1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Dreamgirls - Em Busca de um Sonho (Dreamgirls, 2006)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Tisf, 5 Ago 2006.

  1. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Dreamgirls - Em Busca de um Sonho


    Direção: Bill Condon

    Elenco: Beyoncé Knowles; Jamie Foxx; Eddie Murphy; Anika Noni Rose; Danny Glover; etc

    Sinopse (Cinema em Cena): Nos anos 60, um trio de cantoras negras sai do gueto para o topo das paradas, tornando-se mais populares que a maioria dos artistas brancos da época. Inspirado na história de Diana Ross e as Supremes.

    Terceiro filme do Bill Condon que eu abro tópico :lol: Ele também é o roteirista de Chicago e contará com grande parte da equipe do filme neste aqui.

    O filme tem estréia prevista para 21 de dezembro dos EUA e alguns minutos dele foram apresentados em Cannes este ano.
     
  2. Engethor

    Engethor Son of Jango

    Agora é obrigatório lançar uns musicais no fim do ano para tentar faturar prêmios, não?

    Pelo que me consta, este filme é baseado num musical homônimo da Broadway (por sua vez baseado na realidade etc).

    E a versão nacional tinha que tascar um subtítulo brega, hein? :roll:
     
  3. Gondorian Blade

    Gondorian Blade Usuário

    Comecou a temporada dos possiveis oscarizaveis foi, Tisf???? Dreamgirls, Dalia Negra,etc.

    Pode ate sair alguma coisa boa disso ae. O elenco e legal, so mesmo a beyonce como protagonista e preocupante. Mas o Bill Condon e conhecido por ser bom diretor de atores, quem sabe ele nao consegue tirar suco de pedra? Mas mais do q um bom diretor confio nele e como roteirista. Sao dois estilos BEM diferentes, mas se sair algo no nivel de Kinsey estarei bastante satisfeito. E o teaser, apesar de obvio, tem um clima legal.

    P.S: A porra do meu teclado nao esta digitando acentos nem cedilhas.
     
  4. Deriel

    Deriel Administrador

    Consegui assistir ontem o filme.

    Acho que uma boa dica antes de ver o filme é dar uma lida em algo sobre a
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    que o filme ganha bastante. Talvez seja intuitivo pros americanos que a Deena é a Diana Ross, mas eu não estava familiarizado, então demorou um pouco.

    As cenas musicas são excelentes (vai ganhar tudo) e os coadjuvantes também (vão levar), mas o filme é um tanto desconexo. Mas eu acho que merecia ser indicado a Melhor Filme, seja no lugar de Miss Sunshine, seja no lugar de The Queen (mais neste último).

    E se assistir sem legenda nas músicas, pode afinar o ouvido. As músicas contam a história.
     
  5. Thico

    Thico The Passenger

    A Motown teve coisas bem interessantes, eles fazem citações de artistas da época no filme?
     
  6. Deriel

    Deriel Administrador

    Não diretamente, mas a associação é imediata (como no caso Deena/Diana). Alguns personagens representam mais de um artista como o Eddie Murphy fazendo James Brown/Marvin Gaye
     
  7. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Achei o filme bem fraquinho, salvo uma ou duas sequências. A Jennifer Hudson não é coadjuvante nem aqui nem na China, hein? Fizeram exatamente a mesma coisa com a Catherine Zeta-Jones em Chicago e colocaram ela como coadjuvante pra ter mais chance. Em Dreamgirls fica mais do que evidente essa manipulação.
     
  8. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Estão dizendo que o principal problema do Dreamgirls são as cantorias - a história depende muito delas, mesmo para um musical. E que a forma como foram colocadas, parecem retroceder as inovações no gênero que vieram com filmes como Moulin Rouge.

    De qualquer forma, eu gostei - não que seja "OMG, que filme foda esse", mas não foi ruim. Só acho que esses últimos "grandes" lançamentos estão extremamente insossos.
     
  9. Arandelis

    Arandelis If I can dream

    Eu até que estava gostando do filme... mas sei lá... algumas coisas me incomodaram a ponto de irritar, durante o filme.

    A começar pelo fato de que no meio do filme, quando Deena é posta como primeira voz e a Effie se revolta, parece que o estilo do filme sofre uma reviravolta completa, com cenas inteiras cantadas até por personagens que até então só abriam a boca pra falar.
    Além disso, várias cenas, principalmente a da expulsão de Effie do grupo, pareceram extensas e exageradas. Me deram uma vontade séria de ter um tapa-ouvidos à mão :roll:

    Por essa irregularidade toda eu achei justo eles não terem ganho a indicação a Melhor Filme. A qualidade de A Rainha e de Little Miss Sunshine é muito superior.

    Só não me arrependi de ter comprado o ingresso porque algumas músicas são muito legais. Saí do cinema cantarolando Patience. Tomara que alguma delas ganhe o Oscar de Canção Original. Esse é bem merecido :obiggraz:
     
  10. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Primeira metade: Fraca
    Segunda metade: Ok
    Final: Brega


    Jammie Foxx e Beyonce estão corretos. Eddie Murphy tá fodaço. Jennifer Hudson alterna bons momentos com exageros, tanto atuando quanto cantando. Em vários momentos parecia que ela não tava interpretando, e sim sendo uma negona enfezada que sabe gritar afinado. Não merecia o Oscar, IMO, mas os momentos bons dela fazem o saldo ser positivo.

    As músicas são meia boca, salvo uma ou outra. Mas nem mesmo essas melhores empolgam ou ficam na cabeça, um crime prum musical.


    A questão também nem é ser um formato antiquado pra musical, porque não é. Soa como um retrocesso em relação à Chicago e principalmente à Moulin Rouge, mas o problema do filme não é exatamente esse. Os musicais antigos não eram exatamente assim. Eram mais bem conduzidos. A cantoria, mesmo quando exagerada, tava num contexto.

    O que soou estranho em Dreamgirls é que a história é um fiapo, um nada, e aí usaram as músicas pra tapar buraco. Poderiam ter desenvolvido a história para ela não ser esse nada, mas preferiram a gritaria da Hudson e o traseiro da Beyonce (essa segunda escolha eu considero bem acertada).

    Enfim, de positivo tb tem a ambientação da época, foi bem foda.


    Hmmmm... 59.
     
  11. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Poisé, é um baita ponto negativo. Moulin Rouge tinha o ponto favorável de serem músicas conhecidas, então se eu canto Elephant Love Medley até hoje, é mais porque lembro dos pedacinhos de cada música hehe. Mas Chicago... poutz, as músicas são ótimas. Eu terminei o filme com algumas canções irremediavelmente grudadas na cabeça.

    Já no caso do Dreamgirls... nada.
     
  12. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Pra não dizer que não fiquei com nenhuma, fiquei com aquela que a Jennifer Hudson canta com todos quando ela é abandonada. Achei legalzinha essa sequência e ela gritou tanto e se esforçou tanto que vai ser difícil eu esquecer :lol:
     
  13. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Ah, é e tem mais isso aqui que a Arandelis comentou:

    Foi meio bizonho quando alguns personagens começaram a cantar. Na verdade, eu acho que o maior problema é que não houve uma fluidez entre o que estava sendo dito e o que estava sendo cantado.

    Tomando Chicago novamente como exemplo: havia sempre uma conexão, algo que ligava a música às falas, isso desde o início. Não era simplesmente um "Ok, aqui é o ponto que paramos de falar e cantamos". :eek:
     
  14. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Putz queria ter visto isso.
     

Compartilhar