1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Dos dragões e sua criação

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Peregrino, 2 Set 2004.

  1. Peregrino

    Peregrino Estrela de Valinor

    É sabido que Melkor não poderia criar algo por si só que tivesse vontade própria ou fëa, e nos últimos anos de seu poder como o Morgoth, provavelmente sequer seria capaz de criar alguma coisa já que tinha dissipado grande parte de seu poder na desfiguração de Arda para corromper sua matéria e instilar no hröa de todas as criaturas um pouco de sua malícia, ato em que ele obteve sucesso, tornando assim Arda seu “Anel”, mas que também causou-lhe o aprisionamento de seu fëa em um hröa mortal, tornando-o assim um Encarnado, de grande poder, conhecimento e astúcia, mas “mortal fisicamente”, já que não poderia mais desencarnar sem que fosse pelo ato da morte física, causando assim um grande trauma em seu fëa.

    Sendo assim, qualquer criatura advinda dele seria um fantoche, um brinquedo que perderia (ou sequer teria) qualquer consciência de “ser” ou “querer”* com a partida de seu mestre para o Vazio, do qual só deverá retornar para a Dagor Dagorath, e se sacrificaria por seu mestre ou por vontade deste sem ponderar o por quê do desejo deste, se rebelar, ou criticar, e provavelmente acabariam se extinguindo com o passar dos anos ou assassinados por elfos e homens quando estivessem vagando como “cascas vazias” pela Terra – Média, pois eram apenas objeto da vontade dele, não contendo assim vontade própria.

    * No caso dos anões de Aulë como é de conhecimento geral e publicado em O Silmarillion, após o arrependimento do Vala, Eru apiedou-se de sua cria concedendo-lhes um fëar e, não se sabe ao certo, um espaço na “música”.

    Logo chego a dúvida como ela se expressa: O que são e como foram criados os Dragões? Tinham eles fëar?

    Eles (os dragões) sobreviveram a Guerra da Ira, onde Melkor Morgoth foi aprisionado e levado a Aman onde foi julgado por Námo e em seguida teve seu corpo executado e seu espírito colocado para fora das fronteiras de Eä, e tiveram perspicácia suficiente para fugir da fúria dos Valar e se refugiarem na escuridão da Terra Média, como alguns outros servos de Melkor também o fizeram (os orcs e pelo menos um balrog), onde continuaram a cometer atos funestos e maliciosos aos habitantes desta, e tudo isso seguindo a sua vontade, sem instigação direta de um mestre ou em nome dele, sendo assim teriam eles um fëa? Provavelmente sim, um fëa corrompido e decaído, realmente malicioso e irrecuperável, mas um fëa como qualquer criatura livre e pensante (até mesmo os orcs) têm. A capacidade da fala (outra característica de inteligência) e do pensamento independente pode ser vista em Smaug (se usarmos este como exemplo), que age maliciosamente em proveito próprio, não em nome de Melkor, ou de qualquer servo deste ( nem mesmo de Sauron que tinha na época o poder de Dol Guldur).

    De que origem seriam então os fëar do dragões?

    De origem quendi não é provável pois apesar dos dragões serem aparentemente “imortais” (assim como os quendi), não vejo possibilidade de Melkor ter desfigurado e corrompido tanto seus hröar ao ponto de fazê-los medir seis metros de comprimento e terem aparência reptilesca, nem que ele tenha o poder de “capturar os fëar (por mais maliciosos que fossem) dos mesmos e criar *hröar de tamanha deformidade, aprisionando-os à eles.

    * Apenas Manwë, sob ordem de Eru poderia criar novos hröar para elfos mortos, e isso por quê os fëar dos eldar estavam “aprisionados” ao destino de Arda, e ainda assim após serem julgados e purificados em Mandos, e o Manwë poderia negar o retorno do fëa à Arda caso esse fosse de macula e de malícia irremediáveis.

