duas notas), ou então: considerando-se o Fá e o Mi imediato ascendente, teremos um intervalo de 7a (Sétima), isto é, Fá - Sol - Lá - Si - Dó - Ré - Mi (sete notas). Desta maneira, então, dá-se a Classificação dos Intervalos, Segunda, Terça, Quarta, Quinta, Sexta, Sétima e Oitava.

    Existe um classificação de intervalos de acordo com a textura musical, ou seja:
    - Intervalo Melódico: formado por duas notas sucessivas, podendo ser ascendente ou descendente. Pode ou não ser formado por um intervalo conjunto (duas notas consecutivas) ou disjunto (duas notas não consecutivas).
    - Intervalo Harmônico: formado por duas notas tocadas simultaneamente.
    - Intervalo Simples: são aqueles contidos dentro de uma oitava.
    - Intervalo Composto: aqueles que ultrapassam uma oitava.

    Qualificação de Intervalos:

    É aqui que se dá nome e função ao intervalo, na realidade; ou seja, aqui que entram as denominações Maior, Menor, Justa, Aumentada e etc...
    Essa Qualificação se dá de acordo com o número de tons e semitons que compõe o intervalo. Basicamente, os intervalos Justos são: 1a (tônica), 4a, 5a e 8a. E os maiores e menores são: 2a, 3a, 6a e 7a.

    Intervalos Justos:
    Uníssono ou 1a Justa: é a repetição da mesma nota.
    4a Justa: formada por 2 tons e 1 semitom.
    5a Justa: formada por 3 tons e 1 semitom.
    8a Justa: formada por 5 tons e 2 semitons.

    Intervalos Maiores e Menores:
    2a Maior: 1 tom
    2a Menor: 1 semitom
    3a Maior: 2 tons
    3a Menor: 1 tom e 1 semitom
    6a Maior: 4 tons e 1 semitom
    6a Menor: 3 tons e 2 semitons
    7a Maior: 5 tons e 1 semitom
    7a Menor: 4 tons e 2 semitons

    Intervalos Aumentados:
    É muito simples; quando você tem um intervalo Justo ou Maior, é só aumentar meio tom (ou seja, 1 semitom) que você tem o Intervalo Aumentado.

    Intervalo Diminuto:
    Também muito simples, só que, aqui, você diminui 1 semitom nos intervalos Justos ou Menores.

    Os intervalos Mais Que Aumentados ou Mais que Diminutos funcionam de forma semelhante; para o Mais Que Aumentado, é só aumentar em 1 semitom o Intervalo Aumentado; no Mais Que Diminuto, é só reduzir 1 semitom do intervalo Diminuto.

    Bom, pra ajudar vou tentar fazer um esqueminha aqui, dos graus, da classificação e quantos tons passam; pode ficar meio torto, mas sei lá, vamos ver...

    Grau I---------II--------III-------IV--------V---------VI---------VII--------VIII
    Tônica -2aMaior -3aMaior -4aJusta -5aJusta- 6aMaior -7aMaior- 8aJusta
    P |_1 tom_| .
    a |____2 tons_____| .
    s |____2,5 tons___________| .
    s |____3,5 tons__________________| .
    a |____4,5 tons__________________________| .
    g |____5,5 tons__________________________________| .
    e |____6 tons (5 tons e 2 semitons)_________________________|
    m

    Intervalos Maiores e Menores

    +qdim-------dim----------menor-------Maior---------Aum------+q Aum
    |_-,05tom__|__-0,5tom_|_-0,5tom__|_+0,5tom__|_+0,5tom_|

    Intervalos Justos

    +qdim-------dim----------Justa----------Aum-------+q Aum
    |_-,05tom__|__-0,5tom_|_+0,5tom__|_+0,5tom_|


    Bah, agora chega, não aguento mais escrever. 8-)
    Lembrando que isso aí é MUITO importante. :think:
     

Compartilhar