    Sendo assim seriam os fëar dos dragões de origem maiar, daqueles que ele conseguiu corromper, talvez da mesma ordem que os balrogs ou pouco abaixo dela, já que Glaurung demonstrava grande sapiência e poder, tendo mesmo enfeitiçado Turin Turambar apenas com o olhar e “apagado” as memórias de sua irmã, com sua vontade (pois Morgoth não teve influência sobre esses atos de Glaurung, e sua decisão de fazê-los)? Acredito que sim. Os dragões seriam maiar de Melkor tão corrompidos por este mesmo que teriam perdido assim toda sua natureza “angelical” (e talvez a consciência desta com o passar dos anos e séculos) e aceitado assumir a sua forma deformada em mais um escárnio de Morgoth contra as criaturas de Eru e seus filhos , transformando-se em alguns dos seus mais temidos servos, que atormentariam a Terra Média por ainda mais milhares de anos antes de sua extinção.

    Mods e adms, me desculpem se já tem algum tpc sobre isso, mas é que eu não achei, fui em pesquisar e coloquei "dragões", e apareceram 554 tpc mas nas primeiras pags. não tinha nada específico, logo deve ser antigo e então resolvi postar outra vez :mrgreen: .
     
  2. Proview

    Proview Go

    Bem os Dragões são serem bem complicados mesmo.
    Eles foram deturpações de grandes lagartos, logo obra de Melkor. Mas sabe-se que nem Melkor nem Vala algum pode dar fëa para suas criações.

    O que se supõe é que Melkor forneceu uma parte de seu próprio fëa para que os Dragões (inicialmente, apenas Glaurung) pudessem agir como se tivessem livre-arbítrio (o que de fato têm ou parecem ter). Isso explicaria também o fato dos Dragões serem obrigatoriamente maus (mesmo tendo "poder de decisão"), pois o fëa de Melkor havia se tornado essencialmente mau.

    O problema maior seria como esse fëa morgothiano seria passado através das geraçõs de Dragões. Como isso ocorre eu não sei, então fica essa dúvida aí!

    Espero ter ajudado.
     
  3. Minduim

    Minduim Suburban Kid w/ Biblical Name

    Acho que é pouco diferente Proview. Acho que, no caso dos dragões, o que ocorria era que eles tinham certa autonomia, porém, não tinham livre-arbítrio, não como os Orcs por exemplo. Eles eram, digamos assim, pré-programados eu acho; sim, claro, havia essência de Morgoth neles, e ele pode ter-lhes dado alguma inteligência. em síntese: Morgoth corrompe os lagartos e lhes dá alguma inteligência, o suficiente para serem auto-suficientes, porém esses lagartos ainda estão sob o comando de Morgoth, porque sua natureza é genuinamente Morgothiana.
     
  4. Peregrino

    Peregrino Estrela de Valinor

    Ok, mas se eles tivessem apenas a vontade de Melkor como princípio ativo, então quando Melkor foi expulso de Arda e desviado o pensamento deles diretamente, eles teriam que ter parado, assim por dizer, de pensar por si mesmo.
     
  5. Elrond Meio-Elfo

    Elrond Meio-Elfo Usuário

    Realmente. Morgoth não podia controlar eles do Vazio. É mais fácil e simples pensar que eles eram uma amostra da personalidade de Morgoth. Que ele fez algo realmente único, dividiu a sua própria mente.
     
  6. Minduim

    Minduim Suburban Kid w/ Biblical Name

    Sim, claro, mas não se pode esquecer que Morgoth impregnou a própria Arda com um pouco de sí mesmo. Daí poderia vir a vontade que movia os dragões. Claro que esse elemento Morgoth não podia ordenar os dragões diretamente, msa os instigava a fazer suas maldades pelo mundo. Quando e como elas seriam feitas, isso eram os próprios dragões quem decidiam, através de sua inteligência.
     
  7. Peregrino

    Peregrino Estrela de Valinor

    Assim como ele instigava a qq um em arda a ter um lado mal, pq o elemento Morgoth está no hröa de Arda, tb instigava homens maus e orcs a fazerem maldades mas não controlava diretamente a vontade dos dragões como tem que ser feito com criaturas sem fëa.
     

Compartilhar